Senado aprova projeto de Inácio Arruda que cria o “Bolsa Artista”

“Artistas amadores e profissionais poderão receber bolsa de estudo para aperfeiçoar suas formações. A Comissão de Educação do Senado aprovou hoje (3), em caráter terminativo, projeto de lei que institui a chamada Bolsa Artista. A matéria segue para a apreciação dos deputados federais. A proposta é conceder uma ajuda financeira, bancada pelo Ministério da Cultura, para a formação profissional em áreas como artes literárias, musicais, cênicas, visuais e audiovisuais. A concessão da bolsa será prioritária aos artistas em processo de formação, “com ênfase ao pluralismo de ideias e à preservação da diversidade cultural”, ressaltou o senador Inácio Arruda(PCdoB-CE), autor do projeto de lei.

O candidato ao benefício deve ser maior de 12 anos. No caso de ser menor de 18 anos, a pessoa tem que estar matriculada em instituição de ensino pública ou privada, a não ser que já tenha concluído o ensino médio. O estudante também não poderá ser beneficiário de qualquer outro programa governamental de formação profissional nesta área. A Bolsa Artista será concedida por um ano, em 12 parcelas mensais. O autor da proposta não esclarece, entretanto, se o valor cobrirá integralmente ou de forma parcial o curso a ser realizado.”

(Agência Brasil)

Acusado de envolvimento na morte de Nicanor Linhares é encontrado morto em presídio

Um dos acusados da morte do radialista Nicanor Linhares, que foi condenado na semana passada a 21 anos de reclusão, foi encontrado morto, hoje, dentro da unidade penitenciária onde estava. Nilson Osterne Maia estava na penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba, região metropolitana de Fortaleza.

De acordo com a Secretaria de Justiça, o corpo do preso foi encontrado num banheiro coletivo. A direção da unidade solicitou a presença dos órgãos de segurança pública para que seja instaurado o inquérito e perícia para apurar a causa da morte.

O julgamento de Nilson Osterne aconteceu na semana passada. Inicialmente ele cumpriria a pena em regime fechado. Os jurados acataram a tese da acusação de homicídio duplamente qualificado, roubo duplamente qualificado e formação de quadrilha.

O crime aconteceu no dia 30 de junho de 2003, dentro da rádio Vale do Jaguaribe, de propriedade da vítima. Nicanor Linhares tentava consertar um equipamento, quando dois homens, usando capacetes, invadiram o local e efetuaram vários disparos. O radialista foi atingido por dez tiros e teve morte imediata. O motivo do crime, de acordo com o ministério público, seria rivalidade política.

Outros três acusados do crime já tinham sido condenados: Francisco Lindenor de Jesus Moura Júnior, Cássio Santana de Sousa e Francisco José de Oliveira Maia. Francisco Edésio de Almeida foi absolvido pelo conselho de sentença.

(Via Roberto Moreira, Diário do Nordeste Online)

Câmara Municipal de Fortaleza aprova reajuste salarial de 28% para vereadores

A Câmara Municipal de Fortaleza  aprovou, nesta terça-feira, por 22 votos a favor e 12 contrários, um reajuste de 28% para os vereadores e que valerá para a próxima legislatura. O índice corresponde ao mesmo percentual de reajuste acumulado pelos servidores públicos da Câmara Municipal nos últimos quatro anos, período no qual os parlamentares não tiveram aumento.

A proposta aprovada foi uma emenda substuitiva da vereadora Eliana Gomes (PCdoB).

Com a aprovação, os vereadores descartaram a proposta original em que o aumento seria de 61%.

(Via Blog do Eliomar de Lima)

Marinha concede 1ª identidade militar a casal gay no Rio

O casal oficializou a união estável no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução

Em agosto de 2011, logo após a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal pela regulamentação da união estável homoafetiva em todo o País, João Silva, 39 anos, assistente social e cabo da Marinha, foi o primeiro militar a se casar com uma pessoa do mesmo sexo na história da corporação. Ele obteve sua certidão de casamento, a primeira de um casal gay no Estado do Rio de Janeiro, ao selar laços matrimoniais com Cláudio Nascimento, 41 anos, gestor público e coordenador do programa estadual Rio sem Homofobia.

O certo seria imaginar que, com a certidão máxima de comprovação dos direitos que cercam uma união reconhecida federalmente, a obtenção de novos documentos pessoais, de praxe para casais do sexo oposto, não deixaria de ser mera formalidade também para eles. No entanto, não foi o que aconteceu. “Tivemos dois pedidos indeferidos. Alegavam que não poderiam colocar o Claudio como meu cônjuge na identidade militar, que não podiam colocar alguém do mesmo sexo. Então ficou algo incompleto”, recordou João Silva.

Foram nove longos meses de espera para fazer valer os direitos que um cônjuge de cabo da Marinha teria normalmente, como, por exemplo, o auxílio-saúde. Na última sexta-feira, a Marinha cedeu e acabou reconhecendo o estado civil do casamento. João Silva e Cláudio Nascimento são, novamente, pioneiros no mundo LGBT. O primeiro casal a obrigar a Marinha a aceitar as novas decisões supremas que eles próprios ajudaram a construir.

“Tenho orgulho de ser o primeiro militar a ter esse direito reconhecido. Agora o Cláudio vai ter todos os direitos e benefícios de um militar. O mais importante disso é o teor administrativo, vai abrir um precedente histórico para outros casais”, orgulha-se João Silva.

O cabo conseguiu uma intervenção do governo federal no caso. A presidente Dilma Rousseff teve seu gabinete acionado, via ofício da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), para que intercedesse a favor dos dois na queda de braço com a Marinha, relutante em consentir o novo estado civil de seu cabo, que há 23 anos serve a corporação.

“Acuso o recebimento do Ofício PR 077/2012, dirigido à Excelentíssima Senhora Presidenta da República, pelo qual solicita intervenção junto à Marinha do Brasil, para averiguação de suposta denúncia de discriminação contra o cabo João Pereira da Silva, que teve indeferido o pedido de reconhecimento de casamento civil, decorrente de união homoafetiva estável. Pela natureza do assunto, informo que o expediente foi encaminhado ao Ministério da Defesa”, comunicou o gabinete presidencial em resposta.

“A Marinha estava violando o meu direito, e do João de exercer seu novo estado civil. Assim como a gente, outros casais também vão ter seus direitos reconhecido. Não dá para generalizar, mas algumas pessoas lá dentro manchavam o nome de uma instituição importante”, afirma o aliviado Cláudio Nascimento, feliz com sua identidade militar onde consta: ‘cônjuge de cabo (Marinha do Brasil)”.

‘Depois que o ministério da Defesa interveio, e a Marinha acatou, o documento que demorava 48 horas saiu em trinta minutos, super rápido”, relembrou o militar, mostrando o seu novo documento militar impresso, inclusive, com o número comprovante do casamento: “Livro 00210B Fls 020 ¿ Detran-RJ”.

As conquistas dos dois já servem de inspiração para 50 novos casais: ambos foram padrinhos do casamento coletivo homoafetivo ocorrido no último domingo, na sede da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), o primeiro do gênero na história do judiciário brasileiro. Fizeram discurso e viram 40 casais prontamente se manifestarem pela defensoria pública pelo reconhecimento do novo estado civil.

“Foram nove meses de luta, e participar hoje disso, logo depois de conseguir vencer esta batalha, é como um presente para gente”, resumiu o cabo, guardando a identidade com cuidado, “porque custou caro”.

(PORTAL TERRA)

Grave acidente entre van e carreta deixa dez mortos na Bahia

AO TENTAR ULTRAPASSAR A CARRETA, QUE TRANSPORTAVA FERRO, A VAN BATEU NA LATERAL DO VEÍCULO

Dez pessoas morreram em um grave acidente envolvendo uma van e uma carreta no início da manhã desta terça-feira (3) no Km 591 da BR-324, região metropolitana de Salvador. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nove pessoas que viajavam na van morreram na hora e uma morreu após dar entrada no Hospital Geral do Estado, em Salvador. Informação ainda não confirmada indica que há mais um óbito. 

No total, 16 pessoas ocupavam a van. Segundo a PRF, ao colidir na lateral esquerda da carreta, a van – licenciada em Santo Amaro, na Bahia – rodopiou na pista e bateu novamente na carreta ficando presa nela.

A BR-324 tem pista dupla nesta região. Ainda de acordo com a PRF, o velocímetro da carreta indica que ela trafegava com velocidade compatível.

(ÚLTIMO SEGUNDO)

Vídeo de soldado israelense flagrado chutando criança palestina de 9 anos provoca indignação mundial

Soldado segura garoto de 9 anos antes de ele ser chutado por outro policial.

A Polícia da Fronteira de Israel iniciou uma investigação contra um policial filmado na última sexta-feira 29 dando um chute em uma criança de apenas nove anos, em Hebron, na Cisjordânia, enquanto um outro policial a segurava. O vídeo (assista abaixo), divulgado pela ONG israelense B’Tselem, se tornou público nesta segunda-feira 2 e mostra, além de um gravíssimo episódio de violação de direitos, o efeito deletério que a ocupação israelense sobre terras palestinas produz.

De acordo com a B’Tselem, um voluntário da ONG fez a filmagem quando observou um policial uniformizado e armado com um fuzil montando uma “tocaia” para segurar o garoto. Identificado como Abd al-Rahman Burkan, de 9 anos, o garoto estaria jogando pedras contra os policiais. O vídeo, de cerca de dois minutos, mostra Abd andando em um beco quando é agarrado pelo policial que estava de tocaia. Abd começa a chorar e o policial, que o segurava pelo braço, questiona: “Por que você está criando problemas?”. Em seguida, um segundo policial surge e dá um forte chute na criança. O primeiro policial solta o garoto, que foge, e cada um dos policiais vai para uma direção diferente.

A B’Tselem prometeu entrar com uma ação contra os dois homens. Em resposta enviada ao jornal Haaretz, o comando da Polícia da Fronteira de Israel lamentou o comportamento dos policiais e afirmou que as ações “contrastam com os valores da força”. O incidente, “raro” segundo a polícia, “não representa as ações da Polícia de Fronteira” e será investigado imediatamente.

A investigação interna servirá para punir os dois policiais, o que é importante, mas ao mesmo tempo ínfimo diante do pano de fundo trágico que está por trás do episódio. O chute contra o garoto ocorreu em Hebron, cidade majoritariamente palestina e que está dentro da Cisjordânia. A administração da cidade é dividida entre Israel e a Autoridade Palestina. A AP controla a área maior, de maioria palestina, e Israel administra um quadrante onde há grande comunidade judaica.

Forças do Estado israelense estão em Hebron para proteger cerca de 90 famílias judias que se consideram as protetoras da chamada Tumba do Patriarcas, onde estaria enterrado Abraão. É o segundo lugar mais sagrado para os judeus (depois de Jerusalém), mas também reverenciado pelos muçulmanos. A maior parte dos policiais e soldados israelenses, como este que chutou a criança, vive sob a enorme pressão de conviver com uma população extremamente hostil e proteger uma maioria de fanáticos religioso, enquanto as crianças palestinas, como Abd, de 9 anos, criadas num ambiente quase sempre de pobreza, violência e culto ao ódio contra Israel, têm como única imagem dos vizinhos os soldados, que muitas vezes agem de forma truculenta.

Assim, não só em Hebron, mas em todos os lugares onde há assentamentos judeus sobre terras palestinas, israelenses e palestinos têm convivido todos os dias nas últimas décadas. Não é preciso muito para entender que este é um enorme impedimento para a conquista da paz.

José Antonio Lima, CartaCapital

Justiça condena Habib’s a indenizar cliente expulso por usar chinelo

Via Pragmatismo Político

A Justiça paulista condenou, na última quinta-feira (28), uma franquia da rede de comida árabe Habib’s a indenizar em R$ 6.000 um homem que foi expulso da loja porque estava usando chinelos. De acordo com as testemunhas, após expulsar o homem e sua namorada que consumiam o lanche adquirido no local, o gerente do Habib’s ainda disse “não sei o que esses favelados vêm fazer aqui“.

O caso ocorreu em uma das lojas localizadas no centro de São Vicente, litoral paulista. De acordo com outros clientes que testemunharam em favor do cliente, tudo ocorreu por causa da roupa e do calçado que o homem usava. Uma testemunha relatou que o atendente foi claro ao dizer ao cliente que ele não poderia permanecer no estabelecimento porque estava de camiseta regata branca e chinelos.

Outra testemunha também disse que, embora não soubesse o motivo da discussão, estava com amigos na porta da loja quando teve a atenção voltada para uma discussão em que o gerente do Habib’s pedia para os dois clientes deixarem o estabelecimento e que “não sabia o que estes favelados tinham ido fazer lá”

Disse também que o gerente falava em tom alto e que chamou atenção de muita gente. E relatou que os clientes expulsos saíram bastante constrangidos e envergonhados.

Condenação

Para o juiz que analisou o caso em primeira instância, Artur Martinho de Oliveira, os depoimentos provam que o cliente “foi violentamente constrangido dentro do Habib’s porque não estava bem vestido, não tinha posses, fez um pedido de pequeno valor, estava de chinelos, mas teve um comportamento muito mais digno do que o gerente do estabelecimento. Mesmo expulso, ofendido, constrangido, vulnerado em sua honra e dignidade, sequer retrucou. Não xingou ninguém. Não discutiu. Apenas deixou o estabelecimento, envergonhado e humilhado na frente da namorada, também ofendida, mas com um comportamento digno”.

Após a condenação de primeiro grau, que impôs o pagamento de uma indenização de R$ 13 mil, a franquia entrou com recurso no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) que manteve a sentença, porém reduziu o valor da condenação para R$ 6.000. Ainda cabe recurso desta decisão ao STJ.

Agências

Sindicato dos Bancários do Ceará realiza pleito para renovação da sua diretoria

Nos dias 3, 4 e 5/7 (terça, quarta e quinta-feira), o Sindicato dos Bancários do Ceará realiza eleições para renovação da sua diretoria (diretoria executiva, conselho fiscal e conselho de diretores regionais) para o triênio 2012-2015. Duas chapas concorrem ao pleito. 

Serão disponibilizadas urnas fixas e itinerantes na Capital e Interior. Na sede da entidade, uma urna receberá o voto dos bancários no horário das 8h às 20h e nos demais locais de votação, o horário será das 8h às 18h. 

A posse do novo sistema diretivo do Sindicato se dará no dia 28 de agosto. 

Participe desse processo democrático!

A responsabilidade dos bancos na prevenção de “saidinhas bancárias”

O problema da “saidinha bancária” é um dos tormentos do cotidiano brasileiro. O Ceará não foge à regra e, somente em Fortaleza, nos quatro primeiros meses deste ano, foram executadas 40,15% do total de ações desse tipo registradas em 2011. Os bancos não podem eximir-se da responsabilidade de garantir a segurança de seus clientes e funcionários.

Serviços bancários constituem uma atividade imprescindível da vida hodierna. A possibilidade de transações pela internet tende a desafogar a necessidade de operações presenciais, ma, isso ainda está restrito a uma camada menos ampla da população, embora cada vez mais crescente.

O fato é que ir à agência bancária ainda é uma realidade incontornável para a maioria dos clientes. E, aí, é que reside o perigo, já que os criminosos encontram nessa exigência a oportunidade para assaltá-los, de um modo cada vez mais ousado. Além dos assaltos clássicos às agências, com risco de vida para clientes e funcionários, a prática da “saidinha” tornou-se uma verdadeira epidemia no País. A introdução dos caixas eletrônicos, se, por um lado, facilitou o atendimento, por outro, deu ensejo a essa nova modalidade de crime.

Tanto nos assaltos convencionais como nas “saidinhas” realizadas dentro do espaço das agências reservado aos caixas eletrônicos, a responsabilidade dos bancos não deve ser escamoteada. Além de guardas de segurança, portas eletrônicas, câmeras e outros recursos tecnológicos, estes devem prover seus caixas (tanto os convencionais como os eletrônicos) de cabines, de modo que a operação do cliente fique indevassável aos olhares de terceiros. Assim, não se saberá se ele foi fazer um saque, pegar um extrato ou realizar outra operação. As cabines devem ser extensivas aos caixas eletrônicos distribuídos por outros estabelecimentos.

O Município de Fortaleza deu uma grande contribuição à segurança de clientes e funcionários dos bancos quando promulgou uma lei municipal definindo as responsabilidades dos estabelecimentos financeiros na proteção de ambos. Que os demais municípios sigam o exemplo, e que os cidadãos cobrem dos responsáveis a plena aplicação da lei.

(O POVO ONLINE)

Rony Jason: De Quixadá para o mundo

Após conquistar a primeira edição do reality show The Ultimate Fighter (TUF) Brasil, o cearense Rony Jason já traçou um novo objetivo para sua carreira. Em entrevista exclusiva ao O POVO, por telefone, o atleta de Quixadá garantiu que não vai deixar o sucesso subir à cabeça. No entanto, faz questão de dizer que seu foco agora é conquistar o cinturão dos pesos-penas do Ultimate Fighting Championship (UFC), que hoje é do brasileiro José Aldo. Se chegar lá, o lutador de 27 anos será o primeiro cearense a sagrar-se campeão no maior evento de MMA da atualidade.
O POVO: Já caiu a ficha de que você é o primeiro campeão do TUF Brasil?

Rony Jason: Não. Acho que só vai cair quando eu chegar na minha terra, Quixadá, e ver que o que eu conquistei foi fruto do meu trabalho. Treinei muito para chegar lá. Mas estou com os pés no chão e não vou deixar isso subir à minha cabeça. 

OP: Você conviveu numa casa com outros 15 atletas que tinham sonhos iguais aos seus, de chegar ao UFC. Que lições você tirou do reality show?

Jason: Foi uma experiência única. É muito difícil ter que conviver com uma cara que pode ser seu adversário de luta no dia seguinte. Ainda mais treinar com ele. Era complicado até para estudá-los. Não dava tempo de montar estratégia porque as lutas eram quase uma em cima da outra. A principal lição que tiro é: respeitar o seu adversário acima de tudo. Perdi o Carnaval, mas valeu a pena. 

OP: No programa, você teve que lutar contra um grande amigo seu, o Gasparzinho. Como reagiria se o UFC escalasse você para lutar de novo contra um grande amigo?

Jason: Seria muito ruim. Já foi difícil lá na casa. Mas eu sabia que, se derrotasse o Gasparzinho, eu teria tudo para chegar ao título. A princípio, não lutaria de novo. Só numa fatalidade, em último caso.

 

OP: Quando você acredita que fará sua estreia oficial no UFC?

Jason: Estou à disposição. É só mandarem. Queria muito lutar no UFC Rio, que deve ser em outubro. Ficaria feliz, porque hoje moro no Rio de Janeiro e é como se estivesse lutando em casa.

OP: Desde o início do TUF Brasil você fala de Quixadá. Queria que você falasse da sua relação com a cidade.

Jason: Eu nasci e me criei em Quixadá. Com 17 anos, eu fui morar Mossoró (RN) e foi lá que eu fiz toda a minha evolução no MMA. Falo com orgulho de Quixadá por ser uma cidade pequena, que nunca vou esquecer. Sempre que tenho uma folga estou por lá. Mas também não esqueço Mossoró, minha segunda cidade. 

OP: Então foi em Quixadá que você começou a praticar artes marciais?

Jason: Sim. Em Quixadá eu fiz até a segunda faixa do jiu-jitsu. O restante, até chegar na faixa preta, fiz em Mossoró. Depois, vi que, como lutador de jiu-jitsu, eu não teria muita condição de sobreviver. Aí entrei para o MMA e estou lá até hoje. 

OP: Você recebeu propostas para deixar a Team Nogueira, onde treina hoje, no Rio de Janeiro?

Jason: Sem chance de eu deixar a Team Nogueira. Lá eu fiz todo o meu treino, meu camping para entrar no TUF Brasil. Lá é minha casa. Eles são minha segunda família. 

OP: A máscara do Jason virou sua marca registrada. Como surgiu essa associação sua com o personagem?

Jason: Achava bacana o Sakuraba (lutador japonês) entrar nas suas lutas sempre um estilo diferente, com personagens. Um dia vi a máscara do Jason e adotei o personagem. Já vem desde os tempos de jiu-jitsu. Na estreia do UFC, eu não pude entrar com ela, fiquei triste, mas chorei mesmo na hora (da entrada para a luta) foi de emoção. Tava chorando de felicidade.

 

OP: Você vai seguir lutando na categoria peso-pena ou pensa em mudar?

Jason: Me sinto bem nessa categoria. Quero seguir nos penas e meu objetivo é ser campeão.

 

OP: Se isso ocorrer, você será o primeiro cearense a conquistar um cinturão no UFC?

Jason: Eu já fiz história na minha cidade. Agora quero fazer história dentro do UFC. Sou um cara que tenho a mente muito focada. Hoje o campeão da categoria é o José Aldo, mas eu vou treinar independente do adversário.

 

Perfil


Nome: Rony Mariano Bezerra, apelido Jason

Naturalidade: Quixadá

Idade: 27 anos

Altura: 1,67 cm

Peso: 65 kg

Cartel: 14 vitórias e 3 derrotas

Especialidade: jiu-jitsu

 

DIAS DE FOLGA

 

Rony Jason mora hoje no Rio de Janeiro e treina na academia Nogueira Team. Neste momento, curte dias de folga em Mossoró

 

VOLTA ÀS ORIGENS

 

Rony Jason deve chegar a Quixadá, sua cidade natal, na próxima sexta-feira, 6. No dia seguinte, 7, será padrinho de um evento

 

14

Vitórias

É o total de lutas vencidas por Jason. A última delas, contra o cearense Godofredo Pepey, garantiu o contrato com o UFC

 

7

de julho

Será realizado o ‘Arena Wolf Fight’, evento de MMA apadrinhado por Jason, no ginásio coberto de Quixadá

(Bruno Balacó – O Povo Online)

TCE divulga lista dos gestores cearenses que podem se tornar inelegíveis

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou nesta segunda, 2, a lista com os nomes dos gestores que tiveram contas desaprovadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível. Com isto, a corte atendeu ao que determina a Lei Complementar nº 135/2010, conhecida como Lei da Ficha Limpa.

A lista já foi enviada para a Justiça Eleitoral, que após analisar cada caso, vai decidir quem poderá se candidatar nas eleições deste ano. Ao todo, a relação contém 15 nomes de gestores. Confira clicando aqui.

No fim de junho, o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Tribiunal de Contas dos Municípios (TCM) já haviam divulgado suas respectivas listas. A relação do TCU conta com 212 nomes de cearenses. Já na lista do TCM, existem mais de 3.600 prefeitos e gestores.

 (O Povo Online)

Repercute incidente entre Ciro Gomes e estudantes no Crato


ciro estudantes 2
Ciro estudantes

A notícia está estampada em vários perfis do Facebook desde a noite desta sexta-feira, dia 29. Segundo os presentes, a agressão física teria ocorrido durante a convenção do PSB em Crato-CE, evento que aconteceu no Crato Tênis Clube. Um grupo de estudantes da URCA (Universidade Regional do Cariri) havia programado no fim-de-tarde um protesto a fim de expor o descontentamento com a precária situação porque passa a universidade e entregar em mãos ao governador Cid Gomes as suas reivindicações, quando em meio a tumulto, a aluna do curso de teatro da Urca, Jéssica Avelino Sampaio, teria sido agredida fisicamente por Ciro Gomes. Os participantes da manifestação ficaram revoltados com a situação e muitos publicaram em seus perfis do Facebook mensagens de protestos contra o incidente e clamam pelo uso da Lei Maria da Penha neste caso, que prevê severas penas para agressões a mulheres no Brasil. Outras pessoas também se dizem agredidas. Josernany Oliveira conta que sofreu empurrões da equipe ligada ao governador.

Uma outra versão da história  

Uma outra versão do que teria acontecido foi publicada no site Cnews, com a seguinte manchete: “Manifestantes tentam agredir Cid durante convenção no Crato”.

Segundo o artigo, “Na noite desta sexta-feira (29), estudantes e militantes do PSTU tentaram agredir o governador Cid Gomes e o seu irmão, o ex-deputado federal Ciro Gomes, durante convenção do PSB no Crato. As informações foram repassadas ao Portal Cnews por testemunhas que presenciaram as agressões sofridas pelo governador. Ainda de acordo com relatos de testemunhas, a manifestação havia sido marcada pelos militantes do PSTU e estudantes da URCA no início da tarde. Quando Cid chegou ao evento, aceitou receber uma comissão de oito estudantes para conversar sobre investimentos na Universidade. Após a reunião, outros estudantes e militantes invadiram o local e tentaram agredir fisicamente o governador,  que foi protegido pela Casa Militar e por assessores. Ciro também ajudou a segurar os agressores. Ainda segundo areportagem, o governador não foi atingido pelos objetos atirados contra ele, e apenas pedia calma durante a confusão. Após o incidente, o governador seguiu no evento e, na sequência, seguiu para o município de Brejo Santo, também na Região do Cariri, onde inaugura uma Policlínica.”

(Roberto Moreira, Diário do Nordeste Online)

Qual a origem dos candidatos que querem administrar Fortaleza?

Um gaúcho(Moroni Torgan-DEM), um paulista(Renato Roseno-PSOL), um maranhense(Francisco Gonzaga-PSTU),um pernambucano(Marcos Cals-PSDB), um norte riograndense(André Ramos-PPL) e cinco cearenses( Valdecí Cunha-PRTB, Elmano de Freitas-PT, Heitor Férrer-PDT, Inácio Arruda-PC do B e Roberto Cláudio-PSB), sendo apenas dois de Fortaleza(Inácio Arruda e Roberto Cláudio) disputam a prefeitura de Fortaleza.

(Roberto Moreira,  Diário do Nordeste Online)

Eunício vai ter oposição de Mauro Filho em Lavras da Mangabeira

Arranhão na relação entre aliados. O senador Eunício Oliveira garantiu apoio do PMDB ao candidato dos Ferreira Gomes em Sobral e foi lá fazer campanha. Em todas as cidades sob a influência dos Ferreira Gomes Eunício ficou distante, emprestou apoio. Em Lavras da Mangabeira, terra natal de Eunício, ele lançou um sobrinho para disputar a prefeitura.”Fiquei surpreso com o lançamento de uma candidatura de oposição bancada pelo Mauro filho”, disse o senador magoado. “Acho que o Cid não sabe disso”, lamentou. “Vamos derrotá-los”, dizia um senador decepcionado, mas empolgado com o sucesso da convenção.

(Roberto Moreira, Diário do Nordeste Online)