pict_20070313pht04107As disparidades salariais entre homens e mulheres continuam a variar entre 4% (em Malta) e mais de 25% (na Alemanha) nos estados-membros da Comunidade Européia. Nesse contexto, o Parlamento Europeu solicitou esta terça-feira formalmente à Comissão Europeia o início da revisão da legislação que incentive a igualdade da remuneração.

Para Portugal são citados valores de 2005, dando conta que os homens ganham em média quase 20% mais do que as mulheres.

Um relatório, da autoria da eurodeputada eslovena do Partido Popular, Edit Bauer, aprovado pelos deputados do PE refere que a persistência das disparidades “indicam progressos assaz lentos” (de 17%, em 1995, para 15%, em 2005), “apesar do significativo acervo legislativo em vigor há mais de 30 anos, das medidas adoptadas e dos recursos gastos para as reduzir”.

A eurodeputada diz ainda que, “contas feitas, uma mulher tem de trabalhar até 22 de Fevereiro do ano seguinte (ou seja, 418 dias de calendário) para ganhar o mesmo que um homem num ano”.

Fonte: http://jn.sapo.pt/

Anúncios