Warner procura novo super-herói para o lugar do Batman

Por Lisa Richwine

LOS ANGELES, 20 Jul (Reuters) – O lançamento de “Batman: o Cavaleiro das Trevas Ressurge” encerra uma das mais duradouras franquias de Hollywood, levando o estúdio Warner a procurar um novo super-herói das bilheterias.

As previsões para o fim de semana de lançamento foram colocadas em dúvida por causa a má repercussão do massacre ocorrido na madrugada de sexta-feira no interior dos EUA, quando um homem matou 12 espectadores numa pré-estreia do filme.

A polícia de Nova York disse que pretende mobilizar agentes para as sessões na cidade, “como precaução contra imitadores”. A estreia em Paris foi cancelada.

Em nota, a Warner Bros. se disse “profundamente entristecida” com o caso e manifestou solidariedade às famílias das vítimas.

O estúdio, unidade do grupo Time-Warner, é especialista em franquias, e faturou na última década mais de 12 bilhões de dólares nas bilheterias mundiais com as séries “Senhor dos Anéis”, “Batman” e “Harry Potter”.

Oito dos 20 filmes de maior bilheteria na história vêm de uma dessas franquias, segundo o site Box Office Mojo.

“O Cavaleiro das Trevas Ressurge” será o último filme da série Batman, lançada em 2005, segundo seu diretor, Christopher Nolan. “Harry Potter”, a maior franquia da Warner, já havia terminado em meados do ano passado – o oitavo episódio foi o mais lucrativo, gerando 1,3 bilhão de dólares.

As franquias são especialmente importantes para os estúdios porque amplificam seu faturamento com o licenciamento para parques temáticos, programas de TV, brinquedos e outros produtos.

Uma das apostas atuais da Warner é “Hobbit”, retomando o tema fantástico de “O Senhor dos Anéis”. O primeiro de dois episódios chega aos cinemas em dezembro.

Uma retomada da série “Super-Homem” também está programada para meados do ano que vem. Nolan, um dos diretores mais requisitados de Hollywood, produz esse filme.

Gitesh Pandya, editor do site Box Office Guru, disse que o relançamento dessa série pode abrir caminho para uma união do Batman, do Super-Homem e de outros personagens da DC Comics em um filme da “Liga da Justiça”.

Seria uma estratégia já usada com sucesso pela Disney em “Os Vingadores”, que faturou quase 1,5 bilhão de dólares no mundo todo com personagens da Marvel.

Um problema para a Warner, segundo Pandya, é que nem todos os personagens da DC Comics foram sucessos fenomenais. “Lanterna Verde”, por exemplo, faturou apenas 219,8 milhões de dólares no ano passado, e fontes do setor dizem que ele custou 200 milhões, número que a Warner refuta. Os estúdios geralmente ficam com cerca de metade do faturamento das bilheterias. “Superman – O Retorno”, de 2006, também foi um relativo fracasso.

O último episódio da série Batman custou 250 milhões de dólares, e especialistas previam – antes do massacre no Colorado – uma arrecadação em torno de 160 a 200 milhões na estreia.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s