Arquivo da categoria: Saúde e Comportamento

Fiec instala Museu da Indústria em prédio histórico de Fortaleza

Fachada do prédio histórico localizado em frente ao Passeio Público

A porta do casarão aberta para o Centro de Fortaleza abre espaço para a curiosidade. Quem sabe do que se trata pergunta quando é a inauguração; quem não está informado quer saber o que passa a funcionar ali. Fato é que o burburinho no prédio imponente, de dois andares e 2 mil m², na esquina das ruas Dr. João Moreira e Floriano Peixoto, chama atenção. Amanhã – nove anos após o início das obras de restauro – o espaço reabre, dando abrigo ao Museu da Indústria, projeto da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), por meio do Serviço Social da Indústria (Sesi).

 

A edificação data de 1871, em pleno período imperial. Era a sede da Sociedade União Cearense, o primeiro clube social da capital. Localizado em frente ao Passeio Público e avizinhado de prédios históricos como a Santa Casa de Misericórdia e a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, o casarão se incrustou na memória do cearense em diferentes momentos. De acordo com Luis Carlos Sabadia, gestor do Museu da Indústria, o espaço abrigou o Grande Hotel do Norte, no final do século XIX, onde foi instalada a primeira sorveteria do Ceará. Entre 1895 e 1935, abrigou a sede dos Correios, sendo repassado em seguida para The Ceará Tramway Light & Power Co. Ltda., empresa inglesa que controlava os serviços de energia elétrica e bondinhos de Fortaleza.

 

Abandonado, parte da estrutura interna do prédio desabou em 1991. Quatro anos depois, o Governo do Estado concluiu o processo de tombamento, reconhecendo seu valor histórico e arquitetônico. Ainda assim, apenas em 2005 teria início o restauro realizado pela Fiec com apoio de leis de incentivo. Obra concluída, o prédio permaneceu fechado até agora – com um único período aberto, para receber a Casa Cor de 2007 – mostra anual de arquitetura e decoração.

 

Luis Carlos Sabadia explica que o museu reabre sem uma “exposição permanente”. Passam a funcionar três espaços: uma lojinha de suvenires, um restaurante e uma “exposição de longa duração”, retifica. A diferenciação serve a um propósito. De acordo com Patrícia Xavier, coordenadora pedagógica do museu, o equipamento receberá grupos curatoriais que poderão contribuir com a modificação e expansão da mostra.

 

Sabadia apresenta o longo espaço iniciando pelo que chama de “sala de descompressão”, uma série de seis telões em que são exibidos pequenas prévias da linha histórica da indústria. Da descompressão, o guia leva o grupo por um passeio que toma reflexões e memórias afetivas do visitante como ponto de partida. “Cada via que você dobra na linha histórica, você encontra milhões de histórias. Aqui não é um museu do industrial, mas do operário, das plantas industriais, da tecnologia”, ressalta o gestor. Ao final da linha histórica, a exposição chega a um grupo de quatro telões “virados” para o futuro da indústria.

 

SERVIÇO

 

Inauguração do Museu da Indústria

Quando: amanhã, às 19 horas

Onde: Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro

Evento para convidados. Visitação gratuita a partir de sexta-feira, 12 (aberto de terça a sábado, das 9 às 19 horas)

Telefone: 3055 0271

 

(André Bloc, O Povo)

Ranking da Folha aponta UFC como a 13ª melhor universidade do País

De acordo com o Ranking Universitário da Folha (RUF), divulgado pela Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 8, a Universidade Federal do Ceará (UFC) ocupa a 13ª colocação nacional entre as melhores instituições do País e a 2ª melhor do Nordeste, atrás apenas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

A UFC teve o seu melhor resultado no quesito internacionalização ao subir 45 posições, saindo da 50ª colocação para a 5ª. A instituição cearense atingiu nota 3,96, de quatro pontos possíveis na categoria. A internacionalização analisa o número de citações de trabalhos da instituição por grupos internacionais, como indicador de relevância, e a proporção de publicações da universidade em coautoria internacional. No critério inovação, no entanto, a UFC obteve 3,06 pontos dos quatro possíveis. O resultado manteve a instituição na 27ª posição no ranking geral. Em mercado de trabalho, a Universidade passou da 16ª para a 11ª posição, com 17,02 de 18 pontos possíveis. No quesito ensino, a UFC subiu da 27ª para a 21ª posição, com 26,28 pontos de 32 possíveis. No item pesquisa do RUF, a universidade passou da 12ª para a 11ª posição nacional com 37,71 pontos dos 42 pontos possíveis.

O Ranking publicado pela Folha foi divulgado pela primeira vez em 2012. A UFC iniciou o processo de mapeamento na colocação 18 no País. No ano seguinte a instituição subiu duas posições e ocupou o 15° lugar. Veja ranking completo no site da RUF.

(Ceará Agora)

Açaí: o superalimento que normaliza o colesterol, melhora a imunidade e é conhecido como Viagra da Amazônia

O açaí  é riquíssimo em nutrientes e tem grande quantidades de antioxidantes.

É por isso que tem fama mundial de “superalimento”.

Os cientistas descobriram que o açaí é rico em antocianinas, o grupo de substâncias químicas do vinho tinto que reduz o risco de doença cardíaca.

O açaí contém dez vezes mais dessas substâncias que o vinho tinto.

Os nutrientes antioxidantes e regenerativas do açaí mantêm as células funcionando em sua plenitude e retardam o envelhecimento.

As antocianinas e fitoesteróis ajudam a reduzir a erosão da camada protetora da pele e a proteger os tecidos conjuntivos, incluindo o colágeno.

Açaí é rico em vitamina E , que é essencial para a produção de tecidos.

Ele também atua como um adstringente que dá tônus aos tecidos do corpo, incluindo a pele.

Melhoria do sistema imunitário

O açaí ajuda a aumentar as defesas naturais do corpo, reforçando o sistema imunológico.
Pode evitar a oxidação, uma das principais causas da fraqueza do sistema imunológico, e também reduzir a frequência de doenças infecciosas.

Isso evita danos ao DNA, o que reduz os riscos decorrentes de agentes cancerígenos e mutagênicos. 

Recuperação dos músculos 

Açaí é uma mistura de aminoácidos essenciais e oligominerais que são vitais para a força e a recuperação após o esforço atividades. 

Os nutrientes do açaí, incluindo uma grande quantidade de lipídios naturais, fornecem energia e resistência para enfrentar esportes competitivos e as tarefas diárias. 

Açaí e potência sexual

Dois benéficos efeitos da popular da fruta são o aumento de energia e o da resistência.

A fruta contém amplos ácidos graxos (gorduras boas) que metabolizam o colesterol e ajudam o organismo na produção de estrogênio e de testosterona.

É por isso que o açaí é conhecido como o “Viagra da Amazônia”.

Vale muito a pena, portanto, incluir o açaí em sua dieta e na de sua família.

Procure comprá-lo na forma mais natural possível.

Se na sua região não tem a fruta in natura, procure-a sob a forma de polpa congelada e pasteurizada ou sob a forma de pó liofilizado.

 http://www.curapelanatureza.com.br

Confira os mitos e as verdades sobre o uso de suplementos nutricionais

Existem muitas informações de fontes nem sempre confiáveis que geram controvérsias a respeito dos suplementos nutricionais. Tentar esclarecer estas controvérsias sempre com base no que o conhecimento científico proporciona passa a ser uma necessidade. Dentre as várias controvérsias ou mesmo mitos criados sem base científica, podemos abordar:

- Suplementos de proteína causam pedras nos rins: 
Este conceito causa em muitos o receio de consumir proteína. Na verdade, para o suplemento proteico causar ameaça à saúde dos rins, precisaria haver um exagero muito grande no consumo proteico diário. Quando se consome proteína em excesso, aquilo que o organismo não consegue utilizar vai ser eliminado principalmente pelos rins, entretanto a formação de pedras nos rins depende muito mais de outros fatores, principalmente de características genéticas do que do consumo de proteínas.

- Quem tem uma dieta equilibrada não precisa de suplementos: 
Este é um assunto interessante de ser abordado. Em primeiro lugar cabe a pergunta: o que é uma dieta equilibrada? Com certeza é muito difícil saber se a dieta praticada está compatível com a exigência do estilo de vida de cada um. Saber se uma dieta é equilibrada requer um conhecimento específico que nem sempre está ao alcance de todos. Muitas vezes o suplemento pode, sim, ajudar a potencializar resultados de programas de exercícios, mesmo para quem se alimente bem. O uso de determinados nutrientes em momentos especiais, de forma isolada, e na dose adequada com certeza vai contribuir para a obtenção de melhores resultados.

- Idosos e crianças não devem consumir suplementos: 
Este é outro mito sem fundamento. Crianças em fase de crescimento e desenvolvimento podem ter sua dieta ajustada com suplementos nutricionais para atender melhor a determinadas exigências de certas fases da vida. É claro que se torna indispensável uma orientação adequada, entretanto sempre é bom lembrar que os produtos que se costuma usar para “enriquecer” o leite na infância nada mais são que suplementos nutricionais.

Por outro lado, os idosos possuem certas carências que nem sempre os hábitos alimentares atendem. Usar suplementos é uma maneira de ajustar estas necessidades, sempre com a devida orientação. Já foi abordada nesta coluna a importância que o uso de creatina pode ter para indivíduos idosos, com resultados cientificamente comprovados de desacelerar a perda de massa muscular.

A conclusão é que os suplementos são alimentos isolados que podem trazer benefícios se seu consumo for devidamente orientado e com base em informações científicas.

Via Turibio Torres http://globoesporte.globo.com

Para entender a montagem da Veja

Sobre a posição atual dos grupos de mídia

A atuação da mídia como partido foi liderada pelo falecido Roberto Civita, do grupo Abril, inspirado no modelo de atuação de Rupert Murdock nos Estados Unidos.

Sentindo o fim do monopólio virtual do mercado de opinião, com o avanço da Internet, Murdock montou uma frente política com os demais grupos de midia para eleger o seu presidente. Buscou na ultra-direita a retórica mais virulenta, inaugurou os ataques pessoais a políticos e jornalistas “inimigos”, inundou o país de boatos e injúrias da pior espécie, disseminando-as pelas redes sociais. E valeu-se de todos os recursos dos grupos de mídia – dramatização da notícia, demonização do inimigo, aceno com o fim dos tempos – para emplacar seu candidato.

Perdeu e a primeira atitude de Barack Obama, eleito, foi convidar os presidentes da Apple, Google e Facebook para visitá-lo na Casa Branca.

Foi a marca das eleições brasileiras de 2006 e, especialmente, de 2010.

O padrão é cansativo, de tão previsível.

Veja saia na frente com seus factoides e o grupo repercutia em seguida. O fórum de orquestração se dava no Instituto Millenium. A um mês das eleições, aumentava-se a dose e tentava-se a bala de prata.

A morte de Civita acelerou o processo de perda de rumo dos grupos de mídia  Pagou-se um preço caro com a orquestração contra a Copa do Mundo, que marcou o fundo do poço da credibilidade da mídia.

Sem a antiga orquestração, os jornalões passaram a agir com o fígado, sem obedecer a uma estratégia concatenada.

De um lado, perceberam que precisariam recuperar credibilidade para dar eficácia às rodadas de ataque que antecederiam as eleições. Aí um jornal levanta o caso do aeroporto de Aécio, os outros vão atrás, na crença de um escândalo menor legitimando os escândalos maiores contra o PT. De repente, o tema sai do controle, e Aécio se queima.

Depois, vêem  Marina subindo, e ajudam na ascensão.

No meio do caminho dão-se conta de uma realidade:

1.    Aécio lhes garante a volta ao controle do Estado.

2.    Com Dilma, nada perdem, mas nada ganham. Dilma mantém a cartelização da publicidade  mas não faz negócios.

3.    Marina é uma incógnita. Seu programa aprofunda o conceito de democracia participativa ao mesmo tempo em que ela se curva às pressões de pastores evangélicos – o grupo que mais cresceu na mídia tradicional, enfrentando inclusive o poder da Globo. A política econômica é mercadista mas seus princípios ambientais são contra a economia real. Ora ela diz sim, ora ela diz não.

Sobre o álibi Veja

Em um segundo turno, entre  ela e Dilma, o ódio ao PT fala mais alto. Embora o Estadão avente a hipótese de que Marina seja braço auxiliar de Lula – o que comprova que  os jornalões estão pretendendo tirar da blogosfera até o monopólio das teorias conspiratórias.

Não mais que de repente, o factoide de Veja traz a esperança de uma respiração boca a boca capaz de ressuscitar a candidatura Aécio,.

O fato em si é simples.

Não se discute a existência do esquema Paulo Roberto Costa. É evidente que controlava uma organização criminosa incrustada na Petrobras e que tinha padrinhos políticos. E é fato que gravou depoimentos, dentro do acordo de delação premiada.

A reportagem da Veja não traz um indício de acesso ao relato. Pode ter enfiado na reportagem o que ela achasse melhor. Ou alguém acredita no respeito da revista pelos fatos?

O que importa é a maneira como os grupos de mídia tratam o escândalo.

Soltam a matéria, dão a repercussão e cobrem as páginas dos jornais com matérias sem fontes, informando que “o comando da campanha de Dilma entrou em pânico”, “o PT vai ter que alterar sua estratégia e parar de falar no pré-sal”, “fontes do Palácio temem que as revelações derrotem Dilma” e coisas do gênero.

Não há menção a nomes e isso lembra em muito a cobertura brasiliense do Planalto no período Geisel. O primeiro time da mídia ouvia Golbery em off. O segundo time, o Sargento Quinsan, personagem folclórico, espécie de ordenança de um dos secretários de Geisel. Na reportagem, tanto um quanto outro era “fonte do Palácio”. Ou não? Aparentemente o fantasma de Quinsan voltou a frequentar o Palácio.

No centro da campanha de Dilma, a capa de Veja foi interpretada como um tiro de festim. E a repercussão da mídia atribuída à falta de experiência política das direções de redação, incapazes de avaliações mais aprofundadas sobre estratégias políticas do noticiário. Não se tem dúvida de que o segundo turno será entre Dilma e Marina.

Se houvesse algum efeito, seria a favor de Dilma. Há 12 anos, os eleitores de Lula e Dilma convivem com denúncias e factoides. Se continuam eleitores, é porque as denúncias não têm mais eficácia.

Já os simpatizantes de Marina, atraídos pela ideia de que ela é diferente, são bombardeados com factoides informando que Marina é igual ao PT.

Provavelmente os leitores aumentarão a convicção de que, com Dilma ou Marina, o jornal será sempre igual.

 
Por  Luis Nassif, via http://jornalggn.com.br

Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil vai decidir entre Marina Silva e pastor Everaldo

A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) está para se decidir entre dar apoio para à candidata Marina Silva (PSB) ou ao Pastor Everaldo (PSC), ambos são membros da Assembleia de Deus.

Em entrevista à Agência Estado, o pastor Lelis Washington Marinhos, presidente da comissão política da CGADB, afirmou que a denominação ainda não decidiu o candidato e que irá conversar com a ex-senadora para poder se posicionar.

“O apoio vai ficar entre esses dois, entre Marina e o Pastor Everaldo, já há esse consenso”, garante. A decisão só não foi tomada porque a liderança da CGADB ainda não conseguiu conversar com Marina Silva depois que ela se tornou a candidata do PSB, com a trágica morte de Eduardo Campos no dia 13 de agosto.

“Alguns posicionamentos dela, a gente gostaria que fossem mais objetivos, mas temos que respeitar a tudo e a todos”, disse o pastor se referindo a temas como casamento gay, aborto e outros.

Antes da morte de Eduardo Campos a CGADB cogitava até mesmo apoiar o candidato Aécio Neves (PSDB), já que em 2010 a convenção apoiou José Serra. Mas diante de dois candidatos evangélicos, algo inédito na política nacional, eles escolherão entre estes.

“Como a igreja tem um projeto que contempla e que dá preferência a evangélicos, não faria sentido apoiar um candidato que não é da igreja”, afirmou o pastor Lelis.

Marina Silva e Everaldo visitam AD Belém em SP

Em 4 de agosto Marina e Eduardo Campos estiveram na sede da Assembleia de Deus Belém em São Paulo para participarem de um encontro com os obreiros e líderes da igreja. Marina Silva – que era vice na chapa do PSB – teve também a oportunidade de falar, mas fez apenas uma ministração deixando que o então candidato à presidência falasse sobre a parte política.

pastor everaldo na ad CGADB vai decidir entre Marina Silva e pastor Everaldo

Com sua Bíblia nas mãos, ela recebeu a oportunidade de falar com os presentes do pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB. Na ocasião ela falou sobre sua conversão aos 37 anos de idade e pregou sobre o texto de Mateus 27:11.

O pastor Everaldo Pereira também esteve na AD Belém no evento e falou aos presentes minutos antes da chegada de Marina e Eduardo Campos.

No dia 3 de setembro o candidato do PSC participou de um encontro da CGADB, dessa vez na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, durante a 4ª Escola Bíblica Nacional (EBN) de Obreiros. Apesar de ter a oportunidade de falar, o blog do pastor José Wellington deixou claro que a presença de Everaldo não significa que a igreja já definiu seu candidato.

Via http://noticias.gospelprime.com.br/cgadb-marina-silva-pastor-everaldo/

UFC cria cursos de Engenharia de Minas e Gestão de Políticas Públicas

A Universidade Federal do Ceará (UFC) divulgou a criação de 2 cursos de graduação: Engenharia de Minas e Gestão de Políticas Públicas.

Gestão de Políticas Públicas começará a funcionar a partir de 2015, com 50 vagas anuais e a duração de 8 semestres. O curso, que irá integrar o Centro de Ciências Agrárias (CCA), em Fortaleza, será criado com a intenção de “qualificar profissionais para o setor público, contribuindo para a promoção da cidadania”. 

O profissional formado em Gestão de Políticas Públicas poderá atuar em entidades públicas e associações e em funções de relações governamentais e responsabilidade social corporativa, em uma empresa privada. Entre as disciplinas previstas para a graduação, estão “Estado, Governo e Políticas Públicas”, “Políticas Públicas e Meio Ambiente” e “Políticas de Inclusão Social”. Saiba mais sobre o curso.

Já o curso de Engenharia de Minas, com 50 vagas anuais e 10 semestres, irá compor oCampus de Crateús – que começou a funcionar neste 2º semestre de 2014. A instituição tem a expectativa de dar início à primeira turma também em 2015, mas depende do andamento das obras no campus. A UFC tem até novembro deste ano para inscrever o curso no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo a instituição de ensino, o curso “visa atender à demanda de uma das indústrias mais importantes na geração de divisas e no desenvolvimento econômico e social nas regiões onde se instala”.

O profissional poderá planejar e supervisionar a extração de minérios, elaborar planos de desmonte de rochas e implementar projetos de captação de águas subterrâneas. “Sedimentologia e Petrologia Sedimentar”, “Eletrotécnica” e “Topografia” são algumas das disciplinas. Conheça mais sobre o novo curso.

(Diário do Nordeste)

“Marina Silva se rendeu ao mercado”

Dona de belos olhos azuis, madeixas-afro, com um sotaque gaúcho inconfundível, a bela Luciana Genro diz, com exclusividade ao Diário da Manhã, que a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (PSB) rendeu-se ao mercado privado e não representa o novo. Advogada e professora, a candidata do Partido Socialismo e Liberdade (PSol) ao Palácio do Planalto abençoa a proposta de realização de uma Assembleia Nacional Constituinte Exclusiva para aprovar uma Reforma Política com financiamento público de campanhas eleitorais.

Além de aprovar a regulação social da mídia, é, hoje, a única a defender a revisão da Lei de Anistia. Para que as graves violações dos Direitos Humanos ocorridas à época da ditadura civil e militar (1964-1985) não fiquem impunes. A sua referência é a resolução da Corte Interamericana de Direitos Humanos que classifica a tortura crime imprescritível e o desaparecimento forçado, método universalizado no Cone-Sul nas décadas de 1960, 1970 e 1980, crime de sequestro permanente, continuado, não passível de anistia ou perdão.

Filha do atual governador do Rio Grande do Sul que disputa a reeleição com reais chances de vitória, o petista Tarso Genro, considerado o nome mais qualificado e à esquerda do PT Institucional, ela já exerceu os mandatos de deputada estadual e federal, abriu, com Heloísa Helena, a ex-senadora barulhenta da CPMI do mensalão,  escândalo que abalou as hostes petistas no turbulento anos de 2005, uma dissidência no Partido dos Trabalhadores e fundou, em 2014, o PSol, legenda que possui, hoje, três deputados federais e um senador.

História

Integrante da tendência interna Movimento de Esquerda Socialista (Mes), que sofre influências das ideias do revolucionário ucraniano, nascido em 1879 em Yanovka, mas que liderou a insurreição vermelha de outubro de 1917 na Rússia, Liev Davidovich Bronstein, Leon Trotsky, a ex-parlamentar afirma ao Diário da Manhã, sob os olhares atentos dos militantes socialistas  Weslei Garcia, Cíntia Dias, Elber Sampaio, Reinaldo Pantaleão, Henrique Lemos e Fernando Leite que o socialismo ainda é uma utopia possível. Uma socialista radical que sonha com um novo amanhã.

Perfil

Nome: Luciana Genro

Partido: PSol

Formação: Direito

Facção: Movimento da Esquerda Socialista

Linhagem: Marxista e trotskysta

Projeto: É candidata à Presidência da República

Curiosidade: Tarso Genro, seu pai, é governador do Rio Grande do Sul e petista moderno

Em Tempo

“Marina Silva está em contradição com o humor das ruas de 2013”
  • Marina Silva

Esse é o caminho para manter tudo o que está. Até para piorar. A política proposta por Marina Silva, de manter o tripé econômico da “Era Fernando Henrique Cardoso”, de responsabilidade fiscal, câmbio flutuante e metas de inflação, trará arrocho nos gastos públicos. Em contradição com o humor das ruas, das manifestações públicas de maio, junho e julho de 2013. Que é mais verbas para a Saúde, para a Educação de qualidade e por um transporte público decente. Marina Silva propõe o oposto disso: a contenção de gastos para fazer o superávit primário. Trocando em miúdos: economia do dinheiro público para pagar juros da dívida pública. 

  • Independência do BC

A proposta de Marina Silva de independência do Banco Central significa passar de papel passado a política monetária e financeira do País para o mercado, para o capital financeiro, para os bancos e os mercados. É o que definirá os empregos, o crédito, a inflação. É abrir mão do direito constitucional de governar de fato o Brasil.

  • Perfil

Quando Marina Silva saiu do PT, nós a procuramos, para estabelecermos um diálogo. Acreditávamos que ela estava fazendo uma ruptura à esquerda em relação ao PT, como nós fizemos com a criação do Partido Socialismo e Liberdade (PSol). De não aceitar governar com Sarney, com Collor. De não aceitar a continuidade da política econômica de Fernando Henrique Cardoso. Ela nos disse que não tinha identidade com a esquerda, com o PSol. Segundo ela, a sua ruptura era para unificar PT e PSDB. Hoje, as propostas que Marina Silva apresenta estão coerentes com a plataforma de quando ela saiu do PT.

  • Flexibilização do PSB

A flexibilização de seu programa é o resultado da cessão às pressões. Ela se rendeu aos agronegócio ao defender os transgênicos. Marina Silva já havia cedido às pressões dos usineiros, afirmando que era preciso aumentar o preço do álcool. A ex-ministra recuou em relação aos banqueiros ao defender a autonomia do Banco Central. Ele cedeu aos setores mais reacionários da política nacional e jogou no lixo o seu programa LGBT e a luta contra a homofobia 24 horas após quatro twittes do pastor Silas Malafaia.

  • Previsão

Se antes de ganhar as eleições ela já cede a essas pressões, imagine quando Marina Silva estiver governando!

  • Estratégia do PSol

A estratégia é aumentar nossa bancada. A ideia é fortalecer o PSol nos Estados. A minha missão é auxiliar o partido, em Goiás, a se desenvolver (Com Weslei Garcia, Cíntia Dias, Elber Sampaio, Fernando Leite, Henrique Lemos, Reinaldo Pantaleão). A tática é dobrar a nossa bancada federal e triplicar as bancadas estaduais. Independentemente do resultado das eleições porém, o PSol continuará nas lutas sociais urbanas e rurais. Para mudar o Brasil.

  • Diferenças políticas

Diferença total (entre Luciana Genro, Marina Silva, Aécio Neves e Dilma Rousseff). Elas (e Aécio Neves) defendem uma política econômica que beneficia os bancos. Em 2014, os bancos aumentaram os seus lucros. Uma política que privilegia o pagamento dos juros da dívida pública. Uma dívida ilegítima. Uma dívida que precisa ser auditada. De forma independente. Além de manter um sistema tributário que privilegia o capital e joga a crise em cima da classe trabalhadora.

  • Reforma Política

O PSol defende a realização de uma Reforma Política por uma Assembleia Nacional Constituinte Exclusiva para abordar o tema. Para aprovar o financiamento público exclusivo de campanhas eleitorais. Contra o abuso do poder econômico. A Consulta Popular e o MST deflagraram, e têm o nosso apoio, um movimento por uma Assembleia Constituinte Exclusiva para aprovar a Reforma Política. Para acabar com o financiamento privado, a desigualdade no tempo de televisão e rádio, a venda de partidos que se oferecem aos grandes…. Constituinte exclusiva para fazer as reformas estruturais… É fundamental  para que tenhamos uma verdadeira democracia!

  • Federalização

A federalização da Celg é uma necessidade para que o abastecimento de energia ocorra de forma adequada. Mas é preciso garantir os direitos dos trabalhadores e dos usuários. Além de acabar com os aumentos abusivos das tarifas. 

  • Projeto de poder

Os setores estratégicos da economia devem continuar sob tutela estatal.

  • Ditadura civil e militar

A nossa luta é para que a Lei de Anistia (Promulgada em 28 de agosto de 1979, por João Baptista Figueiredo, o general-presidente de plantão) não seja um obstáculo à persecução penal àqueles agentes públicos responsáveis crimes contra a humanidade, crimes hediondos, como torturas, assassinatos e desaparecimentos forçados. Isso é uma determinação da Corte Interamericana de Direitos Humanos. À qual o Brasil aderiu voluntariamente.

  • Socialismo

Sem dúvida nenhuma. O socialismo sempre será uma possibilidade histórica. Enquanto o capitalismo continuar fracassando, sustentando a sua determinação de manter a exploração, a desigualdade social, de renda e o abismo entre ricos e pobres.

  • 2016

Se meu pai for reeleito governador do Rio Grande do Sul (é Tarso Genro) não poderei disputar nada.

“Marina Silva nos falou que queria unir o PT ao PSDB

Luciana Genro,Presidenciável do PSol

(Renato Dias, Diário do Manhã)

Dois policiais militares se casam em Crateús

Os policiais militares Leônidas Leitão, do Ronda do Quarteirão, e Tiago Gonçalves, do Policiamento Ostensivo Geral (POG), que atuam na cidade de Tauá, casaram-se, na última quinta-feira (4), em Crateús.

A cerimônia aconteceu no Cartório do 1º Ofício Dr. Osvaldo Bezerra e, em seguida, os recém-casados receberam convidados num restaurante do município. Esse foi o segundo casamento entre pessoas do mesmo sexo realizado no cartório do município.

(Ceara7News)

Volkswagen monitorou Lula e sindicalistas na ditadura, diz Reuters

O ex-presidente Lula não quis comentar o assunto Reuters

A Volkswagen espionou ativistas sindicais brasileiros na década dos anos 1980 e passou informações sobre reivindicações salariais e outras discussões privadas à ditadura militar do país, de acordo com documentos recentemente descobertos que foram vistos pela Reuters.

A montadora monitorou secretamente seus próprios trabalhadores, bem como dirigentes sindicais proeminentes da época. Um dos alvos da Volkswagen foi Luiz Inácio Lula da Silva, que viria a ser presidente do Brasil de 2003 a 2010 e continua sendo um dos políticos mais influentes na cena nacional.

Os documentos foram recentemente descobertos em arquivos do governo por pesquisadores que estão contribuindo com os trabalhos da CNV (Comissão Nacional da Verdade), que investiga abusos ocorridos durante o regime militar de 1964 a 1985 a pedido da presidente Dilma Rousseff.

A Reuters informou no mês passado que a comissão encontrou indícios de que diversas empresas, incluindo a Volkswagen e outras montadoras estrangeiras, ajudaram os militares a identificar ativistas sindicais na década de 1980 para suprimir a agitação trabalhista.

Agora, de acordo com líderes da CNV, 20 páginas de documentos marcados como “confidencial” que a Volkswagen deu aos militares em 1983 e 1984 fornecem a prova ainda mais clara de que algumas empresas foram mais longe, ao recolher de sua própria inteligência informações sobre atividades sindicais para então compartilhar esse material com autoridades.

Nos documentos, a Volkswagen forneceu dados extensos de mais de uma dezena de reuniões sindicais na Grande São Paulo. A empresa retransmitia planos de trabalhadores sobre greves, bem como suas demandas por melhores salários e condições de trabalho.

A empresa divulgou alguns nomes de trabalhadores da Volkswagen que participaram de eventos de sindicato e, em pelo menos dois casos, forneceu a marca e a placa de veículos presentes em atos sindicais.

A Volkswagen também relatou a exibição de um filme com temática socialista na sede de um sindicato; o conteúdo de folhetos distribuídos do lado de fora de sua fábrica e os nomes daqueles que distribuíram os panfletos; e um incidente em que “vários funcionários viciados foram surpreendidos fumando maconha”.

Tais informações foram tipicamente usadas pela polícia para monitorar, constranger e deter sindicalistas na esperança de desencorajar agitações trabalhistas futuras, disse Sebastião Neto, membro da CNV. Ele citou o material que a comissão reuniu a partir do depoimento de trabalhadores que sofreram esse tipo de tratamento.

As empresas podem enfrentar processos cíveis ou demandas de reparação caso sejam consideradas culpadas por terem contribuído para violações de direitos humanos de seus trabalhadores durante a ditadura, segundo afirmam alguns promotores.

Outros duvidam que a prova obtida até agora seja suficiente para levar adiante um processo judicial. Eles dizem que o verdadeiro valor do trabalho da CNV reside na construção de um relato mais completo de abusos cometidos no passado para que o Brasil, que é agora uma democracia estável, nunca sofra um período tão obscuro novamente.

Os documentos foram encontrados em um arquivo nacional por historiadores profissionais contratados por um sindicato local para trabalhar em coordenação com a CNV. Neto disse que os documentos serão incluídos no relatório final da comissão da verdade, previsto para dezembro.

Volks promete investigação própria    

Em resposta a perguntas da Reuters sobre os novos documentos, a Volkswagen repetiu uma promessa que fez quando da publicação da primeira reportagem exclusiva sobre o assunto em agosto, afirmando que vai “investigar todos os indícios” de que funcionários forneceram informações aos militares.

Nenhuma outra empresa de grande porte com operações no Brasil tem um compromisso público para uma iniciativa desse tipo.

“A Volkswagen é reconhecida como um modelo por tratar seriamente a sua história corporativa”, disse a empresa em um comunicado. “A empresa irá lidar com este assunto da mesma forma”, acrescentou.

A Volkswagen tem aparecido repetidamente como uma fornecedora de informações aos militares durante a ditadura no Brasil.

A montadora, contudo, não foi a única empresa que relatou atividades sindicais para militares, segundo pesquisadores e acadêmicos. A ditadura suprimiu os esforços de trabalhadores por melhores salários como uma parte central de seu modelo de crescimento econômico e viu as greves como uma ameaça comunista à estabilidade. Inúmeras empresas enfrentaram pressão para colaborar.

A Volkswagen foi uma das 19 empresas brasileiras e estrangeiras que participaram de reuniões regulares com autoridades militares e policiais na região do Vale do Paraíba, uma área industrial a cerca de 90 quilômetros da cidade de São Paulo. As reuniões começaram em julho de 1983, em um momento de crescente agitação trabalhista na área.

Nas reuniões, as empresas trocaram informações sobre o planejamento de greves e demissões em massa, de acordo com relatórios dos encontros feitos pelo Ministério da Aeronaútica.

Nas atas dos encontros, que foram fornecidas à Reuters por pesquisadores da CNV, a Volkswagen foi a única companhia que apresentou relatórios por escrito sobre atividades sindicais em pelo menos três ocasiões.

Os documentos foram anexados às atas dos encontros. Eles não indicam como a Volkswagen obteve a informação, mas o nível de detalhe sugere que a empresa pode ter enviado pessoal de segurança para monitorar eventos sindicais ou recebeu informações de trabalhadores infiltrados, segundo pesquisadores.

Por exemplo, a Volkswagen informou às autoridades sobre a exibição de um filme sobre a revolução russa na sede de um sindicato. Em um memorando, a montadora descreveu como trabalhadores bloquearam as portas para a sala de projeção e desativaram o elevador do edifício “para evitar uma possível apreensão da fita por parte do Departamento do Censura da Policia Federal”.

O memorando diz ainda que “vinho quente, pipoca e chocolate” estavam disponíveis durante a exibição do filme e o nome do trabalhador que vendeu os produtos.

A Volkswagen também documentou amplamente um comício sindical de 19 de junho de 1983, que contou com Lula. Ele não era um empregado da empresa, mas era uma estrela em ascensão no movimento trabalhista nacional na época. A Volkswagen citou Lula como um crítico à “pouca vergonha do governo” e por incentivar trabalhadores a interromper, como gesto de protesto, os pagamentos de prestações ao BNH (Banco Nacional da Habitação) pela compra de imóveis.

A companhia registrou o número da placa de um ônibus que transportava trabalhadores para Brasília após o comício sindical, bem como o nome da empresa que o operou.

Um porta-voz de Lula se recusou a comentar sobre os documentos.

Geovaldo Gomes dos Santos, um ex-oficial de controle de qualidade que se aposentou da Volkswagen em 2003, foi nomeado nos documentos como tendo organizado uma reunião em 21 de junho de 1983 para tratar de um encontro regional de metalúrgicos.

O nome dele também apareceu em uma “lista negra” de ativistas sindicais na Grande São Paulo que a polícia preparou no início dos anos 1980, cuja existência a Reuters revelou no mês passado.

Ao ser informado que tinha seu nome citado em um novo conjunto de documentos, Santos disse: “Isso é um absurdo”.

Ele afirmou que, à luz das informações, pode tentar processar a Volkswagen ou ex-executivos da montadora por danos morais.

“Eu não quero dinheiro”, disse ele. “É tão nojento o que eles fizeram. Nós não estávamos fazendo nada de anormal. Por quê eles estavam nos espionando? Sindicatos deve ser apenas uma parte normal do capitalismo”, afirmou.

Amanda Mocellin: Filha de fundador do Porcão é presa por furto e injúria racial no Rio

Amanda Mocellin, filha de Neodi Mocellin, um dos fundadores da rede de churrascarias Porcão, foi presa em flagrante na tarde desta quinta-feira acusada de furto e injúria racial. A mulher, de 36 anos, teria sido flagrada por funcionárias de uma joalheria no Barra Shopping, na Zona Oeste do Rio, escondendo na bolsa um brinco no valor de R$ 386. O caso foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca).

Amanda Mocellin foi acusada de furto e injúria racial
Amanda Mocellin foi acusada de furto e injúria racial Foto: Luiz Ackermann

Uma funcionária, que pediu para não ser identificada, contou ter visto Amanda recolher a bijuteria, considerada uma semijoia. A funcionária esperou pela chegada da gerente do estabelecimento para tentar encontrá-la fora da loja. As duas, então, localizaram a mulher em um dos banheiros do shopping. Ao fazerem a acusação, afirmam ter ouvido: “Vocês sabem quem é meu pai? Vocês são gentinha”.

— Ela quis jogar o brinco fora, mas entramos no sanitário e o encontramos. Pensamos em resolver de outro jeito, mas ela começou a xingar e humilhar, aí não deu. Chegou até a falar que eu “era só uma negrinha” — diz a funcionária.

Amanda chega à delegacia no banco do carona de seu Pajero, que está com licenciamento vencido e o vidro trincado
Amanda chega à delegacia no banco do carona de seu Pajero, que está com licenciamento vencido e o vidro trincado Foto: Luiz Ackermann

Em seguida, o grupo seguiu para a sala da segurança, onde Amanda caiu em lágrimas. A gerente relata que ela parecia embriagada, e que quatro latinhas vazias de cerveja foram encontradas em sua bolsa. Um PM conduziu o carro de Amanda — uma Pajero ano 2004, com licenciamento atrasado e o para-brisa trincado — do shopping à delegacia. De acordo com um outro policial, “ela estava nervosa e sem condições de dirigir”.

No início da noite desta quinta, a mãe e um dos tios da acusada foram ouvidos e alegaram desconhecer o ocorrido. Mais tarde, a família não retornou ou atendeu às ligações do EXTRA para se posicionar. Tampouco advogados foram localizados.

A semijoia que teria sido furtada por Amanda: R$ 386
A semijoia que teria sido furtada por Amanda: R$ 386 Foto: Luiz Ackermann

Atualmente, após disputas judiciais envolvendo a Rede Porcão, duas churrascarias carregam o sobrenome Mocellin: uma na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, e outra em Niterói, na Região Metropolitana do estado. Amanda já respondeu a uma série de processos arquivados no Juizado Especial Criminal (Jecrim) — entre eles, por desacato e perturbação da tranquilidade.

As informações sobre o caso chegaram inicialmente pelo WhatsApp do EXTRA (21 99644-1263 e 21 99809-9952).

Ainda no Barra Shopping, Amanda chora
Ainda no Barra Shopping, Amanda chora Foto: Foto do leitor / Via WhatsApp

(Extra Online)

Quatro crianças, três delas com HIV, são adotadas por casal homoafetivo

Casal homoafetivo adota 4 crianças, 3 delas com HIV

Após um ano e meio de espera, o casal Rogério Koscheck e Weykman Padinho conseguiu concluir o processo de adoção de quatro irmãos, sendo três deles com o vírus HIV. As crianças foram para o novo lar em junho, mas a espera para desfrutar integralmente a paternidade não havia acabado para o casal. A licença-paternidade, de 120 dias, que desde 2013 é garantida a pais adotivos, foi negada a Koscheck, que é servidor público federal da Receita. A licença saiu recentemente após um mandado de segurança, acatado pela Justiça, com base na Lei 12.873, sancionada por Dilma Roussef no ano passado, que estende a licença também a pais, por 120 dias.

Koscheck espera que o caso estimule outros casais a adotarem crianças mais velhas, de diferentes etnias e com problemas de saúde. “Geralmente, os casais buscam crianças brancas de até 2 anos”, diz. “Eu e o Weykman tínhamos um perfil para adotar duas crianças: um menino e uma menina. No entanto, após leituras e participação em grupos de adoção e fóruns, fomos ampliando esse perfil. Quando conhecemos os quatro irmãos em abril [do ano passado], que estavam em um abrigo desde outubro do ano passado, não tivemos dúvidas de que seriam nossos filhos”.

Ele conta que não encontrou nenhum tipo de entrave ou preconceito durante o processo de habilitação e de adoção por serem um casal homoafetivo. “O tempo que foi de mais ou menos um ano e meio, para a Justiça brasileira, foi até razoável”, comenta. “Como nosso perfil era muito amplo e foge do padrão acabou sendo rápido.” A guarda das crianças foi concedida em meados de junho.

A licença-paternidade demorou mais do que o esperado pois o Estatuto do Servidor Público é de 1990 e permite licença de trabalho de 120 dias apenas a servidoras do sexo feminino. Kusheck espera que, após o parecer favorável do juiz, além de outras ações, a questão da licença-paternidade seja sanada, com a nova lei federal vigente.

Para o casal, pais de primeira viagem, a obtenção da licença foi uma aventura sem precedentes. As quatro crianças têm idades que variam de 7 meses a 11 anos. “Temos uma pequenina que demanda mamadeira, limpeza, uma mais velha que demanda participação nos deveres da escola, apanhar no cinema, no teatro e os dois do meio, de 2 e 3 anos, que pedem participação nas brincadeiras. São quatro demandas distintas. Por outro lado, são quatro experiências fantásticas e estamos muito felizes e eles também refletem essa felicidade”, relata Kusheck.

Agência Brasil

Mais médicos: 95% da população está satisfeita e 85% diz que atendimento melhorou muito

Jornal GGN - O Programa Mais Médicos, do governo federal, completou um ano, nesta semana, desde que os primeiros profissionais começaram a atuar. Uma pesquisa inédita mostra: 95% da população atendida e entrevistada diz estar satisfeita com a atuação dos médicos, com notas acima de 8 para os profissionais, e 86% avalia que o atendimento melhorou muito.

“O programa Mais Médicos efetivamente está garantindo mais acesso, qualidade e mais humanização no atendimento. E essa pesquisa confirma que aqueles que usam o Programa Mais Médicos, na periferia de grandes cidades, no interior do país, na Floresta Amazônica, no sertão nordestino, estão muito satisfeitos com o médico”, disse o ministro da Saúde Arthur Chioro, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (04).

A pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) entrevistou 4 mil pessoas em 200 municípios que contam com os médicos do programa, entre junho e julho deste ano.

A grande maioria (96%) afirmou que os profissionais são competentes e 90% aprovaram o tratamento durante o atendimento.

Um total de 84% dos entrevistados revela estar satisfeito com a duração da consulta médica, 83% vê uma melhoria nos esclarecimentos sobre os problemas de saúde e 80% estão contentes com o acompanhamento do paciente pelo mesmo profissional. Além disso, os usuários observaram que foram informados sobre outras formas e prevenção e ação: 67% receberam recomendações de alimentação e 56% de atividades físicas.

Em perguntas espontâneas, os entrevistados levantaram os pontos fortes do Programa Mais Médicos: 56% afirmaram que aumentou o atendimento e número de consultas, 33% ressaltaram a presença de médicos todos os dias nas unidades básicas e 37% elogiaram os médicos como atenciosos.

Apenas 2% considera que o Programa está pior do que o esperado, contra 74% que acredita estar melhor, e 19% acha que está como se esperava.

Mais formação

Junto com a apresentação da pesquisa, o ministro da Saúde anunciou, ao lado do ministro da Educação Henrique Paim, o terceiro eixo do Programa: 39 municípios receberão cursos de Medicina, ampliando também a área de especialização, com as residências médicas.

As cidades escolhidas têm 70 mil habitantes, não dispunham de curso superior para médicos, localizadas em 11 estados do país e nenhum dos municípios é capital. A intenção é oferecer a formação em regiões que necessitam do curso, mas que tenham estrutura da rede de saúde para realizar as atividades práticas, sobretudo no programa de residência.

Uma das condições para instituições de ensino superior receberem os cursos é realizar investimentos na rede de saúde.

O anúncio é parte da previsão de criar, até 2017, mais 11,5 mil vagas de graduação e 12,4 de residência, com foco na valorização da Atenção Básica e outras prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS). Novas faculdades serão instaladas em regiões do Norte e Nordeste e em cidades do interior do país.

Desde a criação do Mais Médicos, os cursos de Medicina estão, em sua maioria, em municípios do interior: 11.269 vagas, diante de 10.045 em capitais. Antes, até 2012, as capitais tinham a maior oferta de vagas de graduação de médicos. 

Via http://jornalggn.com.br

 

PROGRAMA DE MARINA TAMBÉM PLAGIOU GESTÃO LULA

247 – Em mais um falso passo que indica despreparo em concorrer à Presidência do Brasil, depois de copiar artigo da USP e programa de FHC, Marina Silva plagiou também o ex-presidente Lula.

Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, seu plano de governo reproduziu na íntegra três propostas de Lula para a saúde em 2006. O texto copiado prometia “ampliar o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estendendo, com o apoio das Forças Armadas, o atendimento a regiões de difícil acesso”.

Outra promessa repetida fala em apoiar a “criação das Centrais de Regulação, garantindo o acesso dos cidadãos, de forma mais rápida e humanizada, à rede hierarquizada de atenção integral à saúde”.

Reportagem da Folha de S. Paulo publicada hoje aponta que o texto também aproveita trechos de um discurso feito pela candidata há mais de quatro anos, em Nova York, sem citar que trata-se de uma fala da própria Marina realizada em 2010.

Ontem, veio à tona a cópia de trechos usados no “eixo 3″, sobre “Educação, cultura e ciência, Tecnologia e Inovação”, de um artigo publicado (acesse aqui) pela edição número 89 da Revista da USP (março/maio 2011), sem citar a fonte nem o autor, como é comum em casos de plágio.

Nessa semana, o candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, também acusou Marina de plagiar parte do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em 2002. “O capítulo do programa de Marina é uma cópia exata do PNDH de FHC.

“Não se teve sequer o cuidado de alterar palavras. Isso é apenas mais uma sinalização do improviso, e da enorme contradição que ronda essa candidatura”, acrescentou o tucano.

(Brasil 247)

Ex-BBB Yuri será autuado na Lei Maria da Penha

Yuri e Angela Sousa Foto: Instagram

O ex-BBB Yuri Fernandes presta depoimento neste momento à delegada Fabiana Leão, na Delegacia da Mulher de Alagoas, onde está detido sob suspeita de agressão à namorada, a bailarina do Domingão do Faustão, Ângela Sousa. A dançarina terminou de prestar depoimento e aguarda uma viatura para realizar o exame de corpo de delito. De acordo com policiais da DEAM, ela está muito machucada.

- Ela chegou chorando muito, mas agora já se acalmou. Ele será autuado na Lei Maria da Penha, pela situação em que ela está. É inafiançável. Ele não tem como negar, não tem como ele dizer que não fez aquilo. O pessoal do hotel também está aqui acompanhando ela – declarou um policial da Delegacia da Mulher.

Em imagens enviadas através do WhatsApp do Extra, é possível ver Yuri dentro da Delegacia da Mulher, com a mesma roupa com que foi preso nesta manhã. Na foto, é possível notar o pescoço do ex-BBB marcado por arranhões.

Funcionários e seguranças do hotel também vão prestar depoimento como testemunhas. A gerência do Rits Lagoa das Antas, hotel de luxo onde o casal estava hospedado, confirmou a ocorrência, mas informou que não vai se pronunciar sobre o caso.

O tenente Araújo, do 1º Batalhão de Polícia de Alagoas, informou que Yuri não resistiu à prisão. O casal seguiu para a delegacia em viaturas separadas.

- Yuri estava com alguns arranhões, por que ela tentou se defender, e Ângela com hematomas no rosto e no corpo. Por volta das três da manhã, funcionários do hotel ouviram a confusão vinda do quarto deles e ligaram para lá. O casal informou que estava tudo bem. Só por volta das 6 horas da manhã, a Ângela telefonou para a recepção pedindo ajuda. Os seguranças, então, chamaram a Polícia Militar. Ele foi detido para averiguação, para prestar depoimento.

Em entrevista ao programa Domingão do Faustão, em maio, durante o período em que o casal esteve separado, Ângela havia comentado que o relacionamento era marcado por brigas.

(Extra Online)

‘Reforma política irá solidificar e ampliar conquistas sociais dos negros no Brasil’

São Paulo – O plebiscito popular para a realização de uma Constituinte exclusiva que defina reformas no sistema político brasileiro representa, na visão do diretor-executivo da ONG Educafro (Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes), Frei David Raimundo, um instrumento essencial para consolidar as conquistas sociais da população negra. Ele acredita que, por meio de uma Assembleia Constituinte, a política de cotas raciais nas universidades públicas, estabelecida em 2012, e também nos concursos federais, sancionada neste ano, será solidificada e ampliada.

“Seja quem for o presidente da República, essa política não pode ser mexida mais, a não ser que se volte a discuti-la na Câmara dos Deputados e no Senado, e que se mude as leis. Mas isso seria uma afronta a nós, negros. Portanto, a Constituinte vai consolidar essas conquistas e ampliar tantas outras”, defende.

A população brasileira é hoje composta por maioria negra. Na última amostragem feita pelo IBGE, em 2010, 50,7% dos brasileiros se declararam pretos ou pardos. No entanto, segundo o diretor da Educafro, essas pessoas ainda estão, em grande parte, excluídas de cargos políticos no Congresso Nacional. Somente 9,8% dos senadores e deputados brasileiros são pretos ou pardos, de acordo com estudo realizado pela ONG Transparência Brasil, em 2013. Na Câmara dos Deputados, a parcela corresponde a 10,7%,  só 55 dos 513 deputados são negros. Já no Senado, o número é ainda menor: são três pretos (3,7%), em 81 parlamentares.

Para o diretor da Educafro, os dados alarmantes são evidências de que o sistema político atual é profundamente viciado e mantido por “amarras negativas” criadas pelo sistema financeiro. Por isso, faz-se necessária uma reforma política que altere a forma de governo e estimule e assegure a participação popular. “Se o seu deputado, o seu senador e até o seu candidato à presidência, não for a favor de uma Constituinte do sistema político, dificilmente ele vai ajudar o país a ser melhor em seu mandato”, argumenta Frei Raimundo.

(Rede Brasil Atual)

Suicídio mata 1 pessoa a cada 40 segundos em todo o mundo

São Paulo – Uma pessoa tira a própria vida a cada 40 segundos em alguma região do planeta. A estatística assombrosa foi revelada nesta manhã pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em seu primeiro relatório mundial sobre o assunto. Para cada indivíduo que morre desta forma, mais de 20 já tentaram.

A pesquisa mostra que o suicídio é um problema de saúdepública global que atinge todas as faixas etárias, acontece com frequência em todos os países e por diferentes razões.

A ideia de que o ato tem relação com doenças mentais, como depressão, por exemplo, é consolidada. Entretanto, a entidade chama a atenção para outros fatores que podem contribuir para que uma pessoa recorra ao ato.

“Muitos suicídios acontecem em momentos de crise com o enfraquecimento da habilidade de lidar com os problemas da vida, como problemas financeiros, fins de relacionamentos amorosos, dores crônicas e doenças”, explica a OMS.

Nos países de alta renda, o grupo mais vulnerável é o de homens com mais de 50 anos. Já em países de baixa ou média renda, o foco está em mulheres com mais de 70 anos e jovens adultos, entre 15 e 29 anos. Neste último grupo, o suicídio se tornou a segunda maior causa de mortes, atrás apenas de acidentes de trânsito.

Estes países são ainda os líderes neste tipo de morte. Dos 804.000 casos registrados em 2012, 75,5% aconteceram nestes locais. Um dos motivos para o alto índice, constata a OMS, é o fato de que a maioria deles sequer conta com recursos e serviços adequados para o tratamento de quem os necessitam.

Por ser um assunto sensível entre a população e até ilegal em muitos países, como na Índia, por exemplo, onde foram registrados quase 260 mil casos em 2012, a OMS teme que a quantidade de suicídios no mundo seja ainda maior. Mas a entidade lembra que a prevenção é possível. E uma das medidas mais eficazes, diz o estudo, é a restrição ao acesso aos principais meios de suicídio, como armas e pesticidas. 

Japão

O Japão é citado no estudo como exemplo. Em 1998, o país enfrentava uma grande crise econômica que acabou por impactar de forma severa os números relacionados ao suicídio. Naquele ano, foram registrados 32.863 casos — contra 24.391 no ano anterior.

A virada começou em em 2002, quando filhos que perderam seus pais começaram a compartilhar suas experiências e o governo passou a tratar a questão como saúde pública, criando políticas preventivas que abordavam questões psicológicas, econômicas e culturais. O resultado: em 2012, o número de suicídios ficou abaixo dos 30 mil pela primeira vez em mais de dez anos. 

 

(Gabriela Ruic, Exame Online)

Fortaleza sediará Simpósio Internacional de Biotecnologia

Entre os dias 14 e 19 de setembro, os olhos da comunidade científica da área de Biotecnologia estarão voltados para Fortaleza, que recebe o 16º Simpósio Internacional de Biotecnologia (IBS, na sigla em inglês). Mais de mil pesquisadores de 80 países estarão reunidos no Centro de Eventos do Ceará, onde discutirão sobre o tema “Biotecnologia para o Desenvolvimento da Economia Verde”.

O evento é promovido pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC, na sigla em inglês), com apoio de vários órgãos e empresas. A coordenação do evento está a cargo do Prof. José Osvaldo Beserra Carioca, do Departamento de Tecnologia de Alimentos da UFC, referência no Brasil e no exterior em “Química Verde” e biocombustíveis.

É a primeira vez que o evento é realizado no Brasil, após já ter ocorrido em países como Canadá, Estados Unidos, França, Itália e China. Pesquisadores e convidados irão trocar experiências, conhecer mais sobre tendências de mercados e inovações em diversas áreas como: Biologia Molecular e Bioinformática; Agronegócios (animal, agricultura e aquicultura); Industrial e Biotecnologia Ambiental; Produtos Farmacêuticos e Biotecnologia; Economia Verde: Bioprocessos e Bioprodutos – Biocombustíveis; Cooperação Internacional e Biodireito; e Projetos de Inovação e Empreendedorismo.

“Nosso objetivo é juntar a iniciativa privada, os governos e a universidade para trabalhar o desenvolvimento da bioeconomia, através de negócios sustentáveis para o Brasil e, principalmente, para o Ceará”, resume o Prof. Carioca.

O conceito de bioecnonomia remete a uma nova lógica econômica, baseada na sustentabilidade e na união dos diversos vetores do setor produtivo que utilizam recursos biológicos em sua cadeia de produção. O desafio é oferecer alternativas e soluções para problemas como a crise econômica internacional, as mudanças climáticas e a atual dependência dos recursos fósseis.

“O petróleo, por exemplo, tende a perder força ao longo dos próximos anos. Já a Biotecnologia vai ganhar ímpeto. Nisso, entra o Brasil, que tem grande biodiversidade e já realiza alguns programas inovadores”, explica o professor. Ele acrescenta, no entanto, que a ideia é ir além. “Em vez de exportar commodity (como petróleo e minério de ferro), temos que exportar produtos com valor agregado”, diz.

O simpósio terá quatro momentos principais ao longo dos seis dias de evento: conferências científicas (que contará com especialistas de áreas como biotecnologia, medicina e meio ambiente); sessões de apresentação de trabalhos; sessões científicas (onde empresas apresentam suas inovações) e um fórum de negócios, no qual as empresas apresentam um sumário com propostas de inovação a professores e estudantes que, por sua vez, apresentam suas pesquisas. “Estamos juntando as melhores teses das instituições universitárias, com pesquisas que podem ser colocadas no mercado”, expõe o Prof. Carioca.

Plataforma de Pesquisa

Para promover a cooperação internacional, o IBS irá fomentar a criação de uma Plataforma Internacional de Pesquisa. A ferramenta possibilitará um intercâmbio dos projetos de cooperação científica, que englobam trabalhos de pesquisadores e estudantes, entre Redes de Biotecnologia e os países membros da Federação Europeia de Biotecnologia, promovendo a transferência de novas tecnologias em temas estratégicos da Biotecnologia.

Inovação e Empreendedorismo

Na área de inovação e empreendedorismo, a programação do IBS 2014 trará pela primeira vez o Biobussiness Forum – Biobusiness Meeting and Startup Demo Day, nos dias 17 e 18 de setembro. O objetivo é promover o intercâmbio e a transferência de tecnologias entre os ofertantes de soluções tecnológicas, empresas, startups incubadas e investidores, para aumentar a competitividade dos setores produtivos impactados pela Biotecnologia.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento. Mais informações pelos telefones 85 4011 1472 / 4011 1562 ou e-mail info@ibs2014.org.

Fonte: Portal da UFC

Banco do Brasil pretende gastar R$ 193 milhões com advogados em 2015

Por Marcos de Vasconcellos

O Banco do Brasil pretende mais do que dobrar seus gastos com advogados terceirizados a partir do ano que vem. De 2015 a 2019, serão destinados 193 milhões por ano para essa rubrica, contra R$ 71 milhões pagos até agosto deste ano e R$ 84 milhões no ano passado. O volume atraiu 161 bancas, que agora se engalfinham em uma licitação que foi suspensa pela Justiça na última sexta-feira (29/8), por meio de uma liminar que foi derrubada na tarde desta quarta-feira (3/9). 

O levantamento dos valores foi obtido com exclusividade pela revista eletrônica Consultor Jurídico. Questionado sobre o que teria motivado o aumento, o banco se limitou a dizer que o número “é apenas uma previsão de gastos, para efeito do planejamento orçamentário da empresa”.

Passado
Ano Total pago (R$)
2014* 71.098.953,19
2013 84.066.181,32
2012 72.777.725,62
2011 81.980.248,16
2010 88.730.715,16
2009 39.398.221,32
2008 25.661.507,42
2007 21.871.801,49
2006 12.038.772,56
2005 10.149.952,61
2004 5.027.440,03
 *até 15 de agosto de 2014

A concorrência, apontada com a maior já feita no Brasil para serviços jurídicos, servirá para que o Banco do Brasil contrate escritórios para cuidar, de imediato, de mais de 230 mil processos nas áreas trabalhista, penal, administrativa, tributária e de recuperação de crédito. Essa é a demanda imediata, mas o número tende a aumentar, pois o banco tem mais de 1 milhão de processos na Justiça, sendo que os advogados internos cuidam apenas dos estratégicos, deixando os de massa e de menor complexidade para terceirizados. Pessoas ligadas à instituição afirmam que, devido às proporções que qualquer problema nessa licitação pode tomar, as denúncias têm preocupado funcionários e advogados da companhia. 

Suspensa na última sexta-feira pelo juiz Marcos Pimentel Tamassia, da 4ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, a concorrência já virou até mesmo assunto de Polícia e do Tribunal de Contas da União. Mais de 30 recursos administrativos, seis representações no TCU e até uma representação criminal envolvem o caso. 

Profissionais de escritórios envolvidos no processo da concorrência afirmam que, depois da decisão suspendendo a licitação, já esperavam uma “chuva” de liminares e de recursos judiciais. Cinco dias depois, o mesmo juiz derrubou a liminar, pois, segundo ele, “houve o atendimento do objeto principal da demanda”.

Futuro 
Ano Provisionamento (R$)
2015 193.360.000,00
2016 193.360.000,00
2017 193.360.000,00
2018 193.360.000,00
2019 193.360.000,00

Pontuação revisada
A mudança no entendimento de Tamassia se deu porque no mesmo dia em que foi concedida a liminar que suspendia o certame, o banco publicou a lista com os resultados e pontuações dos concorrentes, recontadas depois do julgamento de recursos administrativos. Na nova contagem, o banco recalculou a pontuação extra oferecida a bancas que tivessem profissionais registrados em mais de uma seccional da Ordem dos Advogados do Brasil. Antes, o Banco do Brasil havia atribuído esses pontos a todos os escritórios, mesmo os que tinham advogados inscritos apenas na seccional em que a banca atuava. Agora, no novo resultado, os pontos foram só para aqueles que seguiram o critério previsto.

Na comparação entre a nova pontuação e a primeira publicada, é possível notar que o escritório Nelson Wilians e Advogados Associados, pivô de grande parte dos recursos contra a disputa, ficou em uma colocação pior do que tinha em 23 categorias e regiões licitadas (itens). Em dez desses casos, a banca era a primeira colocada.

Mas isso não significa que ela ficou de fora. O edital da licitação prevê a quantidade de escritórios a serem contratados imediatamente em cada área. Por exemplo, para atuar na área cível, visando à cobrança pré-processual e processual de dívidas, serão contratados, imediatamente, dois escritórios no Maranhão. Mas, no próprio documento, o Banco do Brasil se reserva ao direito de contratar outros escritórios que forem aprovados na concorrência “de acordo com sua necessidade e conveniência”, ressalvando que será observada a ordem decrescente de pontuação na licitação.

Na primeira divulgação de pontuação, o Nelson Wilians foi o primeiro colocado em 30 das 54 categorias e regiões licitadas. A banca é acusada de simular a contratação de advogados para que estes constassem na lista de profissionais no momento da concorrência e aumentassem sua pontuação. A direção do escritório nega quaisquer irregularidades.

Embora tenha perdido posições em 23 casos, em 37 itens o Nelson Wilians manteve sua colocação e, em dois casos, melhorou — ambos relativos a São Paulo, onde há o maior volume de processos do banco.

Sobre a nova pontuação da banca,Nelson Wilians Rodrigues (foto), sócio e presidente do escritório, diz que a decisão da Comissão de Credenciamento do Banco do Brasil de anular parcialmente um quesito de pontuação extra, ao reconhecer a existência de vício de legalidade, “foi uma decisão insculpida na legislação vigente, com vistas a garantir a observância a todos os pressupostos legais”.

“Independentemente do número de estados, do volume de processos, das colocações no certame ou do porte da banca, todos que estão habilitados e serão, a tempo e modo, credenciados, estarão imbuídos no mesmo espírito de ser uma efetiva extensão do Banco do Brasil nas causas em que couber o patrocínio, defendendo os interesses dessa respeitada instituição financeira”, afirmou Wilians, por e-mail.

*Texto alterado às 19h42 do dia 3 de setembro de 2014 para atualização.

Via http://www.conjur.com.br

Cartaz em poste alerta sobre ‘assaltos constantes’ no Centro de Fortaleza

Cartaz foi visto nesta quarta-feira (3) pelo leitor Daniel Viana FOTO: WHATSAPP/ REPRODUÇÃO

A violência que assusta moradores do Centro de Fortaleza levou uma pessoa a confeccionar e colar um cartaz em um poste, no cruzamento da Rua Bárbara de Alencar com a Rua Dona Leopoldina, alertando para os “assaltos constantes” na região.

O analista de sistemas Daniel Viana, que passa todos os dias pelo local, deparou-se com o cartaz na manhã desta quarta-feira (3) e enviou a foto para o WhatsApp do Diário do Nordeste – número (85) 8949.8712. Ele nunca foi assaltado nas ruas, mas ouve muitas reclamações de colegas de trabalho e moradores da região.

Segundo Daniel, um conhecido que trabalha em um estacionamento na rua afirmou que, apenas na última terça-feira (2), presenciou 2 assaltos. Daniel afirmou ainda que um dos maiores medos dos moradores e trabalhadores é de pegar ônibus nas paradas, onde constantemente “motoqueiros armados” realizam roubos.

O inspetor-chefe do 34º Distrito Policial(responsável por atender a área), Juliermes Sena, informou que há um “nível pequeno de assaltos” na área, segundo o número de Boletins de Ocorrências (BO‘s) registrados. Segundo Sena, ocorrem mais casos em vias como a Avenida Jovita Feitosa.

(Diário do Nordeste)

Presidente Dilma Rousseff visita Fortaleza nesta quinta-feira (04/09)

A presidente Dilma Rousseff (PT) estará no Ceará nesta quinta-feira, 4. A informação foi confirmada pelo deputado federal José Guimarães (PT). A candidata à reeleição visitará, às 14 horas, a obra do Eixão das Águas, em Pacajus. Ela estará também no bairro José Walter, em Fortaleza, às 16 horas, onde visita o condomínioCidade Jardim e as obras do programa Minha Casa Minha Vida.

Os candidatos ao Governo do Estado, Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) não acompanharão a presidente. O motivo é o racha da base aliada no estado, que colocou em lados opostos Camilo e Eunício na briga pelo Governo.

Apesar do assédio de ambos os lados, o presidente nacional do PT, Rui Falcão advertiu que, a princípio, Dilma não priorizaria nenhum candidato. “Das duas uma: ou ela vem (pedir votos) para as duas candidaturas ou não vem”, avisou. Rui esteve em Fortaleza em 12 de agosto.

O governador Cid Gomes (Pros), na terça-feira, 23, afirmou não acreditar que a candidata viesse ao Ceará para os palanques dos aliados durante a campanha eleitoral.

Candidatos proporcionais
Apesar da ausência dos candidatos da eleição majoritária, o candidato ao Senado Mauro Filho (Pros) e postulantes ao Legislativo ligados ao PT devem acompanhar Dilma, segundo Guimarães. O governador Cid Gomes também deve estar presente na comitiva.  

Visita de Dilma
A última visita de Dilma ao Estado foi em maio deste ano. Na ocasião,a presidente esteve nas obras de transposição do Rio São Francisco, no município de Jati. À época, ainda não estava oficializado o racha entre Cid Gomes e Eunício Oliveira, mesmo assim, o senador não esteve presente, enquanto Cid e o irmão Ciro Gomes acompanharam a visita ao município de Jati. 

(O Povo)

Lobo em pele de cordeiro: O perigo dos suplementos e anabolizantes

Via http://www.isaudebahia.com.br

Obter um corpo magro e musculoso é sonho de muita gente. As academias estão cheias de pessoas buscando aperfeiçoar suas proporções corpóreas e melhorar a saúde por meio da atividade física.

A fim de potencializar os efeitos dos exercícios, muitos têm utilizado os “aumentadores de performance”, conhecidos como suplementos e anabolizantes. Tornou-se prática comum e observa-se, frequentemente, adolescentes e adultos  carregando,  em suas coqueteleiras, misteriosos  “pozinhos” que prometem maravilhas. E ainda há as barrinhas de força, proteína e energia, os termogênicos para queimar as gorduras e aumentar o vigor, os implantes hormonais na mulher pós-menopausa para recuperar a juventude e os “ciclos” hormonais, para ganho de “massa bruta” e “cutting” para a molecada que gosta de puxar ferro.

Aí é que mora o perigo!
Há uma concepção disseminada e equivocada de que os aumentadores de performance são seguros ou que os efeitos colaterais são contornáveis. O que de fato existe é uma supervalorização dos possíveis benefícios em detrimento dos efeitos adversos desconhecidos, pouco avaliados e, sobretudo, subnotificados.

O argumento mais utilizado pelos usuários é: “- Mas é só uma proteína…”.  Quem garantiu isso?

Proteínas, aminoácidos, estimulantes, termogênicos e hormônios são as substâncias mais utilizadas nas academias.  Suplementos nutricionais podem conter diversas dessas substâncias em misturas.

Trabalhos científicos revelam que compostos com proteínas de fácil absorção como whey protein, L-glutamina, caseína, creatina, entre outros, podem, em conjunto com atividade física, aumentar a massa muscular. Dietas hiperproteícas aumentam a saciedade, o gasto energético basal e promovem menor ganho de peso em gordura. 

Tudo isso, no entanto, quando em excesso, pode ser lesivo ao seu organismo! Além disso é preciso estar certo de que o suplemento somente contém exclusivamente o que diz que tem. É preciso respeitar as quantidades prescritas e seguir um plano terapêutico para obter os resultados.

” Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.”

Termogênicos, estimulantes e hormônios podem ser parte da composição do suplemento e nem sempre estão discriminados. Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.

E os hormônios?
Os hormônios são procurados por suas atividades anabólicas. Modificações estruturais em hormônios sintéticos alteram sua atividade tornando-os mais potentes, com maior atividade anabólica que a androgênica e mais resistentes a aromatização. Os mais comumente usados são a testosterona, boldenona, trembolona, stanozolol, nandrolona, dehidroepiandrosterona, oxandrolona, entre outros.

Qual o problema em usar essas substâncias?
O problema é que hormônios, mesmo em pequenas quantidades, atuam em todo o corpo por meio da circulação sanguínea. O nosso corpo já produz hormônios andrógenos e anabolizantes em quantidades perfeitas e em equilíbrio com o restante dos hormônios e com o organismo.

Ao utilizar suplementação de hormônios por injeção, patch ou por via oral, causa-se prejuízo ao organismo em delicado equilíbrio. Só para se ter uma ideia, quando um indivíduo tem um problema de falta de hormônio, o médico especialista usa-o em doses baixas, faz ajustes de doses de forma paulatina e utiliza exames laboratoriais para checar os excessos ou faltas. Qualquer quantidade errada, especialmente excessiva, pode causas danos.

E o que acontece nas academias?
Utilizam-se misturas de vários hormônios, em quantidades absurdamente elevadas, por esquemas orientados por leigos que passam a “receita do bolo” boca a boca ou por sites sem qualquer orientação médica. Uma loucura! Sob o ponto de vista endocrinológico, um suicídio para as glândulas…

Alguns dos produtos são de uso veterinário, não aprovados para humanos, não avaliados por estudos científicos e, muitas vezes, já banidos do mercado! (embora vendidos no mercado negro)!

A lista de efeitos adversos é enorme e, muitas vezes, os usuários pensam: “comigo não acontece” ou “vou usar algo para evitar o efeito”. Quanto engano, lamentável… A Tabela abaixo elenca os diversos efeitos colaterais em vários órgãos e sistemas.

E por que existe a dificuldade em perceber os problemas? Por que a mídia não provê informações como faz com tabaco ou drogas ilícitas? Por vários motivos: 1. A prevalência do uso dos suplementos e anabolizantes é desconhecida e existe subnotificação das doses utilizadas e dos efeitos colaterais. 2. Em geral, os usuários não procuram médicos. 3. Raramente os suplementos levam os  usuários às emergências. Os efeitos colaterais costumam acontecer em longo prazo e podem aparecer depois da interrupção do uso. 4. Os pesquisadores não podem conduzir estudos controlados sobre os efeitos colaterais em longo prazo, em voluntários saudáveis, especialmente utilizando as doses usadas em academias. Seria eticamente inaceitável. Portanto, as doses usadas “na prática” não são e nunca serão testadas. 5. Por fim, quando os efeitos aparecem, é difícil estabelecer que substância causou o que. Os usuários comumente misturam substâncias e fica difícil atribuir a culpa ou identificar o componente.

Ok, mas sempre há os que argumentam que não usam hormônios, somente os suplementos proteícos…

Mas quem disse que o seu suplemento é seguro? O vendedor? 

A empresa fabricante é certificada? A vigilância sanitária regulou adequadamente o produto? A quantidade dos componentes está correta? Os efeitos colaterais foram informados? O produto foi testado em humanos?

Muitos dos componentes estão expostos em siglas ou simplesmente não estão discriminados. Muitos fabricantes misturam o que querem, muitas vezes com analgésicos, para o usuários não sentirem dores nos treinos; com diuréticos para não haver retenção de líquidos; com anabolizantes hormonais para ganhar massa magra; com hormônio tireoidiano e anfetaminas para perder gordura e ter energia! Existem produtos já banidos do mercado que continuam sendo comercializados! (vide lista http://www.supplement411.org)!

O que fazer diante dessas dúvidas e quais as orientações para quem quer aumentar músculos preservando a saúde? 

Há um jargão muito próprio da academia que diz: “no pain, no gain”.  Ou seja, não é possível melhorar a performance sem esforço! Dedicação, horas de treino semanais com assiduidade, exercícios específicos e alimentação adequada são indispensáveis para aprimorar a composição corpórea de forma saudável. Entretanto, os efeitos no corpo, dessa forma, são mais lentos, as modificações são sutis e progressivas, podem acontecer em meses e até anos… Se otimização dos efeitos é desejada, suplementação proteica e programação especial de exercícios são o caminho. Um bom profissional de educação física e um bom nutricionista podem ajudar. Existem produtos no mercado que podem ser usados com segurança, é preciso saber qual.  Hormônios sem indicação específica, jamais!

E, por fim, não existem fórmulas milagrosas. Não existem resultados sem esforços. A promessa de maravilhas no corpo oculta problemas sérios de saúde sob a forma de músculos. Bonito por fora, estragado “por dentro”.  É preciso ficar atento, pois o suplemento pode ser um lobo em pele de cordeiro…

Lobo em pele de cordeiro: O perigo dos suplementos e anabolizantes

Via http://www.isaudebahia.com.br

Obter um corpo magro e musculoso é sonho de muita gente. As academias estão cheias de pessoas buscando aperfeiçoar suas proporções corpóreas e melhorar a saúde por meio da atividade física.

A fim de potencializar os efeitos dos exercícios, muitos têm utilizado os “aumentadores de performance”, conhecidos como suplementos e anabolizantes. Tornou-se prática comum e observa-se, frequentemente, adolescentes e adultos  carregando,  em suas coqueteleiras, misteriosos  “pozinhos” que prometem maravilhas. E ainda há as barrinhas de força, proteína e energia, os termogênicos para queimar as gorduras e aumentar o vigor, os implantes hormonais na mulher pós-menopausa para recuperar a juventude e os “ciclos” hormonais, para ganho de “massa bruta” e “cutting” para a molecada que gosta de puxar ferro.

Aí é que mora o perigo!
Há uma concepção disseminada e equivocada de que os aumentadores de performance são seguros ou que os efeitos colaterais são contornáveis. O que de fato existe é uma supervalorização dos possíveis benefícios em detrimento dos efeitos adversos desconhecidos, pouco avaliados e, sobretudo, subnotificados.

O argumento mais utilizado pelos usuários é: “- Mas é só uma proteína…”.  Quem garantiu isso?

Proteínas, aminoácidos, estimulantes, termogênicos e hormônios são as substâncias mais utilizadas nas academias.  Suplementos nutricionais podem conter diversas dessas substâncias em misturas.

Trabalhos científicos revelam que compostos com proteínas de fácil absorção como whey protein, L-glutamina, caseína, creatina, entre outros, podem, em conjunto com atividade física, aumentar a massa muscular. Dietas hiperproteícas aumentam a saciedade, o gasto energético basal e promovem menor ganho de peso em gordura. 

Tudo isso, no entanto, quando em excesso, pode ser lesivo ao seu organismo! Além disso é preciso estar certo de que o suplemento somente contém exclusivamente o que diz que tem. É preciso respeitar as quantidades prescritas e seguir um plano terapêutico para obter os resultados.

” Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.”

Termogênicos, estimulantes e hormônios podem ser parte da composição do suplemento e nem sempre estão discriminados. Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.

E os hormônios?
Os hormônios são procurados por suas atividades anabólicas. Modificações estruturais em hormônios sintéticos alteram sua atividade tornando-os mais potentes, com maior atividade anabólica que a androgênica e mais resistentes a aromatização. Os mais comumente usados são a testosterona, boldenona, trembolona, stanozolol, nandrolona, dehidroepiandrosterona, oxandrolona, entre outros.

Qual o problema em usar essas substâncias?
O problema é que hormônios, mesmo em pequenas quantidades, atuam em todo o corpo por meio da circulação sanguínea. O nosso corpo já produz hormônios andrógenos e anabolizantes em quantidades perfeitas e em equilíbrio com o restante dos hormônios e com o organismo.

Ao utilizar suplementação de hormônios por injeção, patch ou por via oral, causa-se prejuízo ao organismo em delicado equilíbrio. Só para se ter uma ideia, quando um indivíduo tem um problema de falta de hormônio, o médico especialista usa-o em doses baixas, faz ajustes de doses de forma paulatina e utiliza exames laboratoriais para checar os excessos ou faltas. Qualquer quantidade errada, especialmente excessiva, pode causas danos.

E o que acontece nas academias?
Utilizam-se misturas de vários hormônios, em quantidades absurdamente elevadas, por esquemas orientados por leigos que passam a “receita do bolo” boca a boca ou por sites sem qualquer orientação médica. Uma loucura! Sob o ponto de vista endocrinológico, um suicídio para as glândulas…

Alguns dos produtos são de uso veterinário, não aprovados para humanos, não avaliados por estudos científicos e, muitas vezes, já banidos do mercado! (embora vendidos no mercado negro)!

A lista de efeitos adversos é enorme e, muitas vezes, os usuários pensam: “comigo não acontece” ou “vou usar algo para evitar o efeito”. Quanto engano, lamentável… A Tabela abaixo elenca os diversos efeitos colaterais em vários órgãos e sistemas.

E por que existe a dificuldade em perceber os problemas? Por que a mídia não provê informações como faz com tabaco ou drogas ilícitas? Por vários motivos: 1. A prevalência do uso dos suplementos e anabolizantes é desconhecida e existe subnotificação das doses utilizadas e dos efeitos colaterais. 2. Em geral, os usuários não procuram médicos. 3. Raramente os suplementos levam os  usuários às emergências. Os efeitos colaterais costumam acontecer em longo prazo e podem aparecer depois da interrupção do uso. 4. Os pesquisadores não podem conduzir estudos controlados sobre os efeitos colaterais em longo prazo, em voluntários saudáveis, especialmente utilizando as doses usadas em academias. Seria eticamente inaceitável. Portanto, as doses usadas “na prática” não são e nunca serão testadas. 5. Por fim, quando os efeitos aparecem, é difícil estabelecer que substância causou o que. Os usuários comumente misturam substâncias e fica difícil atribuir a culpa ou identificar o componente.

Ok, mas sempre há os que argumentam que não usam hormônios, somente os suplementos proteícos…

Mas quem disse que o seu suplemento é seguro? O vendedor? 

A empresa fabricante é certificada? A vigilância sanitária regulou adequadamente o produto? A quantidade dos componentes está correta? Os efeitos colaterais foram informados? O produto foi testado em humanos?

Muitos dos componentes estão expostos em siglas ou simplesmente não estão discriminados. Muitos fabricantes misturam o que querem, muitas vezes com analgésicos, para o usuários não sentirem dores nos treinos; com diuréticos para não haver retenção de líquidos; com anabolizantes hormonais para ganhar massa magra; com hormônio tireoidiano e anfetaminas para perder gordura e ter energia! Existem produtos já banidos do mercado que continuam sendo comercializados! (vide lista http://www.supplement411.org)!

O que fazer diante dessas dúvidas e quais as orientações para quem quer aumentar músculos preservando a saúde? 

Há um jargão muito próprio da academia que diz: “no pain, no gain”.  Ou seja, não é possível melhorar a performance sem esforço! Dedicação, horas de treino semanais com assiduidade, exercícios específicos e alimentação adequada são indispensáveis para aprimorar a composição corpórea de forma saudável. Entretanto, os efeitos no corpo, dessa forma, são mais lentos, as modificações são sutis e progressivas, podem acontecer em meses e até anos… Se otimização dos efeitos é desejada, suplementação proteica e programação especial de exercícios são o caminho. Um bom profissional de educação física e um bom nutricionista podem ajudar. Existem produtos no mercado que podem ser usados com segurança, é preciso saber qual.  Hormônios sem indicação específica, jamais!

E, por fim, não existem fórmulas milagrosas. Não existem resultados sem esforços. A promessa de maravilhas no corpo oculta problemas sérios de saúde sob a forma de músculos. Bonito por fora, estragado “por dentro”.  É preciso ficar atento, pois o suplemento pode ser um lobo em pele de cordeiro…

Lobo em pele de cordeiro: O perigo dos suplementos e anabolizantes

Via http://www.isaudebahia.com.br

Obter um corpo magro e musculoso é sonho de muita gente. As academias estão cheias de pessoas buscando aperfeiçoar suas proporções corpóreas e melhorar a saúde por meio da atividade física.

A fim de potencializar os efeitos dos exercícios, muitos têm utilizado os “aumentadores de performance”, conhecidos como suplementos e anabolizantes. Tornou-se prática comum e observa-se, frequentemente, adolescentes e adultos  carregando,  em suas coqueteleiras, misteriosos  “pozinhos” que prometem maravilhas. E ainda há as barrinhas de força, proteína e energia, os termogênicos para queimar as gorduras e aumentar o vigor, os implantes hormonais na mulher pós-menopausa para recuperar a juventude e os “ciclos” hormonais, para ganho de “massa bruta” e “cutting” para a molecada que gosta de puxar ferro.

Aí é que mora o perigo!
Há uma concepção disseminada e equivocada de que os aumentadores de performance são seguros ou que os efeitos colaterais são contornáveis. O que de fato existe é uma supervalorização dos possíveis benefícios em detrimento dos efeitos adversos desconhecidos, pouco avaliados e, sobretudo, subnotificados.

O argumento mais utilizado pelos usuários é: “- Mas é só uma proteína…”.  Quem garantiu isso?

Proteínas, aminoácidos, estimulantes, termogênicos e hormônios são as substâncias mais utilizadas nas academias.  Suplementos nutricionais podem conter diversas dessas substâncias em misturas.

Trabalhos científicos revelam que compostos com proteínas de fácil absorção como whey protein, L-glutamina, caseína, creatina, entre outros, podem, em conjunto com atividade física, aumentar a massa muscular. Dietas hiperproteícas aumentam a saciedade, o gasto energético basal e promovem menor ganho de peso em gordura. 

Tudo isso, no entanto, quando em excesso, pode ser lesivo ao seu organismo! Além disso é preciso estar certo de que o suplemento somente contém exclusivamente o que diz que tem. É preciso respeitar as quantidades prescritas e seguir um plano terapêutico para obter os resultados.

” Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.”

Termogênicos, estimulantes e hormônios podem ser parte da composição do suplemento e nem sempre estão discriminados. Termogênicos e estimulantes realmente dão vigor,  energia  e fazem queima de gorduras (e músculo também!), porém, no coração e no sistema nervoso atuam negativamente resultando em ansiedade, estresse, irritabilidade, taquicardia, hipertensão, arritmias, infarto e até morte.

E os hormônios?
Os hormônios são procurados por suas atividades anabólicas. Modificações estruturais em hormônios sintéticos alteram sua atividade tornando-os mais potentes, com maior atividade anabólica que a androgênica e mais resistentes a aromatização. Os mais comumente usados são a testosterona, boldenona, trembolona, stanozolol, nandrolona, dehidroepiandrosterona, oxandrolona, entre outros.

Qual o problema em usar essas substâncias?
O problema é que hormônios, mesmo em pequenas quantidades, atuam em todo o corpo por meio da circulação sanguínea. O nosso corpo já produz hormônios andrógenos e anabolizantes em quantidades perfeitas e em equilíbrio com o restante dos hormônios e com o organismo.

Ao utilizar suplementação de hormônios por injeção, patch ou por via oral, causa-se prejuízo ao organismo em delicado equilíbrio. Só para se ter uma ideia, quando um indivíduo tem um problema de falta de hormônio, o médico especialista usa-o em doses baixas, faz ajustes de doses de forma paulatina e utiliza exames laboratoriais para checar os excessos ou faltas. Qualquer quantidade errada, especialmente excessiva, pode causas danos.

E o que acontece nas academias?
Utilizam-se misturas de vários hormônios, em quantidades absurdamente elevadas, por esquemas orientados por leigos que passam a “receita do bolo” boca a boca ou por sites sem qualquer orientação médica. Uma loucura! Sob o ponto de vista endocrinológico, um suicídio para as glândulas…

Alguns dos produtos são de uso veterinário, não aprovados para humanos, não avaliados por estudos científicos e, muitas vezes, já banidos do mercado! (embora vendidos no mercado negro)!

A lista de efeitos adversos é enorme e, muitas vezes, os usuários pensam: “comigo não acontece” ou “vou usar algo para evitar o efeito”. Quanto engano, lamentável… A Tabela abaixo elenca os diversos efeitos colaterais em vários órgãos e sistemas.

E por que existe a dificuldade em perceber os problemas? Por que a mídia não provê informações como faz com tabaco ou drogas ilícitas? Por vários motivos: 1. A prevalência do uso dos suplementos e anabolizantes é desconhecida e existe subnotificação das doses utilizadas e dos efeitos colaterais. 2. Em geral, os usuários não procuram médicos. 3. Raramente os suplementos levam os  usuários às emergências. Os efeitos colaterais costumam acontecer em longo prazo e podem aparecer depois da interrupção do uso. 4. Os pesquisadores não podem conduzir estudos controlados sobre os efeitos colaterais em longo prazo, em voluntários saudáveis, especialmente utilizando as doses usadas em academias. Seria eticamente inaceitável. Portanto, as doses usadas “na prática” não são e nunca serão testadas. 5. Por fim, quando os efeitos aparecem, é difícil estabelecer que substância causou o que. Os usuários comumente misturam substâncias e fica difícil atribuir a culpa ou identificar o componente.

Ok, mas sempre há os que argumentam que não usam hormônios, somente os suplementos proteícos…

Mas quem disse que o seu suplemento é seguro? O vendedor? 

A empresa fabricante é certificada? A vigilância sanitária regulou adequadamente o produto? A quantidade dos componentes está correta? Os efeitos colaterais foram informados? O produto foi testado em humanos?

Muitos dos componentes estão expostos em siglas ou simplesmente não estão discriminados. Muitos fabricantes misturam o que querem, muitas vezes com analgésicos, para o usuários não sentirem dores nos treinos; com diuréticos para não haver retenção de líquidos; com anabolizantes hormonais para ganhar massa magra; com hormônio tireoidiano e anfetaminas para perder gordura e ter energia! Existem produtos já banidos do mercado que continuam sendo comercializados! (vide lista http://www.supplement411.org)!

O que fazer diante dessas dúvidas e quais as orientações para quem quer aumentar músculos preservando a saúde? 

Há um jargão muito próprio da academia que diz: “no pain, no gain”.  Ou seja, não é possível melhorar a performance sem esforço! Dedicação, horas de treino semanais com assiduidade, exercícios específicos e alimentação adequada são indispensáveis para aprimorar a composição corpórea de forma saudável. Entretanto, os efeitos no corpo, dessa forma, são mais lentos, as modificações são sutis e progressivas, podem acontecer em meses e até anos… Se otimização dos efeitos é desejada, suplementação proteica e programação especial de exercícios são o caminho. Um bom profissional de educação física e um bom nutricionista podem ajudar. Existem produtos no mercado que podem ser usados com segurança, é preciso saber qual.  Hormônios sem indicação específica, jamais!

E, por fim, não existem fórmulas milagrosas. Não existem resultados sem esforços. A promessa de maravilhas no corpo oculta problemas sérios de saúde sob a forma de músculos. Bonito por fora, estragado “por dentro”.  É preciso ficar atento, pois o suplemento pode ser um lobo em pele de cordeiro…

Dilma defende a criminalização da homofobia

Roberto Stuckert Filho/PR

RIO – No encerramento do segundo debate entre os candidatos na TV, a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, defendeu a criminalização da homofobia – proposta no Projeto de Lei nº 122/2006, que desde dezembro do ano passado tramita juntamente com a reforma do Código Penal.

— Eu sou contra qualquer forma de violência contra pessoas. No caso especifico da homofobia, eu acho que é um ofensa ao Brasil. Então, fico triste de ver que temos grandes índices atingindo essa população. Acho que a gente tem que criminalizar a homofobia, que não é algo com o que a gente pode conviver — disse a presidente, segundo comunicado do partido.

O assunto foi discutido intensamente nas redes sociais no último fim de semana, quando a candidata do PSB, Marina Silva, anunciou uma “errata” em suas propostas de campanha, retirando o apoio à legalização do casamento de homossexuais e ao aumento das punições aos crimes motivados por preconceito de orientação sexual.

(O Globo)

Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva CHEGOU A HORA: VOTE!

Começou nesta segunda-feira (1) o Plebiscito Popular por uma Assembleia Constituinte Exclusiva à Reforma Política. A votação ocorre até o dia 7 de setembro e espera-se a participação de 1,5 milhão de pessoas para que o Congresso Nacional convoque uma Assembleia Constituinte sobre o sistema político.

Além das urnas físicas, que estão espalhadas pelo Brasil inteiro, os eleitores poderão participar de forma online. Para que o voto seja computado, é necessário informar o nome e o CPF. O objetivo é alcançar um número expressivo de votantes e também abranger localidades onde não haja urna.

Segundo Rodrigo César, da secretaria que organiza a votação, o sistema online é seguro, pois, como exige o CPF, não será possível a ocorrência de assinaturas duplicadas.

De acordo com informação do comitê organizador, há mais de mil comitês em várias partes do país, sendo a cidade de São Paulo a região com o maior número de urnas.

Nas urnas, além da votação pela Assembleia Constituinte da Reforma Política, será colhida, também, assinaturas de apoio ao projeto de lei de democratização da mídia, elaborado pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC).

Para votar online, clique aqui. E aqui, você localiza as urnas físicas.

Via http://www.revistaforum.com.br

 

As contradições e mentiras de Marina Silva

Em um dos tópicos de seu programa de governo, a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, defende o uso da energia nuclear da seguinte forma:
 
“Aperfeiçoar e aumentar a escala dos atuais programas de promoção de energias fotovoltaica e eólica, utilização do hidrogênio em células combustíveis e energia nuclear, fundamentais para que o país se torne um ator relevante nesses setores, que serão vitais para a sociedade do futuro”

Em 1º de junho de 2012, no seminário “Energia Limpa: Oportunidades e Desafios no Brasil”, promovido pela Coordenação de Programas de Pós-Graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), a candidata afirmou, no entanto, que a energia nuclear:

“Não é uma energia segura, não se sabe o que fazer com os resíduos, e vai ficar, não como um legado, mas como um castigo para as futuras gerações”.

A citação pode ser conferida tanto no site da Agencia Brasil quanto no do jornal “O Dia”.

O que a campanha diz:

Às 21h23 da sexta-feira, 29 de agosto, a assessoria de imprensa da candidata enviou uma nota informando que “lamentavelmente, por erro de revisão, na página 144, do Programa de Governo da Coligação Unidos pelo Brasil (a que ilustra este post), o programa de energia nuclear foi citado como um dos que merecem atenção para aperfeiçoamento e aumento de sua presença na matriz energética do país”. De acordo com a assessoria, o foco do plano de governo deveria ter sido “fontes renováveis e sustentáveis”.

“Preto no Branco” ressalta que:

A nota da campanha revelou a existência de uma falha no programa de governo apresentado por Marina Silva no que diz respeito à energia nuclear, mas infelizmente não indicou a posição da candidata e de sua coligação em relação ao assunto energia nuclear.

Marina e ONU

O site de campanha da candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, informa que:
 
“Desde março de 2011, a ex-senadora é a única representante da América Latina no Millennium Development Goals (MDG) Advocacy Group”

Segundo o site da Millenium Developmente Goals (MDG) Advocavy Group, que monitora a busca pelas Metas do Milênio, a candidata não é a única representante da América Latina.

O ex-ministro da Saúde do México Julio Frenk também é uma das “eminências” que atuam na organização.

No O Globo

 

 

Bella Falconi, musa fitness e Luciano Bruno, PhD em nutrição, fazem palestra em Fortaleza

No dia 02 de setembro Fortaleza receberá a musa fitness Bella Falconi e o PhD em nutrição Luciano Bruno. Eles estarão em uma única apresentação da palestra “Diga-me sobre o sucesso” no Teatro do Shopping Via Sul. A palestra já vem acontecendo em vários estados do Brasil e nos Estados Unidos (Orlando). Está sendo sucesso por onde passa com público de até mil pessoas que se surpreendem com a apresentação dos dois. Serão vários os assuntos abordados que vão desde a motivação para ter uma vida saudável, passando pela atividade física até aprender sobre os conceitos básicos e os pilares da nutrição eficiente. O 1º lote dos ingressos começarão a ser vendidos no início do mês de agosto nas lojas Viverde, DNA Natural e Açaí no Ponto.

Você que é adepto (ou pretende ser) de uma vida saudável, curti a Bella Falconi ou simplesmente se interessa quando o assunto é saúde, não pode perder!

Serviço:
Local da palestra: Teatro do Shopping Via Sul
Dia e hora: 02 de setembro de 2014 às 19hs
Informações: (85) 3181.3336 / 8686.3035

Advogada encontra bobina de cartão de crédito em sanduíche em Fortaleza

Bobina de máquina para cartão de crédito é encontrada em sanduíche (FOTO: Reprodução Facebook)

A advogada Jamile Barreto Dantas levou um susto ao comprar um sanduíche no último domingo (24), em Fortaleza. É que dentro do alimento veio uma bobina de máquina de cartão de crédito ou débito.

A cearense conta que pediu o sanduíche por telefone e a rede de fast-food Subway ficou responsável por deixá-lo em sua casa. Ao abrir a embalagem, Jamile se deparou com a surpresa. Imediatamente, ligou para a loja, que fica na Rua Dr Gilberto Studart, no Papicu.

“A mulher [vendedora] pediu desculpas e mandou outro sanduíche. E ela não devolveu nem o dinheiro. Já ouvi várias histórias sobre falta de higiene do Subway”, explica Jamile, que acionará a Justiça cobrando danos morais pelo caso. Sobre voltar a comer na lanchonete, a advogada desconsidera a possibilidade.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a assessoria do Subway, no Rio de Janeiro. A assessoria estava em reunião, e não pôde atender a ligação. O portal enviou email com as fotos, solicitando um posicionamento. O email não foi respondido até a publicação da matéria.

(Tribuna do Ceará)

 

Jovem diagnosticada com apendicite morre após esperar 21 horas por cirurgia; Cremerj vai apurar

Jovem morreu após 20h de espera (Crédito: Reprodução / Facebook )

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) vai abrir uma sindicância para apurar a morte de uma mulher no Hospital Unimed-Rio, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, após esperar 21 horas para realizar a cirurgia de apendicite. A farmacêutica Ana Carolina Domingos Cassino, de 23 anos, foi diagnosticada com a doença na última sexta-feira, mas só teve a cirurgia agendada para sábado, mesmo com fortes dores na barriga.

Os sintomas começaram na sexta pela manhã. Ana acordou vomitando e com dores na barriga. Por volta das 13h40m, deu entrada na unidade de pronto-atendimento da Unimed, no mesmo bairro, e, às 18h, após realizar alguns exames, foi diagnosticada.

— Aguardamos até as 23h para a Unimed fazer o trâmite burocrático que é arrumar hospital, ambulância e cirurgião — contou o também farmacêutico Leandro Nascimento Farias, de 24 anos, noivo de Ana Carolina.

A cirurgia da farmacêutica foi marcada para as 15h de sábado, mas às 13h ela começou a apresentar piora no quadro e precisou ser reanimada, contou Leandro. A cirurgia só foi realizada às 17h30m. O apêndice de Ana foi retirado e ela, encaminhada ao CTI. A jovem, no entanto, acabou morrendo às 5h de domingo:

— Ela já foi pro CTI com infecção generalizada. Foi uma sucessão de erros. Todo mundo sabe que apendicite é coisa grave. Diagnosticou, tem que operar. Não deram importância para o caso dela.

Ele e a noiva moravam juntos desde janeiro e já se preparavam para o casamento, em dezembro. O farmacêutico ainda não conseguiu voltar para a casa.

— Falta coragem. Tudo lembra ela. Estou na casa dos meus pais. Na quinta à noite, estávamos no shopping vendo as alianças. Semana que vem, faríamos sete anos de relacionamento. Judiaram da minha noiva, ela sofreu muito — lamentou Leandro que pretende processar o hospital e o plano:

— Ainda estudo a possibilidade de processar o corpo clínico. Não vai trazê-la de volta, mas outras pessoas não podem passar por isso.

A direção do Hospital Unimed-Rio informou, em nota, que está apurando o processo de atendimento à paciente.

Leia a nota da assessoria do Hospital Unimed-Rio na íntegra:

A Diretoria Médica do Hospital Unimed-Rio informa que todo o processo de atendimento à paciente ANA CAROLINA DOMINGOS CASSINO está sob apuração pelas comissões de Óbitos e de Prontuário Médico do hospital. Todos os procedimentos realizados desde o primeiro atendimento estão sendo avaliados por essas comissões, e tão logo as apurações sejam concluídas serão submetidas à Comissão de Ética Médica do hospital, a quem cabe o parecer final sobre o caso, e comunicadas à família. O Hospital Unimed-Rio lamenta profundamente o ocorrido, se solidariza com a família e reafirma seu compromisso com o mais breve esclarecimento do caso.

Prof. Dr. Luiz Antonio de Almeida Campos

Diretor Médico do Hospital Unimed-Rio

(Cintia Cruz, Extra Online)

7 motivos pelos quais Marina Silva não representa a “nova política”

Neca Setúbal, herdeira do Itaú e coordenadora do programa de governo de Marina Silva, a candidata e seu vice, Beto Albuquerque – Léo Cabral/ MSILVA Online

É comum eleitores justificarem o voto em Marina Silva para presidente nas Eleições 2014 afirmando que ela representaria uma “nova forma de fazer política”. Abaixo, sete razões pelas quais essa afirmação não faz sentido:

  1. Marina Silva virou candidata fazendo uma aliança de ocasião. Marina abandonou o PT para ser candidata a presidente pelo PV. Desentendeu-se também com o novo partido e saiu para fundar a Rede — e ser novamente candidata a presidente. Não conseguiu apoio suficiente e, no último dia do prazo legal, com a ameaça de ficar de fora da eleição, filiou-se ao PSB. Os dois lados assumem que a aliança é puramente eleitoral e será desfeita assim que a Rede for criada. Ou seja: sua candidatura nasce de uma necessidade clara (ser candidata), sem base alguma em propostas ou ideologia. Velha política em estado puro.
  2. A chapa de Marina Silva está coligada com o que de mais atrasado existe na política. Em São Paulo, o PSB apoia a reeleição de Geraldo Alckmin, e é inclusive o partido de seu candidato a vice, Márcio França. No Paraná, apoia o também tucano Beto Richa, famoso por censurar blogs e pesquisas. A estratégia de “preservá-la” de tais palanques nada mais é do que isso, uma estratégia. Seu vice, seu partido, seus apoiadores próximos, seus financiadores e sua equipe estão a serviço de tais candidatos. Seu vice, Beto Albuquerque, aliás, é historicamente ligado ao agronegócio. Tudo normal, necessário até. Mas não é “nova política”.
  3. As escolhas econômicas de Marina Silva são ainda mais conservadoras que as de Aécio Neves. A campanha de Marina é a que defende de forma mais contundente a independência do Banco Central. Na prática, isso significa deixar na mão do mercado a função de regular a si próprio. Nesse modelo, a política econômica fica nas mãos dos banqueiros, e não com o governo eleito pela população. Nem Aécio Neves é tão contundente em seu neoliberalismo. Os mentores de sua política econômica (futuros ministros?) são dois nomes ligados a Fernando Henrique: Eduardo Giannetti da Fonseca e André Lara Rezende, ex-presidente do BNDES e um dos líderes da política de privatizações de FHC. Algum problema? Para quem gosta, nenhum. Não é, contudo, “uma nova forma de se fazer política”.
  4. O plano de governo de Marina Silva é feito por megaempresários bilionários. Sua coordenadora de programa de governo e principal arrecadadora de fundos é Maria Alice Setúbal, filha de Olavo Setúbal e acionista do Itaú. Outro parceiro antigo é Guilherme Leal. O sócio da Natura foi seu candidato a vice e um grande doador financeiro individual em 2010. A proximidade ainda mais explícita no debate da Band desta terça-feira. Para defendê-los, Marina chegou a comparar Neca, herdeira do maior banco do Brasil, com um lucro líquido de mais de R$ 9,3 bilhões no primeiro semestre, ao líder seringueiro Chico Mendes, que morreu pobre, assassinado com tiros de escopeta nos fundos de sua casa em Xapuri (AC) em dezembro de 1988. Devemos ter ojeriza dos muito ricos? Claro que não. Deixar o programa de governo a cargo de bilionários, contudo, não é exatamente algo inovador.
  5. Marina Silva tem posições conservadoras em relação a gays, drogas e aborto. O discurso ensaiado vem se sofisticando, mas é grande a coleção de vídeos e entrevistas da ex-senadora nas quais ela se alinha aos mais fundamentalistas dogmas evangélicos. Devota da Assembleia de Deus, Marina já colocou-se diversas vezes contra o casamento gay, contra o aborto mesmo nos casos definidos por lei, contra a pesquisa com células-tronco e contra qualquer flexibilização na legislação das drogas. Nesses temas, a sua posição é a mais conservadora dentre os três principais postulantes à Presidência.
  6. Marina Silva usa o marketing político convencional. Como qualquer candidato convencional, Marina tem uma estrutura robusta e profissionalizada de marketing. É defendida por uma assessoria de imprensa forte, age guiada por pesquisas qualitativas, ouve marqueteiros, publicitários e consultores de imagem. A grande diferença é que Marina usa sua equipe de marketing justamente para passar a imagem de não ter uma equipe de marketing.
  7. Marina Silva mente ao negar a política. A cada vez que nega qualquer um dos pontos descritos acima, a candidata falta com a verdade. Ou, de forma mais clara: ela mente. E faz isso diariamente, como boa parte dos políticos dos quais diz ser diferente.

Há algum mal no uso de elementos da política tradicional? Nenhum. Dentro do atual sistema político, é assim que as coisas funcionam. E é bom para a democracia que pessoas com ideias diferentes conversem e cheguem a acordos sobre determinados pontos. Isso só vai mudar com uma reforma política para valer, algo que ainda não se sabe quando, como e se de fato será feita no Brasil.

Aécio tem objetivos claros. Quer resgatar as bandeiras históricas do PSDB, fala em enxugamento do Estado, moralização da máquina pública, melhora da economia e o fim do que considera um assistencialismo com a população mais pobre. Dilma também faz política calcada em propósitos claros: manter e aprofundar o conjunto de medidas do governo petista que estão reduzindo a desigualdade social no País.

Se você, entretanto, não gosta da plataforma de Dilma ou da de Aécio e quer fortalecer “uma nova forma de fazer política”, esqueça Marina e ouça Luciana Genro (PSOL) e Eduardo Jorge (PV) com mais atenção.

De Marina Silva, espere tudo menos a tal “nova forma de fazer política”. Até agora a sua principal e quase que única proposta é negar o que faz diariamente: política.

(carta capital)

Discriminadas – Salários de bancárias é 24% menor que dos bancários

Discriminadas – Segunda rodada de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban acontece nesta quarta-feira (27). Em seus Relatórios Anuais de Sustentabilidade os bancos apresentam algumas informações que ilustram a desigualdade com a qual as mulheres são tratadas. No Bradesco, por exemplo, o salário médio das mulheres em cargos administrativos corresponde a apenas 75% dos salários dos homens nos mesmos cargos.

Do total de diretores do Santander 81% são homens e apenas 19% são mulheres. Na diretoria do Itaú a situação não é diferente. São 80 homens e apenas 10 mulheres. No Banco do Brasil, são 50 homens e duas mulheres nos cargos de governança. E na Caixa, somente na diretoria, são 32 homens e três mulheres.

Discriminadas – Salários de bancárias é 24% menor que dos bancários, segundo Sindicato

“Na categoria bancária, as mulheres ocupam 49% do total de postos de trabalho e recebem, em média, salários 24% menores que os dos homens. A diferença vem se acentuando ao longo dos anos, já que era de 21% em 1994. Essa realidade é ainda mais injusta quando se observa que as mulheres bancárias têm escolaridade maior que a dos bancários. 75% das bancárias têm nível superior completo, enquanto entre os homens esse percentual cai para 69%”, disse Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

Negociação – Nesta quarta-feira (27), a categoria bancária faz a segunda rodada de negociação da Campanha Nacional Unificada 2014. Participam representantes do Comando Nacional dos Bancários e da Federação dos bancos (Fenaban), no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, discutindo os temas segurança e igualdade de oportunidades. A negociação continua nesta quinta-feira (28).

Temas – Entre os temas debatidos durante a segunda rodada de negociação estão: segurança nas agências bancárias (inclusão das portas giratórias com detector de metais, divisória entre os caixas, isenção das tarifas de transferência para diminuir o crime de “saidinha de banco”, entre outros) e igualdade de oportunidades (como maior acesso de mulheres em cargos de chefia, igualdade de salários, maior participação dos negros na contratação do setor).

Segurança – Acesse os dados da 7ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos:http://www.contrafcut.org.br/download/Arquivo/1382214151.pdf

Por Cecília Negrão – Sindicato dos Bancários
Edição final: William Camargo/Folha Paulistana

 

 

Seca no Ceará atinge 176 municípios

A seca que assola o  Ceará é a pior dos últimos 55 anos. A informação foi destaque do Jornal O Globo deste domingo. Segundo o periódico, dos 184 municípios que compõem o estado, 96% decretaram situação de emergência, ou seja, 176 cidades. As cidades são abastecidas prioritariamente por carros-pipa, que somam 1.101 para atender 122 municípios. De acordo com a reportagem os resultados referentes à potabilidade da água dos carros-pipa não constam no Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (SISAGUA), do Ministério da Saúde. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), responsável pelo controle, não teria enviado os dados de 2013 e 2014.

Apesar de o Relatório Sobre Vigilância da Qualidade da Água ter sido amplamente divulgado em 2013 pela Sesa, a assessoria de comunicação do órgão informa que a responsabilidade por este monitoramento é da 10ª Região Militar e o estudo de 2013 estava com o órgão do exército. Já o coordenador da Operação Carro-Pipa no Ceará, o Coronel Claudemir Rangel dos Santos,  diz que ao exército cabe a distribuição da água e a cobrança do laudo de potabilidade dos mananciais aos municípios atendidos. Ele nega que este tipo de estudo seja de responsabilidade da 10ª Região Militar.

De acordo com a Comissão Especial da Assembleia Legislativa (AL-CE), que acompanha a Problemática da Seca e as Perspectivas de Chuva no Ceará, das 128 localidades que recebiam água de carro-pipa, apenas 28 tinham veículos cadastrados no SISAGUA e coletavam amostras para a vigilância da qualidade da água.

A situação preocupa, pois de acordo com o relatório da Comissão da Seca da AL-CE, o estudo, quando a SESA analisou 381 amostras de água de 28 municípios (os únicos que possuem carros-pipas cadastrados no sistema de informação e coletaram amostras), concluiu-se que 60% das amostras estavam contaminadas: 18% (70) com a bactéria Escherichia coli e 42% (160) com coliformes fecais.

O Ceará registrou, em 2013, um número elevado de casos de doenças diarreicas agudas. Municípios tiveram surtos do problema que está relacionado à qualidade da água que chega à população. Os dados da Sesa, apontavam que a estiagem é “relevante” na ocorrência de doenças diarreicas agudas (DDAs). No Ceará, foram confirmados cerca de 200 mil casos. Não há informação de óbitos, mas 14 municípios somaram 77 surtos.

(Ceará Agora)

Brasil 10 vezes Campeão do Grand Prix de Voleibol Feminino

Divulgação/FIVB

A Seleção Brasileira feminina de vôlei venceu o Japão, na manhã deste sábado, por 3 sets a 0, parciais de 25-15, 25-18 e 27-25, em Tóquio, no que poderia ser considerada a final do Grand Prix.

As japonesas precisavam apenas vencer dois sets para conquistar o inédito título, mas esbarraram no forte e alto bloqueio brasileiro. As atuais bicampeãs olímpicas jogaram de forma impecável tanto na defesa quanto no ataque, o que facilitou a fácil vitória em cima das anfitriãs, que estavam invictas na fase final.

O Brasil fez uma grande primeira fase, quando venceu os nove jogos, perdendo apenas três sets. O estilo de jogo forte aproveitou a qualidade de Jaqueline, Fernanda Garay e Sheilla, além de contar, mais uma vez, com uma grande participação da central Thaisa, que foi eleita a melhor jogadora do torneio no ano passado.

Já na fase final, um tropeço logo na primeira partida que poderia ter custado caro. As comandadas do técnico José Roberto Guimarães perderam para Turquia por 3 sets a 2, mas conquistaram um ponto importante para a décima conquista do Grand Prix.

O grande destaque da Seleção foi a oposto Sheilla, com 16 pontos. O que colaborou para a grande atuação para o Brasil foram os erros do Japão. Ao total, foram 29 pontos cedidos pelas anfitriãs, além dos 10 de bloqueio. Pelo lado japonês, destaque para Ishii que fez 10 pontos.

Agora, o Brasil volta sua atenção para o Mundial, torneio que as brasileiras nunca conquistaram. A competição será na Itália e começa dia 23 de setembro. A Seleção Brasileira está no grupo B, com Sérvia, Turquia, Canadá, Camarões e Bulgária.

O jogo
O time pareceu entrar em quadra um pouco ansioso. Aproveitando os erros da recepão brasileira, as japonesas abriram 2 a 0. Mas logo as comandadas de Zé Roberto reagiram com o forte bloqueio e as centrais aproveitando a falta de jogadoras altas na rede do Japão, chegando à primeira parada técnica com 8 a 5 a seu favor.

Com um estilo de jogo agressivo e bolas rápidas, o Brasil se manteve à frente no placar com um grande trabalho da levantadora Dani Lins. Assim, a Seleção chegou à segunda parada técnica com 16 a 11 no placar. Depois disso, foi só manter o ritmo para fechar a parcial em 25-15.

Diferentemente do primeiro set, o segundo começou com domínio total do Brasil, que  abriu 5 a 1 e forçou o técnico japonês a pedir o primeiro o tempo antes da parada técnica. Não deu muito certo. O tempo técnico veio com um 8 a 4 a favor do time verde-e-amarelo. Mostrando nervosismo, as japonesas começaram a errar em pontos que não costumam falhar, principalmente na defesa, o que fez o técnico do time anfitrião pedir novo tempo técnico para tentar ajeitar os erros e passar tranquilidade para suas comandadas. E parece ter surtido efeito, pois a vantagem brasileira de seis pontos, caiu para apenas dois com 13 a 11, forçando Zé Roberto a pedir seu primeiro tempo.

No segundo tempo técnico, o time brasileiro chega com três pontos de vantagem (16 a 13) em uma parcial muito equilibrada. O terceiro set começou bem equilibrado. As japonesas voltaram mais focadas e chegaram, pela primeira vez, ao primeiro tempo técnico a frente do placar com um 8 a 7.

O Brasil começou a dar sinais de nervosismo ao errar bolas que estavam virando com facilidade, e o Japão começou a abrir vantagem com três pontos a mais, forçando o técnico José Roberto a pedir seu primeiro tempo na parcial para acertar os erros de suas comandadas.

As brasileiras voltaram mais ligadas e deixaram a partida igual no placar com 11 a 11 e chegaram ao segundo tempo técnico novamente a frente do placar com 16 a 14 ao reencontrar a tranquilidade. Vendo o fim da chance de reagir, o técnico japonês pediu um tempo logo após a parada técnica para tentar diminuir o ritmo das brasileiras. As anfitriãs chegaram a empatar o jogo, mas logo as brasileiras voltaram a impor o ritmo, abrindo 21 a 19 e forçando o Japão a pedir mais um tempo para tentar sobreviver no set e no jogo. A partida chegou a 24 a 24, e forçou José Roberto a pedir um tempo. Depois de dois match-points, o Brasil fechou o jogo em 27-25.

*Lancepress

PSB diz que vai explicar jatinho de Campos. Tem de explicar não um, mas dois aviões ilegais

O candidato a vice de Marina Silva, deputado Beto Albuquerque,anunciou à imprensa que o PSB oferecerá todas as explicações sobre o avião cedido a Eduardo Campos por um empresa que, cheia de dívidas na praça e com seus bens indisponíveis, mesmo antes da decretação de seu processo de recuperação judicial, já estava judicialmente notificada que muitos dos seus bens estavam entregues ao Banco Safra, por descumprimento de pagamentos.

Mas o caso não para nesta empresa, a AF Andrade, uma família  de usineiros paulistas.

É preciso explicar o papel da tal Bandeirantes Companhia de Pneus, que nega ter arrendado o avião porque seu cadastro não foi aprovado.

Até porque este blog mostrou aqui a a Bandeirantes cedia outro jatinho – o Learjet 45 prefixo PP-ASV .que arrendou do Bank of Utah Trustee –antes que o fatídico Cesna PR-AFA que caiu em Santos ficasse à disposição do ex-candidato.

É preciso também que se esclareça a quem pertence esta empresa, que operava sob o nome fantasia de Magnum Tires, um grupo que operava em vários estados a importação de pneus usados, à base de liminares, quando o Governo Federal já proibira que trouxessem para o nosso país carcaças servidas de pneumáticos, que são lixo poluidor.

Este grupo operava o mesmo nome por outras empresas, além da Bandeirantes. No Espírito Santo, sob outro CNPJ, era a Líder . Só ela trouxe  quase 230 mil carcaças de pneus usados entre 2005 e 2006, dos Estados Unidos e da Austrália, nas contas do Ministério Público Federal. Na Paraíba, operam no mesmo endereço – junto com outra empresa, a First Nordeste, sob o nome de Elo Logística, numa localidade chamada Alhandra, próxima a João Pessoa e ao Porto de Cabedelo.

Estas empresas operavam sob liminares, porque o Governo Federal se opunha fortemente à importação, proibida aqui desde 1991 para que continuava, por força de decisões judiciais. Uma das integrantes do grupo – a Líder – ainda foi multada em 2006 pelo Ibama por não cumprir exigências de destinação do “lixo-pneu”.

A Magnum Tires, segundo o Portal da Propaganda,preocupada  em  melhorar seu perfil “ecológico” resolveu distribuir aqueles cartazes de modelos de biquini (ou menos) de borracharias usando a “Mulher Samambaia” do Pânico na TV.

Portanto, por mais que do ponto de vista formal, pela falta de transferência, os usineiros paulistas  possam responder pela propriedade do avião, está estabelecida uma conexão com empresários pernambucanos – um deles, Apolo Santana Vieira, processado por fraudar importações.

Este grupo não apenas negociou – não se sabe com que arranjos, mas se sabe que com a aprovação pessoal de Campos – a cessão do avião fatal como, antes, provia Eduardo Campos com um avião de sua propriedade, o Learjet PP-ASV.

Esperemos, porém, a explicações.

Por respeito, porque há mais indícios de irregularidades.

(Tijolaço)

A boneca sexual ‘mais perfeita do mundo’

Uma empresa japonesa chamada Orient Industry lançou uma coleção de bonecas sexuais ultrarrealistas que parecem mulheres de verdade.

Batizadas de “Dutch Wives” – esposas holandesas, um termo utilizado no Japão para as bonecas sexuais – de inflável elas não têm nada.

As bonecas são feitas de um silicone de alta qualidade, cujo toque lembra o de uma pele verdadeira, e seus olhos são assustadoramente realistas.

“Sentimos que, enfim, conseguimos criar uma boneca que é indistinguível em relação a uma mulher”, disse o porta-voz da empresa, Osami Seto, ao jornal The Daily Mail.

A Orient Industry trabalha nesse segmento há muito tempo mas, para Osami, faltava ainda evoluir em duas áreas: a pele e os olhos.

Com este lançamento recente, no entanto, eles acreditam que chegaram lá.

A top de linha custa cerca de R$ 14 mil e você pode customizá-la de várias maneiras: altura, cor dos olhos, cabelo, tamanho dos seios, etc.

E, claro, elas vêm com a roupa (ou fantasia) que você escolher.

Além disso, as “Dutch Wives” possuem articulações flexíveis, para você colocá-las na sua posição sexual preferida.

(Diário do Centro do Mundo)

“O maior estupro foi feito por Gilmar Mendes”, diz vítima de Abdelmassih

Kiko Nogueira, DCM

Algumas das mulheres estupradas pelo médico Roger Abdelmassih, preso no Paraguai, devem representar contra Gilmar Mendes na Corte Internacional.

Uma delas, ao recebê-lo no aeroporto, avisou, dirigindo-se às câmeras de TV: “Não tem ministro que vai tirar você daqui”. Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão pela Justiça criminal de São Paulo em novembro de 2010, acusado de 52 estupros de suas próprias clientes. Estava detido.

Gilmar, então presidente do STF, entendeu que ele deveria recorrer em liberdade da sentença porque não representava perigo. Já tinha o registro cassado, não podia mais exercer a profissão e, portanto, não teria como continuar cometendo o crime. No início de 2011, Abdelmassih era um foragido.

Gilmar é o mesmo que considerou “estranho” o episódio das doações feitas para pagar multas dos réus do mensalão. “Imagino que os militantes se disponham a cumprir alguns dias nos presídios”, disse, em resposta a uma carta de Suplicy.

Em matéria de estranheza, ele possui antecedentes. Concedeu habeas corpus a Daniel Dantas, preso pela Polícia Federal no caso Satiagraha em 2008. Fez o mesmo com Cristina Maris Meinick Ribeiro, condenada por sumir com o processo de sonegação fiscal da Receita Federal contra a Globo.

Em maio de 2010, o habeas corpus de Abdelmassih fora negado pela ministra Ellen Gracie. Gilmar, porém, cravou que não havia elementos “concretos e individualizados, aptos a demonstrar a necessidade da prisão cautelar do ora paciente”.

A escritora Teresa Cordioli, vítima do médico nos anos 70, não perdoa o juiz. “O maior estupro foi feito pelo Gilmar Mendes, que o soltou. Aí nós criamos mais força na busca”, disse.

Gilmar nunca se manifestou sobre o episódio Roger Abdelmassih.

Blogueiro de Veja critica Míriam Leitão e depois remove texto

Editor de Veja pediu para Rodrigo Constantino remover coluna em que criticava Míriam Leitão (Pragmatismo Político)

Rodrigo Constantino foi obrigado a tirar do ar uma coluna em que criticava a jornalista Miriam Leitão.

Em entrevista a Luiz Cláudio Cunha, Miriam contou como foi torturada durante a ditadura militar (veja aqui). Em sua coluna, Constantino escreveu uma resposta:

“Acho, como já disse, que Miriam tem todo direito ao seu pedido de desculpas. Se sofreu o que diz mesmo, nada justifica isso. É uma postura covarde daqueles militares envolvidos. Mas ela não era uma heroína. Não era uma jovem democrata que defendia a liberdade. Era uma comunista, do PCdoB, entoando hinos marxistas e usando como símbolo a foice e o martelo.

Se essa turma tivesse logrado sucesso naquela época, o Brasil hoje seria uma imensa Cuba, algo que ainda não nos livramos justamente porque os comunistas ainda existem, sob o manto de bolivarianismo ou socialismo do século 21. Portanto, cabe perguntar: e o seu pedido de desculpas, Miriam, não teremos?”

VEJA TAMBÉM: “Você é realmente inútil”, diz integrante do Porta dos Fundos para cantor Roger

No dia seguinte, ele postou em sua página no Facebook as razões que o fizeram dar sumiço no texto.

“A pedido do editor da Veja.com, retirei do ar. (…) Ainda acho que ela deveria fazer um reconhecimento público de que não lutava por democracia e não era uma heroína, mas faço isso em outra ocasião…”

Piada internacional

Entre as paranoias recentes envolvendo o blogueiro de Veja, a que mais chamou a atenção foi a teoria sobre o “2014” em cor vermelha no logo da Copa do Mundo. De acordo com Constantino, tratava-se de uma propaganda subliminar socialista em ano eleitoral. O periódico norte-americano Los Angeles Times debochou da publicação e o caso virou piada internacional.

Matheus Sathler: Candidato homofóbico do PSDB causa revolta e vergonha alheia

Defensor da polêmica proposta sobre a criação de um “kit macho” nas escolas públicas brasileiras, o candidato a deputado federal pelo PSDB Matheus Sathler, de Brasília, usa a internet para ampliar o diálogo com os eleitores. Na rede, ele diz que a “desestrutura familiar” leva mulheres a trabalhar fora e que analisa projeto de lei “anti gay” vindo da Rússia. No horário eleitoral desta sexta-feira (22/8), ele chamou atenção, na TV, para as bandeiras da campanha.

O candidato publicou, no Facebook, foto junto a crianças: “a criançada já está sabendo que kit macho é ‘menino só pode gostar de menina e as meninas só de meninos’”. Sathler também se diz contra a presença de mulheres e homossexuais nas forças armadas e policiais. A realidade de mulheres que trabalham fora de casa “deve ser corrigida nas próximas gerações”, de acordo com ele.

Em vídeo publicado no Youtube, o candidato explica que registrou em cartório as principais promessas de campanha, como doar metade dos vencimentos, se eleito, para trabalhos de recuperação de “crianças vítimas do estupro pedófilo homossexual”. “Kit macho” e “kit fêmea” são outras promessas registrada, segundo o vídeo.

Constrangimento no PSDB

As declarações radicais e homofóbicas constrangeram o PSDB. O presidente regional da sigla no DF, Eduardo Jorge, disse que vai proibir Matheus Sathler de usar o horário da legenda para defender essas propostas. “Ele disse umas bobagens, foi chamado pelo partido e se retratou. Já dissemos que retiraríamos a candidatura dele se essa situação persistisse”, afirmou. “A posição do PSDB é de tolerância e de respeito”, garantiu o tucano. O candidato ao Governo do DF, Luiz Pitiman, afirmou que não conhece Matheus Sathler nem tem informações sobre as propostas apresentadas durante o horário eleitoral.

Diretor do Grupo Elos LGBT, Evaldo Amorim disse que vai acionar a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais para enviar uma carta de repúdio ao PSDB. “Esse discurso é um retrocesso na construção de uma sociedade mais igualitária. É absurda essa história de cartilha para ensinar menino a gostar de menina, as coisas não funcionam assim. A orientação sexual é inerente ao ser humano”, acrescenta o militante.

com Correio Braziliense

Neca ou Marina para a Presidência?

Marina Silva e Neca Setúbal (Pragmatismo Político)

Madrinha de Marina Silva, Maria Alice Setubal, a Neca, coordenadora do programa de governo do PSB, minimiza a falta de experiência da candidata e sinaliza aproximação com o mercado.

Em entrevista à Folha, a banqueira fala em nome de Marina afirma que a presidenciável manterá os compromissos feitos anteriormente por Eduardo Campos a respeito de conceder autonomia formal, por lei, ao Banco Central. Diz que, ao longo da campanha, mais economistas “estarão se aproximando”.

Abaixo, a análise do jornalista Paulo Moreira Leite sobre a participação de Neca Setúbal na candidatura de Marina Silva.

Paulo Moreira Leite

Na década de 1960, quando o embaixador norte-americano Lincoln Gordon dava seguidas e constrangedoras demonstrações de poder junto aos generais que tentavam dar a impressão de mandar no Brasil após o golpe militar, o jornalista Paulo Francis cunhou uma frase que ficou famosa: “chega de intermediários. Lincoln Gordon para presidente.”

Sessenta anos se passaram e o Brasil mudou bastante desde então. Morto em 1997, o próprio Paulo Francis tornou-se um barítono da direita brasileira, servindo de mestre para um conservadorismo que não conseguia renovar-se por si próprio.

O país se democratizou, os brasileiros fizeram uma constituição democrática e, dentro de poucas semanas, irão votar para presidente pela sétima vez consecutiva, em ambiente de paz e plena liberdade de expressão — isso nunca aconteceu na república brasileira, em período algum.

Com um histórico de desigualdade e exclusão, na última década o país conseguiu avanços memoráveis na luta contra a pobreza, por uma melhor distribuição de renda. É inegável.

Mas nem tudo se modificou, como mostra Fernando Rodrigues, na Folha de hoje.

A entrevista de Maria Alice Setúbal, a herdeira do Itaú, que, manda a tradição aristocrática brasileira, prefere ser tratada em público como Neca, apelido familiar, é um assombro.

Educadora, por profissão, Neca é, também, bilionária por herança. É uma conversa sem rodeios nem inibições. Desde a confirmação da candidatura Marina, a herdeira do Itaú foi confirmada como coordenadora do programa de governo.

Lembra de Antonio Palocci, que teve um papel essencial na estruturação do governo Lula, depois da vitória de 2002, inclusive com a Carta ao Povo Brasileiro? Seu lugar no organograma era o mesmo. Imagine o poder de Neca.

Maria Alice fala do ponto mais importante: autonomia do Banco Central, medida que, nós sabemos, concentra o ponto fundamental da campanha de 2014 — permitir ao sistema financeiro recuperar o controle absoluto da política econômica, definindo a taxa de juros conforme análises e projeções de instituições privadas que atuam no mercado.

Nós sabemos que, hoje, o governo Dilma procura manter a inflação sob controle e tem obtido vitórias importantes — há quatro meses os preços estão em tendência de queda e as projeções indicam um movimento semelhante no próximo levantamento. Apesar disso, o governo não abre mão de proteger os salários e de tomar toda medida a seu alcance para manter o desemprego, em seu mais baixo nível da história. Isso só é possível porque, mesmo sem dar ordens ao Banco Central, a presidência da República tem o poder de indicar e demitir seu presidente.

A autonomia do BC é a senha para se mudar isso. Em vez de deixar a política econômica em mãos de tecnocratas que respondem a uma autoridade eleita, o que se quer é dar independência aos diretores do banco, que passam a ter mandato e assim por diante. Independência de quem? Das autoridades que de uma forma ou outra expressam a soberania popular.

Eduardo Campos já havia se declarado a favor da autonomia do BC, postura que causou espanto nos aliados que recordavam a herança do avô Miguel Arraes. Marina disse na época que não era favorável. Parecia resistir. “Enfim”, concordou, explica Maria Alice, esclarecendo que se quer definir o assunto em lei.

Criado pela ditadura militar, o Banco Central brasileiro guarda uma peculiaridade em comparação com originais estrangeiros. O Federal Reserve Americano, por exemplo, tem o dever de defender a moeda do país — e o emprego dos cidadãos. Essa missão com duas finalidades está lá, em mármore, na porta da instituição. No Brasil, não há referência ao emprego. Outros tempos, outros governos. Entendeu, né?

A coordenadora Maria Alice não é uma eleitora qualquer, cujo voto representará 1/100 milhões na eleição. O Itaú é um gigante com US$ 468 bilhões de ativos em 2013. É um número respeitável por qualquer padrão, inclusive internacional. Numa lista com os 15 maiores bancos dos Estados Unidos, o Itau fica a frente de nove em ativos. Mas não é só.
Se você comparar a rentabilidade sobre o patrimônio, o banco da coordenadora da campanha de Marina supera mesmo os maiores bancos da maior economia do planeta. Diz a consultoria Econométrica que em 2013, o Itaú teve um rendimento da ordem de 16,70% sobre o patrimônio, algo perto de US$ 70 bilhões, só no ano.

Só para você ter uma ideia, o US Bancorp, mais lucrativo banco dos Estados Unidos, teve uma rentabilidade de 15,48%. Os maiores bancos dos EUA estão longe de exibir um desempenho comparável ao Itaú, no entanto.O Morgan, com um patrimônio mais de quatro vezes maior do que o Itau, teve um rendimento 50% menor, em termos relativos. O rendimento do Citi, três vezes maior, teve um rendimento de equivalente a um quatro daquele auferido pelo Itau, em termos proporcionais.

O Itau não é o único banco brasileiro nessa posição. Bradesco e Banco do Brasil sobrevivem em ambiente muito parecido. A diferença é que os concorrentes não colocaram uma herdeira no comando de uma campanha presidencial, o que dá um grau de proximidade particularmente perigosa.

O Banco Central que a coordenadora Maria Alice quer autônomo já define, hoje, a taxa básica de juros e isso explica a força do setor financeiro no país. Caso essa situação seja colocada em lei, a situação ficará ainda pior.

Protegidos por uma taxa de juros que já foi muito mais alta no governo de Fernando Henrique Cardoso, mas segue uma das maiores do mundo, os bancos crescem e engordam recebendo rendimentos pelos títulos do governo. Com os lucros do rentismo, os bancos não tem necessidade de emprestar ao empresário nem ao consumidor, atividade que está na razão de sua existência, no mundo inteiro. A taxa média anual de juros nos empréstimos bancários, em 2013, foi de 27,3% no Brasil. Uma barbaridade. Só em Madagascar (60) e Malawi (46%) esse ganho foi maior. No Canadá ficou em 3%. Na China, em 6%. Na Italia, em 5,1% e na Suíça, 2,6%. Nos Estados Unidos, ficou em 3,2%, ou oito vezes menor do que no Brasil. Na Inglaterra, ficou em 0,50%, mais quarenta vezes menor.

Dá para entender, assim, a desenvoltura de Maria Alice Setubal.

Pode parecer arrogância, mas não é isso. É pura expressão de uma realidade política profunda. Alguém reclamava na França do Século XVII quando o Rei Sol dizia que “o Estado sou eu?” Era natural, vamos combinar.

Sem demonstrar inibições maiores, a herdeira do Itau faz críticas diretas ao estilo de Dilma Rousseff. Avançando num argumento que reúne varias camadas de preconceito, nem sempre invisíveis, falou que a presidente exerce uma “liderança masculina.” Vinte e quatro horas depois que a candidatura de Marina provocou a saída de dirigentes históricos do PSB da campanha, ela achou conveniente definir Dilma como “desagregadora”.

Marina trouxe uma representante do 1% do PIB mundial para o comando de sua campanha.

É aquela turma que atua por cima dos estados nacionais e tem ligações frágeis com as respectivas populações porque seu horizonte é o mercado global. Como se aprende com o Premio Nobel Joseph Stiglitz, são esses interesses que impedem uma recuperação firme após a crise de 2009. O povo foi a rua em várias versões de ocupação e nada acontece. O 1% não quer e não deixa.

As grandes instituições financeiras seguem dando as cartas do jogo, mesmo depois de suprimir 60 milhões de empregos e destruir o futuro de várias gerações de trabalhadores.

O que a turma de 1% quer é eliminar o Estado de Bem-Estar Social aonde existe, ou impedir seu crescimento, ande está para ser construído. Isso porque ele funciona como uma garantia contra a reconcentração de renda e preservação dos direitos democráticos, que nem sempre comovem os mercados. Em alguns países do mundo, a força destruidora da crise não fez seu trabalho. Um deles é o Brasil, onde o governo de Luiz Inácio Lula da Silva se recusou a tomar medidas que criariam uma Grécia infeliz e sem futuro na América do Sul. Vem daí a campanha de ódio contra seu governo e contra sua sucessora.

É isso e apenas isso.

PSOL e PSDB unidos em Alagoas

Candidato a governador pelo PSol, Mário Agra, afirmou que “todo apoio é bem vindo”, ao ser questionado sobre o apoio declarado pelo candidato Júlio Cezar, do PSDB, à candidata a senadora Heloísa Helena (PSol). Apesar de reconhecer o apoio, Agra ressaltou que existem diferenças ideológicas e disse que, por esta razão, essa aliança “não é natural”

A manifestação do candidato tucano simboliza, na prática, o apoio do grupo ligado ao governador Teotônio Vilela à candidata do PSol, configurando uma espécie de “aliança-branca” entre os governistas e o partido socialista.

O PSol é um partido que se autoproclama de linha ideológica à esquerda. Já o PSDB, atualmente, representa a antítese dessa corrente. Em Alagoas, os tucanos têm ligação com classes produtoras de açúcar e álcool, tendo inclusive usineiros filiados ao partido, como o governador Teotônio Vilela.

A aliança, agora exposta publicamente, apesar de surpreender nos meios políticos, era comentada nos bastidores.

O anúncio da “aliança” se dá após a desistência de Eduardo Magalhães, então representante tucano que estava candidato ao Senado.

Com a saída de Magalhães, os tucanos foram liberados por Vilela para apoiar candidaturas de outras coligações.

Júlio Cezar anunciou nessa quinta-feira o apoio e disse que apoiará a candidata “de coração”, mas não detalhou o tipo de suporte que será dado para a candidata. “Não sei de que forma posso ajudá-la, mas, que irei sim fazer os esforços que forem possíveis para aqueles que me acompanham”.

com informações de Gazeta Web e 247

 

A regata da Barra do Ceará e a revitalização do polo histórico

foto meramente ilustrativa

A respeito da matéria “Foz do rio Ceará. Passeio de barco passará a ser realizado todo mês”, da repórter Viviane Sobral (Editoria Cotidiano, página 3), na edição de ontem, 22, do O POVO, ainda que a regata motivadora da reportagem tivesse a intenção ambientalista, o projeto Conversas Flutuantes, do Sesc, pode obter muito mais resultados. A exemplo da revitalização da Barra do Ceará, bairro que para uma parcela dos historiadores, foi a origem de Fortaleza, ou ainda, de, sucessivamente, a capitania, a província e o Estado cearenses.

 

Aparentemente, a construção da Ponte José Martins Rodrigues, interligando sobre o rio Ceará a capital estadual e o município de Caucaia, inibiu a vocação navegadora de comunidades ribeirinhas do local. Entretanto, a Barra já teve maior importância para viajantes indo e voltando para o Estado, por meio dos hidroaviões decolando e pousando de 1929 a 1942 no estuário.

 

Entretanto, existem ainda questões sociais e indígenas, tendo em vista que, neste caso, a região abriga também a comunidade dos tapebas. Mas, esse resgate da Barra pode chamar a atenção para tudo isso, inspirar novamente as lideranças comunitárias que sempre reivindicaram os melhoramentos na região. Por outro lado, nunca mais houve a encenação do desembarque de Martim Soares Moreno na região, antes protagonizada pelo ator Jório Nerthal. Moreno, considerado fundador de Fortaleza, para nem todos, há consenso, porém, de que foi o formador do Ceará, depois das experiências fracassadas dos donatários Antônio Cardoso de Barros e Pero Coelho de Sousa. Mesmo que que haja monumentos no local autenticando a Barra como polo histórico, a exemplo da praça de Santiago.

 

O projeto Conversas Flutuantes está marcado para ser mensal. Tanto quem habita na Barra quanto fora dela deve ficar atento a essa proposta. Pode motivar, inclusive, projetos afins em locais no Brasil onde houve desembarques dos viajantes ou descobridores que proporcionaram reviravoltas na história do País. Mesmo que se lamente os erros e os crimes cometidos contra os povos nativos desde então.

(O Povo)

Hacker descobre como identificar os posts de alguém no Secret

Uma dupla de hackers de Seattle comprovou aos donos do Secret que o aplicativo não é capaz de garantir anonimato aos usuários. O que é preocupante, visto que as pessoas recorrem ao serviço justamente para contar segredos.

Ben Caudill, parceiro de Bryan Seely na pequena empresa de segurança Rhino Security Labs, mostrou à Wired que é bem simples descobrir as postagens de uma pessoa no Secret.

É necessário ter o e-mail do alvo, em primeiro lugar, e entender o funcionamento do Secret: o usuário precisa ter ao menos sete amigos inscritos no serviço para começar a ver segredos alheios. O app descobre esses amigos vasculhando o smartphone em busca de e-mails e telefones de outros usuários. No fim, mesmo que o dono do aparelho tenha 500 amigos, ele nunca saberá de onde vieram os segredos que ele vê, pois estes podem vir de apenas sete pessoas.

Para quebrar essa lógica, Caudill criou sete contas falsas no Secret usando um script (mas isso poderia ser feito manualmente), então ele apagou os contatos de sua lista de contatos e acrescentou as contas falsas no lugar. Por fim, incluiu o e-mail do alvo também.

Ele então criou uma outra conta e adicionou todas aquelas falsas como seus contatos. Assim, sempre que houvesse uma postagem ele saberia que ela veio do alvo, porque os demais contatos da sua lista de amigos eram falsos.

Como se vê, trata-se de uma via de mão única; não é possível descobrir o autor de um segredo a partir do segredo, só o contrário: pelo e-mail, você pega as postagens do indivíduo.

David Byttow, CEO do Secret, confirmou à Wired a existência da vulnerabilidade e disse que ela já foi bloqueada. Ainda é necessário tomar medidas para descobrir se a técnica foi explorada de forma significativa.

(Olhar Digital Uol)

Regino Pinho assume Superintendência Regional da Funasa

Regino Pinho, funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, assumirá nesta quinta-feira, durante ato marcado para as 19 horas, o cargo de superintendente regional da Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

A solenidade, que promete ser das mais concorridas e contando com a presença de petistas, lideranças de movimentos populares e parlamentares, ocorrerá no auditório da sede da Funasa, que fica na avenida Santos Dumont, 1890 – Aldeota.

(Blog do Eliomar de Lima)

SEEB-CE lança Campanha Salarial 2014 nesta sexta, 15/08, no Clube da Caixa

O Sindicato dos Bancários do Ceará realiza o lançamento oficial da Campanha Nacional dos Bancários 2014 na próxima sexta-feira, 15/8 (feriado municipal de Nossa Senhora da Assunção), a partir das 10h, no Clube da Caixa (Av. Frei Cirilo, 4700 – Messejana).

O lançamento da campanha, cujo mote deste ano é #QueremosMais (mais emprego, salário, saúde, segurança, igualdade), terá roda de samba, feijoada grátis e clone de cerveja, refrigerante ou água (você compra uma ficha por R$ 4,00 e recebe outra).  Além disso, haverá o sorteio de uma TV de 40 polegadas e um tablet.

Será disponibilizado ainda espaço para a criançada com acesso à piscina, parque aquático e brinquedoteca, além de distribuição de algodão doce e pipoca.

Participe! Traga a sua família para juntos conquistarmos mais direitos e construirmos uma Campanha vitoriosa!

(Sindicato dos Bancários do Ceará)

Melissa Gurgel é eleita Miss Ceará 2014

Foto: Facebook/Melissa Gurgel

A representante da beleza cearense já tem rosto e nome definidos. Melissa Gurgel foi eleita Miss Ceará 2014 na noite desta quarta-feira (13), no teatro do Shopping Via Sul. A jovem já havia conquistado a torcida e no final da cerimônia ficou com o título de mulher mais bonita do Estado.

A coroa e a faixa de Miss Ceará foram entregues pela Miss Brasil Jakeline Oliveira. Em segunda colocação ficou a Miss Cambeba, seguida por Miss Horizonte, Miss Conjunto Ceará e Miss Granja.

Melissa representou a cidade de Maracanaú na disputa e agradeceu, após a conquista, a presença massiva de conterrâneos no teatro. “Quero agradecer aos meus amigos, à minha terra. Muitíssimo obrigada. Cada aplauso, cada grito, cada sorriso foi muito especial para mim”, disse ainda emocionada.

O próximo passo da recém-empossada Miss Ceará é o Miss Brasil, que será sediado em Fortaleza no dia 27 de setembro. “Vou continuar me preparando, porque, na verdade, já tenho um ano de preparação. Vai ser intenso, mas tenho uma responsabilidade muito grande”, declarou Melissa.

“Ela é uma menina lindíssima, com classe, postura na passarela, que me encantou desde o momento que ela entrou. Tem todo o potencial para trazer o título para o Ceará”, elogiou a Miss Brasil Jakeline Oliveira.

Conhecedora do caminho das pedras até o concurso nacional, Jakeline deu dicas para que Melissa consiga ocupar o posto de mulher mais bela do País. “Ela tem que fazer exatamente a mesma coisa, com a elegância e a graça que ela fez e não se abalar com a pressão psicológica que as outras candidatas fazem”.

Há 25 anos uma representante cearense não é eleita Miss Brasil. A última vez que o Ceará chegou mais perto de conquistar o título foi em 2008, quando Vanessa Vidal ficou em segundo lugar na competição. “Nós temos bastante chances. Elegemos hoje uma miss que além de bonita tem carisma, tem atitude. Ela cresce na passarela. Nós vamos forte”, declarou confiante a coordenadora do Miss Ceará, Gláucia Tavares.

A festa

Além da beleza, a noite das misses apresentou o talento artístico do Estado. A Edisca levou ao palco trechos do balé Mobilis. Durante o desfile de biquíni, o palco foi tomado por regionalismo com a apresentação do grupo Raízes Nordestinas. “Alguns clássicos, como Aquarela do Brasil e Mulher Rendeira,  foram repaginados especialmente para hoje”, disse o DJ da festa, Romulo Bravo.

O título de Miss Simpatia, premiação na qual as próprias misses escolhem entre si, foi destinado à representante de Mauriti. O posto de Miss Turismo foi dado para a Miss Capistrano.

A TV Jangadeiro transmite a cerimônia do Miss Ceará 2014 no próximo sábado (16), às 22h15.

Confira o TOP 10

Miss Cambeba
Miss Crato
Miss Conjunto Ceará
Miss Fortaleza
Miss Granja
Miss Horizonte
Miss Sobral
Miss Maracanaú
Miss Redenção
Miss Pacajús

(Tribuna do Ceará)

Portal Terra demite pelo menos 100 funcionários; redação é a área mais afetada

O portal de notícias Terra confirmou nesta quarta-feira (13/8) o processo de demissão em seu quadro de funcionários. IMPRENSA apurou que a parte mais afetada foi a redação, podendo chegar a 100 cortes. Em São Paulo, mais de 50 funcionários foram desligados, incluindo toda a equipe de fotografia e o diretor-executivo. Já em Porto Alegre (RS), 16 profissionais foram desligados, sobrando apenas quatro repórteres.
Crédito:Reprodução
Terra demite cerca de 100 funcionários em nova reestruturação

Um dos funcionários demitidos, informou à IMPRENSA que 50% do editorial será desligado da empresa. O Terra alegou aos trabalhadores que o portal passará por uma reformulação. Há indícios de que o site deixará de ser atualizado 24 horas.

Os cortes atingem números próximos aos da última onda de demissões, ocorrida em dezembro de 2012, quando cerca de 150 pessoas foram cortadas em diversas áreas, como administração, TI, redação e marketing. Até o momento, ocorreram 16 desligamentos em Porto Alegre (RS) e no Rio de Janeiro (RJ) somente dois funcionários serão mantidos.
O portal confirmou os desligamentos, mas não forneceu mais detalhes sobre a medida. Em comunicado, a empresa alega que visa adequar sua estrutura e recursos, alinhando suas unidades, além de promover uma reestruturação em todas as áreas. “O Terra agradece os seus colaboradores por toda sua dedicação e trabalho”, finaliza o texto.
Áreas afetadas

Outras áreas afetadas pelo passaralho foram “Esporte” – quatro da redação e seis da TV, “Diversão”, DOOH (Digital Out of Home), RH, Compras e Publicidade. Alguns nomes também já foram confirmados como o de Fábio Condutta, Gerente de Arte, e Renato Moikano, chefe de “Diversão”.

Medidas contra os cortes

Segundo José Augusto Camargo, presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, as demissões no Terra estão sendo avaliadas pelo departamento jurídico da entidade, na tentativa de uma representação coletiva contra o portal. “Estamos vendo qual é a situação juridicamente mais adequada, porque na base da negociação não temos conseguido nos entender com eles”.

Camargo diz que o grande problema neste caso é que muitas empresas de internet, como o Terra, não se reconhecem como veículos jornalísticos e, por isso, não respeitam as convenções trabalhistas do Sindicato. 

Celso Schröeder, presidente da Fenaj, repudiou a demissão em massa de funcionários do portal Terra. O dirigente afirma que “há uma crise econômica infundada na qual os grandes empresários usam o cenário desfavorável internacional para justificar uma má gestão ou um posicionamento editorial, que escolhe o jornalismo de entretenimento para rebater a concorrência da informação na internet”.

Para o dirigente da Fenaj, os empresários alegam uma necessidade de reorganizar seu pessoal por conta de uma eventual crise econômica, no entanto, “no Brasil não houve uma crise econômica, muito pelo contrário. Tanto é que o setor vem ganhando incentivos do governo que não são revertidos para os trabalhadores”.

“Estamos preocupados com o que vem ocorrendo, não é de agora. Em Minas Gerais e em São Paulo já vinha acontecendo isso de maneira paulatina. A própria RBS já havia demitido 40 desde o inicio do ano e agora mais de 130 funcionários”, ressalta Schröeder.

 
O presidente diz que a Fenaj tenta juntamente com os sindicatos regionais reverter as demissões e garantir que tudo ocorra no limite da lei trabalhista. “Há uma limitação prevista na CLT que impede demissões em massa”, garante.
 
Milton Simas, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, lamentou a nova leva de demissões atingindo a redação do Terra em Porto Alegre (RS). “Muitos falam que a crise está no jornalismo impresso, mas parece estar generalizada. O Terra já estava desde o ano passado concentrando alguns serviços em São Paulo e, com isso, realizou cortes nessa época aqui no Rio Grande do Sul”.
 
“Algo também lamentável é a empresa contratar jornalistas pelo Sindicato dos Trabalhadores de Processamento de Dados, o que acaba precarizando o trabalho jornalístico. É uma forma de não pagar os direitos a esses jornalistas. É uma situação muito preocupante”, afirma Simas.

Ele conclui informando que a entidade pretende conversar com o departamento jurídico para avaliar a situação. “Mas, como esses trabalhadores não estão regidos pelo acordo coletivo do Sindicato dos Jornalistas, a questão é saber se nossa ação terá validade na Justiça”.

 
* (Vanessa Gonçalves, Danúbia Paraízo, Rodrigo Álvarez, Jéssica Oliveira, Lucas Carvalho, Alana Rodrigues e Christh Lopes)

(Portal Imprensa)

PSB pode substituir candidatura de Eduardo Campos pela de Marina Silva

Foto: divulgação/facebook Eduardo Campos

De acordo com a Justiça Eleitoral, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) pode manter o pleito eleitoral em 2014, substituindo a candidatura de Eduardo Campos em virtude de seu falecimento.

Pelas regras eleitorais, não é obrigatório que o novo candidato seja a vice Marina Silva. O partido pode escolher qualquer pessoa filiada ao partido, de acordo com os requisitos de elegibilidade. A escolha do substituto, segundo o TSE, será feita de acordo com as normas estabelecidas no estatuto do partido político a qual pertence o substituído. O requerimento deve ser feito até 20 dias antes do pleito.

 

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), art. 61. “é facultado ao partido político ou à coligação substituir candidato que tiver seu registro indeferido, inclusive por inelegibilidade, cancelado ou cassado, ou, ainda, que renunciar ou falecer após o termo final do prazo do registro (Lei nº 9.504/97, art. 13, caput; LC nº 64/90, art. 17; Código Eleitoral, art. 101, § 1º)”.
Morte de Eduardo Campos
O candidato do PSB à presidência da República, Eduardo Campos, estava à bordo do avião que caiu em São Paulo na manhã desta quarta-feira, 13. Campos não sobreviveu ao acidente.

Confira o que estabelece a Justiça Eleitoral:
CAPÍTULO VII

DA SUBSTITUIÇÃO DE CANDIDATOS E DO CANCELAMENTO DE REGISTRO

Art. 60. O partido político poderá requerer, até a data da eleição, o cancelamento do registro do candidato que dele for expulso, em processo no qual seja assegurada a ampla defesa, com observância das normas estatutárias (Lei nº 9.504/97, art. 14).

Art. 61. É facultado ao partido político ou à coligação substituir candidato que tiver seu registro indeferido, inclusive por inelegibilidade, cancelado ou cassado, ou, ainda, que renunciar ou falecer após o termo final do prazo do registro (Lei nº 9.504/97, art. 13, caput; LC nº 64/90, art. 17; Código Eleitoral, art. 101, § 1º).

§ 1º A escolha do substituto será feita na forma estabelecida no estatuto do partido político a que pertencer o substituído, devendo o pedido de registro ser requerido até 10 dias contados do fato ou da notificação do partido da decisão judicial que deu origem à substituição (Lei nº 9.504/97, art. 13, § 1º).

§ 2º A substituição poderá ser requerida até 20 dias antes do pleito, exceto no caso de falecimento, quando poderá ser solicitada mesmo após esse prazo, observado em qualquer hipótese o prazo previsto no parágrafo anterior.

§ 3º Nas eleições majoritárias, se o candidato for de coligação, a substituição deverá ser feita por decisão da maioria absoluta dos órgãos executivos de direção dos partidos políticos coligados, podendo o substituto ser filiado a qualquer partido dela integrante, desde que o partido político ao qual pertencia o substituído renuncie ao direito de preferência (Lei nº 9.504/97, art. 13, § 2º).

§ 4º Se ocorrer a substituição de candidatos a cargo majoritário após a geração das tabelas para elaboração da lista de candidatos e preparação das urnas, o substituto concorrerá com o nome, o número e, na urna eletrônica, com a fotografia do substituído, computando-se àquele os votos a este atribuídos.

§ 5º Na hipótese de substituição, caberá ao partido político e/ou coligação do substituto dar ampla divulgação ao fato para esclarecimento do eleitorado, sem prejuízo da divulgação também por outros candidatos, partidos políticos e/ou coligações e, ainda, pela Justiça Eleitoral, inclusive nas próprias Seções Eleitorais, quando determinado ou autorizado pela autoridade eleitoral competente.

§ 6º Nas eleições proporcionais, a substituição só se efetivará se o novo pedido for apresentado até o dia 6 de agosto de 2014, observado o prazo previsto no § 1º deste artigo (Lei nº 9.504/97, art. 13, § 3º; Código Eleitoral, art. 101, § 1º).

§ 7º Não será admitido o pedido de substituição de candidatos às eleições proporcionais quando não forem respeitados os limites mínimo e máximo das candidaturas de cada sexo previstos no § 5º do art. 19 desta resolução.

§ 8º O ato de renúncia, datado e assinado, deverá ser expresso em documento com firma reconhecida por tabelião ou por duas testemunhas, e o prazo para substituição será contado da publicação da decisão que a homologar.

§ 9° A renúncia ao registro de candidatura, homologada por decisão judicial, impede que o candidato renunciante volte a concorrer para o mesmo cargo na mesma eleição.

Art. 62. O pedido de registro de substituto, assim como o de novos candidatos, deverá ser apresentado por meio do Requerimento de Registro de Candidatura (RRC), contendo as informações e documentos previstos nos arts. 26 e 27 desta resolução, dispensada a apresentação daqueles já existentes nas respectivas Secretarias, certificando-se a sua existência em cada um dos pedidos.

Art. 63. Os Tribunais Eleitorais deverão, de ofício, cancelar automaticamente o registro de candidato que venha a falecer, quando tiverem conhecimento do fato, cuja veracidade deverá ser comprovada.

Redação O POVO Online

Veja a repercussão da morte de Eduardo Campos

O ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, morreu nesta quarta-feira (13) após o jato em que estava cair em cima de uma casa em Santos, no litoral de São Paulo.

Campos, de 49 anos, participava de uma das agendas de campanha na cidade.

Veja o que disseram sobre a morte do político:

Aécio Neves (PSDB), candidato a presidente
“É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava. A perda é irreparável e incompreensível. Neste momento, minha família e eu nos unimos em oração à  família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar.”

Eduardo Jorge (PV), candidato a presidente
“A campanha presidencial do PV está suspesa para os próximos dias. Esta perda é muito triste para o país. Eduardo Campos era uma liderança muito jovem e muito importante para o Brasil. Toda minha solidariedade à família”

Luciana Genro (PSOL), candidata a presidente, no Twitter
“Confirmação da morte de Eduardo Campos é uma tragédia terrível! Minha solidariedade a familia e amigos. Esta eleição se transformou em luto!”

Paulo Skaf (PMDB), candidato ao governo do estado de São Paulo
“O Brasil perdeu hoje um grande estadista, um homem público da maior qualidade, que exerceu a política com competência, honestidade e dedicação. Eu perdi um amigo, com quem tive a honra de conviver. Eduardo Campos foi um dos incentivadores de meu ingresso na política. Há cinco anos, iniciei minha trajetória política em seu partido, o PSB. Quero me solidarizar com sua família e seus amigos. Quero me solidarizar também com o povo de Pernambuco pela perda de seu grande líder.”

Michel Temer (PT), vice-presidente da República
“Não há palavras para descrever a tragédia que hoje se abateu sobre a política brasileira. Eduardo Campos era um político de princípios e valores herdados de sua família e levados com dignidade e honra por toda sua trajetória no Parlamento e no Executivo. Assim como todo o país, estou chocado com esse acidente e com as perdas para amigos e familiares. Que Deus dê conforto a seus filhos, a sua mãe, familiares e a tantos admiradores que deixou órfãos neste triste dia”

Cesar Maia (DEM-RJ), candidato ao Senado, no Twitter
“Triste e inacreditável. Candidato Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos”

Tarso Genro (PT), governador do Rio Grande do Sul
“De qualquer forma, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e um grave problema para o processo político brasileiro. Todo mundo sabe que o Eduardo Campos é uma pessoa com muita representatividade e uma postura republicana muito respeitável. Então tem duas dimensões, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e uma tragédia política. Minha agenda está cancelada e retorno a Porto Alegre”

Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), prefeito de Salvador
“A política, o Brasil e o Nordeste perderam um dos seus representantes mais qualificados. Como deputado, governador e ministro, Eduardo Campos sempre trabalhou pelo desenvolvimento do Brasil. O Brasil está de luto. No pouco tempo de sua campanha à presidência, Campos apresentou propostas consistentes, demonstrando que ainda tinha muito a contribuir para o futuro do país. Ele estava sempre bem-humorado, era um grande contador de histórias. Deixo aqui o meu sentimento à família de Eduardo Campos, em especial à população de Pernambuco e do Nordeste.”

Marta Suplicy (PT-SP), ministra da Cultura
“O Brasil perde um grande político: jovem, dinâmico e competente. Eduardo Campos deixa uma lacuna nesta nova geração e o povo brasileiro sentirá falta de sua contribuição para um país melhor. Meu grande abraço a Renata e a toda família Campos”

Gleisi Hoffmann ‏(PT), senadora e candidata ao governo do Paraná, no Twitter
“Com pesar, recebi há pouco a notícia do falecimento de Eduardo Campos. Sempre muito triste ver alguém tão jovem (49) partir de maneira tão trágica. Neste momento diferenças políticas ficam em segundo plano. Me solidarizo e mando minhas orações para família e amigos.”

Jean Wyllys (PSOL), deputado federal, no Twitter
“Chocado com o acidente que vitimou Eduardo Campos. Um acidente em que morreram também outras pessoas! Meus pêsames às famílias!”

Ricardo Ferraço (PMDB-ES), senador, no Twitter
“Em estado de choque com o falecimento de Eduardo Campos.É uma tragédia q deixa o Brasil todo triste com a perda de um grande homem público”

Aloysio Nunes (PSDB-SP), senador, no Twitter
“Profundamente chocado com a morte do Eduardo Campos”

Alexandre Padilha (PT), candidato a governador em SP
“Infelizmente, acabei de ser avisado. Foi uma tragédia. O ex-governador Eduardo Campos foi meu colega de governo durante o governo do presidente Lula. Conheci muito a família, a esposa, os filhos. Decidi suspender qualquer outra agenda para que a gente possa ter mais informacões e dar conforto à familia e aos amigos”

Marco Feliciano (PSC), deputado federal, no Twitter
“Lamentável a tragédia ocorrida nesta manhã/SP, a queda da aeronave q conduzia o presidenciável Eduardo Campos. Que Deus conforte a família.”

José Agripino (DEM-RN), senador, no Twitter
“No aeroporto de Natal, ao lado de Aécio, estamos surpresos com a noticia da morte de Eduardo Campos. Agenda no RN e PB cancelada.”

Dalva Figueiredo (PT), deputada federal, no Twitter
“Lamentável a morte de Eduardo Campos na queda do avião do candidato a presidência pelo PSB. Quero transmitir meus sentimentos a toda família e amigos pela perda trágica na manhã desta quarta-feira de Eduardo campos.”

João Capiberibe (PSB-AP), senador
“Estamos ainda sob o impacto da tragédia, é muito difícil especialmente para mim que tenho com ele uma relação política há muitos anos, e uma relação pessoal com a família. É uma tragédia ver o líder do nosso partido, uma liderança fantástica, com uma trajetória brilhante, desaparecer em meio de uma campanha que tinha tudo para ser disputada. É dramático. Se me perguntarem o que estamos pensando para a campanha, estamos buscando conversar com outros companheiros de campanha e vamos aguardar as informações oficiais.”

Ana Rita (PT-ES), senadora, no Twitter
“Triste c/ a morte do presidenciável Eduardo Campos e assessores. Minha solidariedade aos familiares, amigos e integrantes do PSB/Rede”

Paulo Paim (PT-RS), senador, no Twitter
“Profundamente triste e chocado com a morte do grande líder e candidato a presidente da República pelo PSB Eduardo Campos #LUTO”

Marcelo Freixo (PSOL), candidato a deputado estadual no RJ, no Facebook
“A vida é tão rara”! Terrível a noticia da queda do avião com Eduardo Campos e comitiva. Toda solidariedade aos familiares e amigos”

Paulo Souto (DEM), candidato ao governo da Bahia, no Twitter‏
“Eduardo Campos deixa saudades por tudo que realizou e o muito que ainda realizaria. Ele nunca poupou o talento político que trazia no DNA”

Romero Jucá (PMDB-RR), senador, no Twitter
“Lamento a morte de Eduardo Campos. Uma grande perda para o Brasil. Minha solidariedade para a família”

Ana Amélia Lemos (PP), candidata a governadora do RS, no Twitter
“A morte de Eduardo Campos é uma tragédia para todos nós. A política brasileira perde um grande homem!”

Mario Covas Neto (PSDB), vereador, no Twitter
“Independente das convicções partidárias, lamento profundamente a morte de @eduardocampos40. Minha solidariedade a toda sua família.”

Izalci, deputado federal (PSDB-DF)
“O povo brasileiro assistiu à entrevista dele ontem [no Jornal Nacional], animado com a eleição. Isso pegou todo mundo de surpresa. Não só por ele, mas por todas as pessoas que foram vítimas do acidente. É lamentável. Era uma liderança nata, alguém que tinha muito para contribuir para o país.”

Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato a governador da PB, no Twitter
“O Brasil perde um extraordinário homem público. Perco um amigo. Impactado com a tragédia”

Paulo Salim Maluf (PP), deputado federal, no Twitter
“Meu amigo, neto de meu amigo e um jovem de valor que deixa um vazio enorme. Eduardo Campos que você nos dê força para encarar esta tragédia.”

Thiaguinho, cantor, no Twitter
“Muito triste e chocado com a notícia da morte do meu amigo Eduardo! Putz! Um grande amigo que a vida me deu… Vai com Deus, meu irmão!”

Robinho, jogador de futebol, no Twitter
“Muito triste o acidente que aconteceu aqui em Santos hoje. Sete pessoas, entre elas o candidato à presidência Eduardo Campos, faleceram. Ficam aqui o meu pesar pelas vítimas e a minha oração pelos familiares”

Marcelo Rubens Paiva, escritor, no Twitter
“Nossa! Tragédia triste. Pra família Arraes, pros amigos e pra política brasileira”

Banda Capypso, no Facebook
“Estamos chocados, pois perdemos um grande amigo, uma pessoa que sempre deu a maior força pra banda Calypso em Pernambuco. Um exemplo de ser humano e um grande político, que tinha propostas e grande potencial para a presidência do nosso país. Que Deus abençoe e conforte o coração de todos os familiares, estamos em oração por vocês!”

José de Abreu, ator, no Twitter
“Tragédia nacional”

Astrid Fontenelle, jornalista e apresentadora, no Twitter
“Não seria meu candidato, mas a vitalidade política dele era interessante. Minha solidariedade a família. Tantos filhos… RIP Eduardo Campos”

Xico Sá, escritor, no Twitter
“Pelo amor de Deus, querer saber o q muda na eleição em um momento triste como este! É hora d lamentar a tragédia e fazer silêncio respeitoso”

Rafael Cortez, apresentador e humorista, no Twitter
“Muito triste a morte do Eduardo Campos. Ainda mais nessas circunstâncias. Força aos que o amavam e ficam. Nosso respeito nessa hora”

Valesca Popozuda, cantora, no Twitter
“Coitado do Eduardo Campos. Que Deus conforte família e amigos dele nesse momento. Que Deus conforte a família de todas as vítimas envolvidas”

Tico Santa cruz, cantor, no Twitter
“A morte anda pregando peças… @eduardocampos40 estava no avião que caiu em Santos. Lamentável. Meus pêsames a família e aos próximos”

Christine Fernandes, atriz, no Twitter
“Uma perda: jovem, bom articulador e pai de 5 filhos. Dá tristeza, sendo ou não seu candidato de escolha RIP #EduardoCampos #Eleições2014”

Marcelo Tas, apresentador, no Instagram
“Meus sentimentos à familia e amigos de Eduardo Campos #Luto #JovemDemais #PE”

(G1 São Paulo)

Eduardo Campos morreu no mesmo dia do avô Miguel Arraes

Em 1987, Eduardo Campos (esq.) deixa a casa do deputado Ulysses Guimarães em São Paulo ao lado de seu avô, o então governador do Pernambuco, Miguel Arraes (centro) (Foto: Newton Aguiar/Estadão Conteúdo/Arquivo)

O candidato a presidente do PSB, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) após a queda do jato particular em que viajava em um bairro residencial em Santos, no litoral paulista. Campos tinha 49 anos e morreu no mesmo dia que seu avô, Miguel Arraes, que também foi governador de Pernambuco. Arraes morreu de infecção generalizada em 13 de agosto de 2005.

Miguel Arraes de Alencar, de 88 anos, nasceu em Araripe, no Ceará. Filho de pequenos agricultores, estudou direito no Rio de Janeiro, mas concluiu o curso no Recife. Começou a carreira política em 1947, como secretário da Fazenda de Pernambuco. Três anos depois, foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Democrático.

Assumiu novamente a secretaria da Fazenda em 1959 e, no mesmo ano, venceu as eleições para a prefeitura do Recife. Miguel Arraes chegou ao governo de Pernambuco em 1962, com o apoio do partido comunista brasileiro. Ele foi responsável, por exemplo, pelo acordo do campo, uma negociação entre os cortadores de cana de açúcar e os usineiros, que criou um salário acima do mínimo para os trabalhadores rurais.

Em 1964, Arraes foi cassado e preso pelos militares e se exilou na Argélia. Só voltou ao Brasil em 1979 com a lei da anistia. Em 1982, foi eleito deputado federal. Quatro anos depois, governador de Pernambuco, pela segunda vez. Em 1990, deixou o PMDB e criou o Partido Socialista Brasileiro. De 1994 a 1998 governou o estado de Pernambuco, pela terceira vez.

(G1)