O presidente Lula sancionou a Lei n.º 11.789, que cria 3.000 cargos efetivos para a PRF (Polícia Rodoviária Federal), com a exigência de nível superior, e não mais de ensino médio. O texto foi publicado na edição desta terça (23) do Diário Oficial da União.

A lei também concede reajuste salarial a 1,4 milhão de servidores federais — 800 mil civis e 600 mil militares das Forças Armadas.

A exigência de curso superior para ingresso na carreira foi incluída na votação do projeto na Câmara dos Deputados, pelo deputado Geraldo Magela (PT-DF). Segundo a assessoria de comunicação social da PRF, a necessidade da formação superior já era uma demanda da polícia, mas não foi contemplada no projeto enviado ao Congresso pelo Executivo, o que foi alterado pelo deputado e mantido na aprovação do texto pelo Senado.

A lei também mudou as denominações das classes da carreira, que passam a ser: inspetor, agente especial, agente operacional e agente, o primeiro estágio na Polícia, que hoje equivale ao cargo de policial rodoviário federal.

A PRF tem um concurso em andamento, com provas já aplicadas e que seleciona para 340 vagas de policial rodoviário federal, para os Estados de Pará e Mato Grosso. Nessa seleção, ainda exigiu-se dos candidatos apenas o ensino médio.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/

Postado por Erismar Carvalho, às 14h08.

Anúncios