“Queremos deixar de ser uma federação de bancos para ser uma grande organização”. A frase, proferida pelo presidente da área de investimentos do HSBC, Luís Eduardo Assis, ao jornal Valor Econômico (edição de 4/9), refere-se ao objetivo do banco inglês de integrar suas operações de negócios espalhadas pela América Latina, onde tem uma presença forte. No entanto, mais do que integrar negócios, os trabalhadores esperam que o banco trabalhe também para integrar e igualar os direitos e condições de trabalho dos bancários.

Um crescimento baseado em aquisições, que reuniram um punhado de empresas com culturas diferentes, fez do banco Britânico possuidor de uma rede de 4 mil agências em 14 países da América Latina, operações que já representaram cerca de 10% de seus resultados brutos globais.

O crescimento acelerado da instituição na América Latina ganhou corpo no Brasil com a compra do Bamerindus, nascendo o HSBC Brasil, e depois engordou com a incorporação do CCF, do Lloyds e de parte das operações do Matone. No México, decolou com a compra do Bital e cresceu com as aquisições da Afore Allianz Dresdner, da Allianz Rentas Vitalicias e da financeira Independência.

O crescimento acelerado da instituição na América Latina ganhou corpo no Brasil com a compra do Bamerindus, nascendo o HSBC Brasil, e depois engordou com a incorporação do CCF, do Lloyds e de parte das operações do Matone. O HSBC decolou no México com a compra do Bital e cresceu com as aquisições da Afore Allianz Dresdner, da Allianz Rentas Vitalicias e da financeira Independência. A instituição financeria inglesa também está presente em Argentina, Colômbia, Paraguai, Chile, Costa Rica, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Panamá, Peru, ruguai e Venezuela.

Realidades distintas

Uma das metas do processo de integração é a ampliação da participação da região no lucro bruto global da empresa para 15% em três anos. A receita para isso: “Tecnologia bancária é o nome do jogo. Operar em silos é mais fácil, não exige coordenação”, esclareceu Luis Eduardo Assis.

Matéria completa: http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=14410

Postado por Erismar Carvalho, às 10h14.