É coisa do DNA tucano, privatista ao extremo! O governador de São Paulo, José Serra (PSDB) quer porque quer vender a Companhia Energética do Estado de São Paulo – CESP. Por isso desmente ter firmado acordo com o governo federal – como noticiado no fim de semana – para não vender a empresa em troca da prorrogação do prazo das concessões, por mais 15 anos, de duas usinas do complexo de energia, as de Jupiá e Ilha Solteira, que vencem em 2015.

Serra está na contramão de todo o mundo que busca controlar a produção de energia e seus recursos naturais de gás e petróleo. Impressionante, mas quer vender a CESP mesmo com a experiência desastrosa pós-privatizações que levou ao apagão de 2001 na área energética, na gestão tucana do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Sem contar que poderia ter presente na memória, também, a quase privatização da Petrobras na era FHC, evitada pela reação unânime no país, e mesmo dentro do PSDB. Até o nome da empresa queriam e ensaiaram trocar, passaria a se chamar Petrobrax, lembram-se? O governador Serra, ao que tudo indica, não se lembra daquela resistência.

Fonte: http://www.zedirceu.com.br/

Postado por Erismar Carvalho, às 12h22.

Anúncios