HSBC paga a PLR na sexta-feira, dia 25, e não vai descontar os 15% do adiantamento

Atendendo reivindicação da Contraf-CUT, o HSBC informou nesta segunda-feira 21 a antecipação para a próxima sexta-feira, 25, do pagamento da segunda parcela da PLR de 2010 e do PPR, programa próprio de remuneração da empresa. Anunciou também que não descontará o adiantamento de 15% dos salários feito pelo banco em fevereiro de 2010 a título de antecipação da PPR.

Em correspondência ao banco inglês na quinta-feira 17, a Contraf-CUT cobrou informações sobre a data e valor da PLR e do PPR, programa próprio de remuneração da empresa e reiterou a reivindicação de que não seja descontado das duas verbas o adiantamento de 15% dos salários concedido no início do ano passado.

“Os bancários do HSBC estavam muito preocupados porque entraram no ano devendo ao banco, por conta daquele adiantamento. O não desconto dos 15% do salário é uma grande conquista dos trabalhadores”, comemora Miguel Pereira, secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT e funcionário do HSBC.

O banco inglês depositará na sexta-feira a regra básica da PLR mais a parcela adicional, além do programa próprio. O valor do adicional da PLR só será conhecido na quarta-feira, porque o HSBC ainda não concluiu os cálculos do balanço. O banco no Brasil segue as diretrizes da matriz britânica, que primeiro divulga o balanço do HSBC mundial (geralmente no início de março) e só depois os das suas filiais.

Para entender a PLR

A fórmula atual da PLR foi conquistada em 2010 após a greve nacional de 15 dias. Ela corresponde a 90% do salário mais R$ 1.100,80, com teto de R$ 7.181. Desse valor, houve a antecipação, no ano passado, de 54% do salário mais R$ 660,48. No entanto, se o total distribuído por essa regra básica (dos 90% mais R$ 1.100,80) for inferior a 5% do lucro líquido, o valor deve ser elevado até atingir esse percentual ou chegar a 2,2 salários, o que ocorrer primeiro.

Já o valor adicional, que é pago acima do teto da PLR e sem desconto dos programas próprios de remuneração, corresponde à distribuição linear de 2% do lucro líquido limitado a R$ 2.400. Em 2010, os bancários receberam até 50% do montante.

A Contraf-CUT já havia enviado, no dia 2 de fevereiro, outra carta aos bancos cobrando o pagamento da PLR. Até o momento, já pagaram a PLR aos seus funcionários o Bradesco (no dia 11/02), o Santander (neste dia 18/02) e o BMB (também em 18/02). Além disso, o Banco do Brasil anunciou o crédito para o dia 28 e a Caixa para o dia 1º de março.

Fonte: Contraf-CUT

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s