you're reading...
Atualidades, Saúde e Comportamento, Sexualidade, Sociedade, Vídeos e Downloads

Diga não ao preconceito: respeito é bom e eu gosto

UNESCO, ESTADOS UNIDOS E BRASIL LANÇAM PROJETO PARA ENSINO DO RESPEITO NA ESCOLA

06 de Fevereiro de 2012 às 21:02

O projeto “Ensinando o Respeito para Todos”, fruto de cooperação entre a Unesco, os Estados Unidos e o Brasil, foi lançado em 18 de Janeiro, na sede da Organização em Paris. Este é o primeiro passo de um processo com duração de três anos, cujo objetivo é desenvolver currículos que promovam o aprendizado da convivência na escola. Coordenado pela Unesco e financiado pelo Departamento de Estado dos EUA, o projeto reconhece o papel fundamental das escolas no combate à discriminação racial e étnica.

O objetivo da primeira fase do projeto Ensinando o Respeito para Todos é rever os currículos escolares, as legislações e as políticas de educação para a tolerância a fim de identificar as melhores práticas nesta área. Na segunda fase, o projeto irá desenvolver recursos pedagógicos e programas escolares que serão implementados inicialmente em países-piloto selecionados e depois disponibilizados a todos os demais. Também serão elaboradas ferramentas práticas sobre como integrar a luta contra a discriminação e o reforço da tolerância na educação nos livros didáticos.

 

 

Para este fim, será constituído um grupo com a participação de especialistas na luta contra o racismo, na educação em valores e direitos humanos. Além disso, duas plataformas on-line serão criadas: uma para profissionais da educação e outra aberta aos jovens, que poderão compartilhar experiências e fazer sugestões durante o processo.

Participaram do lançamento a Diretora-Geral da Unesco, Irina Bokova, a Secretária Adjunta para Organismos Internacionais do Departamento de Estado dos EUA, Esther Brimmer, e o Secretário Executivo da Secretaria Especial de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial do Brasil, Mário Theodoro Lisbôa. O evento reuniu também representantes de governos e especialistas de diferentes partes do mundo. Estudantes da Tallwood High School, de Virginia Beach (EUA) e do Bagunçaço, centro educacional para jovens de Salvador/Bahia (Brasil), participaram por videoconferência e puderam interagir com os demais participantes.

Contato de Mídia: Agnès Bardon, Serviço de Imprensa da Unesco: +33 (1) 45 68 17 64, email: a.bardon@unesco.org

VÍDEO

Abraçar a diversidade na escola: dizer não ao estigma relacionado ao HIV e outras formas de discriminação

Quais são os desafios que um estudante HIV positivo enfrenta na escola? Que outras formas de preconceito e intolerância um estudante pode estar encontrando? Este vídeo, produzido pela Unesco, e apoiado pela UNAIDS, reúne depoimentos de jovens que sofreram assédio moral e discriminação no ambiente escolar por causa do que eles são.Trazer à luz as experiências da vida real de HIV-positivos, gays, lésbicas, estudantes com sobrepeso e grávidas adolescentes ajuda a quebrar a cortina de silêncio que muitos lançam sobre essas questões. Ele também ajuda a compreender a magnitude do problema e a necessidade de se elaborar uma resposta adequada para ele. O vídeo convida alunos e professores a abraçar a tolerância. Ele será acompanhado por um guia contendo indicações e aconselhamento pedagógico adequado, para uso sobretudo de professores, monitores e pedagogos. O conjunto em breve será usado em milhares de salas de aula nas escolas brasileiras, com o intuito de gerar debates sobre essas questões e promover o respeito pela diversidade na escola. O vídeo, editado com o apoio da Representação da Unesco em Brasília, foi lançado oficialmente pela Unesco e seus parceiros na Consulta Internacional sobre Bullying Homofóbico nas instituições de ensino realizada no Rio de Janeiro entre 6 e 8 de Dezembro de 2011.

(BRASIL 247)

About these ads

Discussão

Um comentário sobre “Diga não ao preconceito: respeito é bom e eu gosto

  1. Preconceito é coisa de pessoas idiotas e/ou estúpidas que só agem com pura infantilidade e arrogância e só olham com repulsa as pessoas diferentes porque nunca se olharam no espelho para enxergar seus defeitos. Prefiro evitar contato com esse tipo de pessoa pois eles s;ão tão babacas a ponto de querer me desvirtuar para que eu seja preconceituoso que nem eles. Sou amante da liberdade de expressão e digo que nerds, emos e punks são seres humanos como qualquer outro, mas esses discriminadores babacas não entendem isso…

    Publicado por Saulo Augusto Duarte | fevereiro 14, 2013, 11:49 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

VISITANTES TOTAIS

  • 8,673,805 visitas

VISITANTES ON-LINE

SAUDAÇÕES

Sejam tod@s muito bem vind@s!

O blog diálogos políticos é uma iniciativa da Secretaria de Formação do Sindicato dos Bancários do Ceará. Nosso objetivo é possibilitar o intercâmbio de informações entre as pessoas interessadas nos mais diversos temas da conjuntura brasileira.

MEDIADOR

. Geógrafo e Funcionário da Secretaria de Formação do SEEB/CE. Atua na CCP-Banco do Brasil e CCV-Caixa. Diretor da AESB e Delegado Sindical do SINTEC-CE.

MÚSICA

Direito a Liberdade de Expressão

"Todo o indivíduo tem direito a liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão". Art.19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, promulgada em 10 de dezembro de 1948.
free counters
%d blogueiros gostam disto: