Somente este ano, mais de 1.500 jovens de Fortaleza foram capacitados em cursos oferecidos gratuitamente

A Universidade de Fortaleza (Unifor) realizou ontem, no Teatro Celina Queiroz, a solenidade de entrega dos certificados de cursos profissionalizantes gratuitos a cerca de 270 alunos. Somente este ano, o Centro de Formação Profissional da Unifor já capacitou 1.500 estudantes de baixa renda para o mercado de trabalho no Ceará.

Os jovens alunos receberam certificados dos cursos de Administração Financeira, Gerência de Vendas, Formação de Garçom, Noções Básicas de Linguagem e Surdez – Libras, Capacitação Básica de Informática, Manutenção de Computadores, Noções Básicas para o Serviço de Portaria e Higienização, Seleção, Manipulação e Preparo de Alimentos.

O vice-reitor de Extensão e Comunidade da Unifor, professor Randal Martins Pompeu, explica que esses cursos fazem parte dos compromissos sociais da Universidade. Eles, afirma, oferecem qualificação profissional e possibilidade de emprego e renda para muitos jovens de Fortaleza.

Segundo Pompeu, desde 2002, esses cursos são ofertados gratuitamente pela Universidade. Inicialmente, eram voltados para a comunidade do Dendê, mas com o aumento da procura, foram abertos à população em geral. “Só no Dendê, mais de cinco mil alunos foram capacitados”. Este ano, foram mais de 40 cursos ofertados para cerca de 1.500 jovens que já foram capacitados.

“O meu desejo é que vocês não se acomodem e continuem estudando. O diploma na mão não é suficiente, pois o mercado de trabalho exige constantemente capacitação e renovação dos conhecimentos”, disse o professor Randal Pompeu aos concludentes.

Já o chefe da divisão de Responsabilidade Social da Unifor, Rogério de Barros, assegurou que a disponibilização desses cursos gratuitos para a comunidade justifica a veia social que a Universidade tem desde a sua implantação.

Rogério de Barros destacou o exemplo de Diana Castelo Branco, que foi uma dessas jovens que fez o curso básico de Informática e que, a partir dele, conseguiu emprego, se formou em Informática pela Unifor e hoje é professora da própria Universidade.

Fonte: Diário do Nordeste

Postado por Erismar Carvalho, às 18h19.

Anúncios