you're reading...
Serviços e Utilidades, Sociedade

Edisca e Apae promovem bazar de produtos apreendidos pela Receita Federal

A Edisca (Escola de Dança e Integração Social Para Criança e Adolescente) e a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) promovem no mês de janeiro a Feira do Bem, um bazar com produtos apreendidos pela Receita Federal com o objetivo de arrecadar fundos para as duas instituições.

O bazar terá início nesta quarta-feira (12) e segue até o sábado (15), de 8 horas às 17 horas, em um galpão localizado na Av. Deputado Paulino Rocha, 1285, no Bairro das Cajazeiras. Na semana seguinte, o bazar será realizado durante o período de 17 a 19 de janeiro. O ingresso para a feira de importados é uma lata de leite em pó ou vale leite adquirido na entrada.

A Receita Federal doou os produtos a serem vendidos por até 75 % do seu valor de mercado. Ao todo serão mais de 1.500 itens, entre roupas, eletrônicos, brinquedos, relógios, óculos, peças de carros, perfumes, cosméticos, fraldas, utensílios domésticos, entre outros.

Por deliberação da Receita Federal, a venda de mercadorias fica limitada ao valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) por pessoa, durante toda a realização do bazar. As mercadorias não possuem garantia e não poderão ser trocadas posteriormente. Os produtos só poderão ser adquiridos por pessoas físicas mediante apresentação do CPF, não podendo ser utilizados para venda no comércio, e o pagamento deverá ser feito com dinheiro em espécie, não sendo possível fazer compras com cheque ou cartão de crédito.

• Feira do Bem
Dias 12 a 15 de janeiro e 17 a 19 de janeiro

Horário: de 8 horas às 17 horas
Local: Av. Deputado Paulino Rocha, 1285, no Bairro das Cajazeiras (Próximo ao Castelão)
Ingresso: uma lata deleite em pó ou um vale leite adquirido na entrada
Mais informações: (85) 3278 1515 begin_of_the_skype_highlighting            (85) 3278 1515

About these ads

Discussão

3 comentários sobre “Edisca e Apae promovem bazar de produtos apreendidos pela Receita Federal

  1. A policia federal deveria era prender os bandidos que participam destas feiras foi instalado uma mafia de organizadores com compradores e essa converssa de compra ate 2.000,00 e conversa fiada tem um tal de Queiros que leva 10 cpfs entra no primeiro dia da feira e compra os melhores produtos para vender em sua loja que fica em um pequeno shoping proximo as lojas americanas do centro.

    Publicado por Roberto Melo | janeiro 12, 2011, 10:26 am
  2. Isso mesmo, participei de um e vi a bagunça. Os propios seguranças e organizadores participam da mafia. Até dão prioridade as individuos que nem ficam na fila. Quando participei fui o quinto a entrar e já havia umas 15 possoas dentro do local.

    Publicado por Fernando | abril 12, 2011, 3:45 am
  3. Esse é o brasil da vergonha nacional,onde alguém sempre espera lucrar em cima dos abestados,que pagam impostos,isso é uma vergonha…

    Publicado por eu mesmo sempre | janeiro 20, 2012, 11:08 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

VISITANTES TOTAIS

  • 8,652,456 visitas

VISITANTES ON-LINE

SAUDAÇÕES

Sejam tod@s muito bem vind@s!

O blog diálogos políticos é uma iniciativa da Secretaria de Formação do Sindicato dos Bancários do Ceará. Nosso objetivo é possibilitar o intercâmbio de informações entre as pessoas interessadas nos mais diversos temas da conjuntura brasileira.

MEDIADOR

. Geógrafo e Funcionário da Secretaria de Formação do SEEB/CE. Atua na CCP-Banco do Brasil e CCV-Caixa. Diretor da AESB e Delegado Sindical do SINTEC-CE.

MÚSICA

Direito a Liberdade de Expressão

"Todo o indivíduo tem direito a liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão". Art.19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, promulgada em 10 de dezembro de 1948.
free counters
%d blogueiros gostam disto: