Arquivo da categoria: Atualidades

Câmara Municipal de Fortaleza aprova criação de 622 cargos para a saúde

Por Suzane Saldanha

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, na sessão de ontem, nove mensagens enviadas pelo prefeito da Capital, Roberto Cláudio (PROS), à Casa. Foi acatada a criação de 622 cargos de provimento efetivo para a área da Saúde, sendo 210 delas para auxiliar em saúde bucal, 372 para técnico em enfermagem e 40 para técnico em higiene dental. Os salários variam de R$ 735,99 a R$ 1.391,32.

Os vereadores ainda aprovaram por 29 votos a favor e três contra uma emenda à Lei Orgânica do Município que cria um único órgão para exercer atividades da ouvidoria, controladoria e corregedoria e retirar a participação de vereador como membro da Comissão de Licitação.

Controle interno

O documento defende o estabelecimento de um sistema de controle interno com maior autonomia para garantir que se confira maior efetividade das ações. A matéria gerou discussão entre parlamentares da base aliada e da oposição.

Os vereadores petistas Acrísio Sena, Deodato Ramalho e Guilherme Sampaio afirmaram que o projeto é um retrocesso por querer mudar as estruturas legais, reduzindo a transparência, opinam os parlamentares. Eles apontaram a necessidade da separação de documentos para o caso da ouvidoria e da Comissão de Licitação.

Também foi aprovado o projeto de Lei Ordinária que autoriza o Poder Executivo Municipal a incentivar a leitura junto aos servidores da Educação lotados nas escolas da rede pública municipal. A proposta libera um cartão com o valor de R$ 100 para ser gasto na Bienal Internacional do Livro deste ano.

Ainda foi deliberada, durante a sessão ordinária de ontem, a mensagem sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA 2015) que estima a receita e fixa a despesa do Município para o exercício financeiro do ano de 2015. A contar de ontem, os vereadores de Fortaleza têm três sessões para apresentar suas emendas à Lei Orçamentária.

Os vereadores também aprovaram ontem, na Câmara Municipal, mensagem que transfere a responsabilidade de equipamentos culturais do Município para a Secretaria de Cultura.

 

(Edison Silva, Diário do Nordeste)

Procon Fortaleza vai fiscalizar preços durante o Black Friday

A promessa de oferta nas vendas de grandes lojas do país nas sexta-feiras, conhecido como Black Friday, que será realizado no próximo dia 28 no Brasil, será alvo de fiscalização por parte do Procon Fortaleza. Os consumidores poderão fazer denúncias de falsos anúncios ao órgão a partir das 00h da sexta-feira, 28, através do site do Procon.

Na sede do órgão também haverá atendimento durante todo o dia, entre 8h e 17h, analisando o cumprimento da legislação que trata o comércio eletrônico (Decreto Federal nº 7.962/2013). A intermediação entre consumidor e empresa ocorrerá em tempo real pela assessoria jurídica do Procon. Segundo a prefeitura, o objetivo é atender possíveis falhas durante a compra, como dificuldades de pagamento, queda de sistema ou preço não compatível com a forma de liquidação anunciada.

Segundo a coordenadora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, o consumidor deve ficar atento e reunir o maior número de informações para comprovar a falsa oferta, caso haja divergência no preço anunciado na loja física e no site. “Pela vasta quantidade de anúncios e preços, o consumidor precisa observar se, realmente, o valor do produto é promocional, fazendo um print da página”, alertou. Ela informa ainda que o consumidor pode denunciar qualquer problema, mesmo após o término da Black Friday.

Confira os cuidados

- É recomendável que o consumidor somente efetue compras em sites confiáveis. Para verificar a segurança da página, ele deve clicar num símbolo de cadeado que aparece no canto da barra de endereço ou no rodapé da tela. O endereço da loja virtual deve começar com https://
– Verifique os preços cobrados antes da Black Friday. Isto pode ser feito em sites de buscas, além das páginas das lojas participantes.
– Analise a descrição do produto e compare com outras marcas.
– É muito importante imprimir ou salvar todos os documentos que demonstrem a oferta e confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios etc).
– Fique atento à política de privacidade da loja virtual para saber quais compromissos ela assume quanto ao armazenamento e manipulação de seus dados.
– Computadores de acesso público não devem ser usados para comércio eletrônico ou internet banking.

Direitos do Consumidor
– Produto comprado em uma liquidação ou promoção não elimina os direitos do consumidor;
– Se a empresa prometeu desconto em determinados produtos, a oferta deve ser cumprida conforme foi veiculada;
– Todo site deve exibir o CNPJ da empresa ou o CPF da pessoa responsável, além de informar o endereço físico onde a loja possa ser encontrada ou o endereço eletrônico para que possa ser contatada;
– A empresa deve manter canais de atendimento de fácil acesso para que o consumidor esclareça suas dúvidas;
– Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos, internet etc), o consumidor tem prazo de sete dias para desistir da compra, contados a partir da aquisição do produto ou de seu recebimento;
– O CDC estabelece prazo de 30 dias para reclamações sobre problemas aparentes ou de fácil constatação, no caso de produtos não duráveis, e de 90 dias para bens duráveis, contados a partir da constatação do problema;
– Produtos importados adquiridos no Brasil, em estabelecimentos devidamente legalizados, seguem as mesmas regras dos nacionais;
– No ato da entrega do produto, o documento de recebimento só deve ser assinado após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas, justificando, assim, o não recebimento, e a empresa em questão deve ser contatada para que resolva o problema.

Serviço

Denúncias: Central de Atendimento ao Consumidor (151) ou pelo site.
Endereço Procon: Rua Major Facundo, 869, Centro.

Redação O POVO Online

Grande Fortaleza cresce, mas tem o 3º pior índice do Brasil

Em dez anos, a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) teve o segundo melhor crescimento do País no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). A variação de 17,7% é menor apenas que o avanço da Região Metropolitana de Manaus (23%), no comparativo entre 2000 e 2010. Ainda assim, a Grande Fortaleza mantém, como no ano 2000, o terceiro pior índice do Brasil (0,732), à frente apenas de Belém e Manaus.

O estudo, parte do Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras, foi divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Fundação João Pinheiro e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Em 2000, o IDHM da RMF era 0,622, índice categorizado como médio. Dez anos depois, a maior região do Ceará alcançou a marca de Alto Desenvolvimento Humano. Para a avaliação, são levados em conta indicadores de educação, longevidade e renda.

Outras quatro regiões metropolitanas, todas no Nordeste, tiveram crescimento na casa dos 17%. O avanço segue o padrão do Brasil, que registrou aumentos mais expressivos nas regiões em que há índices mais baixos.

Coordenador do Laboratório de Estudos da Pobreza (LEP) da Universidade Federal do Ceará (UFC), João Mário de França analisa que os avanços indicam que há, na prática, melhoria de vida da população da RMF, mas que ainda são necessários crescimentos mais significativos. “Este não é um número ruim. Está mais próximo do um (nota máxima da avaliação). Mas, na média do País, ainda está muito baixo. É preciso melhorar pra ficar mais razoável no comparativo”.

Segundo ele, tanto escolaridade quanto saúde (que se traduz em longevidade) ainda têm “precariedades” na RMF.

Para o titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), Claúdio Ricardo Lima, muito do avanço se deve ao incremento de políticas públicas nas áreas sociais, como programas de transferência de renda e acompanhamento escolar. “Precisamos ter continuidade com essas políticas que visam redução da pobreza”. No âmbito da escolaridade, ele cita, Fortaleza tem 97% das crianças matriculadas, mas a qualidade do ensino ainda desafia.

Segundo o secretário, é necessário aproveitar o momento econômico para investir na área social. É uma grande disparidade, compara, que o País seja a 7ª maior economia do mundo, mas tenha apenas o 79º IDH. Isso se reflete nos índices em recortes menores. “Isso só mostra que a concentração (de renda) é muito prejudicial. É nesse momento em que o Estado tem de ter o poder equalizador”, defende.

Saiba mais

O índice de Desenvolvimento

Humano Municipal (IDHM) é produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), pela Fundação João Pinheiro e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

O IDHM compreende indicadores de três dimensões: longevidade, educação e renda. Quanto mais próximo de um, maior é o desenvolvimento humano. 

Dezesseis regiões metropolitanas foram pesquisadas.

Todas as regiões estão na faixa de alto IDHM, com médias acima de 0,700.

Apesar do crescimento, o IDHM da Região Metropolitana de Fortaleza permanece na 14ª posição desde 2000. 

A diferença no ritmo de evolução do IDHM nas regiões metropolitanas acarretou uma troca nas primeiras posições. 

Em comparação com o ano 2000, Rio de Janeiro e Porto Alegre deixaram de figurar entre as cinco regiões metropolitanas com maior Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, dando lugar ao Distrito Federal a Vitória.

(Mariana Freire, O Povo)

Fortaleza tem o terceiro pior IDHM do País entre 16 regiões metropolitanas

Fortaleza-CE

O Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras, lançado nesta terça-feira (25), mostra que Fortaleza tem o terceiro pior Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre as 16 regiões metropolitanas do Brasil. Com um IDHM de 0,732 em 2010, a capital cearense está a frente apenas de Belém, com 0,729, e Manaus, com 0,720. Os melhores índices foram os de São Paulo, com 0,812, Distrito Federal e entorno, com 0,826, e Curitiba, com 0,803.

Apesar de estar situada na linha mais baixa do ranking, Fortaleza passou de IDHM médio para alto. Em 2000 o índice era de 0,622. Na capital cearense há enormes desigualdades entre os bairros. Enquanto alguns apresentam renda per capita média mensal de R$ 4.958,00, outros mão chega a R$ 187,00.

De acordo com o Atlas, entre 2000 e 2010, as disparidades nas outras 15 regiões metropolitanas analisadas também diminuíram e todas se encontram na faixa de alto desenvolvimento humano. A análise leva em conta o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM).

 

O Atlas, divulgado nesta terça-feira (25), é fruto de parceria entre o Pnud, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro. Além das regiões metropolitanas, foram pesquisadas 9.825 unidades de Desenvolvimento Humano (UDHs), conceito próximo ao de bairros.

 

O representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil, Jorge Chediek ressaltou que o Brasil é exemplo de país que tem reduzido a pobreza e a desigualdade com excelentes resultados. “O Brasil era um dos países mais desiguais do mundo. Ainda é um país muito desigual, mas os indicadores têm melhorado muito e há tendência de redução das desigualdades. Recomendamos a continuidade das políticas e um esforço de focalização naquelas áreas e populações que ainda precisam de apoio das políticas públicas e do emprego.”

 

O Atlas considera o país um exemplo bem-sucedido na redução das vulnerabilidades. “Foram adotadas políticas anticíclicas eficientes, políticas públicas ativas de diminuição da desigualdade, de transferência de renda condicionada e de superação da pobreza e da pobreza extrema”, aponta a publicação.

 

Para o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri, o Atlas mostra que ainda existem grandes disparidades no Brasil, mas que vêm caindo ao longo do tempo. “O grande salto foi em educação, que nos permite antecipar melhoras futuras”. Em 2000, a diferença entre os números do IDHM das regiões metropolitanas, com os melhores e piores desempenhos para a educação, era 43%. Em 2010, o índice caiu para 15,9%.

 

O IDHM é um número que varia entre 0 e 1: quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano de um estado, município, de uma região metropolitana ou UDH. Para calcular o índice geral, três fatores são analisados: a expectativa de vida, a renda per capita e a educação.

(Ceará Agora)

Morre Salvador Barbosa, ex-jogador e treinador do Fortaleza

Salvador Barbosa comandava projeto “Atleta cidadão”, no Campo do América, em Fortaleza – Foto: Edimar Soares

Mais uma notícia triste para o futebol cearense. Uma semana após a morte do descobridor de talentos Jurandir Branco, faleceu nesta terça-feira (25), o ex-jogador e treinador Salvador Barbosa. Ele era responsável por comandar um projeto social/esportivo com jovens atletas no Campo do América, na Aldeota.

Gaúcho, Claudinei Barbosa de Oliveira vivia na capital cearense há anos, mas tinha problemas no coração e não resistiu a um infarto fulminante sofrido na madrugada desta terça-feira (25), em sua própria residência, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

Ex-zagueiro do Fortaleza, clube que encerrou a carreira, Barbosa defendeu clubes como Juventude/RS e Vila Nova/GO. Como técnico, trilhou carreira no futebol cearense, treinando Quixadá, Ferroviário e o próprio Tricolor do Pici.

Salvador Barbosa ficou muito conhecido no cenário nacional por ter feito parceria com Luiz Felipe Scolari na zaga do Clube Esportivo Aimoré no início dos anos 70.

(Esportes O Povo)

Fortaleza Esporte Clube divulga lista de sócios com direito a voto nas eleições de dezembro

Promessa é dívida. Como havia acordado, a diretoria do Fortaleza divulgou na última sexta-feira (21), a lista de sócios torcedores e sócios proprietários do clube que possuem direito à voto para as eleições no Pici, que ocorrerão na próxima segunda-feira (1). Os nomes dos tricolores que poderão participar das eleições estão disponíveis no site oficial do clube.

A primeira lista inclui todos os sócios torcedores do Fortaleza, desde que sejam maiores de 16 anos e que possuam pelo menos dois anos de contribuições mensais ininterruptas. Até o momento, são 1111 sócios-torcedores aptos a votar.

O clube divulgou também a relação de sócios-proprietários que estão adimplentes e, consequentemente, possuem direito a voto no processo eleitoral que se aproxima. De cerca de 300 sócios-proprietários, 103 têm direito a votar.

A relação de conselheiros, que também podem participar das eleições, foi a única que ainda não foi divulgada. Em contato com O POVO, a assessoria do Fortaleza informou que a lista sairá até amanhã.

As relações, contudo, podem ser alteradas até quinta-feira (27), data que os sócios torcedores, sócios proprietários e conselheiros inadimplentes podem colocar as contas do plano em dia. Na sexta-feira (28) o clube divulgará a lista definitiva dos membros aptos a participar do pleito.

No dia 1° de dezembro, três nomes disputam as eleições para presidente da diretoria executiva para o biênio 2015-2016: Estevão Romcy, Jorge Mota e Sílvio Carlos. Haverá eleição também de conselho deliberativo, conselho fiscal e também ético.

(O Povo)

Banco do Brasil: Gerência local de apoio ao comércio exterior sai do CEARÁ

As empresas que atuam com operações de comércio exterior com o Banco do Brasil a partir do Ceará não terão mais o suporte da Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior (Gecex), que atende, até hoje, em um andar inteiro no Edifício Etevaldo Nogueira Business, na Avenida Dom Luís. Agora, elas terão que se reportar ao BB em Belo Horizonte (MG) e Recife (PE).

O POVO teve acesso ao comunicado feito pela Gecex aos clientes. Nele, consta que Ceará e Piauí passarão a ser atendidos nos aspectos de assessoria e consultoria da Cecex em Recife. Para cotação e contratação de câmbio via mesa (fechamento de câmbio presencial e manual), será em Belo Horizonte.

“Documentos originais de operações com carta de crédito e cobrança documentária de exportação deverão ser encaminhados via Courier ou Sedex para a Gecex Recife. Para as operações de importação negociadas na modalidade de cobrança de importação, os fornecedores e banqueiros no exterior deverão ser instruídos a encaminhar os documentos também para o endereço acima (Gecex Recife)”, diz o comunicado.

Fellipe Calado, agente de Logística Internacional da Itaueira, ressalta que o novo modelo vai implicar aumento de custos. “Só vale o dólar do dia em que a informação foi processada. Vou ter que me preocupar com o dólar variando de 7 a 10 dias úteis. Corro risco de entrar em uma variação de até R$ 0,20”.

Para Fellipe, o conhecimento de cada empresa conta para resolução de problemas de forma célere. “É humanamente impossível agilizar situações para diversos processos sem conhecer as empresas. Isso interfere até na negociação com clientes”, preocupa-se.

Outra preocupação é em relação à importação. O produto só é liberado no porto depois do pagamento. “Vou ter que contratar uma empresa terceirizada, usando a procuração em meu nome, para retirar os documentos lá em Belo Horizonte e enviar via correios”, diz Fellipe.

Conforme o presidente da Comissão de Comércio Exterior do Ceará (CCE-CE), Roberto Marinho, o Ceará tem 180 indústrias exportadoras, que foram responsáveis por US$ 1,4 bilhão exportado em 2013 no Estado. Do total, sete são grandes empresas, 18 médias e 155 micro e pequenas. Segundo Marinho, a maior parte opera via BB e será afetada diretamente.

“Dá para migrar algumas operações para outros bancos. Mas, por exemplo, a emissão de certificado de origem, só o Banco do Brasil faz.” Como documento, quem importa do Brasil tem incentivo fiscal para receber o produto.

A gestora do projeto de internacionalização das MPE do Sebrae-CE, Marta Campêlo, diz que vai participar hoje de reunião, junto com a CCE-CE, na Cecex. Serão recebidos pelo então gerente Fabiano Pistoia Oliveira . O encontro vai tratar das mudanças.

O POVO procurou o Banco do Brasil para falar sobre o assunto. Não houve retorno até o fechamento desta edição.

(Andreh Jonathas, O Povo)

Pão de Açúcar emprega aprendizes com deficiência intelectual

Marcos Issa/Bloomberg

São Paulo – Por meio de uma parceria com a Apae de São Paulo, o Grupo Pão de Açúcar (GPA) está contratando aprendizes com deficiência intelectual na cidade.

O projeto foi iniciado no mês passado e já conta com 12 jovens ativos na função de operadores de supermercado. Até o fim do ano, outros 140 devem ser admitidos nas bandeiras Extra e Pão de Açúcar.

As vagas podem ser preenchidas por pessoas com deficiência com idade a partir de 14 anos, sem limite etário.

Após um ano como aprendizes, há possibilidade de os jovens serem efetivados no quadro regular de funcionários da empresa. A partir daí, eles serão incluídos na cota exigida por lei, que é de 5% de pessoas com deficiência para companhias com mais de 1.001 empregados, caso do GPA.

Ao todo, os supermercados da rede empregam 72 mil trabalhadores. Segundo a empresa, a parceria não faz parte de nenhum programa de isenção fiscal.

Como funciona

A pré-seleção dos jovens que irão participar do projeto é feita pela Apae, que já desenvolve atividades para prepará-los para o mercado de trabalho. Antes de tudo, a instituição testa as atividades que serão desempenhadas pelas pessas com deficiência para se certificar de que elas podem cumpri-las com segurança.

Depois de definidos os nomes, a associação mapeia as lojas do GPA onde há vagas para aprendizes e checa se essas unidades ficam próximo à residência dos selecionados, para melhor distribuí-los.

Em seguida, os candidatos passam por entrevista de emprego com gestores do GPA. Esse processo é feito em conjunto com as famílias e é acompanhando de perto pela instituição.

Uma vez no programa, os jovens terão o trabalho acompanhado pela Apae uma vez por mês. Com a mesma frequência, os aprendizes e suas famílias recebem feedbacks da empresa sobre seu desempenho e necessidades de desenvolvimento.

Todos ganham

Engana-se quem pensa que a contratação de pessoas com deficiência é apenas um auxílio para a inserção no mercado. As empresas também ganham, e muito, nesse processo.

“Em geral, pessoas com deficiência intelectual têm facilidade e prazer em realizar tarefas repetitivas, que são comuns no varejo. A rotatividade desse pessoal não chega a 3% em um ano, o que é um índice muito bom para o setor”, diz Elisabete Fonseca, gerente de gestão de talentos do Extra e Pão de Açúcar.

De acordo com ela, dos 12 aprendizes admitidos na primeira turma do programa, “90% já estão adaptados e têm avaliação muito positiva dos gestores e colegas”.

Além disso, segundo Elisabete, esses aprendizes contribuem para melhorar o ambiente onde trabalham.

“São pessoas muito afetivas, que geram um clima positivo na loja. Elas também são muito comprometidas, porque estão no seu primeiro emprego”, afirma.

Preparação

Antes de implementar o projeto, o GPA convocou os gestores que iriam chefiar aprendizes com deficiência para um treinamento especial. Na ocasião eles aprenderam a melhor forma de receber, integrar e administrar esse pessoal.

“Precisávamos mostrar para os líderes que ele precisa gerir a pessoa com deficiência da mesma forma que ele gere os demais funcionários, mas que o jeito de comunicar precisa ser diferente”, explica Elisabete.

Foi feito também um trabalho de conscientização e acolhida com os trabalhadores da rede. Quinzenalmente, a empresa divulga na intranet e nos seus canais de comunicação corporativa casos de sucesso de pessoas com deficiência que já atuaram em lojas da companhia.

Via Exame Online

Via Varejo inaugura loja de telefonia ‘multioperadora’ em Fortaleza

A Via Varejo, do Grupo Pão de Açúcar, controladora das redes Casas Bahia e Ponto Frio, inaugurou nesta quinta-feira (20/11) em cinco capitais brasileiras, um novo modelo de loja de telefonia celular no país. Chamados de Casas Bahia Mobile e Ponto Frio Mobile, os estabelecimentos são dedicados exclusivamente à venda de celulares, smartphones e tablets, aliados aos serviços de quatro das principais operadoras de telefonia celular do país (Claro, Oi, Tim e Vivo). “Era uma solicitação dos consumidores, poder comparar os serviços e pacotes das operadoras e escolher a melhor combinação entre eles e os aparelhos em um só ponto de venda”, afirma o presidente da Via Varejo, Líbano Barroso.

Ele participou da inauguração de uma das lojas com o novo formato, em Salvador, na manhã de hoje. De acordo com o executivo, o projeto das lojas “multioperadora” foi desenvolvido no último ano e é semelhante a modelos existentes nos Estados Unidos e na Inglaterra. “Quando fizemos o planejamento estratégico da companhia, no ano passado, vimos que o cliente busca cada vez mais produtos com serviços no mundo do varejo”, explica Barroso. “É esse o conceito por trás da nossa entrada no ramo dos móveis planejados (anunciada no último dia 7) e, agora, da telefonia celular, em parceria com as operadoras.”

Hoje, foram abertas 10 lojas específicas da rede Mobile, chamadas pela empresa de “stand alone”, em shopping centers de São Paulo, Rio, Salvador, Recife e Fortaleza, e outras dez unidades dentro de lojas já existentes das redes Casas Bahia e Ponto Frio nessas capitais – chamadas “store in store”. Os 20 pontos de venda consumiram R$ 12 milhões em investimentos e servirão, segundo o presidente da Via Varejo, como “laboratório” do novo modelo. “As cidades escolhidas são capitais representativas do mercado nacional e vão permitir uma avaliação desse novo modelo, antes de pensarmos em expansão”, diz Barroso.

Operadoras

Para concretizar o projeto, a Via Varejo convidou o executivo Flávio Salles, com passagens por diversas empresas de telecom desde 1996 – como BCP, Claro, Oi e Motorola -, para elaborar o plano estratégico. No cargo de diretor comercial de Mobile na empresa desde maio, Salles procurou as principais operadoras de telefonia celular do País para apresentar a proposta. “Em todos os casos, a aceitação foi imediata”, garante.

De acordo com o executivo, o novo modelo de negócios da Via Varejo não representa concorrência às lojas próprias das operadoras, que também vendem aparelhos atrelados a pacotes de telefonia e dados. “As lojas das operadoras, hoje, cumprem duas funções: venda de planos e aparelhos e atendimento aos clientes”, conta. “Agora, elas vão poder focar em seu negócio principal, que é a relação com seus consumidores.” Salles também aponta a capilaridade da Via Varejo e a diversidade de formas de pagamento e de acesso a crédito pelos consumidores como diferencial que fez as operadoras aderirem à novidade. “Já estamos planejando o próximo passo, em que vamos conseguir integrar os benefícios dos planos de fidelidade das operadoras a nossa operação e, até, prestar algum tipo de serviço, como impressão de segunda via da conta dos clientes”, diz.

Fonte: Época Negócios

Fortaleza: Quanto mais empresas, melhor o IDH

Os bairros de Fortaleza onde a concentração de empresas é maior são também os de melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Meireles (0,953), Aldeota (0,867) e Dionísio Torres (0,860) são as três melhores localidades quanto ao IDH. Conjunto Palmeiras (0,119), Parque Presidente Vargas (0,135) e Canindezinho (0,136) são os três piores.

Ou seja, no melhor desempenho encontra-se a Regional II e no pior está a Regional V, onde a concentração de empresas é baixa. Outro dado é que 24% dos bairros de Fortaleza possuem IDH abaixo de 0,25 e 76% têm IDH inferior a 0,5. Vale lembrar que quanto mais próximo de 1, melhor o grau de desenvolvimento.

Foram 119 bairros analisados, dos 120 existentes, pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE), em que além do IDH também foram considerados componentes como renda, educação e longevidade.

Em relação ao IDH-Renda e ao IDH-Educação, Meireles se destaca, enquanto que o melhor em IDH-Longevidade é o bairro José Bonifácio.

Os piores em cada um dos indicadores ficam com Conjunto Palmeiras (renda), Pedras (educação) e Dendê (longevidade).

IDH-Renda

“A correlação ainda mostra que se eu aumentar em 1% o índice de concentração de empresas, o IDH-Renda aumenta em 0,5%”, explica Paulo Francisco Barbosa, coordenador de Projetos e Desenvolvimento Econômico da SDE, que apresentou a pesquisa Desenvolvimento Humano, por bairro, em Fortaleza, no Paço Municipal. 

Ele diz que Fortaleza se baseará nesses dados para elaborar políticas públicas voltadas para cada uma das localidades analisadas. Como o plano de desenvolvimento urbano em andamento, chamado de Fortaleza 2040, que irá definir novas centralidades para a Cidade.

“As pessoas vão se deslocar menos se os serviços públicos e privados tiverem próximos”, complementa Roberto Cláudio, Prefeito de Fortaleza.

(Beatriz Cavalcante, O Povo)

Artista plástico cearense lança projeto para ajudar gatos abandonados

As camisetas do artista plástico Elinaudo Barbosa usam cores e recortes para os felinos – Foto: arquivo pessoal
No próximo sábado, 22 de novembro, às 14 horas, o artista plástico Elinaudo Barbosa fará o lançamento do projeto Amo Gatos, iniciativa que tem como objetivo apoiar financeiramente ações e projetos de assistência a gatos carentes e abandonados em todo o Brasil. O evento será na Eu Amo Animais Pet Shop, na avenida Dom Luís, próximo à praça Portugal, em Fortaleza.
O projeto Amo Gatos é uma iniciativa de Elinaudo Barbosa que tem como objetivo de apoiar financeiramente ações e projetos de assistência a gatos que vivem nas ruas ou em abrigos mantidos por ONGs e protetores independentes. Para isso, o artista vem criando uma série de obras de arte que são estampadas em camisetas, canecas, sacolas ecológicas e outros objetos. Os produtos são comercializados e tem parte da renda líquida revertida para a causa, incialmente através de doações diretas e no futuro através de um fundo financeiro que poderá ser acessado por ONGs e protetores.
Durante o lançamento haverá desfile das peças de roupa e exposição de outros itens com a marca Amo Gatos. Em seguida, Elinaudo fará uma palestra expondo os objetivos e as ações previstas para o projeto e falará, ainda, como pessoas, instituições e empresas podem apoiar e participar da iniciativa. O evento será finalizado com apresentações artísticas ligadas à temática felina.
O artista
Elinaudo Barbosa é artista plástico autodidata, ilustrador editorial, designer gráfico, desenhista desde a infância e apaixonado por gatos desde sempre. Com uma história de atuação em prol de causas de interesse coletivo, notadamente a socioambiental, interessou-se, nos últimos anos, pela causa animal, especialmente a defesa dos gatos que, dentre os animais domésticos, são as vítimas de abandono e de maus tratos em razão de preconceitos e da falta de ação do poder público. Elinaudo resolveu então unir sua arte ao amor pelos felinos e criou o projeto Amo Gatos, através do qual espera contribuir não só financeiramente, através da doação de recursos, mas também dando visibilidade para a causa e sensibilizando novas pessoas a contribuir. O valor das camisetas ainda não foi definido.
Serviço
Lançamento do projeto Amo Gatos, pelo artista plástico Elinaudo Barbosa
Data: Sábado, 22 de novembro de 2014, às 14 horas
Local: Eu Amo Animais Pet Shop – avenida Dom Luís, 600 – Loja 01.
Redação O POVO Online 

Réveillon de Fortaleza terá shows de axé, pop e sertanejo

Já estão definidas as atrações do oitavo Réveillon de Fortaleza, no aterro da Praia de Iracema. Serão 12 shows de artistas nacionais e locais no palco do evento.Na noite de 31 de dezembro, o Aterro da Praia de Iracema vai receber Daniela Mercury, Bruno e Marrone, Marcos e Belutti, O Rappa, Jota Quest, Simone e Simaria, Solteirões do Forró, Luiz Marcelo e Gabriel, Banda Patrulha, Paulo José e Banda, Banca Acaiaca e Banda Zero 85.  A festa começa às 18 horas do dia 31 de dezembro e termina às 6 horas do dia 1º de janeiro de 2015. O prefeito Roberto Cláudio (Pros) divulgou detalhes em coletiva de imprensa realizada na manhã de ontem, mas evitou falar sobre os custos da celebração. 

Segundo ele, a Prefeitura ainda busca patrocínio de empresas privadas e órgãos públicos para dividir o orçamento. Os valores só serão informados em prestação de contas após a festa. “Temos mais de um mês para captar recursos. Nós queremos reduzir, ao máximo, o custo da Prefeitura na realização do evento”, afirmou. O prefeito também não definiu expectativa de público.

Participam da festa as bandas Solteirões do Forró, As Coleguinhas, Banda Zero 85 e os sertanejos Luís Marcelo & Gabriel. O evento segue com shows de Paulo José, Banda Patrulha e Acaiaca. No intervalo das apresentações, humoristas cearenses divertem o público. O Réveillon contará ainda com tenda de música eletrônica comandada por DJs.

A operação especial de trânsito começa na noite do dia 30 de dezembro com a proibição de estacionamento na avenida Beira Mar, entre a Rua dos Arariús e a Ildefonso Albano. Nesse trecho, serão instaladas bancas para comércio de alimentos. A Prefeitura não divulgou condições para o cadastro dos vendedores, o que deve ocorrer até o fim deste mês.

 

A partir da meia-noite do dia 31, os motoristas também ficarão impedidos de estacionar na avenida Historiador Raimundo Girão, entre a rua Ildefonso Albano e a avenida Barão de Studart. Os bloqueios começam às 15 horas e seguem até as 6 horas do dia 1º de janeiro. A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) disponibilizará 160 agentes para as ações.

 

A orientação da Prefeitura é de que o deslocamento seja feito por meio de transporte coletivo. Para isso, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) oferecerá sete linhas especiais de ônibus saindo de cada terminal. Ao todo, serão 110 veículos extras, além do funcionamento até as 4 horas das linhas que cobrem a região da festa. Até o fim do dia 1º janeiro de 2015 será cobrada tarifa social – R$ 1,60 (inteira) e R$ 0,80 (meia).

 

A Prefeitura de Fortaleza não organizará festas em outros bairros da Capital. “Foi uma decisão nossa, até pela complexa operação que envolve um evento desse porte. Para garantir a devida organização e segurança, vamos concentrar em um grande evento, em um só local”, comentou o prefeito. 

Serviço 

Réveillon 2015

Onde: Aterro da Praia de Iracema

Quando: 18 horas do dia 31 de dezembro às 6 horas do dia 1º de janeiro de 2015

(O Povo)

Golden Boys se apresentam em shoppings de Fortaleza

Um dos nomes mais lembrados do movimento Jovem Guarda, Golden Boys, está de volta a Fortaleza com apresentações únicas.

Os shows estão marcados para acontecer nos dias 27 (qui) e 28 (sex) de novembro, no North Shopping Jóquei e Via Sul Shopping respectivamente.

O palco será as praças de alimentação dos shoppings. as aprensentações começam às 19h (North Shopping Jóquei) e 19h30 (Via Sul Shopping).

Serviço
O que: Show da banda Golden Boys
Onde: North Shopping Jóquei e Via Sul Shopping
Quando: 27 (qui) no North Shopping Jóquei às 19h; e 28 (sex) no Via Sul Shopping às 19h30
Outras Informações: North Shopping Jóquei – (85) 8190-0774 / 3403-7013.
Via Sul Shopping – (85) 8212-6962 / 3052-8000.

Redação O POVO Online

Primeiro tablet brasileiro fabricado no Ceará custa R$ 190

Foto: Divulgação.

A marca cearense lança neste mês o primeiro tablet totalmente feito no Nordeste. O aparelho chega para aproveitar o mercado aquecido do final do ano e vai concorrer com produtos de baixo custo com valores abaixo dos R$ 500. Ele chega ao mercado como uma das opções mais baratas do varejo: R$ 189,90 na versão de 4GB e R$ 238,90 na versão de 8GB.

O aparelho tem memória expansível para 32GB por microSD, tela LCD de 7″, sistema Android 4.2.2, função e-book, câmera de 0,3 MP frontal e USB 2.0. A resolução é de 800×500 pixels. O tablet está em fase de produção, na fábrica da no Ceará e deve chegar às lojas em dezembro. Segundo a marca já foram realizadas diversos testes, desde a montagem até o envio de um lote piloto para alguns usuários que testaram o produto durante dez dias.

Depois de passar por todas as provas foi produzido um lote com 30 equipamentos a fim de identificar alguma falha. A partir daí a marca deu início à produção diária com média de 600 produtos/dia.

A marca Goldentec faz parte da rede Ibyte de varejo de tecnologia, que atua no Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Pernambuco. O primeiro tablet nordestino é ideal para quem busca aparelhos baratos com bom custo-benefício, mas hardware modesto.

Via http://blogs.ne10.uol.com.br

OAB decreta luto de sete dias e advocacia lamenta morte de Márcio Thomaz Bastos

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil decretou luto oficial de sete dias pela morte do ex-presidente da entidade Márcio Thomaz Bastos. Pelo mesmo motivo, a seccional paulista da OAB decretou luto de três dias. Thomaz Bastos, que dirigiu as duas entidades nos anos 80, morreu nesta quinta-feira (20/11), em São Paulo.

Bastos atuou durante os trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte, como presidente do Conselho Federal da OAB. Em 1990, após derrota de Lula nas eleições presidenciais, aproximou-se do PT. Ele também foi um dos redatores do pedido de impeachment do então presidente Fernando Collor (1990-1992). Em 1996, fundou o Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), que é uma organização da sociedade civil.

Além de atuar à frente das entidades da advocacia, Bastos sempre esteve presente em grandes casos. Foi o responsável pela defesa dos executivos do Banco Rural na Ação Penal 470, o processo do mensalão; e defendeu Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, na ação relacionada à operação monte carlo — que investiga indícios de corrupção, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e exploração de jogos ilegais em Goiás e no Distrito Federal. Atualmente defendia as construtoras Camargo Corrêa e Odebrecht nas investigações da operação lava jato.

Marcus Vinicius Furtado Coêlho, presidente da OAB, afirmou que Bastos sempre será inspiração para a defesa do estado de direito, dos valores constitucionais e dos fundamentos de uma sociedade civilizada. “Um brasileiro exemplar, um advogado ético e decente, um jurista de escol, um homem de família, um amigo e conselheiro. Ao luto institucional se soma a tristeza pessoal pela irreparável perda deste inigualável presidente de sempre do Conselho Federal da OAB”, disse.

O presidente da OAB-SP, Marcos da Costa, disse que Thomaz Bastos era um ícone da advocacia e lembrou sua atuação na vida pública. “A Advocacia brasileira perde um de seus ícones, um dos mais importantes e produtivos advogados criminalistas de sua geração, que patrocinou grandes causas e foi um tribuno de escol. Também foi um democrata na acepção máxima da palavra, tendo tido uma vigorosa atuação na Assembleia Nacional Constituinte, na OAB e ao longo de sua vida pública, sempre buscando assegurar as garantias do direito de defesa, raiz de todos os demais direitos do cidadão”.

O presidente do IDDD, Augusto de Arruda Botelho, lamentou a morte de seu sócio-fundador. “O ex-ministro da Justiça foi um ícone da advocacia e uma figura que engrandeceu sobremaneira nosso Estado Democrático de Direito, contribuindo para o aprimoramento de uma sociedade mais justa. Márcio Thomaz Bastos deixa um legado inestimável para o fortalecimento das instituições e de respeito aos direitos humanos”, afirmou.

Ibaneis Rocha, presidente da OAB do Distrito Federal, afirmou que Márcio Thomaz Bastos foi um dos mais brilhantes advogados de sua geração, “notabilizando-se em assegurar o direito da defesa de todos os cidadãos, indistintamente, para que possamos ser merecedores de um Estado democrático de Direito. Nisto ele nunca transigiu quando esteve à frente da OAB paulista e do Conselho Federal, bem como na condição de advogado, quando o exercício da defesa é posto continuamente à prova. Márcio Thomaz Bastos foi abençoado com a dádiva divina da inteligência, fiel às regras fundamentais do direito ao contraditório e da ampla defesa, merecendo ocupar um lugar de honra na história das liberdades em nosso país”, afirmou Ibaneis Rocha.

Pelo twitter o presidente da OAB do Rio de Janeiro, Felipe Santa Cruz, disse que a OAB está de luto pela morte do “brilhante advogado e dirigente que fez história”.

O Movimento de Defesa da Advocacia (MDA), presidido pelo advogadoMarcelo Knopfelmacher, publicou nota de pesar. “Era um dos mais competentes advogados brasileiros, tendo contribuído diretamente para a criação do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, quando da promulgação da Emenda da Reforma do Judiciário, em 2004. Estendemos nossa solidariedade à família e aos companheiros de escritório do Dr. Márcio”.

José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro, presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp), afirmou que a morte de Márcio Thomaz Bastos “encerra um ciclo para a advocacia. Defensor incansável do direito de defesa, escreveu a história de forma indelével”.

*Notícia alterada às 16h37 desta quinta-feira (20/11) para acréscimos.

Revista Consultor Jurídico, 20 de novembro de 2014, 14h09

Morre Samuel Klein, fundador da Casas Bahia

Faleceu na madrugada desta quinta-feira (20), aos 91 anos, o fundador da rede Casas Bahia, Samuel Klein. Segundo informações da assessoria de imprensa da família, o empresário estava internado há 15 dias no hospital Albert Einsten. A causa da morte foi insuficiência respiratória.

O velório aconteceu pela manhã no Cemitério Israelita do Butantã, onde o empresário foi enterrado no fim do dia em cerimônia fechada para amigos e familiares.

Veja a trajetória do empreendedor

Nascido no dia 15 de novembro de 1923, na Polônia, Samuel Klein foi testemunha de um dos capítulos mais cruéis da história da humanidade, o genocídio de judeus pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Sua história de superação está entre as mais marcantes trajetórias dos grupos empresariais brasileiros e a empresa fundada por ele, a Casas Bahia, transformou-se em ícone na comercialização de produtos para as classes de baixo poder aquisitivo.

O empresário, que pouco pôde estudar durante a infância e juventude, fundou a Casas Bahia em 1952 em São Caetano do Sul, na região do ABC, em São Paulo. A empresa transformou-se em uma potência do varejo, especialmente após os anos da estabilização econômica, em 1994, e a ascensão da classe C durante a era Lula, que também surgiu no ABC, como líder sindical. Antes de fundar a Casas Bahia, Samuel vendia artigos para os operários que trabalhavam nas indústrias da região de charrete.

Em nota, a ViaVarejo lamentou a morte do empreendedor:

“É com pesar que a Via Varejo comunica o falecimento de Samuel Klein, fundador da Casas Bahia. Com seu espírito empreendedor, criou os alicerces sólidos de uma companhia e foi um dos principais colaboradores para o desenvolvimento do varejo brasileiro. Foi a visão e o pioneirismo de Samuel Klein na oferta de crédito às camadas populares da população que possibilitou a realização dos sonhos de milhões de famílias brasileiras. A melhor forma de honrarmos seu legado empreendedor é continuar crescendo e realizando os sonhos de nossos clientes e colaboradores. A Via Varejo e todos os seus funcionários expressam neste momento seu sentimento de pesar e agradecem ao Sr. Samuel Klein pela sua importante contribuição.”

Comentários sobre a morte de Klein

Por meio de nota, a rede varejista Magazine Luiza lamentou a morte de Samuel Klein. “Hoje o Brasil perdeu um grande homem, um empresário que acreditava no nosso país e na realização dos sonhos dos brasileiros. Samuel Klein foi um dos grandes símbolos do varejo brasileiro. O Magazine Luiza expressa aqui o seu apoio e pesar pela perda da família Klein, e o agradecimento pela sua grande contribuição ao Brasil.”

A presidente Dilma Rousseff também divulgou nota sobre a morte de Klein. “Refugiado da Segunda Guerra Mundial, o polonês Samuel Klein encontrou no Brasil uma nova pátria e a oportunidade de recomeçar a sua vida. Comerciante nato, Klein foi mascate na Grande São Paulo, indo de porta em porta vender roupas de cama até conseguir abrir uma loja. Em homenagem aos seus clientes nordestinos, deu ao seu empreendimento o nome de Casas Bahia. Criou assim uma das principais redes de varejo do País. O sucesso empresarial de Samuel Klein comprova como o Brasil é um País das mais diversas oportunidades. Meus sentimentos a sua família, amigos e funcionários.”

Presidente executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trbuco Cappi também falou sobre a morte do fundador da Casas Bahia.

“Neste momento de ausência para a família Klein, as Casas Bahia e seus milhares de amigos e colaboradores, manifestamos nossas condolências e solidariedade pela passagem do valoroso Samuel Klein. Exemplar empresário e ser humano de virtudes plenas, Samuel Klein é uma referência a todos os brasileiros. Um homem que atravessou o século 20 sob guerras e veio ao Brasil dar uma profunda contribuição à nossa sociedade, ele tornou-se uma legenda de superação. Sem jamais esmorecer, conseguiu vencer toda sorte de obstáculos para construir uma família unida, e uma marca de sucesso, as Casas Bahia, empresa associada à promoção da felicidade para milhões de brasileiros.”

Trabuco lembrou do incício de Klein: “A partir da histórica carroça comprada com suas primeiras economias, Klein tornou-se o retrato do imigrante lutador, que soube vencer os desafios num país novo, mas repleto de oportunidades. Trajetórias de vida como a de Samuel Klein, composta de perseverança, talento e trabalho nos ensinam a todos o valor de jamais desistir de sonhos e esperanças.”

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) lamentaram em nova: “Foi um empreendedor talentoso, que trabalhou arduamente para construir a maior rede de lojas de varejo popular do Brasil. Seu senso de oportunidade, o respeito às pessoas, a defesa de suas convicções para contribuir para um Brasil melhor fez dele um homem respeitado por todos.”

Para o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, o Brasil perde um brasileiro de alma e coração. “Um homem cujo lema de vida era a confiança nas pessoas. Perco um amigo, um empreendedor que inspirou gerações, que trouxe alegria a diversos lares ao contribuir para a realização de sonhos. Um que cidadão no seu mais verdadeiro sentido da palavra”, afirma.

(Economia IG)

Fortaleza, a loura desposada do sol e dos monturos

Reportagem no O POVO de ontem assinada pelo jornalista Rômulo Costa reapresenta um velho problema de Fortaleza: centenas de monturos de lixo que se acumulam em ruas e calçadas da Capital. Talvez seja a mais persistente e antiga praga urbana da cidade. Uma praga que há décadas perpassa incólume seguidas gestões de diferentes gestores. Uma praga símbolo da incapacidade política, administrativa e social de resolver um problema simples.

Uma cidade que se preza não aceita conviver com lixões em suas calçadas. Um povo que se preza não admite tamanho absurdo. Deveria ser intolerável. Não é. Os monturos, assim como a violência, já fazem parte de nossa “paisagem” urbana. Se tornaram “naturais”. Tanto que a cidade passou por uma dura campanha para prefeito há apenas dois anos e o tema nem sequer passou pelo discurso dos candidatos. Tanto que o tema não mobiliza os políticos.

Os monturos não são recolhidos? Claro que são. Praticamente todos os dias. Renascem logo após recolhidos. Custa os olhos da cara do contribuinte. Vejam o que disse o servidor público da Prefeitura responsável pelo setor e ouvido pela reportagem: “Essa limpeza fez foi mal acostumar as pessoas e, esse vício, cria um impacto financeiro”. A seguir, afirma o texto que essa coleta custou R$ 69,2 milhões em 2013.

Sim, os monturos estão, digamos, institucionalizados em Fortaleza. Os monturos são pontos conhecidos de descarte do lixo cotidiano, de podas, de restos de obras. São alimentados, em grande parte, por carroceiros. O sujeito resolve fazer uma reforma em casa. Em vez de contratar uma empresa credenciada para recolher os restos, paga R$ 20,00 a um carroceiro. Crescido o monturo, a empresa contratada pela Prefeitura vai lá e recolhe. É uma espécie de coleta domiciliar sem ser no domicílio. Na rua.

Mas, é simples acabar com isso? Sim, é. Em bairros pobres, ricos e remediados, os monturos nascem em calçadas destruídas e terrenos baldios. Solução: identificar os proprietários dos terrenos, obrigá-los a cercá-los corretamente e a construir uma calçada no padrão certo. Há lei para isso, mas é preciso endurecer as regras com multas altas para os insistentes e desobedientes.

Aumentar o IPTU e outros impostos dos terrenos urbanos desocupados e localizados em áreas adensadas é outra medida bem vinda. Isso faz com que seja contraproducente manter esses terrenos intactos como mero meio de especulação. Sendo caro mantê-los, a saída é a venda ou a execução de projetos imobiliários. Assim, a dinâmica da economia leva à boa urbanização, que não convive com monturos.

Todo técnico da área sabe de cor e salteado: as áreas sem calçada ou em que estão destruídas, geralmente em terrenos e imóveis mal cuidados, são as que recebem os monturos. Em paralelo, cabe fiscalizar com rigor a ação dos carroceiros cujo trabalho é vender serviços de descarte irregular. Cabe ainda o trabalho de identificação do cidadão ou empresa que produziu o lixo descartado de forma clandestina para as devidas aplicações de multas.

A Prefeitura sabe onde estão os monturos. Boa parte deles tem uma singela placa do município alertando para a infração configurada pelo descarte irregular. Ninguém liga. É clássico: a impunidade faz o crime proliferar. Sem castigo, o crime prossegue.

(Fábio Campos, O Povo)

Fortaleza recebe espetáculo sobre a criminalização e morte da juventude negra

A Associação Artística Nóis de Teatro faz a pré-estreia do seu novo espetáculo, Todo Camburão Tem Um Pouco De Navio Negreiro, no próximo dia 20 de novembro (quinta-feira), no Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza (CE), às 19h.

Contemplado no Prêmio Funarte de Arte Negra, a peça traz intensa discussão dialética sobre a criminalização e morte da juventude negra das periferias, debatendo também a desmilitarização da polícia brasileira. Com direção de Murillo Ramos e dramaturgia de Altemar Di Monteiro, ela é dividida em três atos e conta a história de Natanael, um “anti-herói” que nasce na periferia, vive inserido num sistema de opressão e violência e, aos 18 anos, resolve entrar pra polícia militar.

Trata-se de uma dramaturgia épica, onde o ator-narrador é o grande foco, numa espécie de “tragédia afro”, com elementos alegóricos e representativos do universo do movimento negro no Brasil e no mundo, além de múltiplas referências à mitologia dos Orixás.

Para a montagem do espetáculo, o Nóis de Teatro visitou várias comunidades quilombolas do Ceará e do Maranhão, dialogando também com movimentos sociais que pautam as questões da população negra.

Desse modo, a data da pré-estreia foi escolhida pela importância que o dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, tem para o movimento negro no Brasil. Após a pré-estreia, o grupo vai realizar a temporada de estreia na Praça da Gentilândia, no Benfica, nos dias 4, 5 e 6 de dezembro, sempre às 19h.

O Nóis de Teatro está localizado na periferia de Fortaleza, na Comunidade de Granja Lisboa, no Território de Paz do Grande Bom Jardim.

Ao longo dos últimos 12 anos, o grupo tem construído uma ação continuada no que diz respeito à circulação de espetáculos, oferta de cursos, intercâmbios e oficinas (teatro e percussão) para a comunidade, contribuindo de forma significativa para a formação de plateia, incentivando crianças e jovens como sujeitos sensíveis, protagonistas de um novo mundo, uma comunidade mais justa e menos violenta.

Fonte: Fundação Nacional de Artes

Divaldo Franco ministra seminário “Imortalidade e Vida”, em Fortaleza

Assim como Chico Xavier, Divaldo Franco é reconhecido como missionário da Doutrina difundida por Allan Kardec, e é visto como o sucessor do médium mineiro

Fortaleza receberá o seminário, “Imortalidade e Vida”, que será ministrado pelo médium e conferencista Divaldo Franco, articulista fixo da página Espiritualidade do Jornal O POVO e que traz um dos momentos mais esperados para a promoção da Cultura e Paz no Ceará. O evento acontece no próximo dia 20, às 19h, no Vianna’s Buffet, em Fortaleza. Divaldo Franco é considerado o maior divulgador da Doutrina Espírita em nível mundial.

Durante o evento será apresentado a pré- estreia do documentário “O Sobrevivente do Mundo- A história de Jorge Damasceno”. O filme, com roteiro e produção do cineasta Glauber Filho, narra a história do ex-empresário cearense da década de 90, que perdeu tudo por causa do vício das drogas, mas deu a volta por cima e atualmente ministra palestras em escolas, contra a dependência química.

Trajetória de Divaldo

Assim como Chico Xavier, Divaldo Franco é reconhecido como missionário da Doutrina difundida por Allan Kardec, e é visto como o sucessor do médium mineiro. Em suas conferências são apresentados os temas de estudo do Espiritismo (Ciência, Filosofia e Religião).

Divaldo já psicografou mais de 250 obras e os livros vendidos já alcançaram mais de 8 milhões de exemplares, dos quais 104 títulos já foram traduzidos para 16 idiomas (albanês, alemão, espanhol, norueguês, esperanto, francês, holandês, italiano, inglês, sueco, tcheco, turco, catalão, húngaro, polonês, russo e com 20 livros transcritos no sistema braile). A renda proveniente da venda dessas obras, bem como os direitos autorais, foi doada, em cartório, à Mansão do Caminho e outras entidades filantrópicas.

Divaldo participa de conferências no Brasil e no Exterior, e já esteve em mais de 60 países dos cinco continentes. Já realizou ainda mais de 12 mil palestras e seminários, sempre com ampla publicidade e presença de público, desde 1947.

Serviço

Seminário ‘Imortalidade e Vida’ – com Divaldo Franco
Data e horário: 20 de novembro (quinta-feira), às 19h
Local: Vianna’s Buffet – Rua Hermínia Bonavides, nº 457 – Praia de Futuro –   Fortaleza-CE
Investimento: R$ 35,00
Inscrições: Livraria Sinal Verde – Rua Princesa Isabel, nº 255 – Centro – Fortaleza-CE; Grupo Espírita Paulo Estevão (GEPE) – Rua Luiza Miranda Coelho, nº 743 – Água Fria – Fortaleza – CE / Rua Padre Antonino, nº 451 – Piedade – Fortaleza – CE
Informações: (85) 3212.1092 e 3212.4268

Redação O POVO Online

Show marca Dia da Consciência Negra em Fortaleza

Por ocasião do show, será lançado o projeto Histórias de Luz – 100 Anos sem Dragão do Mar e 130 da Abolição no Ceará, composto de livro e CD, abordando através das linguagens da literatura, artes visuais e música a figura do líder abolicionista Francisco José do Nascimento, o Dragão do Mar, e o acontecimento da abolição no Ceará, além de temas correlatos a estes segmentos.

Parceiros de muitas andanças, o caminhar compartilhando de Calé Alencar & Pingo de Fortaleza tem início pelo fato de ambos serem nascidos sob o mesmo sol de Fortaleza, e pelo exercício do diálogo mantido em suas respectivas carreiras artísticas, entre casos e acasos com os quais, ao longo das trajetórias individuais e coletivas, a vida os presenteou com momentos de parceria e partilha. A união dos dois artistas já resultou em outros projetos, a exemplo do CD Dragão Vivo, em parceria com o cantor e compositor Dilson Pinheiro, lançado no ano de 2000.

O projeto Histórias de Luz – 100 Anos sem Dragão do Mar e 130 da Abolição no Ceará, organizado por Calé Alencar e Pingo de Fortaleza, resultou em livro com textos assinados por Alex Ratts, Descartes Gadelha, Francisco Pinheiro, Gilmar de Carvalho, Guaracy Rodrigues, Hilário Ferreira, Ivaldo Paixão e Zé Melancia, além de um texto assinado pelos próprios organizadores, que dialogam com as ilustrações de Descartes Gadelha e as canções de Calé, Pingo e os parceiros Alan Mendonça, Carlos Pitta, Henrique Beltrão, Descartes Gadelha e Dilson Pinheiro, gravadas no CD que acompanha o livro.

Assim, textos canções e desenhos destas Histórias de Luz do livro e CD dialogam não só em torno do Dragão do Mar e da temática da libertação dos escravizados no Ceará, mas vão mais além e refletem sobre nós mesmos e a presença do negro em nossa terra com suas lutas, sua (in)visibilidade, suas irmandades e comunidades, seus entrelaçamentos e casamentos, suas festas, figuras históricas, movimentos, formas de viver e de se organizar, suas magias, paixões e sobre a produção artística que tudo isso inspira e faz criar, porque estas Histórias de Luz são também as nossas histórias aqui (re)cantadas e (re)desenhadas pelas luzes de todos que se agruparam para sua construção.

Grandes músicos

O CD Histórias de Luz, produzido por Calé Alencar e Pingo de Fortaleza, contou com a direção musical de Edmundo Júnior e Luizinho Duarte, e participação dos músicos Adelson Viana, Cristiano Pinho, Felipe Cazaux, Heriberto Porto, Marcus Vinnie e Pantico Rocha, além da participação dos músicos da banda Donaleda, do Quarteto Cearense de Cordas e do Trio de Metais.

No show de lançamento, que ocorre nesta quinta, 20/11, Dia Nacional da Consciência Negra, às 20 horas, no Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Calé Alencar e Pingo de Fortaleza interpretarão algumas faixas do CD e falarão sobre o livro.

O projeto Histórias de Luz – 100 Anos sem Dragão do Mar e 130 da Abolição no Ceará é uma realização da Associação Cultural Solidariedade e Arte – Solar em parceria com a Casa da Memória Equatorial, contando com o apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – Secult e da Coelce, por meio do Edital Mecenas do Ceará 2013. O show de lançamento é uma iniciativa do Centro Dragão do Mar de Arte & Cultura e da Coppir – Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, com entrada franqueada ao público.

Serviço

Show Histórias de Luz – Calé Alencar & Pingo de Fortaleza
Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte & Cultura, 20 de novembro, 20h.

Fonte: Assessoria da Secult

Procuradoria-Geral da República dá parecer favorável contra Terceirização

São Paulo – Os trabalhadores ganharam um forte aliado na luta contra a terceirização sem limites, cuja ameaça chegou à mais alta instância do Judiciário brasileiro. A Procuradoria-Geral da República (PGR) divulgou parecer em 10 de novembro no qual afirma que contratar terceiros para realizar atividades-fim de uma empresa é fraude à legislação trabalhista. O documento se posiciona sobre o Recurso Extraordinário com Agravo da Celulose Nipo-Brasileira (Cenibra) ao Supremo Tribunal Federal (STF), e opina por seu não conhecimento ou desprovimento. Ou seja, recomenda ao Supremo que nem sequer julgue ou, caso aprecie, posicione-se contrário ao recurso.

“A opinião da PGR é uma esperança, um alento no meio desse tiroteio contra os direitos dos trabalhadores”, afirma a secretária de Relações do Trabalho da CUT, Maria das Graças Costa, referindo-se aos projetos que tramitam na Câmara (PL 4330) e no Senado (PLS 87), que preveem a liberação da terceirização na atividade principal das empresas, e ao recurso no STF.

A dirigente afirma que a luta contra a terceirização irrestrita é hoje um dos maiores desafios da classe trabalhadora e demanda uma grande mobilização. “Conseguimos barrar a votação do PL 4330, mas com certeza ele voltará à pauta da Câmara. Quanto ao STF, nós da CUT mais a Força Sindical, Nova Central e CTB entramos com Amicus Curiae, um recurso para sermos ouvidos como parte interessada no caso Cenibra, e protocolamos pedido de audiência com o presidente do STF (ministro Ricardo Lewandowski) e com o relator (ministro Luiz Fux). Também estamos pressionando para que o Supremo realize uma audiência pública sobre o tema antes de julgá-lo.”

Maria das Graças lembra que além da Cenibra, a Associação Brasileira do Agronegócio também ingressou com recurso no STF contra decisões da Justiça do Trabalho que impedem ou restringem a terceirização. “No caso dos ruralistas, o relator é o ministro (Luiz Roberto) Barroso e já temos audiência com ele marcada para quinta-feira (dia 20).”

Entenda – O recurso da multinacional Cenibra ao STF questiona decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que a condenou por terceirização ilícita. A ação contra a Cenibra foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas de Guanhães e Região, e relata as condições precárias em que se encontravam 3.700 terceirizados, encarregados de executar plantio, corte e transporte de madeira, serviços considerados essenciais na cadeia de produção da empresa de celulose. Ao condená-la, o TST baseou-se em sua Súmula 331, que proíbe a terceirização de atividades-fim.

O recurso, sob relatoria do ministro Luiz Fux, será analisado com repercussão geral. Isso significa que a decisão do Supremo terá de ser adotada pelas demais instâncias do Poder Judiciário. Portanto, uma posição favorável à Cenibra resultará na anulação da Súmula 331 do TST, hoje único instrumento jurídico que protege os trabalhadores da terceirização irrestrita.

Parecer – Ao se posicionar contra o recurso da Cenibra, o parecer da PGR cita a Súmula 331; artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que definem as relações entre empregador e empregado; a Constituição Federal; e expõe a falta de cabimento do recurso, afirmando que não há assunto de âmbito constitucional a ser tratado na questão da terceirização.

O parecer, assinado pelo subprocurador-geral da República, Odim Brandão Ferreira, e aprovado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deixa claro: “A interposição da pessoa jurídica prestadora dos serviços (na atividade-fim) é mecanismo de fraude”.

O documento, com 149 páginas, cita também como exemplos as legislações da França, Espanha e Alemanha, para as quais existe relação empregatícia direta entre quem presta o trabalho e quem se beneficia dele.

Opinião de peso – A opinião da PGR terá de ser levada em conta pelos ministros do STF e tem um peso grande sobre suas decisões. É o que explica o juiz do Trabalho Jorge Souto Maior. “O parecer apresenta subsídios para auxiliar no julgamento do caso. Embora não tenha caráter vinculante, já que os ministros podem não acolher seus argumentos, tem com certeza um peso bem relevante. Se bem fundamentado pode influenciar muito”, detalha o magistrado, que integra o Fórum em Defesa dos Trabalhadores Ameaçados pela Terceirização.

Souto Maior esclarece ainda que, caso decida contra a recomendação da PGR, o Supremo terá de defender sua deliberação com base na fundamentação do parecer. “Não significa que o STF terá obrigatoriamente de responder argumento por argumento, mas terá de entrar nas questões jurídicas postas, sim. Terá de responder.”

Andréa Ponte Souza, com informações da Procuradoria-Geral do Trabalho 

História dos negros no Brasil precisa ser resgatada

São Paulo – Luiz Gama, Santos Dias, Osvaldo Orlando da Costa, João Candido… Os nomes, desconhecidos para grande parte dos brasileiros, foram alguns dos citados em palestra sobre o negro e a mídia, que precedeu o 14º Cortejo Afro, na quarta-feira 19, programação do Sindicato pelo Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro.

“Temos de resgatar o protagonismo do negro, apagado tanto no ensino da nossa história quanto na conservadora mídia brasileira”, afirmou a deputada federal Janete Pietá (PT-SP), uma das palestrantes. “Os negros também construíram esse país, mas são desconhecidos. Por isso temos de reforçar a identidade afro-brasileira, o conceito de africanidade, resgatando como negros figuras históricas como Aleijadinho, Machado de Assis, Marighela… e lembrando heróis como Santos Dias, líder metalúrgico morto pela ditadura”, completou.

Como exemplo desse protagonismo, a parlamentar lembrou a chamada imprensa negra, que floresceu no país na primeira metade do século XX, com publicações como O Menelik, jornal da Frente Negra Brasileira (fundada em 1931), ou as revistas Quilombo e Senzala (respectivamente de 1950 e 1946). “Foi uma imprensa combatida e perseguida pelo Estado Novo. Depois a Frente, que lutava pelos direitos dos negros no país, viraria um partido, também perseguido e fechado em 1937.”

Exemplares da imprensa negra foram digitalizados e disponibilizados pelo Arquivo Público de São Paulo. Confira aqui.

Ações afirmativas – Janete também destacou avanços ocorridos nos últimos 12 anos no país, como a Lei 10.639 – sancionada pelo então presidente Lula em janeiro de 2003 e que estabelece a obrigatoriedade da História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas de Ensino Fundamental e Médio – e o Estatuto da Igualdade Racial – Lei 12.288, de julho de 2010, que garante ações para a efetivação da igualdade de oportunidades e contra a discriminação e intolerância étnica. “São pilares legislativos importantes para estabelecer avanços e promover igualdade e justiça social no país”, defendeu.

Cotas – Para a advogada do Instituto Luiz Gama Alessandra Devulks, as cotas em universidade são um importante mecanismo para inclusão social dos negros no Brasil. “As críticas às cotas vêm do sentimento de rechaçar a presença do negro na sociedade. É puro preconceito. Esquecem que as cotas são temporárias, existem apenas para corrigir o curso da história, e uma vez feito isso, acabam. Nos Estados Unidos, por exemplo, 13% da população é negra e 13% está nas universidades. No Brasil 50% da população é negra e estamos muito longe de esse percentual estar no ensino superior. As salas de aula não representam o nosso país.”

Para a advogada, é preciso apontar e identificar o discurso por trás do ataque às cotas. “Temos de deixar claro quem está bloqueando o processo histórico brasileiro. Quem não quer que esse país seja igualitário? Precisamos colocar o dedo na ferida. É uma elite conservadora que não quer mudanças no país, não quer perder seus privilégios.”

Luiz Gama, que dá nome ao instituto e foi uma das personalidades lembradas no debate, possui uma “biografia de novela”, segundo o historiador Boris Fausto. Filho de mãe negra e pai branco, foi escravizado aos 10 anos e só se alfabetizou aos 17, o que não o impediu de ser tornar advogado abolicionista, jornalista e escritor.

Democratizar a mídia – A necessidade de se regulamentar artigos da Constituição sobre a mídia também foi destacada pelas palestrantes. Para a jornalista Ana Flávia Marx, do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, esta é uma reforma essencial no país. “A nossa mídia, controlada por meia dúzia de famílias poderosas, aliena as pessoas. Ela deturpa, recorta e manipula a informação. Inventa uma realidade artificial, é fabricadora de consensos. O povo brasileiro precisa se ver na televisão, que é concessão pública. Por isso defendemos a democratização da comunicação, para dar voz aos diferentes atores sociais.”

Lembrados – Dentre os nomes lembrados na palestra, Osvaldo Orlando da Costa, conhecido como Osvaldão, foi um militante do PCdoB morto na Guerrilha do Araguaia, pelas forças da ditadura militar. João Candido Felisberto, mais conhecido como Almirante Negro, foi o marinheiro que liderou a Revolta da Chibata em 1910.

(Andréa Ponte Souza -Sindicato dos Bancários de SP)

Violência mata cinco jovens negros a cada 2 horas

São Paulo – Em 20 de novembro celebra-se o Dia da Consciência Negra. Entretanto, há pouco a se comemorar e muito a avançar. A cada duas horas, cinco jovens negros são assassinados no país, de acordo com o Mapa da Violência, pesquisa baseada em dados oficiais do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde e divulgada neste mês.
São 82 jovens mortos por dia, 30 mil por ano, todos com idades entre 15 e 29 anos. Entre os assassinados, 77% são negros, e 93,30% deles são do sexo masculino, moradores das periferias e áreas metropolitanas dos centros urbanos.

Para Julio Jacobo Weiselfisz, sociólogo responsável pelo levantamento, a tendência da última década aponta para o crescimento da letalidade seletiva pela cor da pele.  Ele ressalta que em 2002 morriam proporcionalmente 80% mais jovens negros que brancos.

“Essa vitimização mais que duplica ao longo da década. Em 2012 morrem 169% mais jovens negros que brancos: quando a taxa de jovens brancos vítimas de homicídio foi de 30,1 por 100 mil jovens brancos, e a de negros foi de 80,7 por 100 mil jovens negros. Se essa é a média nacional, há estados e municípios onde os números nos levam a pensar em situações de verdadeiro genocídio de jovens negros”, afirma.

Alagoas é o estado campeão desse tipo de assassinato, com índice de 92 mortes a cada 100 mil pessoas. A média brasileira é de 41,4 mortes dessa natureza. Em São Paulo, a essa taxa é de 18,9.

Para Felipe Freitas, da Secretaria de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (Seppir), vinculada à Presidência da República, elementos como a grande circulação de armas ilegais e o profundo nível de legitimação da violência na sociedade devem ser considerados para entender esse quadro.

“Esses números altíssimos não têm sido suficientes para escandalizar as pessoas e as instituições. Vemos ainda problemas na justiça criminal, pois apenas entre 5% e 8% dos homicídios são investigados e seus autores julgados e punidos.”

O racismo arraigado na sociedade brasileira é outro fator que contribui para essa realidade, segundo Felipe. “A representação que se tem dos negros é bastante negativa, e essas imagens justificam tratamentos diferenciados das pessoas negras, acesso diferenciado a bens e serviços públicos e, no limite, uma inferiorizarão tão profunda que chega a se materializar em uma violência maior contra esse grupo de pessoas”, avalia.

Para mudar – Para o sociólogo Julio Weiselfisz, reverter essa situação alarmante depende de aprimorar políticas públicas de acesso desses jovens a benefícios sociais garantidos pela Constituição, como saúde, trabalho digno e, principalmente, educação.

“Nossa matrícula de Ensino Médio evolui muito lentamente, e a qualidade do ensino, levantada pelo Saeb [Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica] nacional, do próprio Ministério da Educação, indica que a qualidade desse ensino, que já era muito deficitário na virada de século, não melhorou”, ressalta.

Segundo Felipe Freitas, o governo federal aposta na associação entre direitos e oportunidades para jovens negros, como as cotas raciais no serviço público e nas universidades, com medidas para enfrentar a violência institucional. E cita como exemplo o esforço conjunto entre sociedade civil e poder púbico para aprovar o projeto de lei 4471/2012, que regulamenta a investigação dos homicídios ou lesões graves que decorram da intervenção policial, os chamados autos de resistência.

“Nós entendemos que é necessário estabelecer regras claras para procedimentos de investigação para os casos de intervenção policial. É fundamental para tornar púbica uma reprovação da violência praticada pelas polícias.”

Polícia – Os policiais mataram uma média de seis pessoas por dia entre 2009 e 2013. Foram ao menos 11.197 óbitos causados pelos agentes da lei nesses cinco anos, média de 2.394 por ano. Os dados são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e compõem o 8º anuário de segurança pública produzido pela ONG.

Ester Rufino, coordenadora de políticas públicas da Educafro, participa da elaboração de um levantamento sobre o assassinato, desde abril deste ano, de oito jovens negros pela Polícia Militar nas regiões de São Miguel Paulista e Ermelino Matarazzo, extremo da zona leste de são Paulo. O esclarecimento desses homicídios foi cobrado em reunião com assessores do secretário estadual de Segurança Pública, Luiz Fernando Grella, na segunda-feira 17.

“A resposta que nos foi dada é que não podemos esperar tudo do Estado e que as comunidades têm que se unir para lutar contra esse quadro. Mas o Estado é o responsável por combater a impunidade, e não a população que não tem para onde correr. Por isso estamos acionando a Anistia Internacional para que o Brasil seja condenado internacionalmente por esse quadro de violência contra os jovens negros nas periferias”, ressalta Ester.

A Secretaria de Segurança Pública estadual foi procurada, mas não se manifestou até o fechamento da edição.

(Rodolfo Wrolli – Sindicato dos Bancários de SP)

Fortaleza é a 197ª cidade mais cara para se morar no mundo

Um site que calcula o custo de vida pelo mundo e faz o comparativo entre os custos de vida em diversas cidades mostrou que Fortaleza é a 13ª cidade mais cara do Brasil e a 197ª no ranking do mundo. Ao contrário do que muitos pensam, morar em Miami, por exemplo, é 73% mais caro do que morar em Fortaleza, segundo o site.

Em Miami, o aluguel de um apartamento de 85 m² mobiliado em uma área nobre custa em média US$  2 mil (R$ 5.207), enquanto em Fortaleza, segundo a plataforma, o aluguel mensal de um imóvel similar custaria R$ 1.951. A cidade de Zurique, na Suíça, lidera o ranking das cidades mais caras do mundo. Lá, a média do aluguel de um apartamento com os requisitos acima custa R$ 9.344.

Treze cidades brasileiras aparecem entre as 245 mais caras listadas pelo site. A primeira cidade tupiniquim a aparecer no ranking é o Rio de Janeiro, que aparece na 108ª posição, com custo de vida mais caro que Madri e Barcelona. Apesar de Fortaleza aparecer na 197ª posição, segundo o site, o custo de vida na capital cearense ainda é mais caro que de Medelin, na Colômbia, de Budapeste, na Hungria, e da Cidade do Cabo, capital da África do Sul.

O site é uma iniciativa do engenheiro de software Gerardo Robledillo, da República Checa, que já morrou em várias cidades do mundo. A plataforma é colaborativa e calcula os índices a partir do valor de vários produtos e serviços que servem como base para a média de gastos da cidade pesquisada.

São seis os grupos de despesas sobre os quais se pode relatar preços: alimentação, moradia, vestuário, transporte, saúde e entretenimento. Quanto mais as pessoas inserem os preços de uma mesma cidade, mais certeiros são os dados sobre ela.

Os dados são coletados, dentre outros, em itens como o valor de uma oferta do Big Mac (McDonald’s), de um apartamento mobiliado em uma área nobre, de um jeans 501 da Levi’s, de um litro de gasolina, de remédios para gripe e do preço da cerveja.

Confira as variações de preço entre várias cidades e Fortaleza:

O custo de vida em Orlando, nos Estados Unidos, é 45% mais caro do que em Fortaleza.

O custo de vida em Dubai, nos Emirados Árabes, é 73% mais caro do que em Fortaleza.

O custo de vida na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, é 143% mais caro do que em Fortaleza.

O custo de vida em Toronto, no Canadá, é 87% mais caro do que em Fortaleza.

O custo de vida em Londres, no Reino Unido, é 162% mais caro do que em Fortaleza.

(Diário do Nordeste)

Prefeitura de Fortaleza lista de atrações para o Réveillon 2015

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciou, na manhã desta quarta-feira (19/11), a programação do Réveillon de Fortaleza 2015, em coletiva de imprensa no Paço Municipal. O segundo maior Réveillon do país terá 12 atrações, entre bandas nacionais e locais, que animarão a noite de fortalezenses e turistas. O evento contará com apresentações de Daniela Mercury, Jota Quest, O Rappa,  Bruno & Marrone, Marcos & Belluti, Solteirões do Forró, As Coleguinhas, Banda Zero 85, Luis Marcelo & Gabriel, Paulo José, Acaiaca e Banda Patrulha.

A festa terá 17 minutos de queima de fogos, a maior já realizada no Réveillon de Fortaleza, e 12 horas de apresentações, que terão início às 18h do dia 31 de dezembro e terminarão às 6h do dia primeiro do novo ano. O evento contará também com apresentação de humoristas e de DJ´s na tenda eletrônica.

Roberto Cláudio ressaltou que, além de um momento de confraternização e de celebração da virada do ano, o Réveillon é muito importante para a economia da cidade. “Esse é um evento direcionado às pessoas que vivem em Fortaleza, primeiramente, mas acabou se transformando também em um grande evento turístico que dá oportunidade que cearenses do interior do Estado e pessoas de outros estados nos visitem e possam vir aqui celebrar o Réveillon e, obviamente, gastar dinheiro, ocupar hotéis e, dessa maneira, gerar oportunidade de economia, de emprego e de renda para as pessoas que vivem na cidade de Fortaleza”, afirmou.

Trânsito
Para realização da festividade, será realizada uma operação diferenciada dos serviços municipais, possibilitando mais segurança e conforto aos presentes no evento. Um total de 160 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) participam do plano operacional que terá início na noite de 30 de dezembro, com a proibição de estacionamento na região do Aterrinho, entre a rua Ararius e Idelfonso Albano.
A partir das 0h do dia 31 de dezembro será proibido estacionamento na avenida Historiador Raimundo Girão, bem como todas as vias transversais que dão acesso ao aterro. Até as 15h do mesmo dia o trânsito será bloqueado na região em frente ao Aterrinho para a montagem de equipamentos da festa. As atividades terão encerramento de suas operações às 7h da manhã do primeiro dia de 2015.

Transporte
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR) disponibilizará para os participantes do evento, além das 19 linhas que já existem na região, que terão horário estendido até às 4h da manhã do dia 01/01, mais 110 linhas extras e 7 linhas especiais. As linhas especiais sairão diretamente de cada terminal em direção à Praia de Iracema. Toda a frota de 1.400 ônibus da cidade também estará disponibilizada para o Réveillon. 60 agentes operacionais dispostos ao longo dos pontos de parada da Avenida Abolição vão orientar a população. Vale lembrar que o fortalezense contará no dia com a tarifa social, com passagem inteira no valor de R$ 1,60 e R$ 0,80 centavos meia.

Saúde
Para o bem estar e saúde dos participantes, haverá dois Postos Médicos Avançados (PMAs), localizados em regiões distintas para agilizar atendimento. Cada PMA contará com duas ambulâncias, três médicos, seis enfermeiros, oito auxiliares de enfermagem e um coordenador.

Além disso, as equipes de hospitais locais estarão preparadas com profissionais de retaguarda reforçada para quaisquer necessidades decorrentes das festividades do município. A programação especial nos PMAs se iniciarão duas horas antes do evento e terminarão duas horas depois.

Segurança
Além disso, ações integradas de segurança e de corpo de bombeiro serão realizadas durante a festividade, juntamente com o Governo do Estado, possibilitando tranquilidade aos participantes. Os planos de segurança serão divulgados em data mais próxima à realização do Réveillon.

Clique aqui para ver a apresentação sobre o Réveillon 2015.

(Prefeitura de Fortaleza)

MEC anuncia Idioma Sem Fronteiras e oferece formação em 7 línguas para universitários e professores

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, nesta segunda-feira (17), o lançamento do Programa Idioma Sem Fronteiras. O programa, que tem vínculo com o Ciência Sem Fronteiras, fornecerá bolsas de estudo para alunos e professores de instituições públicas e privadas de ensino superior, assim como professores da rede pública de ensino da educação básica que tenham interesse no aprendizado de línguas.

As línguas oferecidas são inglês, francês, espanhol, italiano, japonês, mandarim, alemão e português para estrangeiros.

As aulas serão realizadas de forma presencial e pela internet. O processo de convocação acontecerá através de editais específicos, como ocorre no Ciência Sem Fronteiras.

Núcleos de línguas serão criados para cada instituição brasileira que participar do programa. Esses centros serão responsáveis por gerir a concessão das bolsas e ministrar cursos presenciais.

Alunos de qualquer curso de graduação poderão participar das aulas, porém apenas os estudantes de licenciatura em Letras das línguas estrangeiras oferecidas no Idioma Sem Fronteiras poderão concorrer a bolsas de estudo. O objetivo do programa é proporcionar aos participantes proficiência nas línguas e convivência com falantes nativos dos países onde estudam. Além disso, os bolsistas terão que ensinar Português para estrangeiros.

(Rádio Verdes Mares)

Shopping RioMar Presidente Kennedy deve gerar 5.500 empregos, em Fortaleza

Inauguração está prevista para o dia 29 de outubro de 2016 Foto: Divulgação

Com investimento estimado em R$ 480 milhões,RioMar Presidente Kennedy, segundo shopping do Grupo JCPM no Ceará, deve gerar 5.500 empregos na Capital: 2 mil durante as obras e outros 3.500 durante o funcionamento do shopping, localizado no cruzamento das avenidas Sargento Hermínio e Dr. Theberge.

As obras começaram oficialmente no dia 10 de novembro e a previsão é de que o empreendimento seja inaugurado no dia 29 de outubro de 2016.

O centro comercial terá 157 mil m² de área construída, dos quais 54 mil m² serão de área de loja. O mix será composto por 275 operações, incluindo seis âncoras, 13 megalojas, cinema, restaurantes, praça de alimentação, diversões eletrônicas, academia de ginástica, além de unidades voltadas à prestação de serviços para os clientes.

Considerado um centro comercial de porte regional, serão disponibilizadas, ainda, 3.200 vagas de estacionamento, além de uma torre empresarial que irá oferecer 225 salas.

Em relação à sustentabilidade, o shopping será o terceiro na região Nordeste a ter uma central de resíduo para direcionar corretamente todo o lixo gerado pelos lojistas.

O intuito, de acordo com o JCPM, é criar uma fonte de renda para catadores de papelão, plástico e lata e ajudar na reutilização do material.

(Rádio Verdes Mares)

 

Iprede realiza leilão beneficiente com obras de artistas plásticos

O Instituto da Primeira Infância (Iprede) recebe até o dia 28 deste mês lances virtuais para o projeto beneficiente Um Lance de Paz. A renda arrecadada será destinada a nutrição e ao desenvolvimento na primeira infância de cerca de mil crianças atendidas pela instituição, além de articular ações de fortalecimento das mulheres e da inclusão social de famílias que vivem em situação de exclusão e pobreza. Os arremates podem ser feitos neste endereço eletrônico.

Ao obras disponíveis para arremate são dos artistas Descartes Gadelha, Ascal, Celso Oliveira, Vando Figueirêdo, Galba Sandras, Naza, Gentil Barreira, Mano Alencar, Bia Fiúza, Tiago Santana, Alex Costa, Antônio Lopes e José Albano, 90 obras no total.

No próximo dia 29 de novembro, a partir das 16 horas, será realizado o encerramento do projeto Um Lance de Paz, data em que serão divulgados os nomes dos arrematadores. O evento tem apresentação musical de Mona Gadelha, Ricardo Black, Aparecida Silvino e Valdo Aderaldo, no jardim da sede do Iprede, que fica localizado na Rua Professor Carlos Lobo, 15, no Bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza.

(G1 Ceará)

Infestação de Aedes aegypti põe em risco 135 cidades brasileiras

Segundo o Ministério da Saúde, 135 cidades estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias devido à infestação do mosquitoAedes aegypti, transmissor da dengue e do chikungunya. O número anterior, divulgado no dia 7 de novembro, era de 125 municípios. De acordo com a pasta, nessas cidades foram encontrados larvas do mosquito em mais de 3,9% das casas visitadas.

As informações integram o Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes Aegypti (LIRAa), feito em outubro, que analisou a existência de locais com larvas em 1.737 cidades. Seu objetivo é apontar as regiões com maior risco de transmissão das doenças.

Info Chikungunya V1 (Foto: Editoria de Arte/G1)

Segundo o governo, outras 612 cidades foram classificadas em situação de alerta (pois tinham entre uma e três casas a cada cem com larvas) e 990 apresentaram situação satisfatória (um ou menos imóveis de cada centena continha focos do Aedes aegypti).

De acordo com o levantamento, Rio Branco é a única capital em situação de risco, com índice de 4,2. São 13 as capitais que apresentaram situação de alerta (Boa Vista, Palmas, Salvador, Porto Alegre, Cuiabá, Vitória, Maceió, Natal, Recife, São Luís, Aracaju, Belém e Porto Velho) e outras 11 estão com índices satisfatórios (Curitiba, Florianópolis, Brasília, Campo Grande, Goiânia, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Macapá, Teresina e João Pessoa). Duas capitais (Manaus e Fortaleza) ainda não apresentaram ao Ministério da Saúde os resultados do LIRAa.

No ano passado, o LIRAa apontou 159 municípios em situação de risco e 539 em alerta. Apesar do número de cidades consideradas críticas ter sido menor este ano em relação a 2013, há uma preocupação maior por causa dos casos de chikungunya. Até 25 de outubro, foram diagnosticados 824 casos da febre no país. O primeiro foi confirmado em setembro. Já os casos de dengue somam 556.317 este ano.

De acordo com a pasta, o estudo é importante para reduzir a transmissão durante o verão,  que é a estação mais propícia, já que a combinação de chuva e calor é ideal para a procriação do Aedes aegypti.

Nova campanha
Com o slogan “O perigo aumentou. E a responsabilidade de todos também”, o ministério lançou uma campanha neste mês para chamar a atenção sobre a importância da prevenção ao mosquito transmissor das duas doenças.

Foram produzidas peças publicitárias com imagens que mostram os criadouros doAedes aegypti, como vasos de plantas com água, sacos de lixo, caixas d’água abertas, pneus desprotegidos e garrafas plásticas destampadas. De acordo com a pasta, é preciso destacar que a forma de combate ao foco do mosquito é a mesma para se evitar as duas doenças.

Chikungunya e dengue
A infecção pelo vírus chikungunya provoca sintomas parecidos com os da dengue, porém mais dolorosos. No idioma africano makonde, o nome chikungunya significa “aqueles que se dobram”, em referência à postura que os pacientes adotam diante das penosas dores articulares que a doença causa.

Em compensação, comparado com a dengue, o novo vírus mata com menos frequência. Em idosos, quando a infecção é associada a outros problemas de saúde, ela pode até contribuir como causa de morte, porém complicações sérias são raras, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Diferentemente da dengue, que tem quatro subtipos, o chikungunya é único. Uma vez que a pessoa é infectada e se recupera, ela se torna imune à doença. Quem já pegou dengue não está nem menos nem mais vulnerável ao chikungunya: apesar dos sintomas parecidos e da forma de transmissão similar, tratam-se de vírus diferentes.

Infográfico Dengue (Foto: Arte/G1)

 

(G1 Saúde)

Mais de 4 mil lojas devem aderir à 6ª edição do Fortaleza Liquida

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza estima que mais de 4 mil lojas devam aderir à 6ª edição do Fortaleza Liquida, que foi lançado ontem e acontece de 7 a 15 de março do ano que vem. A meta da entidade é ultrapassar R$ 300 milhões em vendas no comércio.

Para o presidente da CDL Fortaleza, Freitas Cordeiro, o desafio é aumentar a participação dos lojistas do Centro. “Vamos transformar o Centro em um grande shopping. Vamos expor o carro na Praça do Ferreira e montar um ponto de apoio para a troca de cupons”, explica.

Colocar produtos em promoção é a exigência feita aos varejistas que desejam participar da ação. “Em alguns produtos ele deve oferecer o desconto de 10% a 70%”, diz.

Fátima Duarte, diretora das lojas Tentacion, afirma que o programa já faz parte do calendário do comércio da Cidade. “Depois das festas de final de ano nos preparamos para o Fortaleza Liquida. Na semana de promoção aumentamos o estoque em 80% e vendemos tudo”, ressalta.

Para Antônio José de Freitas Mello, diretor da Normatel, a ação é uma oportunidade para empresário e cliente. “O desconto é um incentivo para o cliente”.

Lojistas não associados à CDL também podem participar da campanha, através da aquisição do kit, que contém a sinalização da promoção, credenciamento e 500 cupons para sorteio de prêmios.

Incentivo

Empresários, lojistas e membros da CDL convidados para o lançamento da campanha assistiram palestra do jornalista Paulo Henrique Amorim. Ele abordou temas como o crescimento do Brasil comparado a outros países; o potencial econômico da classe C; empreendedorismo; e o potencial do Nordeste e do Ceará na economia atual.  

Também presente, Honório Pinheiro, que assumirá a presidência da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em 2015, falou sobre ser o primeiro cearense no comando da entidade.

“Esse é um bom desafio. Pretendo levar o modelo aplicado aqui em Fortaleza. Trabalhar na formação dos lojistas, para que ele esteja cada vez mais capacitado para gerenciar. A faculdade CDL é um sucesso, é importante que as pessoas conhecam esse modelo de gestão”, diz. 

SERVIÇO 

6ª edição Fortaleza Liquida

Quando: 7 a 15 de março de 2015

(Luciana Castro, O Povo)

Empresa de sorvetes investe R$ 1,5 mil no Ceará

O mercado cearense de sorvetes vive um momento de expansão, acompanhado por avanços no Nordeste e no Brasil. “Nós acreditamos no potencial desse mercado, que vem crescendo na ordem de 5% nos últimos anos no Brasil e 8% no Nordeste”. A afirmação é do sócio-diretor da FriSabor, Marcelo Mayer, empresa pernambucana de sorvetes que acaba de chegar ao Ceará. Além de acreditar na expansão do consumo de sorvetes, o negócio aposta no potencial turístico e nas altas temperaturas do Estado como pontos favoráveis.

A FriSabor abriu na última segunda-feira (17), em Fortaleza, nas proximidades da Arena Castelão, o seu primeiro Centro de Distribuição (CD) fora do seu estado de origem, que deverá fornecer produtos não só para o Ceará como também para outras localidades do Nordeste, como Piauí e Maranhão.

A primeira loja na Capital cearense está prevista para março de 2015, na nova expansão do Shopping Iguatemi, e mais dois estabelecimentos serão inaugurados até o fim do ano.

O investimento total feito para a chegada do negócio em terras cearenses soma cerca de R$ 1,5 milhão, gerando 60 empregos diretos e indiretos ao Estado. Os sorvetes da FriSabor já se encontram em lojas do Grupo Pão de Açúcar e a meta é de que os estabelecimentos da Walmart e do Carrefour também comercializem os produtos até o encerramento deste ano.

“Nós temos algumas marcas já consolidadas aqui, como Pardal e Frost, que são sorvetes mais parecidos com os da Kibom ou Nestlé, mas com foco maiores em preços (menores). A nossa proposta é diferente. Nós temos como principais concorrentes Häagen-Dazs e Diletto”, explica Marcelo Mayer. Assim, a proposta da FriSabor, segundo ele, é oferecer sorvetes do tipo premium com valores abaixo dos oferecidos pelos competidores.

Público-alvo

O sócio-diretor também destaca as embalagens como diferenciais. “Nós estamos vendo cada vez mais as famílias reduzindo o seu tamanho e você tem um sorvete de dois litros que muitas vezes passa semanas sem ninguém consumi-lo. As nossas embalagens pivôs são de 500 ml e 150 ml”, defende.

Lucro

A FriSabor espera faturar aproximadamente R$ 2 milhões em vendas no primeiro ano de operações no Ceará, com uma loja e os clientes do varejo.

Em 2016, já com três lojas e expansão para o varejo, a expectativa é de que o negócio lucre R$ 5 milhões apenas no Estado, representando 20% do faturamento total da empresa.

A marca existe deste 1957 e possui fábrica situada no município de Paulista, em Pernambuco, com capacidade produtiva de 5 milhões de litros de sorvetes e picolés por ano.

(Diário do Nordeste)

Banrisul abrirá concurso público com vagas para escriturário

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) foi autorizado a realizar um novo concurso público com oportunidades para escriturário, já que a última seleção para a carreira expirou em 8 de abril deste ano.

De acordo com o setor de recursos humanos do banco, a comissão de concurso definirá em breve o número de vagas e a lotação dos postos. Estima-se que o edital seja publicado em breve, ou seja, até o início de 2015.

A colocação de escriturário requer que o candidato possua certificado de ensino médio, desde que emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

O certame pode apresentar chances para as cidades gaúchas de Porto Alegre, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Novo Hamburgo, Santo Ângelo, Caxias do Sul e Pelotas, além dos municípios de Florianópolis (SC), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Atribuições do cargo: O escriturário tem os seguintes deveres: operar equipamentos de caixa, quando na função, microcomputadores e outros equipamentos; organizar e arquivar documentos diários e periódicos; elaborar correspondências; atualizar registros; atender e orientar o público em geral; divulgar e vender produtos e serviços do banco; levar a efeito a prestação de serviços bancários com a qualidade requerida pelo banco.

Seleção anterior: Em novembro de 2009, o Banrisul lançou um edital com 500 chances para a função de escriturário, cujo salário oferecido durante os 90 dias de experiência foi de R$980,08. Na época, a Fundação para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos (FDRH) foi escolhida para organizar o processo seletivo.

Além das remunerações, o banco apresenta para os seus funcionários os seguintes benefícios: gratificação semestral, tíquetes-refeição, vale-alimentação, participação nos lucros e resultados, plano de saúde médico e odontológico, através da Caixa de Assistência dos Empregados do Banco do Estado do Rio Grande do Sul e plano de previdência privada, através da Fundação Banrisul de Seguridade Social.

Todos os candidatos passaram por avaliações objetivas compostas de 80 perguntas, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática Financeira, 20 de Conhecimentos Bancários e de Mercado e 20 de Informática.

A maior parte das oportunidades foi distribuída no Estado do Rio Grande do Sul, entre os municípios de Porto Alegre, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Novo Hamburgo, Santo Ângelo, Caxias do Sul e Pelotas; entretanto, havia ofertas ainda para Florianópolis (SC), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Programa anterior: Confira o conteúdo programático do processo seletivo de 2009:

Língua Portuguesa: Ortografia (ortografia oficial; acentuação: relação entre fonemas e letras); morfologia (estrutura e formação de palavras; classes de palavras e seu emprego; flexão nominal e verbal); sintaxe (processos de coordenação e subordinação; equivalência e transformação de estruturas; concordância nominal e verbal; regência nominal e verbal; uso do acento indicador da crase; uso dos sinais de pontuação); leitura, compreensão e interpretação de texto (compreensão global do texto; estruturação do texto: recursos de coesão; significação contextual de palavras e expressões; informações literais e inferências possíveis).

Matemática Financeira: Operações comerciais (porcentagem, taxas de acréscimo, descontos, taxa de lucro ou margem sobre o preço de custo e sobre o preço de venda); conceitos básicos (juros, principal, montante, taxas de juros, fluxo de caixa, contagem de dias, anos comercial e civil, regra do banqueiro); juros simples (cálculo dos juros, do principal, da taxa, do prazo e do montante); juros compostos (cálculo dos juros, do principal, da taxa, do prazo e do montante; convenções linear e exponencial para períodos não inteiros; utilização de tabelas para cálculos); taxas (nominal e efetiva; proporcionais entre si; equivalentes entre si em juros simples e em juros compostos; taxa over; utilização de tabelas para cálculos); desconto bancário simples (taxa de desconto, cálculo do valor do desconto e cálculo do valor descontado; taxa efetiva ou implícita em juros compostos da operação de desconto bancário simples; utilização de tabelas para cálculos).

Conhecimentos Bancários e de Mercado: Cenários econômicos (sistema financeiro nacional – estrutura e funções); autoridades monetárias – estrutura e funções; mercado financeiro; mercado bancário; mercado de capitais (estrutura e funcionamento); marketing de relacionamento e as instituições; falhas e recuperação de serviços; fatores de satisfação; governança corporativa; estratégias de segmentação; propaganda bancária; diferenciação para os clientes private; influência do investimento em marketing nas vendas e rentabilidade dos bancos.

Informática: Conceitos básicos de informática (noções sobre hardware e software); arquitetura e organização de computadores; sistema Windows XP SP2; Excel 2007; Word 2007; Internet; BrOffice 3.1.

Fonte: Agência JC&E

Sindicato dos Bancários do Ceará apoia o “Novembro Azul” de combate do câncer de próstata

Depois da campanha dedicada à conscientização da mulher no combate e prevenção ao câncer de mama, o Sindicato dos Bancários do Ceará apoia a campanha “Novembro Azul”, desta vez, visando promover o combate do câncer de próstata, incentivando os homens à realização do exame. As fitas azuis, símbolo dessa campanha, estão sendo distribuídas com os bancários e na entrada da sede do Sindicato, um painel mostra o engajamento da entidade.

O câncer de próstata é uma doença que atinge os homens em maior escala quando comparado ao índice em que o câncer de mama atinge as mulheres. Um dos principais fatores, além da falta de informação propriamente dita, ainda é o preconceito com o exame de toque retal, assunto que muitas vezes vira motivo de piadas entre alguns homens.

Apesar das estatísticas ainda não muito animadoras, nove entre dez casos tem chances de cura, desde que diagnosticada precocemente, o que reforça ainda mais a busca e o incentivo das campanhas em apoio ao combate e prevenção precoce desta doença.

De acordo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), órgão do Ministério da Saúde do Brasil, o tratamento para o câncer de próstata é relativo a cada tipo.  A escolha do tratamento mais adequado deve ser escolhida preferencialmente pelo paciente individualmente, através de uma conversa com seu médico, no qual devem ser discutidos os riscos e benefícios de cada tratamento. Mais informações no site: http://www.inca.gov.br.

Como surgiu o Novembro Azul

Sua origem se deu na Austrália no ano de 2003, em aproveitamento às comemorações do dia mundial de combate ao câncer de próstata, data comemorada no dia 17 de novembro. O mês de novembro também é marcado pelo Dia Internacional do Homem, realizado em 19 de novembro a cada ano, comemoração que teve início em 1999 em uma iniciativa do Dr. Jerome Teelucksingh em Trinidad e Tobago, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Com as diversas campanhas educativas realizadas pelos movimentos durante o Novembro Azul e também o esforço da mídia no combate ao câncer de próstata, felizmente os números estão mudando, e o homem está cada vez mais buscando cuidados com sua saúde”, disse Eugênio Silva, diretor da Secretaria de Saúde do Sindicato.

(Sindicato dos Bancários do Ceará)

Coral do SEEB/CE e Afabec incentiva arrecadação de alimentos em prol de crianças carentes

O Coral do Sindicato/Afabec faz um convite a todos os bancários, para juntos, de mãos dadas, desenvolver uma campanha de solidariedade em prol da Associação Beneficente João Cavalcante Neto (Projeto Joãozinho), entidade que assiste 150 crianças carentes e suas famílias. Cliente ou bancário seja mensageiro da alegria e da felicidade de quem mais precisa. Arrecade alimentos não perecíveis em sua agência e faça parte dessa campanha de solidariedade.

Os bancários solidários coletam as doações nas suas agências entre os colegas e os clientes, e o Sindicato recolhe no período de 17 de novembro até o dia 18 de dezembro. Mais informações entrar em contato com a Secretaria de Formação do SEEB-CE, através dos telefones: (85) 3253.3589 e 3252.4266 e falar com Iêda, Rita, Alex e Erismar.  A entrega dos alimentos será feita à representante do Projeto Joãozinho no dia 19 de dezembro, por ocasião do último Botequim do Bancário. Contamos com a sua participação!

A programação do Coral prevê apresentações em agências de todos os corredores bancários até o dia 17 de dezembro. O Circuito Natalino do Coral continua. Se encante, se emocione!

Confira a programação:

19/11 – Av. Dom Luis – Bradesco, CEF e Itaú

-  Av. Santos Dumont – Itaú Personalité e Santander

(Sindicato dos Bancários do Ceará)

Agências bancárias do Ceará funcionam normalmente no dia da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares. Ele foi o último líder do maior dos quilombos do período colonial, o Quilombo dos Palmares. Em todo o estado do Ceará, o Dia da Consciência Negra não é feriado em nenhum município, portanto, os bancos funcionam normalmente nesse dia.

Comemorado há mais de 30 anos por ativistas do movimento negro, a data foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional. Contudo, somente a Lei 12.519 de 2011 instituiu oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

A data é feriado em mais de mil cidades brasileiras. A lista completa de 1.044 cidades brasileiras onde dia 20 de novembro é feriado ofical, com a respectiva lei que regulamenta a data, pode ser conferida em levantamento realizado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

Acre: no Acre, o 20 de novembro não é feriado oficial em nenhum município.

Alagoas: de acordo com a Lei Estadual n° 5.724 de 1995, todos os municípios do estado de Alagoas tem feriado no Dia da Consciência Negra.

Amazonas: desde 2010, por força de uma lei estadual, o dia 20 de novembro passou a ser considerado feriado em todos os municípios do Amazonas. A capital Manaus também tem uma lei municipal que decreta 20 de novembro feriado do Dia da Consciência Negra.

Amapá: a Lei Estadual Nº 1169, de 2007, garantiu feriado oficial em 20 de novembro em todas as cidades do estado do Amapá.

Bahia: apenas três municípios baianos têm o Dia da Consciência Negra no calendário oficial de comemorações: Alagoinhas, Camaçari e Serrinha. Em todos eles, o feriado foi determinado por lei municipal.

Ceará: em todo o Estado do Ceará, o Dia da Consciência Negra não é feriado em nenhum município

Distrito Federal: Distrito Federal não tem feriado para comemorar o Dia da Consciência Negra.

Espírito Santo: as cidades de Cariacica e Guarapari têm feriado oficial no dia 20 de novembro, por determinação de leis municipais.

Goiás: quatro cidades goianas celebram oficialmente o Dia da Consciêcia Negra em 20 de novembro: a capital Goiânia, Aparecida de Goiânia, Flores de Goiás e Santa Rita do Araguaia.

Maranhão: apenas o município de Pedreiras terá feriado no dia 20 de novembro, garantido por uma lei municipal de 2008.

Minas Gerais: 11 cidades mineiras têm feriado do Dia da Consciência Negra em 20 de novembro: Além Paraiba, Betim, Guarani, Ibiá, Jacutinga, Juiz De Fora, Montes Claros, Santos Dumont, Sapucai-Mirim e Uberaba. Em Belo Horizonte não haverá o feriado.

Mato Grosso do Sul: só a cidade de Corumbá tem feriado oficial em 20 de novembro, por força de lei municipal de 2008.

Mato Grosso: uma lei de 2002 determina feriado do Dia da Consciência Negra em 20 de novembro em todos os municípios do estado.

Paraíba: o 20 de novembro é oficialmente feriado apenas na capital, João Pessoa.

Pará: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Paraná: só duas cidades paranenses, Guarapuava e Londrrina, tem feriado oficial no 20 de novembro. Nos dois casos, o feriado foi determinado por lei municipal de 2009.

Pernambuco: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Piauí: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Rio de Janeiro: lei estadual de 2002 garante o feriado do Dia da Consciência Negra em todos os municípios cariocas.

Rio Grande do Norte: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Rio Grande do Sul: desde 1987, uma lei estadual determina que o 20 de novembro é feriado em todos os municípios gaúchos.

Rondônia: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Roraima: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Santa Catarina: Florianópolis

São Paulo: não há uma lei estadual que detemine o feriado de 20 de novembro no estado. Entretato, a data está no calendário oficial de 101 cidades por leis municipais, incluindo a capital São Paulo. São eles: Aguai, Aguas Da Prata, Aguas De Sao Pedro, Altinópolis, Americana, Americo Brasiliense, Amparo, Aparecida, Araçatuba, Aracoiaba da Serra, Araraquara, Araras, Atibaia, Bananal, Barretos, Barueri, Bofete, Borborema, Buritama, Cabreuva, Cajeira, Cajobi, Campinas, Campos do Jordão, Canas, Capivari, Caraguatatuba, Carapicuíba, Charqueada, Chavantes, Cordeirópolis, Cruz das Almas, Diadema, Embu, Embu Das Artes,Estância De Atibaia, Florida Paulista, Franca, Franco Da Rocha, Francisco Morato, Franco da Rocha, Getulina, Guaira, Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Ilhabela, Itanhaem, Itapecerica da Serra, Itapeva, Itapevi, Itararé, Itatiba, Itu, Ituverava, Jaguariuna, Jambeiro, Jandira, Jarinu, Jaú, Jundiaí, Juquitiba, Lajes,Leme, Limeira, Mauá, Mococa, Olímpia, Paraiso, Paulo de Faria, Pedreira, Pedro de Toledo, Pereira Barreto, Peruíbe, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Porto Feliz, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rincão, Rio Claro, Rio Grande Da Serra, Salesópolis, Salto, Santa Albertina, Santa Isabel, Santa Rosa de Viterbo, Santo André , Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São João Da Boa Vista, São Paulo, São Roque, São Vicente, Sete Barras, Sorocaba, Sumaré e Suzano.

Sergipe: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Tocantins: só o município de Porto Nacional tem, por lei municipal, feriado no 20 de novembro.

(Agência Brasil)

Dia da Consciência Negra (20/11) não será feriado em Fortaleza

Para quem estava na dúvida: a próxima quinta-feira (20), Dia da Consciência Negra, não será feriado na Capital cearense. A confirmação oficial é da  Prefeitura de Fortaleza.

O órgão explica que a Lei Federal nº 12.519/2011 estabeleceu a data comemorativa, mas não determinou que fosse feriado, o que fica a cargo de cada Município.

A data faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo do município de Palmares, situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco. Ele foi morto no dia 20 de novembro de 1695 por bandeirantes liderados por  Domingo Jorge Velho.

Zumbi é considerado um símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no Brasil, bem como da luta por direitos que seus descendentes reivindicam.

(Diário do Nordeste)

Morre Genival Santos, um dos grandes nomes da música popular brasileira

Genival Santos
O cantor Genival Santos faleceu no Hospital do Coração, em Fortaleza, por volta das 14h45 desta terça-feira (18). O astro da música popular brasileira já estava internado desde março deste ano em decorrência de complicações de um câncer, de acordo com a viúva Fátima Carvalho.
“Ele estava sedado, só esperando Deus chamar. Ele já estava fazendo tratamento desde março. Pegou uma pneumonia, Depois uma trombose, que complicou”, disse a viúva de Genival. O velório será no cemitério Jardim Metropolitano e o enterro está previsto para às 15h da quarta-feira (19).
Há dois dias o filho e também cantor Rodrigo Santos havia agradecido pelas redes sociais o carinho dos fãs e amigos.  “Obrigado a todos que estão indo ao hospital ver meu pai. Esse Carinho de vocês me dá força, e que Jesus abençoe a vida de todos! Obrigado mesmo!”, publicou.
Genival Santos é paraibano da cidade de Campina Grande. Ainda criança foi para o  Rio de Janeiro, onde conheceu o sucesso e viveu boa parte da sua vida.  Há alguns anos mudou-se para Fortaleza.
O cantor se tornou um marco na música romântica brasileira desde os anos 70. Com mais de 35 anos de carreira, ele ficou conhecido pelo grande público quando participou do extinto programa de TV Flávio Cavalcanti. Entre as canções que marcaram os fãs estão “Meu Coração pede Paz“, “Se errar outra vez“, “Sendo Assim” e “Eu não sou brinquedo“. Despontou nas paradas na década de 1980 com  “Eu lhe peguei no flagra”, que vendeu mais de 80 mil cópias logo em sua estreia. Hoje são mais de 28 discos gravados e mais de cinco milhões de cópias.

(Tribuna do Ceará)

Fortaleza e Sobral: UFC abre vagas para professor substituto

Estarão abertas nos dias 18, 19 e 20 de novembro as inscrições para seleção pública de professor substituto nos campi da UFC em Fortaleza e Sobral. No Interior, estão disponíveis duas vagas no Curso de Odontologia, sendo uma para o setor de estudo “Dentística / Cardiologia / Clínica Integrada” e outra para o setor de estudo “Odontopediatria / Laboratório de Ortodontia”. 

A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais e a remuneração é de R$ 4.699,21 mensais. Os candidatos devem possuir título de doutor. Mais informações no Edital nº 240/2014.

Posteriormente, nos dias 19, 20 e 21 de novembro, estarão abertas as inscrições para professor substituto do Centro de Ciências, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, em Fortaleza. São ofertadas quatro vagas no Departamento de Matemática, para o setor de estudo “Cálculo Diferencial e Integral”.

Já no Departamento de Computação, são ofertadas duas vagas para o setor de estudo “Fundamentos de Programação”. E no Departamento de Física é ofertada uma vaga para o setor de estudo “Física Geral / Ótica”. A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais para as vagas dos departamentos de Matemática e de Computação e de 20 horas semanais para a vaga do Departamento de Física. A remuneração para as vagas dos três departamentos é de R$ R$ 4.699,21 mensais. Os candidatos também devem possuir título de doutor. Detalhes no Edital nº 239/2014.

Reabertura

Nos dias 18 e 19 de novembro, estará reaberta a seleção de professor substituto para o Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da UFC, no Campus de Porangabuçu. Há uma vaga disponível para o setor de estudo “Epidemiologia e Bioestatística”. A carga horária de trabalho é de 20 horas semanais e a remuneração, de R$ 3.599,50 mensais. Detalhes no Edital nº 236/2014, seguido da respectiva Nota de Reabertura nº 236/2014.

Fonte: Portal da UFC

 

Campanha Papai Noel dos Correios é lançada em Fortaleza

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Chamar o bom velhinho de “querido” é de praxe. Quase sempre os escritos com a letra muito infantil começam assim. Alguns dizem logo a que vierem: pedem bola, boneca, bicicleta e tablet. Outros, como os de Alan Silva Moreira, 11, contam um pouquinho da vida para amolecer o coração do Papai Noel. “Disse a ele que sou um menino bom e um pouquinho nervoso, que nasci bem, depois adoeci e fiquei cego. Contei tudo pro Papai Noel entender que estou pedindo a mochila de rodinhas porque os livros em braile são pesados”, justifica-se.

Alan, estudante do Instituto Hélio Góes, é autor de uma das 6,5 mil cartas de crianças cearenses participantes da campanha Papai Noel dos Correios. Lançada ontem no Ceará, a edição deste ano recebe, até o dia 6 de dezembro, apadrinhamento para os desejos das crianças. A campanha, que este ano completa 25 anos, integra nesta edição, além de seis agências de Fortaleza (Central, Iguatemi, Aldeota, Alencarina, Barão de Studart e Parangaba), uma agência de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri.

 

As cartas foram escritas por crianças de 100 escolas públicas e de 12 instituições como a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), a Associação Peter Pan e a Sociedade de Assistência aos Cegos.

 

O secretário da Educação de Fortaleza, Joaquim Aristides de Oliveira, comenta que a parceria entre os Correios e a rede pública é importante porque ajuda as crianças a desenvolverem a habilidade da redação de carta. Além de promover o espírito natalino. “É o tipo de iniciativa que forma uma espécie de corrente do bem e estimula os alunos a escreverem, ajudando a alfabetizá-los”, lembra.

 

Escrever a carta foi uma das partes do processo de que Alan mais gostou. Estimulado pelos professores, o menino escreveu em braile a cartinha e pediu para mãe reescrevê-la para que o Papai Noel compreendesse. Endereçada ao velhinho do Polo Norte, a carta de Alan foi lida, cadastrada e está disponível para adoção. Porque, algumas vezes, o “homem de coração puro, alma boa, gorro e barbucha bem grande”, como define Alan, tem alguns ajudantes. “O ajudante pode ser o pai, a mãe, um desconhecido que encontrar a cartinha ou até o nosso coração, que faz a gente acreditar no Natal todos os anos”, poetiza o menino.

 

Os Correios lembram que quem adotar uma carta deve entregar o presente, no prazo, no mesmo local em que teve acesso aos escritos. A empresa se responsabiliza pela entrega para a criança.

 

Solidariedade

Para o diretor regional dos Correios no Ceará, Francisco Haroldo Aragão Filho, a campanha, para além dos presentes que chegam para as crianças, trata da magia do Natal. “A campanha faz a nossa cidade, que às vezes parece apartada, dar as mãos. Com o projeto, a gente cria esperança, incentiva a solidariedade, cria fraternidades”, destaca. No ano passado, foram presenteadas, no Ceará, 5.227 crianças das 7.426 que escreveram ao Papai Noel.

 

A promotora de marketing Gescica Amanda, 26, foi uma das primeiras a adotarem cartinhas ontem, na Agência Central, no Centro. Neste primeiro Natal em que participa da iniciativa, Gescica saiu com 11 desejos em mãos. “No meu emprego, decidimos adotar as cartinhas este ano. É um ato tão simples pra gente e que pode fazer tanto bem… Quem pede, geralmente, é criança que os pais vivem com pouco e onde não sobra pra presente. Esse ato deve causar uma alegria danada”, projeta.

 

Serviço

 

Papai Noel dos Correios

Onde adotar cartas:

Agência Aldeota (rua Maria Tomásia, 682, Aldeota)

Agência Alencarina (av. Oliveira Paiva, 2800, Cid dos Funcionários)

Agência Barão de Studart (avenida Barão de Studart, 1864, Aldeota)

Agência Central (rua Senador Alencar, 38, Centro)

Agência Iguatemi (avenida Washington Soares, 85, no shopping Iguatemi)

Agência Parangaba (avenida João Pessoa, 7189, Parangaba)

Agência Juazeiro do Norte (rua da Conceição, 354, Juazeiro do Norte)

 

Quando: até 6 de dezembro (adoção e entrega dos presentes)

 

Outras informações: bit.ly/11wL8yp e (85) 3255 7262

(O Povo)

Trecho da BR-222 em Fortaleza é o mais perigoso do país, afirma PRF

BR Posição
nacional
Trecho Acidentes Acidentes
graves
Mortes
222 0-10 690 168 9
116 16ª 10-20 258 58 10
116 18ª 0-10 668 56 17
020 46ª 10-20 246 44 10
222 61ª 10-20 128 39 5
020 66ª 0-10 136 38 4

O Ceará tem o trecho de estrada federal com o maior número de acidentes graves, segundo a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com a PRF, os 10 quilômetros iniciais da BR-222, em Fortaleza, registraram 690 acidentes de janeiro a outubro deste ano; 168 acidentes do total de acidentes são considerados graves pela PRF e em nove houve vítimas.

Na lista dos trechos de BR mais perigosos, segundo ranking nacional da PRF, o Ceará tem ainda as posições 16, 18, 46, 61 e 66 (veja na tabela ao lado). Por conta dos índices, a Polícia Rodoviária Federal realiza a partir desta terça (18) uma operação nos locais  onde são registrados os acidentes de maior gravidade nas rodovias federais do Ceará.

Na BR-222, por exemplo, segundo a PRF-CE, entre o quilômetro zero e o 10, foram registrados até outubro deste ano 690 acidentes. Destes 168 foram graves deixando nove mortos. Já na BR-116, entre os quilômetros 10 e 20 foram registrados 258 acidentes sendo 58 graves onde deixou 17 mortos.

Durante a operação, que será encerrada no dia 30 de novembro, as fiscalizações nestes trechos serão intensificadas para prevenir a ocorrência de acidentes e infrações, além de proporcionar maior segurança e fluidez no trânsito, mantendo, assim, a incolumidade dos usuários das rodovias federais.

Policiais lotados em outras regiões do Ceará reforçarão o efetivo diário das Unidades Operacionais onde estão localizados os trechos críticos, resultando numa fiscalização contínua e ininterrupta. Etilômetros, radares de velocidade, além de policiais motociclistas também serão utilizados. Ressaltamos que a principal missão da PRF é salvar e preservar vidas, e por isso, não mediremos esforços para reduzir a violência no trânsito nas rodovias federais.

(Top News)

DESCUBRA QUAL É O SEU CARMA

A Astrologia Kármica é uma forma de leitura astrológica que tem como foco a compreensão das nossas vidas passadas para a aprendizagem do crescimento humano espiritual. Utiliza como base de leitura os doze karmas, que no Oriente são designados por «Cabeça de Dragão» e «Cauda de Dragão», e no Ocidente por «Nódulos Lunares».
A Cabeça de Dragão ou Nódulo Norte representa aquilo que temos a aprender; o Norte é o presente, o momento em que podemos mudar e crescer, representa aquilo que temos de fazer para buscar o equilíbrio, aquilo que viemos aprender. A Cauda de Dragão ou Nódulo Sul representa o passado, as nossas acções habituais e enraizadas.
Os Nódulos são representados por um eixo entre dois signos opostos; assim, o homem está sempre entre extremos e tem de aprender a atingir o equilíbrio. O que o nativo de cada signo deve aprender é que o seu principal objectivo é percorrer o caminho da virtude, o grau zero entre o Norte e o Sul, no qual poderá evoluir. Este grau zero é aquilo a que a autora Sussuca Ferreira chama de Dharma, e a Astrologia Kármica ensina como alcançar esta dádiva.
Como utilizar a Tabela:
O Karma é localizado através da sua data de nascimento, porque o Karma é uma realidade focada de geração em geração e cada período kármico tem a duração de 18 meses. Assim, a sua data deve ser localizada nos intervalos de cada período.
Exemplo: uma pessoa que nasceu na data 25/02/1970 está localizada no intervalo: 04/04/1969 – 15/10/1970. No seu mapa natal deverá ter o trajeto kármico de Virgem (Nodo Sul) para Peixes (Nodo Norte), sendo por isso portadora do Karma da Fé.
É importante lembrar que o Karma são os padrões emocionais, por isso tem cura e pode ser mudado.
10/06/1899 a 28/12/1900 – Sagitário/Gêmeos – Karma de Objetivo
29/12/1900 a 17/07/1902 – Escorpião/Touro – Karma da Fênix
18/07/1902 a 04/02/1904 – Libra/Áries – Karma do Amor
05/02/1904 a 23/08/1905 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
24/08/1905 a 13/03/1907 – Leão/Aquário – Karma da Amizade
14/03/1907 a 29/09/1908 – Câncer/Capricórnio – Karma da Humildade
30/09/1908 a 18/04/1910 – Gêmeos/Sagitário – Karma da Disciplina
19/04/1910 a 07/11/1911 – Touro/Escorpião – Karma da Honestidade
08/11/1911 a 26/05/1913 – Áries/Libra – Karma da Personalidade
27/05/1913 a 13/12/1914 – Peixes/Virgem – Karma da Fé
14/12/1914 a 02/07/1916 – Aquário/Leão – Karma da Igualdade
03/07/1916 a 19/01/1918 – Capricórnio/Câncer – Karma da Maturidade
20/01/1918 a 09/08/1919 – Sagitário/Gêmeos- Karma do Objetivo
10/08/1919 a 26/02/1921 – Escorpião/Touro – Karma da Fénix
27/02/1921 a 15/09/1922 – Libra/ Áries – Karma do Amor
16/09/1922 a 14/04/1924 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
15/04/1924 a 22/10/1925 – Leão/Aquário – Karma da Amizade
23/10/1925 a 12/05/1927 – Câncer/Capricórnio – Karma da Humildade
13/05/1927 a 29/11/1928 – Gêmeos/Sagitário – Karma da Disciplina
29/11/1928 a 18/06/1930 – Touro/Escorpião – Karma da Honestidade
19/06/1930 a 06/01/1932 – Áries/Libra – Karma da Personalidade
07/01/1932 a 25/07/1933 – Peixes/Virgem – Karma da Fé
26/07/1933 a 12/02/1935 – Aquário/Leão – Karma da Igualdade
13/02/1935 a 01/09/1936 – Capricórnio/Câncer – Karma da Maturidade
02/09/1936 a 21/03/1938 – Sagitário/Gêmeos – Karma do Objetivo
22/03/1938 a 09/10/1939 – Escorpião/Touro – Karma da Fênix
10/10/1939 a 27/04/1941 – Libra/Áries – Karma do Amor
28/04/1941 a 15/11/1942 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
16/11/1942 a 03/06/1944 – Leão/Aquário – Karma da Amizade
04/06/1944 a 23/12/1945 – Câncer/Capricórnio – Karma da Humildade
24/12/1945 a 11/07/1947 – Gêmeos/Sagitário – Karma da Disciplina
12/07/1947 a 28/01/1949 – Touro/Escorpião – Karma da Honestidade
29/01/1949 a 17/08/1950 – Áries/Libra – Karma da Personalidade
18/08/1950 a 07/03/1952 – Peixes/Virgem – Karma da Fé
08/03/1952 a 02/10/1953 – Aquário/Leão – Karma da Igualdade
03/10/1953 a 12/04/1955 – Capricórnio/Câncer – Karma da Maturidade
13/04/1955 a 04/11/1956 – Sagitário/Gêmeos – Karma do Objetivo
05/11/1956 a 21/05/1958 – Escorpião/Touro – Karma da Fênix
22/05/1958 a 08/12/1959 – Libra/Áries – Karma do Amor
09/12/1959 a 03/07/1961 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
04/07/1961 a 13/01/1963 – Leão/Aquário – Karma da Amizade
14/01/1963 a 05/08/1964 – Câncer/Capricórnio – Karma da Humildade
06/08/1964 a 21/02/1966 – Gêmeos/Sagitário – Karma da Disciplina
22/02/1966 a 10/09/1967 – Touro/Escorpião – Karma da Honestidade
11/09/1967 a 03/04/1969 – Áries/Libra – Karma da Personalidade
04/04/1969 a 15/10/1970 – Peixes/Virgem – Karma da Fé
16/10/1970 a 05/05/1972 – Aquário/Leão – Karma da Igualdade
06/05/1972 a 22/11/1973 – Capricórnio/Câncer – Karma da Maturidade
23/11/1973 a 12/06/1975 – Sagitário/Gêmeos – Karma do Objetivo
13/06/1975 a 29/12/1976 – Escorpião/Touro – Karma da Fênix
30/12/1976 a 19/07/1978 – Libra/Áries – Karma do Amor
20/07/1978 a 05/02/1980 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
06/02/1980 a 25/08/1981 – Leão/Aquário – Karma da Amizade
26/08/1981 a 14/03/1983 – Câncer/Capricórnio – Karma da Humildade
15/03/1983 a 01/10/1984 – Gêmeos/Sagitário – Karma da Disciplina
02/10/1984 a 20/04/1986 – Touro/Escorpião – Karma da Honestidade
21/04/1986 a 08/11/1987 – Áries/Libra – Karma da Personalidade
09/11/1987 a 28/05/1989 – Peixes/Virgem – Karma da Fé
29/05/1989 a 15/12/1990 – Aquário/Leão – Karma da Igualdade
16/12/1990 a 04/07/1992 – Capricórnio/Câncer – Karma da Maturidade
05/07/1992 a 21/01/1994 – Sagitário/Gêmeos – Karma do Objetivo
22/01/1994 a 11/08/1995 – Escorpião/Touro – Karma da Fênix
12/08/1995 a 27/02/1997 – Libra/Áries – Karma do Amor
28/02/1997 a 17/09/1998 – Virgem/Peixes – Karma da Saúde
18/09/1998 a 31/12/1999 – Leão/Aquário – Karma da Amizade

Deixamos aqui um pequeno resumo dos Nós Kármicos
A Astrologia divide o karma em doze trabalhos, como os doze trabalhos de Hércules, sendo que, Hércules viveu seus trabalhos de uma só vez, e nós repetimos e transformamos trabalho em nó, ou seja, dificuldade. Assim, aqui está o resumo do seu Nó (trabalho kármico) mediante a pesquisa na tabela.
KARMA DA PERSONALIDADE (Maria vai com as Outras) – São pessoas que trazem uma grande necessidade de realização pessoal, pois no passado elas não puderam realizar suas ambições e desejos em prol da vontade da família. Assim, hoje podem tender a ficar entre a família e a ambição, precisando de se realizar dentro deste conflito.
KARMA DA HONESTIDADE (Submundo) – São pessoas com o passado de alcoólicos, gangsters, prostitutas, pistoleiros, bruxos, etc… Tudo o que esteve à margem da sociedade. Assim, hoje sofrem a influência de sensações de serem perseguidos. Vivem para ser honestos e buscar a paz.
KARMA DA DISCIPLINA (Cavalo solto no pasto) – São pessoas fortes e indestrutíveis, que vivem com a força de heróis, pois são a força da fé. São pessoas que não têm disciplina interna e assim precisam de criar esta disciplina de fora para dentro.
KARMA DA HUMILDADE (Velho), do Rei que virou sapateiro – São pessoas que vieram de passado de nobreza e hoje têm que aprender a ser comuns, simples e humildes. São indivíduos muito orgulhosos e têm muitos problemas com a família.
KARMA DA AMIZADE (Solidão) – São pessoas que vêm de vidas onde pertenceram a povos nômades e por isso desenvolveram extremo apego à sua liberdade. Viviam paixões aqui e ali sem se apegar a ninguém, sem responsabilidade por construir relacionamentos duráveis, tornando-se assim odiosos para quem eles abandonaram. Hoje, são aquelas pessoas que têm dificuldade em entregar-se totalmente a uma relação, a não ser às amizades. Com demasiadas paixões frustradas, vêm agora aprender a ficar no amor.
KARMA DA SAÚDE (Dor) – São pessoas que têm o karma dos escravos, judeus, doentes, pessoas que são por si só humildes e sofredoras. São pessoas que precisam de ser felizes e não temerem o mundo. Necessitam de perdoar os pais, e têm que tentar decidir tudo em suas vidas o mais rápido que puderem, pois vivem em impasse existencial.
KARMA DO AMOR (Brucutu) – São pessoas que vêm das origens dos homens das cavernas. São pessoas amorosas e prestativas, um pote de mel, mas, são muito desajeitadas, não sabem como passar os seus sentimentos. Assim, hoje sofrem de amor e vivem para a família.
KARMA DA FÊNIX (Perda) – São pessoas que vieram aprender a perda, ou seja, são pessoas que no passado foram muito ricas e não souberam gerar a própria felicidade. Hoje, se auto-sabotam, têm a tendência a fazer tudo pelo lado mais difícil, porque sabem inconscientemente que tudo o que possuem com apego podem tender a perder. Assim, hoje, sabotam as posses.
KARMA DO OBJETIVO (Dom Juan) – São pessoas que viveram como bons vivants, seres que no passado não levaram nada a sério, nem o trabalho, nem a família, muito menos o amor. Assim, hoje devem com urgência aprender a objetivar e a amadurecer.
KARMA DA MATURIDADE (Criança) – São pessoas que não cresceram em vidas passadas. Assim, hoje, são muito inocentes, ingênuas e muito animadas. Nasceram para crescer, dependem da família, por isso, são muito amorosas, carinhosas e irrequietas. São pessoas que, quando crescem, vivem uma vida profissional brilhante e necessitam de ter filhos.
KARMA DA IGUALDADE (Preconceito) – São pessoas que vêm de vidas de senhor de engenho, que possuíam escravos e faziam as suas normas. São pessoas populares e escorregadias, podem marcar várias coisas ao mesmo tempo e escolherem o que quiserem. Nasceram para enfrentar os preconceitos e aceitar todos como filhos de Deus.
KARMA DA FÉ (Crítico) – São pessoas que vêm de vidas de inquisidor, pessoas muito rígidas e perfeccionistas, que criticam e se auto-criticam. São muito rígidos e têm muitos conceitos que dificultam a sua liberdade, necessitam de relaxar e deixar os outros relaxarem.
* Todo este material foi retirado do Livro de “Astrologia Kármica – A Viagem da Pedra ao Diamante”, de Sussuca Ferreira, onde consta o Karma por completo.

Leia mais: http://arcanodezenove.blogspot.com

Daniela Mercury será grande atração do Réveillon de Fortaleza

A cantora Daniela Mercury será a grande atração do Réveillon de Fortaleza. O POVO apurou que o contrato foi fechado nesta sexta-feira, 14, com aval do prefeito Roberto Cláudio (Pros).

Neste ano, virá um pacote de atrações variadas para animar a chegada de 2015 no Aterro da Praia de Iracema. A expectativa é que o Réveillon do Fortaleza mantenha o público em torno de um milhão de pessoas.

A notícia deve agradar muita gente. Daniela é uma das cantoras brasileiras de maior carisma do Pais. Famosa pelo axé music, desde de 1991 até hoje, a cantora espalha alegria por onde passa. Daniela lançou diversos álbuns e singles (sendo 14 em primeiro lugar e 24 Top 10), vendendo mais de 20 milhões de discos em todo o mundo.

Em 2013 assumiu a paixão pela jornalista Malu Verçosa com quem se casou. “Dedico este álbum a minha esposa e minha inspiração Malu Verçosa”, declarou a cantora ao lançar seu mais recente disco, Daniela Mercury e Cabeça de Todos Nós, grupo baiano com quem fez uma parceria pela diversidade, não só de ideias como de gêneros musicais.

(O Povo)

Concurso 1653 da Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 80 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.653 da Mega-Sena, realizado nesta sexta-feira (14) em Osasco (Grande São Paulo). Com isso, o prêmio acumulado para o próximo sorteio, na quarta-feira (19), é de R$ 80 milhões. As dezenas sorteadas foram: 01, 21, 22, 27, 32, 45.

Ao todo, 134 apostadores acertaram cinco números e levam R$ 39.421,72 cada. Outros 12.071 jogadores acertaram quatro números e faturam R$ 625,17. A arrecadação total foi R$ 90,2 milhões, informa a Caixa.

O prêmio sorteado era de R$ 67 milhões. Por conta do feriado da Proclamação da República, em 15 de novembro, o sorteio foi antecipado de sábado (15) para hoje.

As demais loterias que aconteceriam neste sábado (15) –os concursos 1.504 da Lotomania, 650 da Timemania e a extração 4.919 da Loteria Federal– também foram antecipadas.

O último vencedor da Mega-Sena saiu em 25 de outubro. Na ocasião, um único apostador de Tobias Barreto (SE) acertou as seis dezenas e levou R$ 61.050.152,43. O prêmio estava acumulado havia seis sorteios.

Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana –quartas-feiras e sábados. A aposta mínima custa R$ 2,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) do dia do concurso, em qualquer uma das lotéricas do país.

(Uol)

 

Só na Dinamarca mulheres ganham mais que homens; veja ranking

A Dinamarca é o único país onde a renda estimada das mulheres é superior à dos homens. Segundo levantamento do Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês), a renda média anual das mulheres no país é de US$ 43.316, enquanto as dos homens é de US$ 42.226. O cálculo é feito pela paridade de poder de compra.

Em nenhum dos outros 141 países pesquisados pelo WEF a mesma situação acontece. O segundo país mais favorável às mulheres nesse quesito é a Austrália – mas lá, a renda das mulheres equivale a 96% da renda dos homens. São US$ 44.621 para eles, e US$ 43.023 para elas.

A posição do Brasil nesse ranking não é muito lisonjeira: o país aparece na 69ª posição, com a renda média das mulheres equivalendo a 0,59 da dos homens (US$ 10.821 para elas e US$ 18.402 para eles).

Veja os dez países com maior igualdade de renda estimada entre homens e mulheres (renda estimada em US$, em paridade de poder de compra).

1) Dinamarca
Renda estimada mulheres: 43.316
Renda estimada homens: 42.226

2) Austrália
Renda estimada mulheres: 43.023
Renda estimada homens:  44.621

3) Tanzânia
Renda estimada mulheres: 1.618
Renda estimada homens: 1.748

4) Quênia
Renda estimada mulheres: 2.054
Renda estimada homens: 2.238

5) Botswana
Renda estimada mulheres: 13.382
Renda estimada homens: 15.998

6) Vietnã
Renda estimada mulheres: 4.510
Renda estimada homens: 5.498

7) Eslovênia
Renda estimada mulheres: 25.544
Renda estimada homens: 31.443

8) Moçambique
Renda estimada mulheres: 883
Renda estimada homens: 1.098

9) Suécia
Renda estimada mulheres: 37.788
Renda estimada homens: 47.978

10) Burundi
Renda estimada mulheres: 661
Renda estimada homens: 841

69) Brasil
Renda estimada mulheres: 10.821
Renda estimada homens: 18.402

(G1 SP)

Ranking coloca Fortaleza como 7ª cidade mais violenta do mundo

Em 2012, a pesquisa somou 5,2 assassinatos por dia somente na Capital – FOTO: NATINHO RODRIGUES

Pelo segundo ano seguido, Fortaleza foi considerada a 7ª cidade mais violento do mundo pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal, do México. O ranking do órgão é feito com base no número de homicídios da cidade em proporção à população. Em 2013, a taxa de Fortaleza foi de 72,8, segundo o conselho. No Brasil, a cidade mais violenta segundo o índice é Maceió, capital de alagoas, com índice 79,76.

Em 2013, Fortaleza também aparecia no ranking do órgão mexicano como a sétima cidade mais violenta do mundo. Em 2012, a capital cearense ocupava a posição de número 12. San Pedro Sula, em Honduras, aparece pelo terceiro ano seguido como a cidade mais violenta do mundo, com taxa de homicídios de 187 homicídios por 100 mil habitantes.

Violência no Ceará
O Ceará tem a segunda maior taxa de homicídio do Brasil, de acordo com estudo divulgado nesta terça-feira (11) no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo. O evento marcou a divulgação da 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com dados divulgados no fórum, o Ceará teve em 2013 uma taxa de homicídio de 48,3, atrás apenas de Alagoas, 64,7. São Paulo e Santa Catarina tiveram os menores índices, 10,8. O número considera o número de mortes violentas a cada 100 mil habitantes.

Em 2013, o Ceará registrou 4.449 homicídios, uma média de um assassinado a cada duas horas, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE). No Brasil, 50.806 pessoas foram vítimas de homicídios dolosos no Brasil no ano passado. Isso corresponde a 5,8 pessoas assassinadas a cada hora.

(G1 Ceará)

Rio de Janeiro é listado em ranking de cidades mais divertidas do mundo

Futura Press

O Rio de Janeiro foi considerado uma das cidades mais divertidas do mundo por um ranking que avaliou 1.830 destinos. A seleção foi feita pelo site de viagens GetYourGuide com base em avaliações de viajantes postadas em 17 sites – entre eles, TripAdvisor, Yelp e Time Out.

O Rio ficou em 18º na lista de 25 cidades vencedoras. Os três primeiros lugares ficaram, respectivamente, com Berlim, Londres e Paris.

O site usou 11 critérios para definir “o que torna uma cidade divertida para viajantes de diferentes idades e com vários interesses”. Foi considerada a avaliação dos viajantes sobre bares, casas noturnas, atividades, compras, entretenimento adulto, clubes esportivos, museus e shows de cada lugar. Além disso, o site levou em conta o preço médio da cerveja, a permissão ou não de beber na rua e o horário limite para o fechamento de bares e baladas.

O Rio de Janeiro teve avaliações melhores dos quesitos bares, museus e compras, além de ter pontuado bem por permitir que as pessoas bebam álcool em lugares públicos e por não definir um horário limite para que bares, restaurantes e discotecas fechem.

A cidade brasileira recebeu avaliações ruins, porém, nas categorias shows, atividades e entretenimento adulto.

Da América do Sul, a única cidade classificada além do Rio foi Buenos Aires, que ficou uma posição acima, na 17ª colocação.

As 25 vencedoras
1° – Berlim
2° – Londres
3° – Paris
4° – Nova York
5° – Tóquio
6° – Hamburgo
7° – Roma
8° – Viena
9° – Barcelona
10° – Istambul
11° – Praga
12° – Amsterdã
13° – San Francisco
14° – Moscou
15° – Budapeste
16° – Las Vegas
17° – Buenos Aires
18° – Rio de Janeiro
19° – Dubai
20° – Macau
21° – Melbourne
22° – Bangcoc
23° – Montreal
24° – Cidade do Cabo
25° – Nova Déli

As vencedoras em cada categoria
Preço da cerveja: Berlim
Bares: Tóquio
Casas noturnas: Londres
Atividades: Nova York
Compras: Tóquio
Entretenimento adulto: Bangcoc
Clubes esportivos: Buenos Aires
Museus: Moscou
Shows: Londres

(G1 SP)

Palmeiras passa Santos e Flamengo no ranking de sócio-torcedor

O programa de sócio-torcedor do Palmeiras deu mais um salto espetacular. Só nos primeiros dias de novembro, o clube ganhou 7.048 sócios-torcedores. Com isso, o Palmeiras ultrapassou de uma vez Santos e Flamengo e tornou-se o quinto maior do país, de acordo com o Torcedômetro, o ranking do Movimento por um Futebol Melhor.

oie_14144527UCIb2bwv sócio torcedorNa manhã desta sexta-feira, o Palmeiras alcançou 57.328 sócios-torcedores,  superando o Santos, que tem 56.936, e também o Flamengo, com seus 57.141. O forte crescimento registrado nas últimas semanas coloca o Avanti na mira do Corinthians, que tem 63.689 associados.

Neste ritmo, o Palmeiras pode encerrar o ano em quarto lugar no ranking, ou até mesmo em terceiro, se conseguir superar também o Cruzeiro (66.068). O líder do Torcedômetro é o Internacional (125.642), seguido pelo Grêmio (79.967).

Em 2014, o Palmeiras é o clube com o maior crescimento de sócios-torcedores. O Avanti ganhou neste ano (até o momento) 21.869 associados. O segundo que mais cresceu foi o Corinthians (20.238).

(Lancepress!)

Vírus chikungunya: um risco maior que o ebola

No domingo, a família se diverte reunida. Na segunda-feira e nos dias seguintes, o ânimo desaparece pouco a pouco. A casa toda adoece. Crianças, jovens, adultos, idosos – um após o outro. Alguns se queixam de febre acima de 39 graus, outros de dores de cabeça e manchas vermelhas na pele. Todos padecem de terríveis dores nas articulações dos dedos, tornozelos e pulsos. Elas inflamam e incham. Abrir as mãos para alcançar um copo ou vestir a roupa se torna tão difícil e dolorido quanto vencer uma corrida de longa distância. Os que conseguem dar alguns passos, curtos e lentos, se apoiam em cadeiras, cabos de vassoura, muletas emprestadas pelos vizinhos. Tentam buscar socorro para arrastar até o hospital aqueles que mal conseguem se levantar. Ao chegar lá, descobrem que não são os únicos afetados pelos estranhos sintomas. Centenas de pessoas caíram de cama e disputam os mesmos cuidados.

Essa é a experiência compartilhada nas últimas semanas pelos moradores de Feira de Santana, na Bahia, a cerca de 100 quilômetros de Salvador. Mais de 400 pessoas foram diagnosticadas com uma doença nova no Brasil – a febre chikungunya, causada pelo vírus de mesmo nome. Outros 689 casos suspeitos estão em investigação por lá. A origem da palavra é africana. Na língua maconde, da Tanzânia, onde o vírus foi identificado pela primeira vez, nos anos 1950, chikungunya significa “aqueles que se dobram”. É uma referência à postura curvada dos doentes. De uma hora para outra, até os rapazes mais atléticos podem sentir na pele o que é ter 80 anos e sofrer de artrite crônica. Dói bem mais que dengue durante vários dias ou semanas. Em alguns casos, meses.

O vírus consegue infectar muita gente em pouco tempo porque é transmitido por um mosquito bem conhecido dos brasileiros: o Aedes aegypti, o mesmo da dengue. Ao prever um verão com epidemias simultâneas de dengue e de febre chikungunya, o Ministério da Saúde lançou na semana passada mais uma campanha de combate aos focos do mosquito. Desta vez, com um claro alerta: “O perigo aumentou. E a responsabilidade de todos também”.
O vírus avança rapidamente pelo Brasil – e pode chegar a todas as regiões nos próximos meses. Em junho, cinco militares que retornaram de uma missão no Haiti receberam o diagnóstico da doença em São Paulo. No bimestre seguinte, surgiram no Brasil 37 notificações de infecção importada. Na maioria dos casos, a doença foi contraída no Caribe. Com a circulação desses viajantes, não demorou muito para que o vírus fosse introduzido definitivamente por aqui. Em setembro, surgiram no município de Oiapoque, no Amapá, as duas primeiras notificações de transmissão em território brasileiro.

De lá, o vírus avançou pelo Nordeste até provocar epidemia na Bahia – a região mais afetada até o momento. No total, o Brasil já tem 824 casos confirmados em 15 Estados. O chikungunya raramente mata. Em 2004, cerca de 60% dos habitantes das Ilhas Reunião, um departamento francês no Oceano Índico, se infectaram. A doença deixou a população debilitada e afetou gravemente a economia. Ninguém podia sair de casa para trabalhar, estudar ou consumir. Houve 266 mil casos e apenas 256 mortes – o que significa uma taxa de letalidade de 0,1%. Mais tarde, na epidemia indiana de 2006, houve 1,3 milhão de casos e nenhuma morte. Os caribenhos, acostumados às agressões do vírus, dizem que o chikungunya não mata, mas aleija.

A doença conhecida como “prima da dengue” se espalha enquanto os brasileiros se preocupam com um inimigo ainda inexistente no país: o ebola (leia a reportagem na página 82). É um erro. O risco de o ebola entrar no Brasil, se instalar e começar a ser transmitido para várias pessoas é mínimo. A dengue – que afeta milhares e causa centenas de mortes todos os anos no país – e o chikungunya são ameaças muito concretas. Só neste ano, o Brasil registrou 556 mil casos de dengue e 379 mortes.

“O chikungunya é um mal anunciado”, afirma o epidemiologista Marcos Boulos, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. “Ninguém pegará ebola no Brasil, mas muita gente corre o risco de ter dengue ou febre chikungunya. Não precisa nem morar na periferia.” Um levantamento sobre a circulação do Aedes aegypti, divulgado na semana passada pelo Ministério da Saúde, revelou que 44% dos 1.453 municípios participantes estão em situação de alerta ou risco para dengue e febre chikungunya. O trabalho demonstra que 117 cidades, incluindo dez capitais, estão em estado de alerta por causa do alto grau de criadouros encontrados. Segundo o Ministério da Saúde, nesses municípios foram encontrados focos do mosquito em quatro de cada 100 casas visitadas em outubro.

Belém (PA), Porto Velho (RO), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE), São Luís (MA), Aracaju (SE), Vitória (ES), Cuiabá (MT) e Porto Alegre (RS) são as capitais com maior risco de infestação. A proximidade do verão, com a combinação de chuva e calor, favorece a procriação do mosquito. “Se não agirmos com rapidez, em janeiro teremos até dez casas com foco do mosquito a cada 100 imóveis”, afirma Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância do Ministério da Saúde. É muita coisa.

Apesar da grande quantidade de criadouros de mosquitos, o número de casos de dengue no Brasil caiu 61% em 2014. Todas as regiões apresentaram queda. A mais acentuada ocorreu no Sudeste, 67%. As mortes caíram 41%. No conjunto dos Estados, o Rio de Janeiro foi o que mais conseguiu reduzir o número de casos de dengue em 2014. As notificações caíram 97% em relação ao ano passado. Em 2008, o Estado viveu sua maior epidemia de dengue. Tendas do Exército foram instaladas para dar alguma assistência aos doentes que não conseguiam ser atendidos nos postos e hospitais. Desde então, novas estratégias de controle e prevenção ajudaram a conter o avanço do vírus. “Fatores climáticos, como o baixo índice de chuvas, e a imunização natural da população infectada em epidemias anteriores também favoreceram a queda nos registros”, diz Alexandre Chieppe, superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro.

>> Mais notícias sobre o ebola

Isso não significa que o Rio, São Paulo e outros Estados densamente povoados estejam livres da ameaça. Como alerta o Ministério da Saúde, o perigo aumentou. Uma das grandes preocupações em relação ao chikungunya é a demanda extra que ele lançará sobre as unidades de saúde que já funcionam com sobrecarga. Não há tratamento específico para a doença. O melhor que os médicos podem fazer é recomendar repouso e ingestão de líquidos, além de aliviar os sintomas com analgésicos e anti-inflamatórios. Como as dores persistem, o paciente volta nos dias seguintes com as mesmas queixas. “Imagine o que acontecerá ao sistema de saúde se a cada dia centenas de pessoas a mais começarem a procurar atendimento em unidades já sobrecarregadas”, diz Boulos, da USP. O pior: muitos pacientes ficam debilitados por muito tempo e precisam de várias sessões de fisioterapia – algo raro na rede pública e disputadíssimo nos serviços privados.

Diferentemente da dengue, que tem quatro subtipos, o chikungunya é único. Quem se recupera da infecção torna-se imune. Quem já teve dengue não está nem menos nem mais vulnerável ao chikungunya. Apesar dos sintomas parecidos e da forma de transmissão similar, as doenças são provocadas por vírus diferentes. Há uma peculiaridade em relação ao chikungunya. “Ele infecta os mosquitos com mais facilidade que o vírus da dengue. Talvez essa seja nossa grande preocupação para 2015”, diz Alexandre Chieppe.

O vírus só pode ser detectado por exames de laboratório. Por enquanto, as amostras são enviadas ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, ou a outros laboratórios públicos. Em breve, os particulares também poderão oferecer o serviço. O Fleury Medicina e Saúde trabalha no desenvolvimento de um kit de diagnóstico. O teste deverá ser lançado nas próximas semanas. “Prevemos uma demanda de 100 exames por dia só na cidade de São Paulo”, diz o virologista Celso Granato, diretor clínico e responsável técnico do Fleury.

Não existe vacina contra o chikungunya. Em breve, haverá uma contra a dengue. Na semana passada, um estudo publicado na revista The New England Journal  of Medicine revelou os resultados promissores de uma vacina desenvolvida pela empresa Sanofi Pasteur. O produto reduziu em 60% os casos de dengue em crianças e adolescentes de 9 a 16 anos. Segundo o laboratório, a vacina também evitou que 80% dos doentes precisassem ser hospitalizados. Não é fácil fazer uma vacina contra a dengue, porque ela é causada por quatro tipos diferentes do vírus. A única empresa que alcançou esse objetivo foi a Sanofi Pasteur. Ela pedirá o registro da vacina no Brasil no primeiro semestre de 2015.

>> Paulo Reis: “Não acreditavam que o ebola existia”

Quando ela estiver disponível, será uma solução apenas para parte do problema. Os imunizados estarão protegidos contra a dengue, mas poderão cair de cama por causa do chikungunya. Não há no mercado nenhuma forma de imunização contra ele, embora uma vacina criada pelos Institutos Nacionais de Saúde (NIH), dos Estados Unidos, tenha se mostrado eficaz em testes com 25 adultos saudáveis. Convencer a população a combater os criadouros dos mosquitos – uma missão historicamente inglória – é mais urgente do que nunca. Vem verão e vai verão, entra campanha e sai campanha, e os depósitos de larvas não diminuem. Os lixões, os pneus velhos, os vasinhos com água parada e as piscinas em casas fechadas continuam onde sempre estiveram. Em tempos de pouca chuva, dividem o papel de criadouro do mosquito com baldes e bacias destampadas nos quintais. Não há nada mais democrático que um vírus transmitido por mosquito. Para adoecer, não é preciso nem sequer dividir o mesmo ambiente com o infectado. O Aedes aegypti cuida de tudo. Sem respeitar as fronteiras entre os bairros, ele promove a união do sangue de ricos e pobres.

(Época Online)

Boris Fausto é um dos maiores salários da USP: 45 mil reais; FHC recebe 22 mil

Bóris Fausto

Após a crise, universidade foi obrigada a divulgar os salários dos professores; para sindicalistas, obras desnecessárias levaram a universidade ao atual colapso financeiro

Por Redação

A Universidade de São Paulo (USP) foi obrigada, a partir de uma ação do Tribunal de Justiça, a divulgar os salários de professores e alunos. A ação do Tribunal, argumentou que “ocultar os ganhos de seus profissionais viola os princípios de transparência e publicidade previstos na Constituição”.

O jornal Folha de São Paulo organizou uma ferramenta de busca que permite localizar o professor desejado e verificar quanto recebe. Entre eles, há nomes bem conhecidos, como Boris Fausto, historiador e cientista político, que recebe da universidade R$ 45 mil reais. Na lista, também configura o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com salário de R4 22 mil. Outro nome popular, pelo menos da área econômica, é o Antonio Delfim Neto, com vencimentos de R$ 28. 260 mil.

Desde que se tornou público que as contas da Universidade de São Paulo iam fechar no vermelho o ano de 2014, vários motivos foram levantados: a gestão do reitor João Grandino Rodas (2010-2014), que foi escolhido pelo então governador de São Paulo José Serra (PSDB), é acusada de ter investido em obras faraônicas consideradas “desnecessárias” que levaram a universidade paulista ao colapso financeiro em que se encontra.

O novo reitor, Marco Antonio Zago, que tomou posse este ano, já reconheceu a crise e, para combate-la, como temiam os funcionários da USP, anunciou congelamento de salários e um plano de demissão voluntária de três mil funcionários. A verba para pesquisa também foi cortada em 30%.

Aqui você pode conferir um cronograma histórico da pior crise enfrentada pela Universidade de São Paulo.

 

(Revista Fórum(

Como descobrir o que o Google sabe sobre você

São Paulo – Não é segredo que o Google coleta dados sobre a vida de seus usuários. O objetivo disso é poder oferecer propagandas e anúncios bem direcionados. A grande vantagem para o Google é poder cobrar um valor mais alto das empresas que fazem os anúncios.

Ao usar o Google ou qualquer outro produto da empresa, os usuários estão autorizando que informações sejam coletadas (você não achou que o Google oferecia esse monte de coisas legais de graça à toa, não é?).

São diversos métodos usados para coletar as informações. Desde os termos buscados no Google, até o que é compartilhado no Google+ ou os lugares que são buscados no Maps.

Se você quiser descobrir tudo (ou quase tudo) que a empresa sabe sobre você, aqui vai um guia rápido.

Para isso, basta entrar na página de configurações enquanto logado na conta do Google. A página é https://www.google.com/settings

Lá, é preciso clicar em “Histórico da Conta”, que fica na parte superior da página. Depois disso, basta ir até o final da página, encontrar “Anúncios” e clicar em “Editar Configurações”. Se você preferir, este é o link direto para a página.

O Google mostra de forma automática o que ele sabe sobre o usuário. São desde informações básicas como sexo e idade, até outras mais complexas.

Na parte de “Interesses” ao clicar em “Editar” são exibidos os assuntos que o usuário acha interessantes. No meu caso, são 150 áreas de interesse encontradas pelo Google.

Os assuntos são relativamente apurados. Um ou outro fogem das minhas áreas de interesse de verdade. Isso se explica por buscas por termos que estejam fora da minha área de interesse real.

O Google ainda mantém registrados todos os vídeos que o usuários já assistiu no YouTube, as buscas feitas no YouTube e um mapa de lugares por onde se passou.

E esse mapa é uma das coisas mais assustadoras (e interessantes). Ele funciona especialmente para usuários de Android que autorizaram o funcionamento dessa ferramenta. O smartphone (ou tablet) pode pegar a geolocalização entre determinados espaços de tempo.

O mapa pode ser acessado neste link. É possível visualizar os dados escolhendo as datas. O usuário também pode escolher por apagar as informações de alguns dias ou então exportar todo o conteúdo.

(Victor Caputto, Exame)