Começam amanhã, dia 27, as negociações da campanha salarial de 2008 entre os bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Serão a partir das 10h, no L’Hotel, na alameda Campinas, 266.  A segunda rodada de negociação já está marcada para o dia 2 de setembro, também às 10h. 

“Queremos iniciar o processo negocial estabelecendo um calendário de debate e concluindo as discussões das mesas temáticas do ano passado (saúde e condições de trabalho, igualdade de oportunidades e segurança bancária), que acabaram sendo atropeladas em razão da discussão dos temas econômicos”, afirma Vagner Freitas, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) e coordenador do Comando Nacional dos Bancários.

O Comando Nacional dos Bancários, que reúne quase todas as centrais sindicais com representação na categoria, reúne-se nesta terça-feira 26, na sede da Contraf/CUT, para discutir a estratégia de negociação com a Fenaban.

As principais reivindicações dos bancários na campanha salarial deste ano, aprovadas na 10ª Conferência Nacional, são as seguintes:

● Aumento real de 5%, mais a inflação do período.

● Plano de Cargos e Salários para todos os bancários de todos os bancos.

● Fim das metas abusivas e melhores condições de trabalho.

● Valorização do piso salarial, de modo a equipará-lo ao mínimo do Dieese (hoje de 2.074) até 2010.

● Contratação da remuneração total, o que inclui a parte variável dos salários.

● Aumento da PLR, simplificando a fórmula de distribuição.

● Vale-refeição de R$ 17,50, de forma a compensar a inflação dos alimentos dos últimos 12 meses.

● Cesta-alimentação equivalente ao salário mínimo (R$ 415,00).

● Criação de plano de previdência complementar em todos os bancos.

● Auxílio-educação.

● Contratação de mais bancários e ratificação da convenção 158 da OIT.

● Mais segurança nas agências para bancários e clientes.

 

Fonte: http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=14258

Postado por Erismar Carvalho, às 14h11.