lauzan_14042008_1Conclui em Roma o fórum católico-muçulmano

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 6 de novembro de 2008 (ZENIT.org).- Ao concluir hoje, em Roma, o primeiro Fórum Católico-Muçulmano, os representantes de ambas as religiões divulgaram um comunicado no qual mostram seu apoio comum à dignidade e aos direitos da pessoa. Em sua redação participaram 24 expoentes e 5 conselheiros de cada religião. O tema do seminário foi «Amor a Deus, amor ao próximo».

O comunicado apresenta em 15 pontos as várias afirmações comuns quanto ao respeito devido à pessoa, tanto homem como mulher, independentemente de suas crenças. Também afirma o respeito aos direitos das minorias e à liberdade de consciência.

O fórum, que pela primeira vez reúne representantes islâmicos das diferentes correntes – xiitas, sunitas e outros – do mundo inteiro, constitui uma iniciativa do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso e de representantes dos 138 líderes muçulmanos que escreveram uma carta aberta ao Papa e aos líderes religiosos cristãos com o título «Uma Palavra Comum» (http://www.acommonword.com).

No primeiro ponto, o comunicado mostra como a concepção de um Deus fonte de amor é compartilhada por ambas as religiões. Para os cristãos, esse amor se mostra em Cristo e é inseparável do amor ao próximo. Para os muçulmanos, o amor é um «poder eterno transcendente que dirige e transforma o respeito mútuo» e emana de Deus.

Como conseqüência, ambos proclamam que a vida humana «é o presente mais belo de Deus a cada pessoa», que deve ser «conservado e honrado em todas as suas etapas». Insistem em que é necessário reconhecer a igual dignidade de homens e mulheres.

Além disso, defendem “o direito de indivíduos e comunidades de praticar sua religião privada e publicamente», assim como o respeito às minorias religiosas.

Fonte: http://www.zenit.org/