O Bradesco registrou um lucro de R$ 6,015 bilhões entre janeiro e setembro deste ano. No mesmo período de 2007, o lucro do banco foi de R$ 5,817 bilhões. O crescimento no período foi de 3,40%. No trimestre passado (julho a setembro), no entanto, o lucro do banco foi de R$ 1,910 bilhões, 4,59% abaixo dos R$ 2,002 bilhões no segundo trimestre deste ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira.

Com ajustes após despesas extraordinárias, o lucro do banco de janeiro a setembro ficou em R$ 5,819 bilhões, contra R$ 5,356 bilhões no mesmo trimestre do ano passado, na mesma comparação.

O patrimônio líquido do Bradesco somou R$ 34,168 bilhões entre janeiro e setembro, um acréscimo de 17% em relação ao mesmo período de 2007.

O saldo da carteira de crédito do Bradesco para pessoas físicas cresceu 6,3% no trimestre e 29,3% nos últimos doze meses. Os principais produtos responsáveis pela evolução do saldo da carteira no trimestre foram o leasing de veículos, crédito rural e financiamento imobiliário, enquanto nos últimos doze meses, segundo o banco, os destaques foram os produtos direcionados ao financiamento de bens de consumo e crédito rural.

A expansão do crédito concedido a empresas foi de 9,5% no trimestre e de 44,5% nos últimos 12 meses. Os principais produtos responsáveis pelo crescimento do saldo da carteira no trimestre, foram: capital de giro, repasse BNDES e operações no exterior. Nos últimos 12 meses os destaques foram: capital de giro, leasing de veículos e financiamento à exportação.

No trimestre, o índice de inadimplência total apresentou estabilidade, apesar do ligeiro crescimento nas micro, pequenas e médias empresas, principalmente na modalidade de capital de giro. Em relação aos últimos 12 meses o índice total apresentou queda devido à redução no índice de inadimplência nas pessoas jurídicas.

Fonte: Folha On LIne

Anúncios