Foi iniciado nesta quinta-feira (25/09) a Campanha Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos. A idéia é aumentar o número de transplantes no País, especialmente de coração e pulmão. De acordo com o diretor de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame, o Brasil tem condições de aumentar o número de transplantes realizados, mas, para isso, precisa que o número de doações de órgãos seja maior.

Alberto Beltrame antecipa que, no lançamento da campanha, previsto para a tarde de hoje, o Ministério da Saúde vai apresentar um conjunto de medidas para aprimorar o sistema de doações de órgãos. Entre as mudanças, estão o reajuste dos valores pagos às equipes de transplantes dos hospitais, além de um aperfeiçoamento do controle da lista das pessoas que esperam por um transplante.

No Piauí, segundo a Central de Transplantes até o ano de 2005 foram realizados 106 transplantes no Estado (2 coração – 59 córnea – 45 rim), 2006 foram 75 (39 córnea – 36 rim e nenhum de coração), em 2007 (coração 1 – córnea 51 – 37 rim) e em 2008 foram 40 transplantes (16 rins – 24 córnea e nenhum de coração). Até o ano de 2007 o Estado tinha realizado 617 transplantes.

Fonte: Portal 180 Graus

Postado por Erismar Carvalho, às 15h34.