Chiquinho da Mangueira é eleito o novo presidente da Estação Primeira

Candidato Chiquinho da Mangueira foi apoiado pela cantora Alcione | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia
Candidato Chiquinho da Mangueira foi apoiado pela cantora Alcione | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Rio -  Atolada em dívidas que passam dos R$ 12 milhões e sem vencer desde 2002, a Estação Primeira escolheu seu novo presidente neste domingo, dia em que completou 85 anos de fundação. O deputado estadual Chiquinho da Mangueira, de 58 anos, foi o grande vencedor da eleição derrotando Raymundo de Castro e Percival Pires. Dos 925 votos, Chiquinho teve 482 contra 305 de Percival e 136 de Raymundo. Duas pessoas optaram por anular.

Após o resultado, o presidente eleito anunciou, de imediato, a contratação da carnavalesca Rosa Magalhães e do coreógrafo Carlinhos de Jesus. O novo comandante confirmou ainda a permanência do mestre-sala Raphael Rodrigues. A rainha de bateria também já foi definida: Evelyn Bastos, que foi Rainha do Carnaval 2013. A porta-bandeira ainda é dúvida, mas o nome mais cotado para assumir é o de Squel, que era da Mocidade.

“Esse era o momento esperado por todos. O mangueirense soube avaliar e viu que nossas propostas eram as melhores. Já temos todo uma estrutura montada para começar a tocar o Carnaval de 2014. Nossa prioridade agora é reformar a quadra que precisa urgentemente de melhorias. Além disso, vamos começar a planejar o pagamento das nossas dívidas, que são muitas”, afirmou Chiquinho.

O juiz da 36ª Vara Cível, Rossidélio Lopes da Fonte, que convocou a eleição há um ano, chegou à quadra no início da tarde e acompanhou toda a apuração. Durante todo o dia, o clima no entorno e dentro da quadra foi de tranquilidade, apesar de algumas discussões entre membros da comissão eleitoral. Policiais civis e 60 policiais militares reforçaram o policiamento no local.

Chiquinho, que assumirá o posto que era de Ivo Meirelles (que não compareceu para votar), comandará a verde e rosa nos próximos três anos. A votação foi realizada entre 9h e 17h.

Quadra sem luz e água

Além das pendências financeiras e do jejum de títulos, o novo comandante da tradicional agremiação terá outro enorme desafio: reabrir a quadra, que está interditada pelo Corpo de Bombeiros por falta de condições de segurança.

A luz do Palácio do Samba está cortada, assim como a água por falta de pagamento. O Carnaval de 2014 será outro tema que precisará ser tocado o quanto antes. Até o momento, a escola segue sem carnavalesco, porta-bandeira, mestre-sala e coreógrafo. Os únicos que devem continuar da gestão passada deverão ser o mestre de bateria, Ailton, e o intérprete Luizito.

Líder da chapa “Muda Mangueira de novo”, o deputado estadual foi o que teve mais apoio de mangueirenses ilustres. Além dos ex-presidentes Alcione Barreto, Elmo José dos Santos e Alvaro Luis Caetano, ele contou com a adesão das cantoras Alcione e Rosemary e dos compositores Hélio Turco e Nelson Sargento. Integrantes da Velha Guarda e de famílias tradicionais como Inês de Castro, filha do fundador Carlos Cachaça, também aderiram ao projeto de Chiquinho.

Policiamento foi reforçado para eleição na quadra da Mangueira | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Policiamento foi reforçado para eleição na quadra da Mangueira | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Após longa batalha judicial que durou mais de um ano, a eleição na verde e rosa escolheu o novo presidente, vice e 40 membros do conselho deliberativo e fiscal para o triênio 2013-2016. Em 85 anos de história, a escola já faturou 18 títulos. O último foi em 2002 com uma homenagem ao Nordeste.

Perfil

Deputado estadual pelo PMDB, Francisco de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, tem 58 anos e cumpre seu terceiro mandato na Alerj. Já esteve à frente da Secretaria Estadual de Esportes, da Suderj e da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio.

Formado em Educação Física pela Universidade Gama Filho, Chiquinho começou seu trabalho na verde e rosa em 1987, como um dos idealizadores e coordenadores da Vila Olímpica da Mangueira ao lado da cantora Alcione.

Participou ativamente das gestões dos últimos quatro mandatários da Estação Primeira. Na gestão de Ivo, ocupou o cargo de vice-presidente de Esportes e Desenvolvimento Social.

Bastante influente no mundo do Carnaval, costuma frequentar diversas escolas de samba do Grupo Especial e Grupos de Acesso. Na Liesa, tem o hábito de participar de todas as plenárias realizadas pela diretoria da entidade.

Em 2001, foi homenageado na Sapucaí no enredo “Da Vila Olímpica à Villa Rica, Chiquinho da Mangueira, um exemplo de vida”. 

(O Dia Online)

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s