Arquivo da categoria: Atualidades

Shopping Iguatemi Fortaleza não é obrigado a indenizar cliente machucada em arrastão

O “arrastão” ocorrido dentro de shopping center é caso fortuito ou de força maior e, por isso, clientes feridos na confusão não têm direito a receber indenização do estabelecimento. O entendimento é da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará, que negou pedido de indenização a cliente que alegou ter se machucado durante tumulto no Shopping Iguatemi Fortaleza.

Segundo os autos, no dia 2 de julho de 2009, a consumidora foi ao shopping para sacar dinheiro em uma casa de câmbio. Perto da praça de alimentação, foi surpreendida por uma multidão que corria aos gritos de “incêndio” e “bomba”. Durante o tumulto, a mulher foi empurrada e caiu, machucando o pé esquerdo.

Por esse motivo, entrou com ação na Justiça pedindo indenização de R$ 300 mil por danos morais e mais R$ 15 mil por danos materiais. Disse que teve a vida posta em risco e que houve demora na prestação de socorro. Criticou a falta de estrutura na enfermaria do shopping e disse que, durante os dias de sua recuperação, contratou pessoas para auxiliá-la nas tarefas diárias, pois mora sozinha. E que precisou cancelar uma viagem que iria fazer ao exterior.

Já o shopping negou qualquer responsabilidade pelo acidente e disse não haver provas do dano e do suposto “arrastão”. Disse que a segurança do shopping está treinada para todo tipo de situação.

A decisão, proferida no dia 1º de outubro, teve como relator o desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho, que manteve a sentença de primeira instância e foi seguido pelos demais membros da 6ª Câmara Cível.

Em fevereiro de 2014, o juiz Fernando Cézar Barbosa de Souza, da 2ª Vara Cível de Fortaleza, entendeu que a situação se enquadra como caso fortuito ou força maior. “Não há nenhuma prova nos autos de que o shopping tenha, de alguma forma, dado motivo ao pânico generalizado, o que retira a responsabilidade indenizatória”, afirmou.

“Tratando-se de um shopping center, local necessariamente aberto ao público, a ocorrência de tumulto e pânico não traduz, em regra, evento inserido no âmbito da prestação específica do comerciante, cuidando-se, como bem observou a referida sentença, de caso fortuito externo, ensejando-se, por conseguinte, a exclusão de responsabilidade do ora recorrido pela ocorrência do lamentável incidente”, disse o relator do processo. Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-CE.

Processo 0473619-67.2011.8.06.0001

(Revista Consultor Jurídico)

Sobral ganha o seu primeiro hotel de grife

O Tulip Inn Sobral fica ao lado de uma torre empresarial, vizinho ao Norte Shopping Sobral e a 500 metros do principal terminal rodoviário da região

A tradição de Sobral de não ter uma hotelaria no nível de importância da cidade está acabando. O município acaba de ganhar o seu primeiro hotel de grife, com 120 apartamentos e quatro salões de eventos em condições de acomodar até 70 pessoas em formato auditório. O Tulip Inn Sobral segue a linha da rede BHG – Brazil Hospitality Group, que administra no Brasil as marcas Tulip Inn, Golden Tulip e Royal Tulip onde o foco de negócios é o segmento corporativo. O hotel de Sobral acaba de concluir o período de soft open e entrar fase operacional.
O empreendimento está situado ao lado de uma torre empresarial, vizinho do maior centro de compras da cidade, o Norte Shopping Sobral, e a 500 metros do principal terminal rodoviário da região. 

Outra novidade do empreendimento sobralense é a parceria com o restaurante Semoara, de propriedade do empresário Filipe Baião, que fornece o café da manhã do hotel. Em breve, será inaugurando o Semoara Sobral, na mesma linha de parceria que é oferecida nos hotéis da rede em Fortaleza, entre eles o Golden Tulip Iate Plaza. Hoje, a cadeia holandesa BHG congrega nas três marcas um total de mais de 200 hotéis em 40 países.

(O Povo)

Médico Cláudio Mariano Alencar é encontrado morto dentro de casa com sinais de violência

A Polícia encontrou o corpo de um homem de 55 anos, na tarde do último domingo, 19, dentro de sua residência na rua Joaquim Nabuco, 66, no bairro Meireles. Cláudio Mariano Alencar Barreira Braga era médico ortopedista e foi diretor do Frotinha da Parangaba. Ele apresentava perfurações no pescoço, segundo a Polícia Civil.

O caso foi registrado por volta das 14h39min e os policiais ainda encontraram uma quantidade de maconha e cocaína na residência. Ainda não há informações sobre os suspeitos e a vítima morava sozinha no local, ainda conforme a Polícia. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pelo 2° Distrito Policial, no bairro Meireles.

O corpo do médico deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) durante a noite. O objeto usado nos golpes será confirmado após perícia.

Redação O POVO Online

“A igreja está finalmente abrindo as portas para os gays”

Publicado no Unisinos. 

Elas moram em uma casa como qualquer outra em uma rua como qualquer outra com uma minivan Honda na garagem e abóboras, fantasmas e cabeças de esqueleto que enfeitam o pequeno jardim da frente em preparação para o Halloween [dia das bruxas]. Fini, 11 anos, foi, ontem, à loja de fantasias e voltou com um traje de bailarina zumbi e batom preto. Emily, 12 anos, comprou uma fantasia de índia norte-americana. Agora, está tudo preparado para a festa do dia das bruxas. Poucos minutos antes das 6 da tarde, a mãe Becky chega em casa com caixas de pizza do Pizza Hut e elas comem antes de começar uma noite agitada de lições de casa, limpeza, chuveiro e de preparações para ir dormir cedo.

Nada de anormal aqui. Apenas uma típica família americana em uma típica noite durante o ano letivo nos Estados Unidos, com exceção disso: Becky é casada com Marianne. Fini e Emily têm duas mães.

A mãe Marianne é, na verdade, Marianne Duddy-Burke, diretora executiva nacional da Dignity USA, uma organização que existe há 41 anos, e que trabalha pela mudança nos ensinamentos da Igreja Católica sobre gays e lésbicas.

E, ontem, a família Duddy-Burke teve um dia extraordinariamente bem-sucedido: as duas mães e as duas crianças sentiram suas orações serem ouvidas quando os bispos católicos no Vaticano divulgaram um relatório preliminar pedindo à Igreja para acolher casais homossexuais e os filhos de suas uniões.

“Não temos ilusões de que este documento vai ser a solução de tudo. É apenas um documento provisório. Mas apenas a mudança de chamar-nos de “intrinsecamente más” para esse tipo de linguagem, bem, isso é um sinal significativo”, disse Duddy-Burke, na segunda-feira, em sua sala de estar em Boston.

“Só de imaginar como poderia ser, ter as nossas filhas totalmente incluídas na Igreja, sem ter dúvidas sobre se elas podem ir para a escola católica, se elas podem ser batizadas e receber os sacramentos”, disse ela. Entretanto, quando tudo parece bem, regular e normal, de repente, alguém pode ir até o padre ou bispo local – mesmo aqui em Massachusetts, onde o casamento gay é legalizado – e sussurrar que Marianne Duddy-Burke está casada com uma mulher. E que duas crianças estão vivendo naquela casa profana. E que algo deve ser feito.

“Nós chamamos essas pessoas de ‘snipers‘ [franco-atiradoras]“, disse Duddy-Burke ao se referir aqueles que preparam as emboscadas. Ela viu as suas vítimas muitas vezes. Parceiros que declaram seus parceiros em um obituário. De repente, eles são demitidos de um emprego que tinham na Igreja. E tem os funerais – como o do pai de um amigo próximo, em Massachusetts – onde o padre anunciou antes da comunhão: “Os gays não devem se apresentar para receber a Eucaristia”. Então a filha do homem morto permaneceu em seu banco, abandonada e humilhada. Duddy-Burke viu ministros voluntários da Igreja convidados a retirar-se do ministério, incluindo um jovem gay que escreveu em sua página no Facebook sobre ir a um evento do Dignity USA.

A associação Dignity opera diversos programas e serviços semanais para gays e lésbicas e suas famílias que permanecem na Igreja Católica, mas sentem que não podem por causa do preconceito flagrante contra eles ou pior, contra seus filhos. Em Boston, a “Missa da Dignidade”, como eles chamam, acontece todos os domingos na Igreja de São João Evangelista. Sacerdotes que apoiam a causa e, às vezes leigos, presidem a celebração.

Duddy-Burke não acha que o documento do Vaticano de ontem vai encerrar o trabalho do Dignity USA. “O Vaticano nunca tinha dito nada de positivo sobre as relações do mesmo sexo”, disse ela. “E neste documento, eles estão louvando o compromisso de longo prazo e o seu caráter sacrificial. Eles estão dizendo que os direitos e as necessidades das crianças devem ser primordiais”.

Ontem, as suas filhas disseram que a sua família não é diferente de qualquer outra. “Um dos meus amigos mais próximos tem duas mães”, disse Emily. “Outro amigo, que é educado em casa, tem duas mães, também. É normal”.

Marianne Duddy-Burke é a mais velha de quatro meninas em uma devota família de Nova Jersey. Estudou sempre em escolas católicas. Ela era a mais jovem leitora da sua paróquia, a salmista mais jovem. Durante a maior parte do ensino médio, ela ia à missa diariamente com as freiras e ajudava um capelão cego a servir o altar. Na faculdade, ela foi presidente do Newman Center, um grupo universitário católico, até que “o capelão de alguma forma ficou sabendo que eu era lésbica. Ele me perguntou sobre isso. Eu disse: ‘Sim, eu sou’. Ele disse: ‘Nós não podemos ter alguém como você representando os católicos no campus’, e me fez sair do grupo. Fiquei arrasada, sem uma comunidade”.

Mais tarde, ela encontrou uma nova comunidade com o Dignity. Ela conheceu Becky, convertida ao catolicismo e ex-freira, na Missa da Páscoa. Quando elas decidiram adotar, elas primeiro tentaram através da Catholic Charities [equivalente a Caritas nos EUA]. Mas foram rejeitadas porque elas eram gays. Elas finalmente fizeram o processo de adoção através do Departamento de Crianças e Famílias do Estado de Massachusetts.

“Lembro-me de quando, assim que Emily chegou à nossa casa, mas ainda não tinha sido adotada, o Vaticano começou a dizer que colocar crianças com casais do mesmo sexo estava causando violência”, disse Duddy-Burke. “Isso foi no meio do escândalo de abuso sexual. Eu pensei: ‘O que temos de violento? Nós somos apenas uma outra família”.

Enquanto comia sua pizza de queijo na noite de ontem, Fini Duddy-Burke disse que ela entende o que a mãe diz: ela é apenas mais uma criança em mais uma família que está super animada, antecipando o dia das bruxas. Se ela tivesse uma chance, ela diria ao Papa Francisco ela mesma. “É bom ter duas mães. Elas são as melhores. E nós as amamos”, disse ela, mesmo quando “elas gritam com a gente”.

Campeonato Panamericano de Jiu-Jitsu Profissional: Veja lista dos campeões

Texto – Junior Samurai

O Campeonato Panamericano de Lutas Profissionais elegeu seus novos bichos-papões, nesse fim de semana, no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza.

No absoluto preta leve, o campeão foi Talison Soares, alíás bicampeão. Na grande final, o líder da CheckMat Areia Branca e seu Jiu-Jitsu arisco prevaleceram contra o não menos perigoso Marcelo Oliveira, aluno de Rodrigo Aleixo, que resistiu e escapou do infalível triângulo de Talison. Quando o mesário apitou o final do tempo o placar marcava 2 a 1 para o areiabranquense, que vibrou e muito com o título. “Ele é muito duro, é dificil resistir meu triângulo e ele se livrou de dois, mas consegui vencer. Agora com esses pontos, acho que chego perto da liderança”, disse o faixa-preta, se referindo ao Ranking MEIAGUARDA, onde realmente encostou de vez no líder Herico Hesley.

Já no aberto pesado, o megacampeão Vinicius Marinho aumentou sua coleção de vitórias ao vencer a divisão depois de passar por Jollyson Francino (Zero) por uma vantagem.

Na faixa-marrom, Yan Pica-Pau faturou o único título que faltava em sua galeria. O faixa-marrom da Gracie Barra superou Romualdo Lucas (Zero) e conquistou o absoluto leve da sua graduação.

Outro que mandou bem na divisão marrom foi Chaise Olimpo (SAS) que no finzinho do duelo encaixou uma chave de pé em João Paulo Sousa (SAS) e marcou o ponto que precisava para vencer o aberto pesado.

Seguindo na caça pelo ouro, Marlus Salgado desde o inicio do embate contra Alef Brito jogou por baixo. O faixa-roxa da SAS insistiu na raspagem, enquanto Alef tentou em vão obter a passagem. Numa dessas persistências de Marlus, ele laçou a perna do oponente com a lapela e fez um movimento mirabolante para inverter o jogo. A manobra valeu a vantagem que definiu o imbróglio.

No absoluto pesado, José Valter (Darcio Lira) conseguiu parar o brutamontes e número 1 do Ranking MEIAGUARDA, Pedro Jordão (Evolution) por 5 a 2.

Na faixa-azul, Wilson Neto e Felipe Trindade fecharam o aberto pesado para a Garra GFTeam.

Enquanto, Mathias Luna (CheckMat-RN) e Thiago Ferreira (Evolution) protagonizaram um combate movimentado e que foi decidido nos detalhes para o potiguar.

Entre os iniciantes, João Paulo Sousa foi o destaque. A fera da Gracie Barra Bravo venceu João Paulo Batista (CheckMat-RN) na disputa final do absoluto pesado.

No aberto leve, Francisco Galdino e João Victor Moura da CheckMat-RN fizeram um partida amigável e o ouro ficou com o primeiro.

As categorias livres também entraram no juvenil, e Victor Hugo (DBK) abocanhou o aberto azul pesado, depois de finalizar Hallyson Moreira com um armlock.

No leve, o filho de Elinor Batista, Israel Sousa foi o melhor após quatro lutas. Maratona recompensadora para o principal nome da faixa-azul juvenil das Américas.

Campeão na divisão pesado, Luiz Fernando Augusto também foi supremo no aberto pesado e bateu Hugo de Oliveira (Evolution) com uma americana.

Já no absoluto leve, Vinicius Breno (Martins) acabou a batalha contra Leonardo Oliveira (QG da Luta-PI) com um estrangulamento norte/sul.

As meninas da arte suave mostraram desenvoltura e técnica, sem perder a ternura.

A judoca Gyslene Almeida (Zero) usou seu arsenal de quedas para vencer Monalisa Bastos (Evolution) na final do aberto marrom/preta.

Enquanto, Lindacy Artulino (GFTeam-PE) esperou o momento certo para raspar Eline Brandão (Garra GFTeam) e levar o absoluto azul/roxa.

Já Barbara de Oliveira e Rafaela Fernandes fecharam a divisão maior para a Hallavanca-PB, time capitaneado por Helder Medeiros, o Bob Esponja.

No juvenil, a mais leve Ana Luiza (QG da Luta-PI) e sua guarda enjoada, surpreenderam a excelente atleta Camila Bernardo (Gracie Barra-Parnamirim). Sempre trabalhando com a guarda fechada, Luiza acabou fisgando o ouro da graduação celeste depois de um ataque no braço, que valeu um ponto, contagem que definiu a peleja.

Na faixa-branca, Desiree Sousa (Gracie Barra Bravo) venceu Tamires Tavares (QG da Luta-PI) no último confronto do aberto.

Os veteranos também se apresentaram na maior competição realizada em solo nordestino, e o grande nome foi Helio Mourão que como ele mesmo disse aproveitou todas as chances no inicio da luta e venceu o duro Bruno Ramos (Gracie Barra-Parnamirim) por 11 a 2, na finalissima do absoluto preta master.

Já Cristiano Alencar (Ribeiro JJ) finalizou Daniel Pedrosa (SAS) no derradeiro combate do aberto marrom. O aluno de Guilherme Cajú fez a galera batucar em cinco das seis lutas que realizou no evento.

Outro que assombrou no master, foi Juscelino de Sousa (Zero) que conseguiu superar o maior nome da faixa-etária, o sempre pressão Rui Carlos da Garra GFTeam.

Na faixa-azul, Marcio Oliveira (Gracie Barra) pegou Danilo Soares (GC-Pepey) na colisão decisiva do absoluto.

Ainda podemos enfatizar as performances de Heberth Viana (Garra GFTeam), que venceu Cristiano Pantanal (Carlson Gracie) no absoluto preta sênior.

E Lessandro Castro (Garra GFTeam) que finalizou Cecilio Fonseca (Hallavanca-PB) com uma americana e ainda foi promovido para à faixa-preta no pódio de premiação.

Na contagem final, a grande campeã foi a SAS.

(Meia Guarda)

Banco do Brasil volta a cobrar inglês em prova de concurso público

O Banco do Brasil vai voltar a cobrar o conhecimento de inglês em seus concursos. A disciplina deixou de ser cobrada em 2003 e vai aparecer já no próximo concurso do banco, cujo edital ainda não tem data definida de publicação. Na prova, será exigido um nível básico de conhecimentos sobre língua inglesa dos candidatos.

A mudança é mais uma entre os recentes ajustes no processo de seleção do banco. Em 2012, uma redação passou a ser incluída nos exames. Depois, novas disciplinas foram incorporados, como cultura organizacional e técnica de vendas.

Com a inclusão do inglês, a configuração da prova passar a ser a seguinte: uma prova de conhecimentos básicos, com língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico; e uma prova de conhecimentos específicos, com questões sobre inglês, cultura organizacional, técnicas de vendas, atualidades do mercado financeiro, atendimento e informática.

Hoje, o BB tem mil funcionários trabalhando em agências no exterior, entre brasileiros e estrangeiros. ”Independentemente se o funcionário for atuar no Brasil ou no exterior, o conhecimento de inglês é necessário dada a atuação global do Banco do Brasil”, diz Carlos Netto, diretor de gestão de pessoas. Para ele, a cobrança do idioma é uma maneira do banco sinalizar o que espera encontrar nos candidatos.

Dos 115 mil funcionários do Banco do Brasil, cerca de 22 mil têm atualmente alguma certificação em inglês, seja em nível básico, intermediário ou avançado. O banco tem um programa de bolsa de idiomas e oferece cursos em inglês, no Portal da Universidade Corporativa.

Os concursos do Banco do Brasil são sempre para formar o chamado cadastro de reserva. Nesta modalidade, não existe um  número pré-determinado de vagas e as contratações acontecem de acordo com a necessidade do banco. A validade de um concurso costuma ser de dois anos. Logo, quando um vence, outro certame é realizado para manter um banco de candidatos aprovados sempre à disposição.

Em 2015, o concurso do BB vence nos seguintes estados: Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe. Logo, esses Estados são candidatos prováveis para receber um novo concurso público.

(Hugo Passarelli, Estadão)

Inscrição para concurso da Petrobras termina nesta segunda, dia 20/10

Termina nesta segunda-feira o prazo para as inscrições no concurso da Petrobras que oferecer 8.088 vagas, sendo 663 para preenchimento imediato e 7.425 para formação de cadastro reserva, segundo edital publicado no dia 12 de setembro. As oportunidades são para quem possui ensino superior e médio/técnico. Os salários variam de R$ 3.400,47 a R$ 8.081,98.

Os postos de trabalho são para as seguintes localidades: Belo Horizonte, Curitiba, Macaé (RJ), Mauá (SP), Paulínia (SP), Rio de Janeiro, Salvador, Santos (SP), São José dos Campos (SP), São Mateus (ES), São Mateus do Sul (PR), São Paulo e Vitória.

Também há vagas que serão distribuídas por postos de trabalho nos Estados da Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Santa Catarina, Sergipe, Amazonas, Ceará, Pará, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Inscrições
As inscrições devem ser feitas pelo site da Cesgranrio, organizadora do concurso. As taxas são de R$ 40 para cargos de nível médio e R$ 58 para superior. A aplicação das provas objetivas para todos os cargos está prevista para o dia 7 de dezembro.

As avaliações serão realizadas nas cidades Belo Horizonte, Curitiba, João Pessoa, Maceió, Recife, Florianópolis, Aracaju, Manaus, Fortaleza, Belém, Natal, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Mauá (SP), Campinas (SP), Salvador, Santos (SP), São José dos Campos (SP), São Mateus (ES), São Mateus do Sul (PR), São Paulo e Vitória.

Cargos
Há 6.436 vagas para nível médio/técnico, sendo 575 para preenchimento imediato.

As vagas de nível médio/técnico são para os cargos de: técnico ambiental, técnico de administração e controle, técnico de comercialização e controle, técnico de enfermagem do trabalho, técnico de estabilidade, técnico de exploração de petróleo, técnico de informática, técnico de inspeção de equipamentos e instalações, técnico de logística de transporte, técnico de manutenção, técnico de operação, técnico de perfuração de poços, técnico de projetos, construção e montagem nas especialidades de edificações, elétrica, eletrônica, estruturas navais, instrumentação e mecânica, técnico de segurança, técnico de suprimento de bens e serviços e técnico químico de petróleo.

Das 989 vagas para nível superior, 88 são para preenchimento imediato.

As oportunidades são para administrador, analista de comercialização e logística – transporte marítimo, contador, enfermeiro do trabalho, engenheiro civil, engenheiro de equipamentos, engenheiro de petróleo, engenheiro de processamento, engenheiro de produção, engenheiro de segurança, geofísico, médico do trabalho e profissional de comunicação social – relações públicas.

(Portal Terra)

Voando Corporate, de Brasília, abre filial em Fortaleza

 

O Grupo Voando, de Brasília, anunciou que sua marca Voando Corporate terá, a partir de 10 de novembro, uma filial em Fortaleza. “Verificamos a necessidade de uma empresa bem estruturada, com profissionais renomados e qualificados na região e que possa oferecer os melhores serviços aliado a um custo baixíssimo”, disse Bruno Rosa, CEO da Voando Corporate, que ficará um período em Fortaleza, a partir da abertura da filial.

A nova filial da Voando Corporate, segundo comunicado, “atenderá exclusivamente empresas, sindicatos, confederações, federações e governo e para isso, alguns profissionais estão sendo deslocados temporariamente para a região, inclusive o próprio presidente, que ficará na região entre o dia 03/12/2014 ao 03/01/2015″.

Confira o novo portal da empresa em: www.vooandocorporate.com. Tel.: (61) 4063-7703.

(Panrotas)

Fortaleza se veste de rosa na luta contra o câncer de mama

FOTO: Rui Nóbrega

Vários pontinhos cor de rosa podiam ser vistos no calçadão da avenida Beira-Mar na manhã de ontem. Era a sexta edição da Caminhada Rosa contra o câncer de mama, que levou informação, alegria e saúde a centenas de homens e mulheres. Estimular as ações de prevenção, o diagnóstico precoce e o cumprimento de leis que alertam para o direito de pacientes foram os objetivos da caminhada, que teve fim com prestação de serviços de saúde na Praça dos Estressados. As vitoriosas -como são chamadas as mulheres que venceram a doença- tentaram ainda formar um laço rosa humano, símbolo do combate ao câncer de mama.

Para Cecília Oliveira, que integra a Rede Mama (organizadora do evento), é importante trazer atrações diferentes a cada edição. Ontem, a bateria feminina do Baqueta Clube de Ritmistas era responsável pela música ao longo da caminhada.
 

Cecília destacou ainda que as mulheres precisam saber das leis que garantem acesso à mamografia a partir dos 40 anos e, em casos de confirmação do câncer, início do tratamento em até 60 dias.

Coletivo de Mulheres Bancárias do Ceará presente na Caminhada Rosa 2014, em Fortaleza-CE.

Troca de informações
Saber o que fazer, onde procurar ajuda e, principalmente, com quem contar. O câncer de mama, o mais comum entre as mulheres, desperta interesse também em homens, que podem ser suscetíveis à doença. “Precisamos apoiar, porque mesmo que não seja com a gente, todo homem tem uma mulher em sua vida. E muitos precisam se informar para saber como agir”, disse o estudante Israel de Castro, 21.

 

Locais de trabalho também são importantes na hora de compartilhar informações. A bancária Carmem Araújo, 59, que acompanhava um grupo de trabalhadoras, destacou que o alerta precisa acontecer.

 

“Quando um caso acontece, é ruim para a empresa e pior para quem passa. Por isso achamos que um momento como esse chama atenção para como se prevenir”, avaliou. A caminhada contou com a participação de mulheres de municípios como Pacajus e Horizonte.

 

Durante o percurso, alguns transeuntes e ciclistas reclamaram. A ciclofaixa de lazer, na Beira Mar, precisou ser readequada a cada quarteirão por onde a caminhada passava.

(Sara Oliveira, O Povo)

Mercado Fitness ganha novas lojas em Fortaleza

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Lojas conceituadas no segmento, como Asics, Adidas, Nike, Track &Field; e New Balance irão incrementar o mercado fitness da capital cearense, a partir do final do mês de outubro, com a inauguração do RioMar Fortaleza.

Dessas, duas serão exclusivas na cidade: Asics, que contará com uma loja diferenciada, e New Balance, que será a primeira franquia da marca na região Nordeste.

As marcas são consagradas por aliar qualidade, tecnologia e design nos seus produtos.

Via http://www.frontstage.com.br

RioMar Fortaleza será inaugurado dia 29 de outubro, ao meio-dia

Shopping RioMar Fortaleza

Excepcionalmente no primeiro dia de funcionamento, 29 de outubro, o shopping RioMar será aberto ao meio-dia. Desta sexta-feira (17) para o dia da inauguração faltam 12 dias. O shopping é o 12° do Grupo JCPM e é um dos mais modernos centros de compras do País, com área construída de 320 mil metros quadrados. Ao todo são 385 lojas, 11 restaurantes, 10 salas de cinema, diversões eletrônicas, boliche, uma academia de ginástica, teatro com capacidade para 900 pessoas e praça de alimentação.

Localizado no bairro Papicu, o RioMar Fortaleza está situado em um local estratégico da cidade, onde as pessoas que desejam chegar de transporte público terão acesso a sete linhas de ônibus, que contam com sete paradas nas ruas do entorno do shopping: duas paradas na Rua Prisco Bezerra (em frente a Lagoa do Papicu), uma parada na Rua Des. Lauro Nogueira (entrada principal do shopping), duas na Almeida Prado e duas na Rua José Rangel.

As linhas de ônibus que darão acesso ao shopping são as seguintes:

· 712 – Conjunto Palmeiras/Papicu ? Percorre o Conjunto Sítio São João, Messejana e trafega pela Av. Washington Soares e Engenheiro Santana Júnior.

· 753 – Cidade 2000/Sargento Hermínio ? Percorre a Cidade 2000, Av.Santos Dumont, Av. Duque de Caxias,  Rua Costa Barros, Av. Sargento Hermínio Sampaio e Avs. Francisco Sá e Dr. Theberge.

· 810 – Papicu/Praia do Futuro ? Trafega pelo Terminal Papicu, Av. Santos Dumont, FANOR, Praia do Futuro, Praça 31 de Março e  Av. Dioguinho.

·          833 – Cidade 2000/Centro ?O trajeto inclui passagem pelaAv. Tristão Gonçalves, Av. Santos Dumont, Hospital Geral de Fortaleza, Av. Duque de Caxias, Cidade 2000 e Rua Costa Barros

·         841 – HGF/Papicu/Riomar ? O percurso inclui os seguintes locais: Terminal Papicu, Rua Des. Lauro Nogueira, Hospital Geral de Fortaleza, Rua Almeida Prado, Rua José Rangel e Rua Prisco Bezerra

· 813 – Papicu/Praia do Futuro II (aos domingos) ? Percorre a Av. Santos Dumont, Cidade 2000,  Praça 31 de Março, Av. Dioguinho, Praia do Futuro e Terminal Papicu

· 831 – Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000 (aos domingos) ? O trajeto inclui paradas no Terminal Papicu, Hospital Geral de Fortaleza,  Rua Dr. Francisco Matos, Av. Central/Cidade 2000, Av. das Graviolas e Cidade 2000.
Para quem vai seguir de carro de alguns pontos da cidade, o acesso se dá por diversas ruas importantes de Fortaleza:

· Vindo do Aterro da Praia de Iracema, a média é de 5km, no trajeto que pode ser pela Av. Engenheiro Alberto Sá, Av. César Cals ou  Av. Dolor Barreira.

· Partindo do Centro da Cidade da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, os acessos podem ser pela Rua Canuto de Aguiar ou Av. Padre Antônio Tomás, com uma média de 5,5 km.

· Saindo do Aeroporto Pinto Martins, a média é de 11,8 km pela Av. Almirante Henrique Sabóia.

· Partindo do Centro de Eventos do Ceará pela Av. Washington Soares em direção à Rua Des. Lauro Nogueira, o trajeto é de 5,3km.

· Vindo da Praça 31 de Março na Praia do Futuro, o percurso pode ser pela Av. Santos Dumont ou Av. Dioguinho, em 4,3 km.

· Partindo do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, percorre-se 7,3km via Av. Abolição.

(Diário do Nordeste)

Bancários comemoram segundo ano de isenção do IR na PLR

Os ganhos na PLR também são frutos da greve da categoria

A Convenção Coletiva de Trabalho assinada no dia 13 deste mês garantiu avanços importantes para os bancários. Além da consolidação do aumento real, da valorização dos pisos e de instrumentos mais efetivos de combate às metas, a categoria conquistou, pelo segundo ano seguido, a isenção do Imposto de Renda (IR) para quem receber até R$6 mil de participação dos lucros e resultados (PLR) e a redução para que tem vencimento a partir de R$6.500. O avanço é fruto da mobilização da categoria iniciada em 2011, numa campanha dos bancários em conjunto com metalúrgicos, químicos, petroleiros e urbanitários. Veja no quadro ao lado a redução do IR em sua PLR.
Primeira parcela
A primeira parcela da PLR começa a ser paga hoje (17) pelo Itaú e Bradesco. Já o Santander e a Caixa Econômica Federal creditam na segunda-feira, dia 20. O Banco do Brasil foi o primeiro a pagar, no último dia 13. Os bancos têm até o dia 23 de outubro para efetuar o pagamento da antecipação da PLR.
O valor da antecipação da PLR será de 54% do salário mais R$ 1.102,79, limitado a R$ 5.915,95 e ao teto de 12,8% do lucro líquido. Na mesma data, haverá, ainda, antecipação da parcela adicional. O valor será de 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2014, limitado a R$ 1.837,99.

(Sindicato dos Bancários do Rio)

PLR começa a chegar ao bolso dos bancários

São Paulo – Os bancários já estão recebendo a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O Banco do Brasil pagou no dia 13. Bradesco e Itaú creditam na sexta 17. Santander e Caixa na segunda 20. O prazo limite para todas as instituições é 23 de outubro, dez dias após a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), na segunda-feira 13. A segunda parcela deve ser creditada até 2 de março de 2015.

> Novos acordos estão assinados

O Santander se comprometeu a pagar, ainda, as diferenças salariais e dos vales, retroativas a 1º de setembro, data base da categoria. Os outros bancos ainda não anunciaram.

O reajuste conquistado para os salários foi de 8,5% (aumento real de 2,02%) e 9% para o piso (2,5% acima da inflação). Para o vale-refeição, o ganho foi maior, de 12,2% (5,5% de aumento real).

“Os bancários começam a receber o que foi resultado da luta e da nossa capacidade de negociação. Conseguimos, mesmo com uma campanha mais rápida, aumento real maior, valorização do piso, do vale-refeição e avanços importantes, por exemplo, no combate às metas”, destaca a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira.

Vale lembrar que desde 2013 os bancários têm direito à PLR sem IR com isenção até R$ 6.270 e descontos nas outras faixas. “Todos os trabalhadores pagam menos imposto”, ressalta a dirigente.

> Mais um ano de PLR sem IR para os trabalhadores

Antecipação da PLR – O valor da antecipação da PLR será de 54% do salário mais R$ 1.102,79, limitado a R$ 5.915,95 e ao teto de 12,8% do lucro líquido. Na mesma data, haverá, ainda, antecipação da parcela adicional. O valor será de 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2014, limitado a R$ 1.837,99.

Itaú – Os bancários do Itaú receberão, ainda, o Programa Complementar de Remuneração (PCR), reajustado esse ano para R$ 2.080. O montante representa 6,67% mais que o do ano passado. O PCR não pode ser descontado dos programas próprios, como Prad e Agir.

HSBC – O HSBC teve prejuízo, mas o movimento sindical garantiu o pagamento de R$ 3 mil a título de participação nos resultados do trabalho. Os funcionários devem receber R$ 2 mil até o dia 23. Os R$ 1 mil restantes serão creditados em fevereiro de 2015.

(Sindicato dos Bancários de SP)

Drogarias vão acirrar a disputa pelo mercado no Nordeste

SÃO PAULO – Após redes de supermercados e shopping centers anunciarem a expansão para o Nordeste, o setor farmacêutico também se prepara para acirrar a disputa por esse mercado. O motivo é o aumento do poder de compra da população, além do crescente interesse pelos produtos de beleza.

Com investimento em novas unidades e centros de distribuição, redes do Sudeste agora buscam uma fatia do mercado e o movimento deve afetar a rede de farmácias cearense Pague Menos, que lidera na região e hoje detém mais de 10% do mercado nacional. O Grupo DPSP, que detém as drogarias São Paulo e Pacheco, é um exemplo e desde o ano passado tem ampliado as operações na Bahia e no Recife.

Criada há três anos, após a fusão das marcas – que têm operações separadas -, a companhia já soma ao menos 25 lojas em Salvador, onde está com a Drogaria São Paulo. “Tínhamos presença muito forte na Região Sudeste, predominantemente em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Agora, começamos a atuar em outras praças para ter abrangência nacional, em médio e longo prazo”, disse ao DCI o presidente da DPSP, Gilberto Martins Ferreira.

Com a projeção de fechar o ano com 140 novas lojas das duas marcas, além de 560 novos pontos de venda até 2018, ele afirmou que o foco da companhia está no Nordeste e também Centro-Oeste, onde a DPSP passou a atuar com a Drogaria Pacheco. “No ano passado entramos em Goiânia [GO]. Este ano, no Distrito Federal”. Hoje, a empresa soma com as duas marcas ao menos 900 lojas em operação – todas próprias.

Modelo regional

De acordo com ele, o varejo farmacêutico tem migrado de um modelo regional para o nacional. E a companhia investe em um crescimento orgânico, que se tornou mais interessante economicamente, já que o Grupo pode ser mais seletivo na hora de abrir uma nova loja. “Nosso mercado é extremamente competitivo. E a preocupação está principalmente na capacitação dos funcionários, que exige uma atenção maior já que estamos falando de saúde”.

Ao mirar na crescente classe C da Região Nordeste, Ferreira destaca que as mulheres são maioria nas unidades das redes. Tanto que 30% do faturamento do Grupo já correspondem às vendas do segmento de beleza e estética. “Mesmo com um tíquete médio baixo, a categoria possui um volume de vendas importante”, conclui.

Questionado sobre a possível venda do Grupo para a empresa CVS – líder do setor nos Estados Unidos -, que estaria disposta a comprar a companhia por R$ 4,5 bilhões, o executivo disse que as informações não passam de especulação.

Vale lembrar que em fevereiro do ano passado, a CVS comprou a brasileira Onofre, que também negava as negociações. “Temos uma empresa sadia e extremamente capitalizada, além de muito assediada por fundos de investimentos. Mas não pensamos nisso agora.”

Investimento

Com mais de 1.045 lojas – 60% em São Paulo – a RaiaDrogasil é outra companhia que investirá na Região Nordeste. Com seis centros de distribuição (CD), em quatro estados da federação, a empresa irá construir um CD para atender a crescente demanda em Pernambuco.

“Será a primeira unidade na região e deverá ser aberta em Recife. Hoje, Nordeste é abastecido pelo CD de Goiânia”, ressalta o presidente da RaiaDrogasil, Marcílio Pousada.

Presente em 14 estados, ele diz que os investimentos da companhia estão direcionados para o Nordeste, onde a marca atua com um modelo que atende principalmente às classes B e C. O aumento de renda e o crescimento da taxa de envelhecimento nas cidades nordestinas foram destacados pelo executivo. “São os principais vetores de vendas para nós. Além disso, até o momento não tivemos problemas com isso na região, muito pelo contrário.”

Com projeção de abrir mais 130 lojas este ano, Pousada afirma que ao menos 80 já foram inauguradas e as outras 50 devem entrar em operação até dezembro. “O mais difícil no processo é achar o ponto e fechar o contrato, mas isso já fizemos.”

De acordo com ele, as duas redes controladas pela companhia – Droga Raia e Drogasil – têm apresentado crescimento, mas cada uma em seu mercado de atuação. Nascidas no Sudeste, a Droga Raia cresce com mais força na Região Sul, onde tem forte atuação em Curitiba (PR). Já a Drogasil está bem posicionada nos estados do Centro-Oeste e no Nordeste.

“Isso acontece por conta do posicionamento das redes, definido quando houve a fusão das marcas. A Drogasil como estava muito bem estabelecida no sul de Minas Gerais, logo estrategicamente achamos melhor subir com a marca para os outros estados”, afirmou.

Liderança

Na contramão dos concorrentes está a Pague Menos. Nascida na Região Nordeste, a companhia diz ser a única do varejo de medicamentos “com presença em todo o território nacional”, como informou o presidente da marca, Deusmar Queiróz.

Conforme o executivo, agora os investimentos da companhia estão direcionados para o Centro-Oeste, onde recentemente foi inaugurado um centro de distribuição que irá abastecer a região, o Sudeste e o Sul do País. “Esse é o maior CD de medicamentos da América Latina, com 400 mil metros cúbicos de armazenagem”, afirmou.

Com perspectivas de crescer 18% este ano, Queiróz contou que ao menos 80 novas lojas devem ser abertas até o final de 2014, sendo a projeção de terminar o ano com 730 unidades. “Vamos sair de um faturamento de R$ 3,8 bilhões em 2013 para R$ 4,4 bilhões este ano”, revelou. Para 2015, a intenção da rede é de chegar a 830 unidades.

Outra aposta da rede são produtos de marca própria, que correspondem a 5% do faturamento. A categoria de produtos de beleza e higiene tem crescido a uma taxa de 20% ao ano. Já a venda de medicamentos tem crescido menos, 15% ao ano.

(Fellipe Aquino, Portal DCI)

Tiririca sobre preconceito: ‘Não é só contra o Nordeste, é contra pobre também’

Diante da onda de comentários preconceituosos contra nordestinos nas redes sociais, Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, afirma que passou à margem da polêmica. Aos 49 anos, ele é um dos quatro nordestinos que foram eleitos para uma vaga de deputado federal por São Paulo. Cearense de Itapipoca, recebeu 1.016.796 votos neste ano, ficando em segundo lugar, atrás apenas de Celso Russomanno (PRB), e pela segunda vez rompeu a marca de um milhão de votos. Em 2010, havia sido o mais votado com 1.353.820 de votos.

Além de Tiririca, São Paulo terá somente outros três representantes nascidos na região Nordeste. Luiza Erundina (PSB), de Uirauna (Paraíba), Orlando Silva (PCdoB), de Salvador (Bahia), e Vicentinho (PT), de Santa Cruz (Rio Grande do Norte). Juntos, somaram 1.373.717 votos. Nada que apague a onda discriminatória vinda das regiões Sul e Sudeste que parece responsabilizar o eleitor nordestino pelas vitórias petistas das últimas disputas eleitorais nacionais.

Tiririca diz que não sofreu discriminação. “Para mim não atingiu nada, não. Na rua, e fizemos muitas caminhadas, não sofri com esse tipo de coisa”, garante ele. Sobre as manifestações na internet, ele explica que tem seu método próprio de lidar com a situação, busca ignorar esse tipo de expressão pública. “Não gosto de sofrer com esse tipo de coisa. Eu evito. Não quero nem ouvir e assim levamos a vida”, resume.

Tiririca ainda parece não lidar muito bem com uma contradição. Embora se venda como palhaço no horário eleitoral, abusando de seus talentos humorísticos seja na pele do personagem que lhe deu fama, seja fazendo sátiras e imitações, não gosta dessa abordagem.

O Tiririca deputado, diferentemente do Tiririca candidato, não gosta de ser tratado como palhaço. “Cheguei aqui e achavam que só seria palhaçada e com o tempo viram que não é por aí”, diz ele. Reclama que a imprensa só se interessa pelo lado cômico de sua personalidade e não dá espaço para seus planos políticos. Entretanto, é vago ao falar do assunto. Defendeu projetos que beneficiam artistas de circo e diz que agora vai além, sem entrar em detalhes. “Vamos apresentar. Vou atirar para todos os lados”, declara.

O deputado fala com bom humor sobre o processo do qual é alvo por ter usado uma música de Roberto Carlos numa paródia veiculada no horário eleitoral. Ele fez uma versão de O Portão, sucesso da dupla Roberto Carlos e Erasmo Carlos. “Não sei se ele chegou a ver (a paródia), sei que não foi ele (que entrou com a ação), mas ser processado pelo Roberto Carlos é lindo. Na audiência eu ia ficar ali ao lado dele sentado agradecendo a chance. Mas está certo, tem de pagar direitos autorais. Mas até agora não chegou nada oficialmente para mim”, afirma Tiririca.

Como o senhor analisa essa onda de preconceito contra nordestinos em função das eleições?
Tiririca - Para mim não atingiu nada, não. Na rua, e fizemos muitas caminhadas, não sofri com esse tipo de coisa.

Mas nas redes sociais houve muitas mensagens e coisas desse tipo.
Tiririca - Não acompanhei. Se houve isso, é lamentável para a gente que é nordestino. Fico triste, mas a gente sabe que existe. Não é só contra o nordeste, é contra pobre também. A gente lamenta. Não gosto de sofrer com esse tipo de coisa. Eu evito. Não quero nem ouvir e assim levamos a vida.

O senhor sentiu esse tipo de preconceito em algum momento na campanha?
Tiririca - Não. Não só na campanha, mas desde que comecei, lá com a Florentina, não sofri isso. Não sei se sou abençoado. Vim de lá e não senti isso. Não sei se é meu jeito. Fui bem recebido, São Paulo me adotou como filho e foi uma coisa linda. Diziam que era voto de protesto…

E não foi voto de protesto?
Tiririca - Acho que é protesto demais, não? Duas vezes? Acho que gostam do artista e do trabalho que fazemos aqui.

O senhor então rejeita o argumento do voto de protesto?
Tiririca - Totalmente. Não existe isso. Fui para as ruas, falei com as pessoas. Não sofri rejeição graças a Deus. Tenho de agradecer a Deus e ao povo de São Paulo e aos nordestinos que vivem em São Paulo. Um milhão de votos, pela segunda vez! Isso é a coisa mais linda. Se é protesto que venha, mas acho que é pelo trabalho que fiz. O sucesso não subiu à cabeça. E olha, sem prometer nada para ninguém, ter um milhão de votos, isso é lindo. Não fiz campanha prometendo nada.

O Roberto Carlos entrou na Justiça para tirar do ar uma de suas peças do horário eleitoral, como é que o senhor recebeu essa ação dele?
Tiririca - Não foi o Roberto Carlos, foi a gravadora dele. Não sei se ele chegou a ver, sei que não foi ele (que entrou com a ação), mas ser processado pelo Roberto Carlos é lindo. Na audiência eu ia ficar ali ao lado dele sentado agradecendo a chance. Mas está certo, tem de pagar direitos autorais. Mas até agora não chegou nada oficialmente para mim.

Durante o primeiro mandato, o senhor concentrou sua atuação com projetos voltados para artistas circenses, não conseguiu aprovar nenhum projeto, mas…
Tiririca - É bom que as pessoas saibam que dos 513 deputados aqui da Casa, só 23 conseguiram aprovar projetos. E agora vamos correr para outros lados, para outras coisas. Não vou deixar de lado os projetos voltados para os artistas de circo, mas vou ampliar. E quanto a aprovar, é algo que não depende só da gente. São 513 deputados, eu, um palhaço de circo, sou reeleito porque fui profissional. Marco, estou aqui. Votação, tudo. Não é para aparecer, sou assim. Seja comercial que vou fazer, gravação… Sou muito sistemático.

Quais serão essas novas áreas que o senhor pretende atuar?
Tiririca - Vamos apresentar. Vou atirar para todos os lados.

O senhor desenvolveu uma relação muito cordial com o Romário e ele acaba de ser eleito senador. Isso inspira o senhor a tentar uma vaga no Senado?
Tiririca - Não, não penso nisso, mas ele foi fantástico. As pessoas reconheceram o trabalho dele aqui. Tenho de dar os parabéns para ele. Ele mostrou a que veio.

Depois dessa nova votação que o senhor teve, aumenta a responsabilidade nesse segundo mandato?
Tiririca - Não. A gente já tinha essa coisa. Já sabia. Fiz muita campanha na rua, muita. Quando você vai para a rua, você sabe o que as pessoas querem.

E o que elas querem? O que as pessoas te pediam nas ruas?
Tiririca - As pessoas mais agradecem, pedem para tirar foto, ou para dizer que tinham votado em mim e que votariam de novo. Por isso que não acredito nessa coisa de voto de protesto. Tinha gente que levava segurança para a gente, nas caminhadas. Que político consegue isso? Coisa linda. Um milhão de votos não é para todo mundo.

E como o senhor acha que deve lidar com essa coisa do preconceito?
Tiririca - Trabalho. Isso sempre vai existir. Cheguei aqui e achavam que só seria palhaçada e com o tempo viram que não é por aí. Sou um cara pé no chão. Não dei carteirada em ninguém, converso com todo mundo. Vou para mais quatro anos. Meu gabinete é o mais visitado. Recebo 150 pessoas por dias aqui nas terças e quartas-feiras.

E o que as pessoas querem?
Tiririca - Elas vêm agradecer, abençoar. Recebo pai de santo que vem dar passe, pastor… tem tudo.

(Marcel Frota, IG Brasília)

 

Ancar Ivanhoe vai investir R$ 300 milhões em shoppings no Ceará

O CEO da Ancar Ivanhoe, Evandro Férrer, disse aoO POVO que o grupo pretende investir R$ 300 milhões no período de 18 meses em shoppings que opera na Região Metropolitana de Fortaleza. A empresa é responsável por North Shopping Fortaleza (Bezerra de Menezes), North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú e Via Sul Shopping. São recursos para revitalização, adequação e expansão. “Colocaremos todos eles no padrão Ancar”.

 

O North Shopping Fortaleza receberá investimento de R$ 100 milhões para revitalização. “Nesta fase inicial, o foco é trazer ainda mais conforto aos nossos clientes através da ambientação”. Praça de alimentação, mobiliário, escadas rolantes, banheiros, estacionamento e iluminação sofrerão mudanças.

 

Em uma segunda fase, cujo prazo ele não estipulou, começará projeto de expansão do shopping, que deve consumir mais R$ 100 milhões. A expansão está em fase de estudo preliminar.

 

Segundo ele, em 2015 o Grupo vai inaugurar a expansão do North Shopping Maracanaú, resultado de investimentos anunciados de R$ 100 milhões. O centro de compras vai contar com 128 lojas em 20mil m² de Área Bruta Locável (ABL).

 

Férrer desconversou sobre a possibilidade de o grupo canadense-brasileiro comprar as partes que pertencem a demais sócios. O principal é o grupo cearense SGPar. “São nossos sócios, mas não há nada concreto. Estamos abertos para expandir. Nós gostamos de ser majoritários”. A Ancar tem o controle no North Shopping Macaranaú e do Jóquei, além de metade do North Shopping Fortaleza e metade do Via Sul.

 

Sobre o boom de shoppings em Fortaleza, ele avalia que o mercado mudou muito. “Tanto que hoje ele é composto por grandes grupos nacionais ao invés de empreendedores locais”.

 

Quanto à possibilidade de o grupo investir no Interior, Férrer afirma que a Ancar Ivanhoe não tem interesse fora da Região Metropolitana. “Hoje o objetivo é investir ainda mais nos quatro empreendimentos que já temos na Região Metropolitana de Fortaleza”.

 

O Ceará é um dos mercados mais importantes para a Ancar Ivanhoe. Depois do Rio de Janeiro e de São Paulo, é o mais importante para a rede. O Estado representa quase 16% dos empreendimentos com 124.783m² de ABL.

 

O fluxo médio nos quatro shoppings é de declarados 3,6 milhões visitantes/ mês, com vendas de R$1,5 bilhão ao ano. Conforme Férrer, R$ 900 milhões do North Shopping Fortaleza, R$ 250 milhões do Jóquei, R$ 160 milhões do Maracanaú e R$ 260 milhões do Via Sul.

 

ANCAR NO CEARÁ

 

NORTH SHOPPING MARACANAÚ

Hoje o shopping possui 10 mil m² de ABL. Com a expansão prevista, passará para 128 lojas, sendo quatro âncoras e 12 megalojas e terá 20 mil m² de ABL

NORTH SHOPPING FORTALEZA

Hoje, o shopping tem 52 mil m² de ABL. A expansão está em fase de estudos preliminares

NORTH SHOPPING JÓQUEI

Inaugurado no ano passado, tem 35 mil m² de ABL

VIA SUL

Hoje, tem 35 mil m² de ABL

(Átila Varela, O Povo)

Dia do Comerciário: Comércio de Fortaleza será fechado segunda (20)

Na próxima segunda-feira (20), Dia do Comerciário, todo o comércio de Fortaleza será fechado. A data é uma celebração às lutas e conquistas da categoria e tem como objetivo ser um dia de lazer e descanso ao trabalhador do comércio da capital.

O feriado é respaldado pela Convenção Coletiva de Trabalho 2014 dos comerciários, acordado entre o Sindicato dos Comerciários de Fortaleza e o Sindilojas. O parágrafo sexto da cláusula sexagésima oitava, referente aos feriados, determina que “os estabelecimentos comerciais albergados por esta convenção não funcionarão no dia 20 de outubro de 2014, data em que se comemorará o dia do Comerciário”.

As empresas que descumprirem a Convenção estão sujeitas a penalidades como citada na cláusula sexagésima nona: “Na hipótese de violação de qualquer cláusula desta Convenção, os que derem diretamente causa à infração, acordantes – empresas ou empregados – comprovada a sua culpa ficam sujeitos a multa equivalente a um piso salarial da categoria, em favor da parte atingida pela violação”.

Fonte: Sindicato dos Comerciários de Fortaleza

Militantes ficam feridos em colisão entre dois ônibus em Fortaleza

Ônibus que levavam militantes colidiram após um carro à frente deles parar na faixa de pedestre. Dez pessoas ficaram feridas. (Foto: Marcélio Bezerra/TV Verdes Mares)

Dois ônibus que levavam militantes colidiram na manhã desta sexta-feira (17), na Avenida Alberto Craveiro, em Fortaleza. Segundo informações da Autarquia Municipal de Trânsito, 10 pessoas ficaram feridas e precisaram ser atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Segundo a AMC, o acidente aconteceu após uma motorista frear antes de uma faixa de pedestres para dar passagem a uma pessoa que atravessava a via. Um dos ônibus, que vinha logo atrás, teve de frear bruscamente, e o segundo colidiu na traseira. O trânsito não área ficou lento.

 

Irmãos Minotauro e Minotouro promovem sua academia em Fortaleza

Baianos, gêmeos, lutadores de Artes Marciais Mistas (MMA) e campeões. Os irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, no próximo sábado (18), estarão em Fortaleza para realizar o desejo e curiosidade dos fãs.

A academia “Team Nogueira” promove nesta semana o sorteio para umjantar com os lutadores. Para concorrer, as pessoas devem estar matriculadas, se matricularem ou com a renovação da matrícula. Kits também serão sorteados, e um momento será reservado para que os fãs possam bater fotos e ganhar autógrafos. O resultado da promoção sairá no mesmo dia, às 19h.

A academia faz uma série de ações para promover as lutas de Artes Marciais Mistas como esporte. Antes visto com uma resistência pela maioria do público brasileiro, hoje o MMA é um dos esportes que mais crescem no mundo, chegando, de acordo com alguns especialistas, o segundo esporte mais popular do Brasil.

De acordo com a assessoria de imprensa do evento, os atletas ficarão até terça-feira (21) na capital cearense, e ao longo dos dias, palestras, treinamentos e aulões serão realizados pelos irmãos.

Agenda de Minotauro e Minotouro

Dia 18/10 – Sábado

20:00 Chegada Minotauro/Minotouro – “Jantar com Ídolos”

Dia 19/10 – Domingo

08:30 – 13:30 Capacitação Teórica Jorge Columa
08:30 – 10:00 Presença Minotauro/Minotouro Capacitação
11:00 – 13:00 Ida Minotauro/Minotouro ao Campeonato Pan Americano de Jiu Jitsu

Dia 20/10 – Segunda feira

18:00 – 20:00 Integração Minotauro e Minotouro junto aos Alunos
19:00 – 21:00 Aulão MMA/BOXE : Rogério Minotouro
19:00 – 21:00 BJJ: Rodrigo Minotauro
19:00 – 21:00 MUAY THAI: Vander Valverde

Dia 21/10 – Terça feira

10:00 – 13:00 Visita ao Associação Peter Pan – Minotauro/Minotouro
19:00 – 20:00 Aulão de Ladies Camp com suporte do Minotauro
20:30 Noite de Autógrafos com Minotauro – Aberto ao Publico

 (Tribuna do Ceará)

Cearense Débora Coutinho vai para a próxima fase do The Voice Brasil

A cearense Débora Coutinho conquistou a vaga para a próxima fase do programa The Voice Brasil, da TV Globo. Cantando o clássico do folclore americano “The House of the Rising Sun”, ela conseguiu que Daniel e Carlinhos Brown virassem suas cadeiras.

No programa, a jovem contou que nunca tinha se inscrito por que era tímida e também nunca havia feito um show profissional. “A sua voz é sedutora, a sua pessoa também. Eu quero você”, disse Brown. Veja o vídeo da conta do Youtube de Débora:

 

(O Povo)

Nelson Martins compara reajuste do salário de bancários nos governos do PSDB e PT

foto: CONTRAF

O deputado Nelson Martins (PT) levou dados à tribuna da Assembleia para comparar os reajustes salariais dos bancários do Banco do Brasil e Caixa Econômica durante a presidência de Fernando Henrique e de Dilma e Lula. Conforme informou, nos oito anos de Fernando Henrique houve inflação acumulada de 50,8% e aumento de 11,7%. Nos 12 anos de Dilma e Lula a inflação foi de 78,1% e o aumento foi de 91,2%, representando um crescimento real do poder de compra.

O parlamentar tratou de vários assuntos no pronunciamento. Ele ressaltou ainda a agenda do Governador Cid Gomes, que está viajando por municípios do interior inaugurando adutoras e outras obras. Cid visitará hoje (17) as cidades de Varjota e Alcântaras para entregar títulos de terra e inaugurar uma adutora em Alcântaras, que leva água de Meruoca para o município. Nelson afirma que 800 mil famílias estão sendo beneficiadas no estado pelas obras das adutoras.

(Blog Política, Diário do Nordeste)

Hospital Sarah Kubitschek Fortaleza disponibiliza atendimento prioritário a bebês prematuros

Faixa prioritária vai de zero a 18 meses FOTO: DIVULGAÇÃO

Seguindo uma tendência nacional, o Hospital Sarah Kubitschek Fortaleza disponibiliza, há cerca de uma semana, atendimento prioritário a bebês prematuros de zero a 18 meses. O serviço, que pode ser agendado de forma online, visa conseguir diagnosticar possíveis complicações no decorrer do crescimento de cada um.

O atendimento ao público é gratuito, e a expectativa do hospital é de trabalhar com cerca de 20 novos bebês por mês, além daqueles que já estarão em acompanhamento. Este projeto foi feito, pioneiramente, emBrasília há um ano, depois de constatado seu bom resultado será implantado em toda a rede do Sarah Kubitschek.

No Sarah-Fortaleza os pequenos serão avaliados em equipe com a participação depediatras, fisioterapeutas, enfermeiros e psicólogos. Caso seja recomendado, podem fazer acompanhamento do desenvolvimento com a equipe junto à família.

Embora o acompanhamento seja válido em todas as etapas do desenvolvimento da criança, esta primeira fase, de zero a 18 meses, é de fundamental importância para detecção e tratamento de problemas no desenvolvimento, pois esse é um período no qual o cérebro da criança é extremamente vulnerável, mais flexível e com muita plasticidade. Quanto antes iniciar a estimulação, melhores serão os resultados obtidos.

“Assim, caso a família detecte qualquer problema na gestação, no parto ou nos primeiros dias de vida, deve trazer o bebê para seguimento, para proporcionar um desenvolvimento de todo opotencial cognitivo, motor e emocional do bebê”, enfatiza a médica Lúcia Willadino Braga, neurocientista e diretora-presidente da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação.

Para simplificar e dar celeridade nos tratamentos, as consultas podem ser marcadas pela própria família por meio do site: www.sarah.br. Crianças de outras faixas etárias e adultos com problemas neurológicos do cérebro e da medula também são atendidos no Sarah.

Outros pacientes

O Sarah Kubitschek atende em média 400 pessoas diariamente, entre consultas, exames e atividades de reabilitação. Os serviços mais procurados no hospital são a investigação, diagnóstico e reabilitação de crianças e adultos com problemas neurológicos do cérebro e da medula, tais como traumatismo crânio-encefálico, AVC, sequelas de tumores cerebrais, doença de Parkinson, lesão medular, paralisia cerebral e mielomeningocele.

Serviço:

Hospital Sarah Kubitschek Fortaleza: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 4.500 – Passaré
Site: www.sarah.br
Tel. para agendamento:
3499-4400

(Diário do Nordeste)

Ceará ocupa décima primeira posição entre as piores rodovias no País

As rodovias estaduais e federais que cortam o Estado do Ceará ocupam a décima primeira posição entre as piores do País. O levantamento foi divulgado nesta quinta, 16, na Pesquisa CNT de Rodovias 2014, realizada pela Confederação Nacional de Transportes (CNT). Um total de 25% das estradas federais e estaduais do Ceará foi classificado como sendo, de maneira geral, ruim ou péssima. A pesquisa compreende as condições de toda a malha federal pavimentada e, nas malhas estaduais, dos trechos mais relevantes para o transporte de cargas e de passageiros. 

O Estado é também o 20º colocado quando a avaliação passa a ser dar melhores estradas do Brasil. Foram considerados os seguintes aspectos para a classificação: tipo de rodovia, condição da superfície de pavimento, condição da faixa central, condição das faixas laterais, placas de limites de velocidade, placas de indicações, visibilidade das placas, legibilidade das placas. Além disso, também foram avaliados se as rodovias possuíam estrutura de apoio, como borracharia, restaurantes e lanchonetes, concessionária e oficina mecânica, além de postos de combustíveis. 

Entre os estados com melhor classificação, São Paulo ficou em primeira colocação, com 78,4% de estradas avaliadas como boas ou ótimas condições. Entre as regiões do País, o Sudeste atingiu 51,8% de rodovias melhor avaliadas. O Nordeste conquistou 34,6% das estradas na avaliação como boas ou ótimas.

 

O POVO entrou em contato com a assessoria de imprensa do Departamento Estadual de Rodovias (DER) no início da noite de ontem, mas a assessoria de imprensa informou que o titular da pasta estava viajando e em uma cidade fora da cobertura do celular. 

Melhores classificados: Estradas com melhor avaliação

 

São Paulo 78,4%

 

Rio de Janeiro 61%

Alagoas 50,3%

Paraná 49,3%

Distrito Federal 47,4%

Rio Grande do Norte 45,5%

Santa Catarina 40,3%

Espírito Santo 40,1%

Bahia 39,9%

Paraíba 39,9%

Piauí 38,9%

Mato Grosso do Sul 38%

Sergipe 37,3%

Goiás 36,9%

Rondônia 34,5%

Minas Gerais 34%

Pernambuco 28,7%

Maranhão 29,2%

Roraima 28,2%

Ceará 23,5%

Tocantins 20,9%

Mato Grosso 14,7%

Amapá 14,2%

Pará 10,4%

Amazonas 6,7%

Acre 4,3%

 

Ranking Nordeste

Alagoas 50,3%

Rio Grande do Norte 45,5%

Bahia 39,9%

Paraíba 39,9%

Piauí 38,9%

Sergipe 37,3%

Pernambuco 28,7%

Maranhão 29,2%

Ceará 23,5%

 

 

 

Piores classificados: Estradas com pior avaliação

Nordeste 25,9%

Sergipe 33,7%

 

Maranhão – 35,4%

Pernambuco – 30,5%

Paraíba – 28%

Rio Grande do Norte – 26,4%

Ceará – 25%

Alagoas – 22%

Bahia 21,4%

Piauí – 18,3%

 

Brasil:

Distrito Federal 3,7%

Mato Grosso do Sul 14,3%

Rio Grande do Sul 15,5%

Rio de Janeiro 15,8%

Paraná 17,5%

Piauí 18,3%

 

Goiás 18,6%

Bahia 21,4%

Alagoas 22%

Ceará 25%

 

Santa Catarina 25,4%

Minas Gerais 25,7%

Rio Grande do Norte 26,4%

Paraíba  28%

Espírito Santo 29,2%

Pernambuco 30,5%

Sergipe 33,7%

Amapá 33,8%

Maranhão 35,4%

Roraima 39,6%

São Paulo 4,1%

 

Mato Grosso 41,4%

Amazonas 43,5%

Tocantins 43,9%

 

Pará 59,9%

 

 

Redação O POVO Online

 

Dilma é real, Marina foi sonho, Aécio é pesadelo

Estou glosando artigo de Luís Nassif publicado no ABCD Maior algumas semanas atrás. Dizia ele que a situação do primeiro turno lembrava a de um matrimônio prolongado: a ou o consorte a gente conhece. É o caso de Dilma: a gente sabe as qualidades e os problemas. Mas, dizia ele, há quem fique sonhando com os namorados ou namoradas de antanho. Eles são sonho, não roncam, não têm manias mais etc. Dizia então: Marina (naquele momento),  é assim: um sonho a verificar. E a escolha seria então entre apostar no que se conhece ou na hipótese do sonho.

Bom, o sonho desandou. Marina tanto pulou de um lado para o outro que acabou pulando fora da disputa. Querendo agradar gregos e troianos, Malafaias e banqueiros, perdeu para Aécio, o galardão do antipetismo, que lhe tomara de início, depois da tragédia da morte de Eduardo Campos. Os votos que dele migraram para ela voltaram ao aprisco original, diante da possibilidade de que ela não mais vencesse Dilma no segundo turno.

Restou a realidade de Dilma: um projeto de longo prazo para o país, apoiado num papel pró-ativo do Estado e propulsor de políticas includentes, em todos os setores.

Problemas? Sim, problemas. Impulsionar, como já vem sendo feito, a reindustrialização do país, comprometida pela política de total “abertura dos portos” empreendida pelo PSDB nos anos FHC. Redimensionar políticas como a da reforma agrária, diante de um Congresso que lhe será mais hostil do que era. Redimensionar a iniciativa dos ministérios, dando-lhes mais autonomia. Equacionar a proposta de uma reforma política progressista, não regressiva, como querem os conservadores. E a reforma tributária? O debate será terrível, sem falar no campo das comunicações… E outros e outros.

Entretanto, em meio às dúvidas que a hipótese Dilma nos apresenta, podemos ter certeza quando às certezas que o pesadelo Aécio nos anuncia. O primeiro debate foi eloquente: entre as evasivas vieram as confirmações do pesadelo. Salário mínimo muito alto é um problema, bancos públicos devem se retrair, inclusive na manutenção das políticas sociais, o mercado deve ser a prima dona de tudo, do câmbio aos juros, da política financeira ao emprego ou desemprego. Cortes nos investimentos públicos à vista: onde? Nas políticas sociais, ora. Onde mais há para cortar?

O interessante é que este pesadelo está em curso aqui na Europa, de onde escrevo. Chama-se “política de austeridade”. Está prostrando há anos a capacidade de recuperação das economias europeias, depois da crise financeira de 2007/2008, que delapidou vários erários públicos no continente. Depois de muito tempo, como não poderia deixar de ser, a política recessiva trouxe a inundaçào às portas da fortaleza alemã.

Como a Europa ainda é a principal parceira econômica da Alemanha, a perda do poder aquisitivo (que é o que os magos do PSDB querem reimpor ao Brasil) individual e coletivo começou a manietar a indústria germânica. Menos pedidos, menos produção é igual a crescimento zero nos últimos meses. PIB em queda, de 1,7% (coisa que a mídia conservadora no Brasil qualificaria de “pífia”, se se tratasse do Brasil), para 1,2 ou 1,3% em 2014. Para a Zona do Euro, 0,8%, se tanto. E se a economia alemã de fato entrar em recessão, o resto do continente vai para a depressão.

Em suma, este é o pesadelo que Aécio, Armínio e companhia ilimitada querem importar de volta para o Brasil.

(Flávio Aguiar, Rede Brasil Atual)

Bancários do Banco do Nordeste do Brasil assinam aditivo em Fortaleza, dia 20/10

Depois de uma campanha salarial desrespeitosa, o Banco do Nordeste do Brasil anunciou que assinará, na segunda-feira (20), em Fortaleza, o acordo aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho.

Entre os itens conquistados, a convocação de 1,3 mil funcionários. O quadro de empregados saiu de 3.619, em 2001, para 6.299, no ano passado. O banco garantiu admitir 200 bancários até o fim deste ano.

O acordo a ser formalizado prevê ainda a criação de mais um nível, com promoção mediante desempenho da carteira para os gerentes de negócios do Pronaf, efetivação dos caixas substitutos e implementação imediata do ponto eletrônico e do vale-cultura.

O que ainda não foi definido é a questão do não desconto dos quatro dias parados a mais na Bahia e em outros estados. O assunto será debatido na segunda-feira (20).

Fonte: CTB

Fortaleza ganhará 10 novas lojas do Magazine Luiza

A presidente do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, disse nesta quinta-feira, 16, que a rede vai inaugurar mais 10 lojas em Fortaleza, com investimentos de R$ 2 milhões. Também está nos planos a abertura de um Centro de Distribuição no Estado, ainda sem data definida.

Segundo Luiza, a rede abrirá 35 lojas no País este ano. Um desejo da presidente do grupo é conquistar presença física no Rio de Janeiro e Espírito Santo. “Não estamos ainda no Rio de Janeiro e Espírito Santo, precisamos chegar rápido”, afirmou, em palestra durante evento da Unimed, no Rio. No entanto, a empresária disse não haver previsão para a abertura de lojas na região.

Atualmente, o Magazine Luiza possui 744 lojas em 16 estados, que empregam 24 mil funcionários. A presidente do grupo declarou que estava em período de silêncio, por causa da divulgação dos resultados do terceiro trimestre, prevista para 30 de outubro, portanto, se negou a dar mais detalhes sobre os negócios ou a avaliar a conjuntura econômica.

(Daniela Amorim, Estadão Conteúdo)

Ex-presidente do PSDB recebeu propina no caso Petrobras

Brasília – Paulo Roberto Costa, em delação premiada, apontou data e valores que teriam sido entregues ao ex-senador Sérgio Guerra (PE) para ‘travar’ CPI da Petrobras.

A informação foi dada pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em um de seus depoimentos no âmbito da delação premiada que fez perante força tarefa do Ministério Público Federal.

Guerra fez parte da Comissão Parlamentar de Inquérito. Ele morreu em março de 2014. Paulo Roberto revelou data e valores que teriam sido repassados ao então senador.

Costa disse que entregou propina para Guerra a pedido de empreiteiras que tinham interesse em neutralizar a CPI.

A delação de Costa está nas mãos do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal.

Em seus relatos, o ex-diretor da estatal petrolífera citou pelo menos 32 parlamentares que teriam sido beneficiados pelo esquema de corrupção que se instalou na Petrobras.

(Fausto Macêdo, Estadão Conteúdo)

Fortaleza receberá US$ 57 milhões para melhorar transporte

Av. Bezerra de Menezes – Fortaleza-CE

Washington – O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou nesta quinta-feira a aprovação de um empréstimo de US$ 57,9 milhões para financiar o fortalecimento da rede de transporte urbano da cidade de Fortaleza, no nordeste do Brasil.

Com 2,45 milhões de habitantes, Fortaleza é a quinta maior cidade do país e a zona urbana mais densamente povoada do Brasil, mas seu sistema de transporte público, que leva um milhão de passageiros por dia, é objeto de críticas por causa da lentidão e desordem de seus serviços, informou o BID.

O projeto ajudará “a melhorar a administração do sistema e modernizará a infraestrutura e a paisagem em torno dos corredores escolhidos”, e prevê a construção de um total de 11 quilômetros de vias prioritárias para ônibus e 22 quilômetros de ciclovias.

Além disso, se buscará reduzir os acidentes e as emissões de gases dos veículos.

O empréstimo terá um prazo de amortização de 25 anos e conta com um período de carência de cinco anos.

Os fundos de contrapartida local para o programa chegarão a US$ 57,9 milhões.

(EFE)

TRE-CE solicita ao TSE reforço da força federal para o 2º turno

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará solicitou ao TSE o envio de tropas federais para reforçar a segurança no 2º turno das eleições. O pedido foi formalizado na sessão desta quinta-feira, 16/10, pela Corte do TRE, presidida pela desembargadora Iracema do Vale.
Através do Ofício nº 3884/2014 (anexo), o TRE-CE encaminhou ao presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, “a solicitação de apoio de força federal para assegurar a normalidade da votação e apuração dos resultados relativos ao seguindo turno das eleições”, em Fortaleza e mais quatro municípios da Região Metropolitna: Caucaia, Maranguape, Maracanaú e Pacatuba.

Iniciativa

A iniciativa partiu do procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, que protocolizou no TRE o Ofício nº 9293 (anexo) do MPE, após comunicado ao tribunal na última segunda-feira. De acordo com relato do procurador, “tem-se  manifesto temor de que venha a ocorrer o cerceamento ao regular exercício das atividades policiais afetas à Polícia Militar. Bem como que novamente seja posta em prática a esdrúxula medida de fixar as viaturas em pontos base e somente permitir que ingressem em circulação a partir do que for determinado pelos órgãos de segurança pública. Por outro lado, tem-se situação de notório acirramento de ânimos considerando o engajamento em campanha eleitoral do candidato Capitão Wagner, candidato mais votado ao cargo de Deputado Estadual, opositor do grupo político liderado pelo Governador Cid Ferreira Gomes”.

A partir do pedido do MPE, a presidente do TRE-CE, desembargadora Iracema do Vale, enviou ofício ao Governador do Estado, Cid Gomes, para que ele se manifestasse sobre a necessidade do reforço de tropas federais “para garantir a lisura e a segurança do pleito”. Nesta quarta-feira, 15/10, o governador respondeu ao TRE, afirmando ser favorável à solicitação das tropas federais. No Ofício GG nº 296/2014  (anexo) ressaltou que “compreende salutar e fortalecedora a solicitação de atuação das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), no dia 26.10.2014, data do segundo turno das eleições, assim se posicionando não por todos os motivos levantados pelo Ministério Público Eleitoral, mas para que seja possível garantir, com atuação conjunta e harmoniosa, a necessária e imprescindível isenção do pleito, contribuindo assim, com suficiência, para a tranquilidade dos trabalhos eleitorais, objetivo perseguido por todos”.

Durante a sessão da Corte do TRE, nesta quinta-feira, 16/10, o procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, afirmou que, através da Procuradoria Geral da República, em Brasília, tentará ampliar a presença da força federal em mais cinco municípios cearenses –  Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Sobral e Itaitinga – além daqueles já incluídos na lista dos municípios da Região Metropolitana de Fortaleza, enviada pelo TRE-CE ao TSE, atendendo solicitação do próprio MPE.

(TRE/CE)

Camilo Santana tem 51% e Eunício Oliveira 49%, aponta pesquisa Ibope

Segundo pesquisa do Ibope, Camilo Santana (PT) tem 51% dos votos e Eunício Oliveira (PMDB) 49%. A margem de erro da pesquisa é 3 % para mais ou para menos. O Ibope ouviu 1204 eleitores, entre os dias 13 e 15 de outubro. A pesquisa foi encomendada pela televisão Verdes Mares.

Votos totais:

Se forem incluídos os votos em branco e nulos e dos eleitores que se declararam indecisos, os votos totais das pesquisa estimulada são:

Camilo Santana (PT) – 46%

Eunício Oliveira (PMDB) – 44%

Brancos / nulos / nenhum – 6%

Indecisos – 4%

O Ibope também pesquisou o índice de rejeição dos candidatos. Confira os números:

Camilo Santana (PT) – 38%

Eunício Oliveira (PMDB) – 38%

Poderiam votar em todos – 18%

Não sabem ou não responderam – 9%

(Blog do Roberto Moreira)

Bancários do BB e da Caixa jamais esquecerão 8 anos de reajuste zero no governo do PSDB

DIAS DIFÍCEIS – Protesto contra o governo FHC, em 1999. Anos de ataques do governo aos direitos dos trabalhadores, mas também de forte resistência nas ruas

Com o segundo turno definido entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) fica mais fácil o embate não somente pelas contradições do candidato tucano como pela comparação feita entre os 12 anos de governo petista com os dois governos de Fernando Henrique Cardoso (1994 a 2002). Os bancários mais antigos, especialmente dos bancos públicos, jamais esquecerão os oito anos em que as crises internacionais eram resolvidas com remédios amargos, como desemprego em massa, arrocho salarial, privatizações e até reajuste zero, como foi o caso dos funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Além disso, a categoria enfrentou a criminalização dos movimentos sindicais. Foi nesta época que os bancos passaram a utilizar os interditos proibitórios para tentar inviabilizar o movimento grevista, o que ocorre ainda hoje.
Os bancos estaduais, como Banerj e o Banespa, foram privatizados, vendidos a preço de banana. Foi uma época dura para os trabalhadores, mas, ao mesmo tempo, uma época áurea de resistência. Graças à mobilização dos sindicatos, o BB, a Caixa e a Petrobras não foram privatizados pelo governo tucano
Era Lula
Com eleição do metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, o projeto de privatização foi sepultado pela agenda do novo governo federal. A partir de 2003, a categoria bancária começou a conquistar anualmente aumento real de salário, inclusive os funcionários dos bancos públicos. No governo Dilma, as conquistam foram mantidas, não só no campo econômico, mas no avanço da democratização da atuação sindical.
Este ano, os bancários completam 11 anos com reajuste acima da inflação, uma conquista histórica.
“Quem viveu aquela época, especialmente nós, banerjianos, e os companheiros dos bancos públicos sabem que avançamos e muito. Claro que há demandas que precisam ser colocadas na mesa de negociação, como as perdas dos bancários do setor público, mas o que não podemos permitir é o retrocesso que representa o retorno do projeto neoliberal do PSDB”, disse a diretora de imprensa do Sindicato do Rio Vera Luiza.

(Bancários Rio)

Luiz Carlos Bresser-Pereira, fundador do PSDB, declara voto em Dilma

O cientista político Luiz Carlos Bresser-Pereira, um dos principais intelectuais brasileiros, que foi fundador do PSDB e ministro do governo FHC, anunciou, neste domingo, que votará na presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, é ela quem está melhor capacitada a reduzir a desigualdade social no País. Leia abaixo o artigo de Bresser-Pereira:

Meu voto em Dilma

Vou votar pela reeleição de Dilma Rousseff porque é ela quem melhor atende aos critérios que adoto para escolher o candidato à Presidência da República.

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Em 1988 fui um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira e sempre votei em seus candidatos à presidência. Mas, gradualmente, fui me afastando do partido por razões de ordem ideológica e, depois da última eleição presidencial, vendo que o partido havia dado uma forte guinada para a direita, que deixara de ser um partido de centro-esquerda, e que abandonara a perspectiva desenvolvimentista e nacional para se tornar um campeão do liberalismo econômico, desliguei-me dele. Por isso quando hoje perguntam em quem vou votar, a pergunta faz sentido.
Vou votar pela reeleição de Dilma Rousseff, não por que seu governo tenha sido bem sucedido, mas porque é ela quem melhor atende aos critérios que adoto para escolher o candidato. São dois esses critérios: quanto o candidato está comprometido com os interesses dos pobres, e quão capaz será ele e os partidos políticos que o apoiam de atender a esses interesses, promovendo o desenvolvimento econômico e a diminuição da desigualdade.
Dilma atende ao primeiro critério melhor do que Marina Silva e muito melhor do que Aécio Neves. Isto nos é dito com clareza pelas pesquisas de intenção de voto, onde ela vence na faixa dos salários mais baixos, e reflete a preferência clara pelos pobres que os três governos do PT revelaram. O mesmo se diga em relação ao segundo critério na parte referente à desigualdade. O grande avanço social ocorrido nos doze anos de governo do PT tem um valor inestimável.
Já em relação ao desafio do desenvolvimento econômico, o problema é mais complexo. Estou convencido que Dilma conhece melhor do que seus competidores quais os obstáculos maiores que vêm impedindo a retomada do desenvolvimento econômico desde que, em 1994, a alta inflação inercial foi superada. Os resultados econômicos no seu governo não foram bons, mas isto se deveu menos a suas fraquezas e erros, e, mais, ao fato que não teve as condições necessárias de enfrentar a falha de mercado estrutural que está apreciando cronicamente a taxa de câmbio e desligando as empresas competentes do país de seu mercado, e, assim, , está condenando a economia brasileira à quase-estagnação. Desde 1990-91 , ao se realizar a abertura comercial, os economistas brasileiros (inclusive eu, naquele momento) não estávamos nos dando conta que o imposto sobre exportações de commodities denominado “confisco cambial” – essencial para a neutralização da doença holandesa – estava sendo extinto. Em consequência, as empresas industriais brasileiras passavam a ter uma desvantagem (custo maior) para exportar de cerca de 25% em relação às empresas de outros países por razão exclusivamente cambial, e uma desvantagem desse valor menos a tarifa de importação (hoje, em média, de 12%) para concorrer no mercado interno com as empresas que para aqui exportam.
A esta causa estrutural de apreciação cambial (a não-neutralização da doença holandesa[*]) devem ser adicionadas duas políticas equivocadas normalmente adotadas pelos países em desenvolvimento. A política de crescimento com poupança externa (de déficit em conta-corrente) e a política de âncora cambial para controlar a inflação apreciam o câmbio no longo prazo. Elas são responsáveis por cerca de mais 10 pontos percentuais de apreciação da taxa de câmbio que devem ser somados aos 25% acima referidos. Logo, a desvantagem total das empresas brasileiras em relação às empresas de outros países que exportam para os mesmos mercados que nós é, em média, de 35% ( 25% 10%), e a desvantagem total em relação às empresas estrangeiras que exportam para o mercado brasileiro é de 23% (35% – 12%). Estas duas desvantagens desaparecem nos momentos de crise financeira, que, mais cedo ou mais tarde, decorrem necessariamente dessa sobreapreciação.
Quando digo que a presidente não teve “condições”, estou dizendo que ela não teve poder suficiente eliminar essa desvantagem competitiva de longo prazo. Ela tentou: iniciou o governo fazendo um ajuste fiscal, reduzindo os juros, e promovendo uma depreciação real de cerca de 20%. Mas ela recebeu do governo anterior, marcado pelo populismo cambial, uma taxa de câmbio brutalmente apreciada, de R$ 1,90 por dólar, a preços de hoje. Por isso, a elevação da taxa de câmbio para cerca de R$ 2,28 por dólar não foi suficiente para torná-la competitiva.
A taxa de câmbio que torna competitivas as empresas competentes existentes no Brasil (que denomino “de equilíbrio industrial”) deve estar em torno de R$ 3,00 por dólar. Em consequência desse fato e da retração da economia mundial, a depreciação não foi suficiente para levar as empresas a voltar a investir; foi, porém, suficiente para aumentar um pouco a inflação. Diante desses dois resultados negativos, os economistas do mercado financeiro e a mídia liberal gritaram, mostraram erros do governo (como o controle dos preços da eletricidade e do petróleo e a “aritmética criativa” para aumentar o superávit primário) e assim, sob forte pressão e preocupada em não ser reeleita, a presidente foi obrigada a recuar.
Mas não terão os outros dois candidatos mais importantes condições de fazer o que Dilma não fez? Estou convencido que não. Não apenas porque eles também não terão poder para enfrentar os interesses de curto prazo dos que rejeitam a depreciação cambial porque não querem ver seus salários e demais rendimentos diminuam e a inflação aumente, ainda que temporariamente. Também porque seus economistas não reconhecem o problema da doença holandesa e não são críticos das duas políticas acima referidas. Supõem, equivocadamente, que a grande sobreapreciação cambial existente no país é um problema de curto prazo, de “volatilidade cambial”. Basta ler seus programas de governo.
Terá a presidente poder suficiente para mudar esse quadro caso reeleita? É duvidoso. Ela não enfrenta apenas a oposição liberal e colonial, que é incapaz de criticar a ortodoxia liberal e não vê os conflitos entre os interesses do Brasil e a dos países ricos. A presidente enfrenta também a incompetência da grande maioria dos economistas brasileiros, que, apegados a seus livros-texto convencionais, não compreendem hoje a tese central da macroeconomia novo-desenvolvimentista (a tendência à sobreapreciação cíclica e crônica da taxa de câmbio) como não entendiam entre 1981 e 1994 a teoria da inflação inercial. Naquele tempo havia apenas oito (sim, oito) economistas que entendiam a inflação inercial. Quantos entenderão hoje os economistas que compreendem porque, deixada livre, a taxa de câmbio tende a ser sobreapreciada no longo prazo, só se depreciando bruscamente nos momentos de crise de balanço de pagamentos?
Voto pela reeleição da presidente, mas já deve estar ficando claro que não estou otimista em relação ao futuro do Brasil. Quando as elites brasileiras não conseguem sequer identificar o fato novo (mas que já tem 23 anos) que impede que o Brasil volte a crescer de maneira satisfatória desde 1990-91, como podemos pensar em retomar o desenvolvimento econômico? A esquerda associada ao PT está muda, perplexa; a direita liberal supõe que basta fazer um ajuste fiscal para resolver o problema. Embora um ajuste fiscal forte seja essencial para a política novo-desenvolvimentista de colocar os preços macroeconômicos no lugar certo, apenas esse ajuste não basta. Será necessário também baixar o nível da taxa de juros e depreciar a taxa de câmbio para que a taxa de lucro se torne satisfatória e as empresas voltem a investir. Só assim a economia brasileira deixará de estar a serviço de rentistas e financistas, como está há muito tempo, e os interesses dos empresários ou do setor produtivo da economia voltem a coincidir razoavelmente com os interesses dos trabalhadores.
A presidente tem uma famosa dificuldade de ouvir os outros, mas é dotada de coragem, determinação, espírito republicano e se orienta por um padrão moral elevado. Conta, ao seu lado, com alguns políticos de boa qualidade. Ela foi derrotada no primeiro round, mas, quem sabe, vencerá o segundo?


[*] Nota da Redação:
“Em economia, doença holandesa (do inglês Dutch disease) refere-se à relação entre a exportação de recursos naturais e o declínio do setor manufatureiro. A abundância de recursos naturais gera vantagens comparativas para o país que os possui, levando-o a se especializar na produção desses bens e a não se industrializar ou mesmo a se desindustrializar – o que, a longo prazo, inibe o processo de desenvolvimento econômico.
A expressão “doença holandesa” foi inspirada em eventos dos anos 1960, quando uma escalada dos preços do gás teve como consequência um aumento substancial das receitas de exportação dos Países Baixos e a valorização do florim (moeda da época). A valorização cambial acabou por derrubar as exportações dos demais produtos holandeses, cujos preços se tornaram menos competitivos internacionalmente, na década seguinte.” (Fonte: Wikipédia, verbete “Doença holandesa)

Confira o artigo original no Portal Metrópole: http://www.portalmetropole.com/2014/10/fundador-do-psdb-declara-voto-em-dilma.html#ixzz3GLrbbowH

VII Evangelizar é Preciso, 18 de outubro 2014, na Praia de Iracema, em Fortaleza

A Polícia Militar e a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania de Fortaleza (AMC) preparam esquema especial para a 7ª edição do Evangelizar é Preciso, que acontece no aterro da Praia de Iracema no dia 18. O encontro, que contará com a presença do padre Reginaldo Manzotti, deve receber, segundo os organizadores, cerca de um milhão de pessoas para os shows, eventos culturais, missas e orações.

A primeira atividade desta edição acontece na sexta-feira, 17, a partir das 19 horas, quando o padre Antônio Furtado presidirá a missa para os três mil voluntários. No dia 18, durante a manhã, acontecerão atividades culturais e shows. O padre Antônio Furtado, da Comunidade Shalom e organizador do encontro, também conduzirá o Terço da Misericórdia às 15 horas.

Dom José Antônio Tosi, arcebispo de Fortaleza, presidirá a celebração eucarística do evento às 17 horas. Em seguida, Reginaldo Manzotti conduzirá momento de bênção com o santíssimo sacramento. Logo após, o sacerdote apresentará o seu show “Faça-me Crer”.

O Comando de Policiamento Metropolitano atuará com 326 policiais durante o dia do evento religioso. A ação do efetivo, porém, se estenderá ainda ao dia 17. Além do aterro, o policiamento será distribuído nas ruas que dão acesso ao local, contando com o apoio de um helicóptero e da cavalaria. O Corpo de Bombeiros fornecerá viaturas de combate a incêndio, ambulância, bote de salvamento e homens de prontidão para emergências. A AMC terá 70 agentes orientando o trânsito na região. Será proibido estacionar nas proximidades do aterro e o trânsito na Avenida Historiador Raimundo Girão será bloqueado entre a Rua Ildefonso Albano e a Avenida Barão de Studart.

Evento

Para o evento, a novidade este ano é que as atividades começarão a partir das 8 horas, com alvorada de fogos. Além do padre Manzotti, as atrações são a Irmã Kelly Patrícia e a cantora Suely Façanha. Katielly Carneiro, freelancer de Publicidade e Propaganda, já foi a duas edições do encontro. Segundo ela, “o evento é muito rico em espiritualidade. O fato de ter um sacerdote à frente faz toda a diferença. Não é só um show católico, mas um momento de oração e evangelização, tanto para crianças, quanto para jovens e adultos”. 

Para quem está na organização do evento, a alegria de receber os milhares de fiéis é um dos momentos mais marcantes, segundo o padre Antônio Furtado. “Nesta edição trazemos a experiência de sete outras. A cada ano a estrutura cresce, amenizamos os problemas e superamos as dificuldades”. 

Serviço

VII Evangelizar é Preciso, com padre Reginaldo Manzotti

Quando: 18 de outubro

Onde: aterro da Praia de Iracema (aberto ao público)

Mais informações: (85) 3261 4444

 

Programação

8h – Alvorada de fogos

8h10min – Abertura oficial

8h15min – Apresentação cultural

12h – Terço Mariano – Obra Evangelizar é Preciso

12h30min – Show musical – Ana Gabriela

13h10min – Show musical – Suely Façanha

13h40min – Pregação

14h30min – Show musical – Irmã Kelly Patrícia

15h10min – Hora da Misericórdia com o padre Antonio Furtado

16h30min -Ministério Evangelizar é Preciso

17h – Missa presidida por dom José Antônio Tosi, arcebispo de Fortaleza

19h – Adoração ao Santíssimo Sacramento – padre Reginaldo Manzotti

20h – Show “Faça-me Crer”, do padre Reginaldo Manzotti

21h30min – Encerramento

(Igor Cavalcante, O Povo)

Prefeitura de Fortaleza abre concurso para assistente de educação infantil

A Prefeitura de Fortaleza divulgou edital de concurso público para 400 vagas efetivas para o cargo de assistente de educação infantil. O salário é de R$ 1.232,61 com carga horária de 240 horas mensais. Os candidatos devem ter pelo menos o Ensino Médio completo.

Prefeitura de Fortaleza
Inscrições
Até 14 de outubro
Vagas
400
Salário
R$ 1.232,61
Taxa
R$ 60
Provas
2 de novembro

 

Os interessados devem fazer a inscrição pela internet, no site do Instituto Municipal de Pesquisas Administração e Recursos Humanos (Imparh), até a meia-noite de 14 de outubro. A inscrição custa R$ 60.

A seleção do candidato é dividida em duas etapas. Em 2 de novembro, das 14h30 às 17h30, será realizada uma prova escrita. Os candidatos deverão realizar também uma prova prática e comprovação de experiência profissional.

O concurso tem validade de dois anos e pode ser prorrogado por mais dois anos.

 

(G1 Ceará)

Prefeitura de Fortaleza abre 198 novas vagas para os cursos do Pronatec

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Trabalho Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), está com inscrições abertas para novas turmas dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) Brasil sem Miséria. Estão sendo ofertadas 198 vagas de qualificação profissional para pizzaiolo, ajustador mecânico, caldeireiro, impressor de offset e mecânico de refrigeração e climatização industrial.

As inscrições podem ser realizadas em um dos 26 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) existentes em Fortaleza. Os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos: declaração com o Número de Inscrição Social (NIS), RG, CPF e comprovante de residência. Para participar, é necessário ter a partir dos 16 anos e estar cadastrado ou em processo de cadastramento no CadÚnico (Cadastro Único), mesmo que o candidato não seja beneficiário do Programa Bolsa Família ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Os alunos participantes recebem material didático e auxílio para transporte e alimentação. Os cursos gratuitos são de formação inicial e continuada, voltados para a inserção no mercado de trabalho, com duração mínima de 160 horas.

(Ceará Agora)

Mais de 50 mil ingressos vendidos para Fortaleza x Macaé

Para o jogo de volta pelo mata-mata da Série C, que decidirá o futuro do Fortaleza no Campeonato Brasileiro, a ser realizado no dia 25 de outubro, às 18 horas (horário de Fortaleza), no Castelão, já foram vendidos mais de 50 mil ingressos.

Segundo o coordenador do programa de sócios Leões do Pici, Alisson Celedonio, a expectativa do Fortaleza é de que o público confirme mesmo, às vésperas de Fortaleza x Macaé, a maior lotação da Arena Castelão (superando a final da Copa do Nordeste entre Ceará x Sport, que contou com 60.068 pagantes).

As cadeiras superiores e inferiores já estão com ingressos esgotados. Também não há mais meia entrada (foram vendidos os 40% obrigatórios). Os bilhetes que restam são para os setores Especial e Premium, nos valores respectivos de R$ 60 e R$ 100.

A venda de ingressos acontece na sede do Fortaleza e lojas oficiais do clube.

(Esportes, O Povo)

Ator Danny Glover declara apoio a Dilma Rousseff

O ator é casado há alguns meses com a pesquisadora brasileira Eliane Cavalleiro

Casado com uma brasileira, o ator norte-americano mandou uma mensagem de incentivo à candidata petista pelo Twitter. “O Brasil se tornou um exemplo para a humanidade”, escreveu

Por Redação

O ator norte-americano Danny Glover resolveu manifestar o seu apoio à presidenta e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) por meio de uma mensagem no Twitter. “O Brasil é o maior país na luta contra a pobreza e nos últimos 12 anos se tornou um exemplo para a humanidade. #Dilma13″, escreveu.

Conhecido por suas atuações em filmes como A Cor Púrpura, Ensaio sobre a Cegueira e Máquina Mortífera, Glover é casado com a professora e pesquisadora brasileira Eliane Cavalleiro, com quem atua em movimentos de luta pela igualdade racial.

Via Revista Fórum

O caso dos vídeos sobre Aécio Neves que estão sendo censurados no YouTube

O documentário “Helicoca — o helicóptero de 50 milhões de reais”, produzido pelo DCM, foi retirado do YouTube por causa de uma reivindicação de direitos autorais.

O responsável pelo pedido, um certo “Jorge Scalvini”, não existe. É um perfil fake da internet. Recorremos ao Google há uma semana, mas até agora nada. Isso é resultado de uma prática kafkiana chamada “notice and take down”, em que o autor é obrigado a provar ao YouTube que existe, enquanto o denunciante só necessita de um CPF. 

A derrubada do “Helicoca” está longe de ser um episódio isolado. Há pelo menos dois casos similares. Ambos envolvem Aécio Neves.

O primeiro é o do instigante “Liberdade, Essa Palavra”, filme sobre o qual já falei aqui. Foi o trabalho de conclusão do curso de jornalismo de Marcelo Baêta. “Liberdade…” trata da relação da imprensa mineira com o governo de Aécio em seu primeiro mandato (2003/2006).

São várias histórias sobre a pressão da administração aecista sobre jornalistas e as demissões que decorreram dela. Andrea Neves, irmã e braço direito, é um dos personagens principais. Na época, o PSDB mineiro colocou no ar uma resposta acusando Baêta de “petista” e seu trabalho de “manipulação” e “fraude”.

O original de “Liberdade, Essa Palavra” (um verso de Cecília Meireles) foi abatido do YouTube por causa de — adivinhe — reivindicação de direitos autorais.

A trajetória de “Gagged in Brazil” (“Amordaçados no Brasil”) não é muito diferente. Foi escrito e dirigido por Daniel Florêncio para a Current TV, canal por assinatura e portal da web criado por Al Gore.

Tema e período são os mesmos da obra de Baêta. Daniel mostra a cumplicidade da mídia com o projeto de poder de Aécio. Uma editora da TV Globo aparece, sem ser identificada, relatando que a emissora esperava que Aécio estivesse “do lado da Globo”.

Uma matéria no Jornal Nacional elogiava o “déficit zero” nas contas públicas do estado. Logo após a “notícia” narrada por Fátima Bernardes, entrava nos comerciais um anúncio do governo de MG repetindo quase ipsis verbis o que a âncora relatara.

“Gagged” foi ao ar na Current TV no Reino Unido e nos EUA em maio de 2008. Uma semana mais tarde, foi postado no YouTube, com legendas, e bombou em pouco tempo.

Quatro meses depois, sairia da Current.com. Florêncio — que mora em Londres há dez anos — escreveu noObservatório de Imprensa que sua editora lhe esclareceu o seguinte: “Os executivos seniors do canal nos EUA receberam cartas com severas considerações e críticas sérias em relação ao filme. As cartas foram enviadas pelo PSDB de Minas Gerais. O PSDB afirmava que meu filme tinha caráter político-partidário, que não representava a realidade no estado e questionava minha conduta ética”.

Por desejo do diretor de programação David Newman, o gerente de jornalismo Andrew Fitzgerald deu início a uma investigação. “Elaborei dossiês, contatei minhas fontes no Brasil, e escancarei meus procedimentos para Andrew Fitzgerald”, diz Daniel. Fitzgerald o avisaria, afinal, que “Gagged in Brazil” estava de volta à Current TV.

No YouTube, porém, o desfecho foi outro. No dia 3 de fevereiro deste ano, Florêncio recebeu um alerta de um desconhecido, querendo saber o que houve com o filme. Quando clicou no link, pumba!: infração de copyright, requisitado por um certo Gabriel Amâncio. Ganha um pão de queijo quem acredita que Gabriel Amâncio é um cidadão de carne, osso, miolos e músculo.

Como no caso de “Liberdade”, outras versões estavam disponíves. Mas a eliminada contava com quase meio milhão de visitas, além dos links em sites, blogs e nas redes sociais. Na internet, a relevância varia de acordo com o número de links e visitas. O objetivo era fazer com que o documentário se tornasse irrelevante no Google, Bing, Yahoo etc.

O PSDB perpetrou um vídeo-resposta a “Gagged” que explodiu milagrosamente no YouTube. Os comentários, veja só que curioso, eram de países da Ásia, África, Europa. Todos falsos. Daniel explicou a ciência por trás dessa façanha num outro filme curto, que eu posto abaixo. Basicamente, é um spam. Assista enquanto Jorge Scalvini não dá as caras.

Aécio tem processos contra Facebook, Twitter e Google. Quem o representa é o escritório de advocacia Opice Blum, tido como autoridade em direito digital. Segundo um perfil do candidato na Piauí, seu contrato é como pessoa física.

Uma advogada afirmou à revista que as ações contra buscadores fazem referência a “uma mentira que espalharam na rede dizendo que o senador é acusado em ação judicial promovida pelo Ministério Público de ter desviado 4,3 bilhões de reais”.

Foi o Opice Blum que moveu a ação contra o Twitter para descobrir os dados cadastrais de 66 contas que, supostamente, fariam parte de uma “rede virtual de disseminação de mentiras e ofensas”. Uma dessas contas é a do DCM.

Noves fora a onda de repulsa que essas arbitrariedades causam, a cada vídeo retirado aparecem outros, num efeito multiplicador. O “Helicoca”, por exemplo, tem cinco versões no YouTube no momento em que digito estas maltraçadas. Sem contar as do Vimeo e as do Daily Motion. Existem outras tantas de “Gagged” e de “Liberdade, Essa Palavra”.

Já dizia a fabulosa Hannah Arendt: “Somente quando as coisas podem ser vistas por muitas pessoas, numa variedade de aspectos, sem mudar de identidade, de sorte que os que estão à sua volta sabem que vêem o mesmo na mais completa diversidade, pode a realidade do mundo manifestar-se de maneira real e fidedigna”.

Marina Silva citava Hannah Arendt com frequência. Não sei se Aécio Neves tem ideia de quem se trata.

 

 

 

(Diário do Centro do Mundo)

 

 

 

 

 

Datafolha e Ibope divulgam pesquisas para o Governo do Ceará no 2º turno

O Datafolha e o Ibope divulgarão, nesta quinta-feira, a primeira pesquisa da corrida sucessória estadual deste segundo turno da eleição. Há muita expectativa nos comitês dos postulantes, até porque os números devem mexer com o ânimo dos militantes.

Camilo Santana, candidato petista apoiado pelos irmãos Ferreira Gomes, pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e pelo presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, ganhou o primeiro turno com 47,81% dos votos válidos.

Já o senador Eunício Oliveira, candidato a governador pelo PMDB e contando com apoio de Tasso Jereissati e do ex-governador Lúcio Alcântara, obteve 46,41% dos votos válidos.

(Eliomar de Lima)

Colunista Ricardo Noblat, de “O Globo”, afirma que Dilma venceu o debate da Band

De acordo com Ricardo Noblat, principal colunista político do jornal O Globo, Dilma Rousseff sagrou-se vitoriosa no primeiro embate do segundo turno com Aécio Neves. Em sua coluna, Noblat considera que a atual presidente usou contra o candidato tucano acusações de forte apelo popular no debate da band, realizado na noite desta terça-feira (14), e que Aécio não consegui rebatê-las devidamente.

VEJA TAMBÉM: O resumo do debate da band entre Dilma e Aécio

“Chamar Dilma de leviana ou de mentirosa não acrescenta votos a Aécio. Pode até soar como uma indelicadeza aos ouvidos mais sensíveis. Dizer que Aécio empregou parentes quando governou Minas Gerais é uma coisa que todo mundo entende e pode guardar na memória. Dizer que ele responde a processo por improbidade administrativa, também. Enumerar os escândalos do governo de Fernando Henrique que ficaram impunes, idem”

Com a coluna que coloca Dilma como vencedora do debate da Band, Noblat, que geralmente é o primeiro blogueiro destacado no site do jornal O Globo, foi ocultado da página, que relaciona nesta manhã oito colunistas. Noblat não está entre eles. Veja o print da página abaixo:

Leia abaixo a íntegra do texto do blogueiro de O Globo, Ricardo Noblat:

Dilma venceu Aécio no debate da Rede Bandeirantes

Como conseguiu enfrentar Aécio de igual para igual, Dilma ganhou o debate de ontem à noite na Rede Bandeirantes de Televisão.

Confesse, seja você PSDB ou PT: você torcia por uma derrota de Dilma. Você temia uma derrota de Dilma.

Quem foi capaz de imaginar que Dilma atacaria com esmero e se defenderia com eficiência? Ou que deixaria Aécio, em mais de uma ocasião, acuado?

É por isso que digo que ela ganhou o primeiro dos quatro debates de televisão do segundo turno da eleição presidencial.

Onde estava a Dilma de raciocínio confuso? Apareceu – e rapidamente – duas ou três vezes, se tanto.

Onde estava a Dilma que não consegue dizer algo com começo, meio e fim? Surpreendentemente ficou em casa.

Onde estava a Dilma que aprecia citar um monte de números? Recebeu uma lavagem cerebral e esqueceu os números.

Aécio não esteve mal. Apenas foi surpreendido por uma Dilma que fez direitinho seu dever de casa com o marqueteiro João Santana.

Chamar Dilma de leviana ou de mentirosa não acrescenta votos a Aécio. Pode até soar como uma indelicadeza aos ouvidos mais sensíveis.

Dizer que Aécio empregou parentes quando governou Minas Gerais é uma coisa que todo mundo entende e pode guardar na memória.

Dizer que ele responde a processo por improbidade administrativa, também. Enumerar os escândalos do governo de Fernando Henrique que ficaram impunes, idem.

Dilma sapecou em Aécio acusações de forte apelo popular. A recíproca não foi verdadeira.

O Aécio à vontade, leve, livre e solto do debate da Rede Globo de Televisão no primeiro turno, faltou ao debate da Bandeirantes.

Nesta quinta-feira haverá outro – o do SBT. No próximo domingo, o da Rede Record. O da Globo ocorrerá na antevéspera do dia da eleição.

Para quem torce por um lado ou pelo outro, haja coração!

Atualização (10h:55min). A coluna de Ricardo Noblat voltou à página inicial do site do jornal O Globo.

com informações de 247

Universidade Federal de Pernambuco fará cirurgias de mudança de sexo pelo SUS

Da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas
Roberta Close fez uma cirurgia de redesignação sexual, em 1989, na Inglaterra.

O Ministério da Saúde habilitou o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Recife, a oferecer atenção especializada no atendimento a transexuais para mudança de sexo.

A habilitação foi publicada hoje (14) no Diário Oficial da União  e leva em conta critérios definidos pelo ministério, em 2013, para o atendimento de transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS), como a capacitação de profissionais para garantir tratamento humanizado e sem discriminação a esses pacientes.

O Hospital das Clínicas da UFPE já faz cirurgias de mudança de sexo, mas o serviço foi interrompido para a reformulação do atendimento e adequação às novas diretrizes do Ministério da Saúde.

As diretrizes em vigor para o atendimento a transexuais definem que os pacientes têm direito à atenção especializada com profissionais das áreas de endocrinologia, ginecologia, urologia, além de obstetras, cirurgiões plásticos, psicólogos, psiquiatras, enfermeiros e assistentes sociais.

De acordo com a portaria que habilita o hospital, assinada pelo secretário de Atenção à Saúde, Fausto Pereira dos Santos, “o custeio do impacto financeiro gerado por esta habilitação correrá por conta do orçamento do Ministério da Saúde”.

Mark Zuckerberg doa US$ 25 milhões para barrar o Ebola

São Paulo – Diante da ameaça do vírus Ebola, que já matou mais de 4 mil pessoas no mundo, a maioria na África, o fundador do Facebook Mark Zuckerberg decidiu doar 25 milhões de dólares para ajudar a conter os estragos da doença.

O anúncio da boa ação foi feito em sua conta na rede social, nesta terça-feira. Segundo a postagem, ele e Priscilla Chan, sua esposa, estão direcionando o valor para a Fundação dos Centros para Controle de Doenças (Centers for Disease Control Foundation, em inglês) nos Estados Unidos.

Ele ressaltou a importância de controlar o Ebola o quanto antes, para que ele não se tranforme em um problema de escala global, como a Aids e a poliomielite. Com o dinheiro, ele espera que a fundação monte centros de cuidados, treine pessoal de apoio, consiga identificar novos casos e busque uma saída para o problema.

Zuckerberg já tem um histórico louvável de filantropia. No início deste ano, o bilionário se revelou o maior doador de dinheiro dos Estados Unidos, segundo a revista The Chronicle of Philanthropy. Junto com sua esposa, o jovem doou 3,4 bilhões de dólares a instituições de caridade no país, em 2013.

Recentemente, ele também se engajou na campanha do desafio do balde de gelo, que angariava doações para pesquisas sobre o ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica).

Veja a seguir o comunicado completo:

“Priscilla e eu estamos doando US$25 milhões para a Fundação dos Centros para Controle de Doenças para ajudar a combater o Ebola.

A epidemia de Ebola está em um ponto crítico. Ele infectou 8.400 pessoas até agora, mas está se espalhando muito rapidamente e projeções sugerem que poderia afetar 1 milhão de pessoas ou mais nos próximos meses se não for dirigido.

Nós precisamos colocar o Ebola sob controle logo para que ele não se espalhe mais e se torne uma crise global no longo prazo, com a qual teremos que lutar por décadas em larga escala, como HIV e pólio.

Nós acreditamos que nossa doação é a maneira mais rápida de fortalecer o CDC e os especialistas nessa área para prevenir esse resultado.

Doações como esta ajudam diretamente o correspondentes da linha de frente em seu trabalho heroico. Essas pessoas estão em campo criando centros de cuidados, treinando trabalhadores locais, identificando casos de Ebola e muito mais.

Nós estamos esperançosos de que isto irá ajudar a salvar vidas e colocar este surto sob controle.

Para aprender mais sobre a luta contra o Ebola: http://www.cdcfoundation.org/ebola-outbreak”

(Exame)

RaiaDrogasil deve ter centro de distribuição no Nordeste

São Paulo – A RaiaDrogasil deve inaugurar seu primeiro centro de distribuição na região Nordeste no próximo ano, afirmou o presidente da companhia, Marcílio Pousada.

De acordo com o executivo, a instalação deve ficar em Recife, embora os detalhes finais do contrato para uso de um terreno na capital de Pernambuco ainda não estejam definidos.

O centro de distribuição deve facilitar a expansão em número de lojas da companhia nos estados nordestinos. Até hoje, diz Pousada, as lojas da região têm sido abastecidas com mercadorias vindas do Centro-Oeste ou do Sudeste.

Durante congresso que reuniu executivos do varejofarmacêutico em São Paulo, Pousada reforçou a expectativa da companhia de abrir 130 novas lojas este ano.

Até o momento, 80 unidades já foram inauguradas. Para o próximo ano, o executivo declarou que este ritmo de expansão pode ser mantido.

“Não damos um guidance (meta), mas é um ritmo que consideramos adequado”, completou.

(Exame)

Cúpula da Rede deixa partido denunciando que ele se tornou mercadoria à venda

Jornal GGN – Sete coordenadores do Rede Sustentabilidade em São Paulo saíram do partido em protesto à adesão de Marina Silva à candidatura de Aécio Neves. São eles os coordenadores executivos Valfredo Pires e Marcelo Pilon; os coordenadores de comunicação Emílio Franco e Renato Ribeiro; os coordenadores de finanças Gérson Moura e Marcelo Saes e o coordenador de organização Washington Carvalho.

No manifesto divulgado dizem que “Um apoio, explícito ou velado, por parte da Rede a qualquer um dos candidatos finalistas reforça o argumento daqueles que acusam a sigla de ser mais do mesmo, de ser só uma nova roupagem para a velha e corrupta política que tanto nos dispusemos a combater”.

Na parte mais dura do manifesto, o grupos salienta que  “As nossas esperanças de um Brasil mais justo, mais ético e mais sustentável mostraram-se como mercadorias, à venda por promessas que não surtirão resultados a médio e a longo prazo”.

 

Da Folha

Apoio a Aécio provoca debandada na cúpula da Rede em São Paulo

Em carta, sete coordenadores do partido pediram renúncia de suas atribuições

GUSTAVO URIBEDE SÃO PAULO

O apoio da ex-senadora Marina Silva (PSB) ao candidato do PSDB à sucessão presidencial, Aécio Neves, causou uma debandada na Executiva Estadual da Rede em São Paulo.

Em carta divulgada nesta segunda-feira (13) sete coordenadores do partido, que não conseguiu autorização na Justiça Eleitoral e foi abrigado pelo PSB na disputa eleitoral deste ano, pediram renúncia de suas atribuições no comando estadual.

No texto, o grupo afirma que o apoio a qualquer um dos candidatos à sucessão presidencial neste segundo turno reforça a polarização entre PT e PSDB, criticada pela Rede no primeiro turno da disputa eleitoral.

“Um apoio, explícito ou velado, por parte da Rede a qualquer um dos candidatos finalistas reforça o argumento daqueles que acusam a sigla de ser mais do mesmo, de ser só uma nova roupagem para a velha e corrupta política que tanto nos dispusemos a combater”, disse.

Em uma crítica ao PSDB, o grupo afirma que não pode servir indiretamente a um projeto de poder que “já foi testado” e com o qual não concorda. Ele ressalta ainda que não responderá pelo “assassinato” de ideais e princípios que o atraíram à Rede.

“As nossas esperanças de um Brasil mais justo, mais ético e mais sustentável mostraram-se como mercadorias, à venda por promessas que não surtirão resultados a médio e a longo prazo”, ressaltou.

Ao todo, deixaram a Executiva da Rede em São Paulo os coordenadores executivos Valfredo Pires e Marcelo Pilon; os coordenadores de comunicação Emílio Franco e Renato Ribeiro; os coordenadores de finanças Gérson Moura e Marcelo Saes e o coordenador de organização Washington Carvalho.

“No primeiro turno, a Rede tinha como discurso sair da polarização entre PSDB e PT. E, agora, quebra-se essa posição”, criticou Pires.

Em nota divulgada na última sexta-feira (10) a Executiva Nacional da Rede manifestou como legítimos no segundo turno os votos de seus militantes “em branco, nulo ou em Aécio Neves”.

O porta-voz da Rede em São Paulo Alexandre Zeitune lamentou o desligamento dos coordenadores do comando estadual do partido.

“A Rede esclarece que, apesar da tentativa de construir um diálogo com respeito a opiniões diversas, não foi possível se chegar a um consenso”, afirmou, por meio de nota.

Economistas lançam manifesto de apoio à reeleição de Dilma

Marina da Conceição Tavares, professora emérita da UFRJ e Unicamp, assina o documento

Jornal GGN – Um grupo de economistas, professores e pesquisadores de diversas faculdades do país, se reuniu para apoiar a candidatura de Dilma Rousseff. “O que está em jogo nesta eleição é a volta ao passado ou a continuidade do modelo que abre as portas do futuro. É a opção entre as políticas que serviram para perpetuar as desigualdades e o modelo que contribuiu para aprofundar a democracia, trazendo à luz milhões de novos cidadãos”, diz o manifesto.

Economistas com Dilma: “O Brasil não quer voltar atrás”

Do Brasil Debate

O que está em jogo nesta eleição é a volta ao passado ou a continuidade do modelo que abre as portas do futuro. É a opção entre as políticas que serviram para perpetuar as desigualdades e o modelo que contribuiu para aprofundar a democracia, trazendo à luz milhões de novos cidadãos

O Brasil está vivendo uma profunda transformação social que interrompeu o ciclo histórico da desigualdade no País. Nos últimos 12 anos, dezenas de milhões de pessoas tiveram acesso à economia formal e conquistaram um novo patamar de cidadania. Na base dessa transformação está o modelo de desenvolvimento econômico com inclusão social iniciado no governo do presidente Lula e que prossegue no governo da presidenta Dilma Rousseff.

Este modelo ampliou o acesso ao emprego, ao crédito e ao consumo. Combinado com a valorização dos salários e a transferência de renda, dinamizou o mercado interno, estimulou o investimento e promoveu o crescimento econômico, beneficiando a sociedade como um todo. A nova dinâmica da economia permitiu aumentar os investimentos sociais e em infraestrutura. O Brasil tornou-se mais robusto diante das oscilações internacionais.

Mesmo no contexto econômico global mais adverso dos últimos tempos, o governo Dilma manteve seu foco no aumento do bem-estar da população, com ênfase na promoção da igualdade de oportunidades, para que todos possam progredir e realizar seus sonhos e aspirações. Em quatro anos, foram criados 5,5 milhões de empregos formais e a renda das famílias continuou a crescer.

Dificuldades conjunturais existem e devem ser enfrentadas com firmeza; fazendo correções e ajustes sempre que necessário. Mas não podem servir de pretexto para um retorno às políticas econômicas do passado, que se voltavam apenas para uma parcela da população e, diante dos problemas, impunham à maioria o preço da recessão, do desemprego, do arrocho salarial e do corte dos investimentos sociais.

Nos governos Lula e Dilma, a garantia da estabilidade econômica sempre esteve associada ao objetivo de promover o crescimento econômico, com geração de emprego e renda, e a superação das desigualdades sociais e regionais. Essa é a diferença essencial em relação ao modelo anterior, representado pela candidatura do PSDB.

O que está em jogo nesta eleição é a volta ao passado ou a continuidade do modelo que abre as portas do futuro. É a opção entre as políticas que serviram para perpetuar as desigualdades e o modelo que contribuiu para aprofundar a democracia, trazendo à luz milhões de novos cidadãos.

Quem reduziu a pobreza e a desigualdade de renda tem mais capacidade de avançar no processo de inclusão social. Quem aumentou a geração de empregos e ampliou o acesso ao crédito tem mais capacidade de fazer o País crescer. Quem investiu no futuro, duplicando para sete milhões o número de vagas no ensino superior, é capaz de continuar mudando o Brasil e dialogar com demandas sociais crescentes e justas.

Quem construiu as bases de um novo ciclo de desenvolvimento é capaz de conduzir o Brasil nessa nova etapa. Quem democratizou a oferta de oportunidades, criando os alicerces de uma Nação mais justa, é que pode manter o País unido e superar os desafios do momento, sem deixar nenhum brasileiro para trás.

Para o Brasil continuar avançando, com democracia e desenvolvimento econômico para todos, apoiamos a reeleição da Presidenta DILMA ROUSSEFF.

Dê seu apoio, colocando nome e local de trabalho em: economistascomdilma@gmail.com

Lista de Apoio Inicial

Maria da Conceição Tavares, Professora Emérita da UFRJ e Unicamp

Luiz Gonzaga Belluzzo, Professor da FACAMP e UNICAMP

Nelson Barbosa, Professor e Pesquisador da FGV e Professor da UFRJ

Ricardo Carneiro, Professor UNICAMP e Diretor do BID

Fabricio Augusto de Oliveira, Professor da UFMG

José Flores Fernandes Filho, Professor do Instituto de Economia da UFU

Lauro Mattei – Professor Universidade Federal de Santa Catarina

Márcio Pochmann, Professor da Unicamp

Ana Maria de Paiva Franco, Professora IE, Universidade Federal de Uberlândia

Clemente Ganz, Economista do DIEESE

Jorge Mattoso, Professor da Unicamp

Fórum Nacional de Educação Inclusiva declara voto em Dilma

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Jornal GGN – O Fórum Nacional de Educação Inclusiva emitiu uma nota, nesta terça (14), declarando apoio à reelição da presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o texto, os avanços na área foram conquistados apenas durante os governos Lula e Dilma. A nota sublinha a dedicação dos dois governantes em garantir educação inclusiva desde a creche até o ensino técnico e superior. O GGN reproduz o informe abaixo:

Nota do Fórum Nacional de Educação Inclusiva em apoio à Dilma

O Fórum Nacional de Educação Inclusiva vem a público manifestar apoio à candidatura de Dilma Rousseff, por acreditar na construção da cultura inclusiva em uma sociedade mais justa e igualitária. Nos últimos 12 anos caminhamos e avançamos na promoção da acessibilidade e na garantia do acesso e permanência na educação para uma população historicamente excluída e discriminada, as pessoas com deficiência, que, de acordo com o censo do IBGE 2010 somam aproximadamente 45.000.000 de cidadãos, residentes nas 5 regiões do país.

Reconhecemos que muito ainda há por fazer na educação inclusiva e, por este motivo, não podemos sequer conceber políticas de governo que imponham retrocessos aos avanços duramente conquistados pela sociedade civil organizada. O Governo Federal instituiu políticas que promoveram o exercício da cidadania para pessoas com deficiência, entre elas o Programa BPC na Escola e o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência: Viver Sem Limite, que integra ações de 17 ministérios e tem quatro fortes eixos de atuação: acesso à educação, atenção à saúde, inclusão social e acessibilidade.

Enfatizamos os avanços das políticas públicas de educação inclusiva, pois a Educação finalmente foi garantida à população com deficiência como direito fundamental central, ou seja, direito imprescindível para o exercício dos demais. O governo federal instituiu políticas públicas estruturantes, objetivando assegurar o direito das pessoas com deficiência à educação. E podemos assegurar que avançamos, sim:

Foi implementado desde 2003 o Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, que promove, dentre outras ações, formações de professores em todo o país.

A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva completou cinco anos de existência e muitas conquistas.

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) foi normatizado como um serviço complementar ou suplementar escolarização, fazendo surgir na educação brasileira uma nova figura, do professor de AEE, que atua no sentido de apoiar o processo de inclusão dos estudantes na escola comum.

Foi instituído o Projeto Educação Infantil 100% Inclusiva, que oferta apoio técnico para que os municípios criem seus planos de ação para efetivar a matrícula de bebês e crianças pequenas com deficiência na rede regular de ensino.

Por meio do Fundeb, foi criada a dupla matrícula de estudantes com deficiência, dobrando o financiamento referente à escolarização e ao atendimento educacional especializado;

42 mil escolas foram beneficiadas com salas de recursos multifuncionais, a fim de apoiar a organização e oferta do atendimento educacional especializado;

57.500 escolas receberam do Ministério da Educação recursos financeiros para a promoção de acessibilidade arquitetônica;

Foram adquiridos 1.366 veículos para transporte escolar acessível, favorecendo 994 municípios brasileiros e cerca de 31.418 estudantes;

Foram criados 30 cursos de Letras/Libras, disponibilizando, anualmente, 2.250 vagas para formação de professores, tradutores e intérpretes da LIBRAS;

Foi instituído o exame nacional de proficiência em Libras – PROLIBRAS, que certificou 6.500 profissionais para o ensino, a tradução e interpretação da LIBRAS;

Foram ofertadas 98.500 vagas em cursos de especialização e aperfeiçoamento, em instituições públicas de educação superior, para professores que atuam em escolas públicas com matrículas de estudantes com deficiência;

Foram disponibilizados no âmbito dos programas nacionais de material didático, 114 títulos em braile e 383 títulos em Mecdaisy, atendendo 5.818 estudantes cegos, matriculados em escolas públicas de educação básica.

Foram disponibilizados, ainda, 13 Títulos em LIBRAS/Língua Portuguesa, além de 11.000 exemplares do Dicionário Trilíngue – LIBRAS/Português/Inglês, beneficiando cerca de 24.323 estudantes surdos, matriculados em escolas públicas de educação básica;

Foi financiada pelo MEC a criação de 30 Centros de Formação de Profissionais da Educação e de Atendimento das Pessoas com Surdez – CAS, bem como, a criação de 55 Centros de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual – CAP, abrangendo todas as unidades da federação;

Foram instituídos e financiados pelo MEC os Núcleos de Acessibilidade em todas as instituições federais de educação superior, visando garantir as condições de acesso, participação e aprendizagem das pessoas com deficiência.;

A implementação dessas ações resultou no crescimento de 347% do número de matrículas de pessoas com deficiência em classes comuns da educação básica, que saiu de 145.141 em 2003, chegando a 648.921 em 2013;

Na educação superior, houve aumento de 475% no acesso, saindo de 5.078, em 2003, atingindo 29.221, em 2013.

Neste governo foi criado o PRONATEC – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, com a oferta meta de oferta de 150.000 vagas ainda neste ano de 2014

Os beneficiários do Programa BPC na Escola sairiam da invisibilidade para a vida em sociedade, com direitos respeitados para além da educação. São pessoas de 0 a 18 anos com deficiência que hoje exercem a cidadania e têm direito ao presente e ao futuro, que já estão ou estarão um dia no mercado de trabalho, direito que lhes era negado.

HOJE, 77% DAS MATRÍCULAS DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA ESTÃO NA ESCOLA COMUM. NOSSA META É CHEGAR A 100%.

Afirmamos ainda que a universalização do acesso à educação jamais foi bandeira do candidato do partido que se opõe à candidatura de Dilma. Na verdade, são eles que tentam, a todo custo, impedir que a educação também seja direito de todas as pessoas com deficiência, impondo restrições e, por consequência, a hierarquização de seres humanos. Com a nossa luta conquistamos muito, e sabemos quem é quem.

Pelo acima exposto, pelo direito ao exercício da cidadania, pelo direito à esperança e aos sonhos, e por muito mais, manifestamos o nosso apoio a Dilma Rousseff, porque queremos que as políticas públicas de inclusão educacional sejam aprofundadas e por que não há espaço para retrocesso.

Porque tivemos avanços que só foram possíveis nos governos Lula e Dilma Rousseff.

Porque foi no Governo do PT que a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência foi ratificada pelo decreto Executivo 6.949/09 e hoje é norma constitucional.

E porque é com este governo que estamos construindo a cultura da inclusão em creches, escolas de educação infantil, ensino fundamental, ensino técnico profissionalizante e universidades das 5 regiões do pais.

Sim! Apoiamos quem trabalha pela construção de uma educação 100% inclusiva, em todas as etapas, modalidades e níveis de ensino. Estamos com Dilma Rousseff para continuar avançando.

Educação inclusiva é justiça social, dignidade, sustentabilidade, combate ao preconceito e à discriminação. Educação Inclusiva é construção da cultura de paz.

Para mais mudanças, vamos em frente com Dilma 13!

Razões para voto em Dilma vão além do Bolsa Família

Jornal GGN – A equipe de reportagem da BBC foi ao Piauí tentar entender os votos de Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno da eleição presidencial. No local, a petista superou os adversários Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB).

Ao veículo, os morados relataram que há inúmeros programas que mudaram a vida da comunidade, não só o Bolsa Família. A chegada de luz às residências, a construção de cisternas para garantir acesso perene à água, o crédito fácil para que pudessem adquirir geladeira, fogão e televisão são alguns dos méritos das gestões petistas, desde Lula.

O contraponto fica por conta da saúde. Segundo alguns moradores, o programa Mais Médico não surtiu efeitos na região. Ainda faltam profissionais – há relatos de que só há atendimento uma vez por semana – e a dificuldade para marcar exames ainda é grande. A reportagem “No Piauí, razões para voto em Dilma vão muito além do Bolsa Família” pode ser lida aqui.

Ao GGN, o leitor Zonic observou que “o mais curioso é que a BBC Brasil está inserida no UOL, e a mesmíssima reportagem tem uma manchete negativa, que influencia quem não para para analisar o que está escrito.” O título, nesse caso, é “Em região mais pobre do Brasil, saúde é crítica isolada a gestões do PT”.

Cruz Vermelha corre risco de fechar por não responder à crise de corrupção

Do Estadão

A Cruz Vermelha brasileira corre o risco de ser suspensa da Federação Internacional da Cruz Vermelha se não der uma resposta à crise de corrupção descoberta na entidade. A informação é de Matthias Schmale, subsecretário-geral da Federação Internacional da Cruz Vermelha. Ele afirmou ao Estado que, na semana passada, uma missão da entidade foi enviada ao Brasil para reuniões.

Segundo ele, uma “chance” está sendo dada aos representantes brasileiros da instituição para que provem que estão dispostos a lutar contra a corrupção da administração que os precedeu. Mas, se nos próximos meses nada for feito para remediar a situação, a instituição com sede em Genebra já fala em suspensão, algo que só esteve perto de acontecer com a África do Sul durante o regime do apartheid.

Auditoria encomendada pela própria entidade foi concluída em maio deste ano com indícios de desvio de pelo menos R$ 25 milhões arrecadados com donativos e repasses públicos para ajudar vítimas de catástrofes, entre 2010 e 2012. Os responsáveis já foram afastados.

Schmale afirmou que a atual gestão da Cruz Vermelha no Brasil se comprometeu a agir e corrigir as falhas. Genebra assinou um compromisso formal com a entidade brasileira, estipulando que o dinheiro desviado seja recuperado. “A liderança da Cruz Vermelha no Brasil se comprometeu a devolver o dinheiro a quem fez as doações ou a destinar o volume às populações que precisavam ser ajudadas”, explicou o número 2 da entidade em Genebra.

A organização ainda quer que os responsáveis sejam levados à Justiça no Brasil. “Estamos dando uma chance e torcendo para que tudo seja feito. Mas, se nada acontecer, não vamos ter alternativa”, indicou.

“Uma das opções seria a suspensão, o que indica que os brasileiros não poderiam participar de nossas assembleias mundiais e seriam cortados do financiamento internacional”, destacou. Questionado sobre quanto tempo a nova direção teria para agir, Schmale não deu um prazo. Mas alertou: “O tempo está se esgotando”.

Outro lado. Para a Cruz Vermelha Brasileira, a suspensão da Federação Internacional seria “improcedente”, já que representantes da entidade internacional estiveram no País recentemente e “saíram com uma mensagem de confiança”.

“O Comitê de Mediação e Cumprimento (órgão encarregado de verificar denúncias) visitou nossas filiais, acompanhou nosso trabalho e saiu daqui sem notícia de que isso (suspensão) pudesse acontecer. Nos últimos dois anos, estamos unidos em uma tentativa de soerguer a Cruz Vermelha brasileira”, afirmou o secretário-geral do órgão nacional, coronel Paulo Roberto Costa e Silva.

Segundo ele, desde a auditoria, a unidade brasileira faz um “saneamento financeiro” na sede e nas filiais. Costa e Silva afirmou que, em maio deste ano, entregou cópias da conclusão da auditoria para a Delegacia Fazendária, o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Rio, que investigam denúncias de desvio de verbas.

Polícia Civil desarticula quadrilha de aborto clandestino do Rio de Janeiro

Jornal GGN - A Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagrou uma operação para prender envolvidos na prática de aborto clandestino. Entre eles, o médico Aloísio Soares Guimarães, que possui acusações acerca da atividade ilegal desde 1962. Segundo dados publicados pelo Estadão, uma quadrilha que atuava em núcleos interconectados acumulavam lucros de até R$ 300 mil por mês. Há relatos de que uma jovem de 13 anos tenha sido atendida. Menores de idade chegavam a pagar R$ 7,5 mil pelo procedimento. De acordo com a Polícia Civil, as pacientes que colaborarem com a investigação podem receber perdão judicial.

Polícia faz operação no Rio para desarticular quadrilha de aborto

Do Estadão

A Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol) realiza nesta terça-feira, 14, a maior operação de combate a quadrilhas que praticam aborto no Brasil. Até as 11h30, 56 pessoas foram presas por envolvimento no esquema, sendo seis policiais civis, três policiais militares, seis médicos, um bombeiro militar, um sargento do Exército e dois advogados. Cinco membros da suposta quadrilha já estavam detidos por outras investigações.

Medicamentos, uma série de documentos e R$ 532 mil em dinheiro, entre notas de reais e dólares, também foram apreendidos. Na casa do médico Aloísio Soares Guimarães, um dos chefes da quadrilha, foi encontrado um extrato de uma conta na Suíça com pelo menos US$ 5 milhões. De acordo com o delegado Felipe Bittencourt do Vale, a primeira anotação criminal de Guimarães por aborto foi em 1962.

A quadrilha era dividida em sete núcleos, cada um com uma clínica, a maioria delas com endereço fixo. Diversos integrantes da quadrilha têm passagem por dois ou mais núcleos. “As clínicas eram independentes, cada uma com área de atuação bem definida e não competiam entre si, até porque a demanda era maior do que a oferta. Algumas clínicas chegavam a limitar a quantidade de abortos por dia”, disse a polícia.

A quadrilha agia na capital e poderia estender a atuação para cidades da Região Metropolitana Fluminense. Menores de idade pagavam mais caro e os valores poderiam chegar a R$ 7,5 mil por procedimento, dependendo da fase da gravidez. Nas investigações, os policiais identificaram que uma menina de 13 anos foi submetida a um procedimento abortivo. Também há casos de mulheres que passaram por microcirurgias em abortos tardios (até sete meses de gestação).

Cada núcleo faturava até R$ 300 mil por mês. Somente na clínica de Bonsucesso, os policiais encontraram documentos que identificam cerca de dois mil abortos realizados entre outubro de 2012 e esta terça. A receita acumulada ultrapassa os R$ 2,7 milhões.

“A sensação de impunidade e a alta lucratividade fazia com que eles continuassem com os procedimentos abortivos”, explicou o delegado Vale.

Grávidas de outros Estados também eram atendidas, sempre em locais sem condições mínimas de higiene e salubridade, expondo a integridade física e a saúde das mulheres. Alguns procedimentos eram realizados nas casas de integrantes da quadrilha para dificultar o trabalho policial. Depois de realizado o procedimento, eram feitas revisões médicas para que as mulheres não procurassem clínicas públicas ou particulares em caso de complicação, pois o aborto poderia ser constatado.

“Essas pessoas construíram verdadeiras fábricas de aborto. Os tratamentos abortivos eram desumanos e os locais eram açougues humanos”, disse o delegado Glaudiston Galeano, que também responde pela operação. A médica Ana Maria Barbosa, por exemplo, foi presa pela primeira vez em 2001 e denunciada pelo Ministério Público do Rio por praticar 6.352 abortos.

“Eles (os médicos) largaram a (prática legal da) Medicina e passaram a praticar procedimentos abortivos”, afirmou o delegado Vale. A exceção era o médico Carlos Eduardo Pinto, que exercia a Medicina na cidade de Cruzeiro, em São Paulo, e praticava abortos no Rio.

Ao todo, serão cumpridos 75 mandados de prisão preventiva e 118 de busca e apreensão. Até agora, 37 mulheres denunciaram os procedimentos ilegais. Todos os envolvidos serão denunciados por estes 37 procedimentos. “A legislação ainda vê essas mulheres como criminosas, mas há mecanismos jurídicos para que aquelas que cometeram aborto e querem contribuir com as investigações não respondam criminalmente”. Essas mulheres não estão entre as denunciadas e a polícia pediu que elas recebam perdão judicial.

A investigação que deflagrou a Operação Herodes durou 15 meses e gerou um inquérito policial com 56 volumes e 14.108 páginas.

Participam 70 delegados, 430 agentes da Polícia Civil, 150 viaturas e apoio da Corregedoria Geral Unificada (CGU), da Corregedoria Interna da Polícia Militar e do Exército Brasileiro. Há equipes atuando também no Espírito Santo e em São Paulo para cumprir os mandados expedidos pela 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital.

Caso. No dia 26 de agosto, a auxiliar administrativa Jandira Magdalena dos Santos Cruz, de 27 anos, saiu de casa para fazer um aborto em uma clínica clandestina em Campo Grande, na zona oeste do Rio, e desapareceu. Ela estava grávida de três meses. O corpo foi achado em um carro carbonizado.

Jandira levou um tiro na cabeça e, para dificultar a identificação, a quadrilha retirou a arcada dentária e cortou os dedos da mulher. Foi necessário fazer um exame de DNA.

Até agora, pelo menos nove pessoas foram presas e indiciadas por homicídio qualificado, aborto, ocultação de cadáver e formação de quadrilha. Entre os detidos, está o falso médico Carlos Augusto Pinto, citado nesta operação.

Em 21 de setembro, a dona de casa Elisângela Barbosa, de 32 anos, morreu no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, na Região Metropolitana. Ela saiu de casa na véspera para interromper uma gestação de cinco meses em uma clínica clandestina e pagaria R$ 2,8 mil pelo procedimento. Na noite do dia 21, ela chegou ao hospital, mas não resistiu ao sangramento e morreu pouco tempo depois. Em seu útero, os médicos encontraram um tubo de plástico, possivelmente usado para fazer a sucção do feto.

Este caso não está incluído na Operação Herodes, no entanto, será investigado pela Polícia Civil para identificação de todos os envolvidos.

Caixa paga antecipação da PLR para todos os empregados no dia 20

Todos os empregados da Caixa Econômica Federal receberão no próximo dia 20 a antecipação da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O anúncio foi feito nesta quinta-feira (9) pelo banco. A primeira parcela da PLR será de 60% do valor devido a cada empregado.

A PLR é composta pela regra básica e parcela adicional, prevista Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2014/2015 a ser firmada com a Fenaban, e pela PLR Social da Caixa.

A CCT e o acordo específico com a Caixa serão assinados pela Contraf-CUT, federações e sindicatos na próxima segunda-feira (13), às 15h, em São Paulo.

Calcule a PLR

A regra básica da PLR, prevista na CCT, corresponde a 90% do salário mais o valor fixo de R$ 1.837,99, limitado a R$ 9.859,93.

Se o total apurado na aplicação da regra básica ficar abaixo de 5% do lucro líquido do exercício de 2014, deve ser utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários do empregado, limitado a R$ 21.691,82, o que ocorrer primeiro.

A parcela adicional da PLR, igualmente prevista na CCT, corresponde a 2,2% do lucro líquido, dividido pelo número total de empregados, em partes iguais, até o limite individual de R$ 3.675,98.

Já a PLR Social paga pela Caixa equivale a 4% do lucro líquido, distribuídos de forma linear para todos os empregados.

Ainda de acordo com a proposta aprovada nas assembleias dos sindicatos, a empresa garantirá no mínimo uma Remuneração Base a todos os empregados, ainda que a soma da PLR Fenaban e da PLR Caixa não atinja esse teto.

Isenção de IR

Tudo que for recebido de PLR até R$ 6.270 está isento de Imposto de Renda de Pessoa Física. Acima desse valor, a tributação é escalonada. Essa foi uma conquista muito importante dos bancários. A luta começou em 2011 e resultou na Medida Provisória nº 597, assinada pela presidenta Dilma Rousseff, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2013.

Alguns exemplos de valores de PLR:

- TB referência 203: R$ 8.328 (3,6 Remunerações Base)
– TB referência 210: R$ 8.686 (3,21 Remunerações Base)
– Caixa: R$ 9.795 (2,48 Remunerações Base)
– Assistente Executivo Júnior: R$ 10.334 (2,28 Remunerações Base)
– Tesoureiro: R$ 11.791 (1,91 Remunerações Base)

Estímulo à economia

Segundo projeções o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a PLR de todos os bancários injetará cerca de R$ 5,1 bilhões na economia brasileira nos próximos 12 meses. Desse total, R$ 2 bilhões se referem à antecipação do pagamento. Juntamente com os reajustes nos salários e nos vales, serão mais de R$ 9 bilhões.

Da Redação, com informações da Contraf-CUT e Fenae