Londres (Inglaterra) – Um novo confronto de siglas caracteriza o atual ambiente global, após o acirramento da crise que atingiu as maiores economias do mundo. Enquanto os países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) continuam sendo apontados como condutores do crescimento mundial, o surgimento da expressão Pigs (porcos, em inglês), na Europa, vem cunhar a posição menos favorecida de Portugal, Itália, Grécia e Espanha.

“Bric soa bem, mas Pigs, não”, comparou o vice-presidente sênior do The Economist Group, Daniel Thorniley, durante o evento Emerging Markets Summit 2008, em Londres.

A referência à sigla dos principais emergentes do mundo, criada, em 2001, pelo Goldman Sachs – uma das principais vítima da falência do sistema financeiro dos EUA – faz uma alusão a brick – tijolo em inglês.

Já a sigla Pigs começou a ser usada pela mídia internacional para caracterizar os países europeus que caminham mais firmemente para a recessão.

Ela apareceu pela primeira vez na coluna “Lex” do Financial Times no início do mês, causando protestos do ministro de Economia de Portugal, Manuel Pinho.

Fonte: http://www.monitormercantil.com.br/

Postado por Erismar Carvalho, às 10h26.