archives

Arquivo para junho 18, 2010

XII Edição do ForCaos será lançado dia 26 no SESC-Iracema

No dia 25 de junho, no SESC – Iracema, acontece o lançamento da XII edição do ForCaos, evento cultural-musical capitaneado pela Associação Cultural Cearense do Rock (ACR). Na ocasião acontece a apresentação das bandas Clamus, My Fair Lady e Oráculo, nomes de destaque na cena metal de Fortaleza, bem como uma exposição fotográfica da jornalista Karen Pedregal, baseada numa retrospectiva da primeira década do evento.

Também será exibido o documentário “Cabeça Metal: o retrato dos headbangers de Fortaleza”, dirigido por Gandhi Guimarães, que trata da memória dos bangers cearenses na década de oitenta, bem como a exibição dos videoclipes das bandas Clamus e My Fair Lady, produzidos pelos alunos do Ponto de Cultura ABC Digital, da ACR, em parceria com a SECULTFor e Incartaz Filmes e Eventos.

O ForCaos XII acontece nos dias 16 e 17 de julho, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.
 

Serviço: 

Apresentações Musicais: Clamus, My Fair Lady e Oráculo
Exibição do Documentário “Cabeça Metal: o retrato dos headbangers de Fortaleza” e videoclipe das bandas Clamus e My Fair Lady
Dia: 25 de junho
Horário: 18 horas
Local: Sesc Senac Iracema  (Rua Boris, 90c – Praia de Iracema)
Ingressos: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)
Informações: (85)
3452.9065.

(Diário do Nordeste)

Dono do Marina Park de Fortaleza é preso em saída de motel com duas adolescentes

O dono de um hotel cinco estrelas em Fortaleza foi preso na noite desta quinta-feira (18) quando saía de um motel com duas adolescentes de 12 e 16 anos. O empresário, de 71 anos, alegou à polícia que estava apenas dando uma volta com uma delas elas e que não percebeu que a garota mais nova havia entrado no carro.

Segundo a polícia, o proprietário do hotel Marina Park, Antônio Gil Fernandes Bezerra, relatou que deu uma carona para uma das garotas, que ele pensava ter 18 anos, e deu uma volta com ela pelo bairro. Eles chegaram a entrar no motel, mas não fizeram sexo. As garotas confirmaram a versão do empresário em depoimento à polícia.

O advogado de Bezerra, Cláudio Queiros, disse que já entrou com pedido de liberdade provisória para o empresário. Segundo ele, o dono do Marina Park encontrou a garota de 16 anos num ponto escuro da cidade e só percebeu que ela era menor de idade quando estava prestes a entrar no motel.

- A garota era bem desenvolvida e parecia ter 20 anos e Bezerra não viu que a outra menor estava no banco de trás. Ele foi obrigado a entrar no motel porque tinha outros dois carros atrás dele. Mas não houve conjunção carnal, porque meu cliente descobriu antes que elas eram menores.

 O exame no IML (Instituto Médico Legal) comprovou, segundo o advogado, que o empresário não praticou sexo com as adolescentes.

Bezerra está preso na carceragem do 8º DP em Fortaleza e aguarda para ser transferido para a Delegacia de Capturas da cidade. Ele foi indiciado por crime de favorecimento da prostituição ou de exploração sexual de vulnerável (no caso, de menores de idade).

(Portal R7)

Fortaleza terá banda larga a R$ 35,00 ainda em 2010

O serviço de banda larga com valores a partir de R$ 35 estará disponível em Fortaleza e mais 15 capitais brasileiras ainda este ano. A informação foi divulgada através da assessoria de imprensa da Telebrás, responsável pela implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Além de Fortaleza, estarão sendo beneficiadas as cidades de  São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Natal e Salvador. Além dessas capitais, Palmas, Aracaju, Goiânia, Maceió, São Luís, Teresina, Vitória e João Pessoa serão interligadas com mais 100 municípios, além de 96 pontos corporativos do Governo Federal (postos de saúde, escolas, entre outros).

(Portal Ceará Agora)

Assaí Supermercados abre 4ª loja em Fortaleza e prospecta unidades para Juazeiro e Sobral

A abertura da quarta unidade do Assaí no Ceará, ontem, na Parangaba, promete ser o primeiro de outros investimento da rede de lojas no Estado em 2010. No momento, o Grupo Pão de Açúcar prospecta o mercado para abertura de outra loja na região sul da Capital, possivelmente em Messejana. No Interior cearense, Juazeiro, no Cariri, é o primeiro a despertar interesse da empresa.

A informação é do diretor geral do Assaí, Maurício Ferrucci, que veio à Fortaleza participar da inauguração. Segundo ele, no plano de expansão estão previstas para este ano 18 novas lojas Assaí no país. “A loja da Parangaba foi a terceira aberta este ano. Ainda faltam 15, sendo que duas já estão confirmadas para o estado de Pernambuco”, antecipa.

Até 2010 a perspectiva é que sejam abertas 110 lojas em todo o Brasil. De acordo com Ferrucci, o Estado do Ceará, que foi a porta de entrada da expansão do Grupo no Nordeste, também será contemplado no plano de expansão do Assaí. “A Região do Cariri, por exemplo, interessa bastante, principalmente Juazeiro. Sobral e várias outras cidades também estão sendo prospectadas. Quem sabe até o fim do ano, mas com certeza até o próximo ampliaremos nossa presença no Estado”, dá a pista.

Em Fortaleza, ele garante que “há intenção de (abrir) pelo menos mais uma loja até o fim do ano”. “Deve ser mais na região Sul da Cidade, que ainda não foi contemplada, como Messejana. Mas ainda estamos prospectando o local”, desconversa.

Movimentação

No primeiro dia de funcionamento da nova loja da Parangaba, Maurício Ferrucci estima até o triplo da movimentação de clientes. “No dia a dia nosso fluxo varia entre 4 mil e 5 mil visitantes por loja, mas se tratando de um dia atípico, devemos receber entre 10 mil e 12 mil visitantes”, projeta. A expectativa em relação à recém inaugurada unidade do Assaí é atingir o mesmo nível de faturamento da primeira loja aberta na Capital, na Av. Bezerra de Menezes. “Nossa primeira loja está muito bem localizada. Por estar próxima ao Centro de Fortaleza, ao lado do Mercado (São Sebastião), suas vendas já registram crescimento acima dos dois dígitos. Na Parangaba ficamos em frente ao terminal, um local de grande fluxo. Esperamos atingir um faturamento semelhante ao da loja da Bezerra”.

Com investimento de R$ 11,08 milhões e área de 8.826 m², o Assaí Parangaba vai gerar 450 empregos, entre diretos e indiretos. O estacionamento tem capacidade para 258 carros e a loja dispõe de nove mil itens.

Entre as ofertas de inauguração, o supermercado mantém até domingo a venda de óleo de soja Soya por R$ 1,95, frango congelado a R$ 2,19 (kg), lata de Leite Ninho de 400g de R$ 5,79, arroz Alteza a R$ 1,38 (kg), batata inglesa por R$ 1,75 (kg), laranja pera ao preços de R$ 0,75 (kg), entre outras promoções. Os preços são válidos também para as outras lojas da rede supermercadista na Região Metropolitana de Fortaleza. O prazo para pagamento vai até 40 dias no cartão próprio.

(Diário do Nordeste)

TSE suspende inserções do PSDB na TV por propaganda antecipada

BRASÍLIA – O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Aldir Passarinho Junior, concedeu liminar PT e determinou a suspensão imediata da transmissão de inserções do PSDB nos dias 22, 26 e 29 de junho que foram ao ar originariamente no último dia 15 em cadeia nacional de televisão. O PSDB e José Serra tem cinco dias para apresentarem defesa.

Na decisão, o ministro afirma que, depois de analisar as inserções levadas ao ar, concluiu que o partido não atendeu às normas eleitorais. Segundo o ministro, nas inserções do partido não observam a difusão dos programas partidários.

O ministro observou que houve a apresentação de “manifestações pessoais” de filiado, confirmadas nas expressões como: “Esse é o meu jeito, como eu sempre fiz; Do fundo do meu coração é nisso que eu acredito; Eu acho que já passou da hora; e Dá para fazer. Vamos juntos melhorar a saúde do nosso país”.

O PT pede a cassação do tempo equivalente a cinco vezes ao das inserções questionadas no segundo semestre deste ano e a aplicação de multa entre R$ 5 mil e R$ 25 mil

www.oglobo.com.br

Saramago era conhecido por opiniões polêmicas e língua afiada

O escritor português José Saramago, que morreu nesta sexta-feira aos 87 anos, era conhecido tanto por seu talento literário como por suas visões polêmicas.

Saramago era um comunista ferrenho e seus desafetos incluíam a Igreja Católica, o governo israelense e o ex-presidente americano George W. Bush.

“Eu sou um comunista hormonal, meu corpo contém hormônios que fazem crescer minha barba e outros que me tornam um comunista. Mudar, para quê? Eu ficaria envergonhado, eu não quero me tornar outra pessoa”, disse Saramago ao repórter da BBC Alfonso Daniels, em uma entrevista em junho de 2009.

Recentemente, Saramago fez duras críticas ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, a quem se referia como “vômito”.

“Na terra da máfia e da Camorra, o quanto é importante o fato provado de que o primeiro-ministro é um delinquente?”, perguntou em O Caderno de Saramago, o blog que escrevia no site da Fundação Saramago.

Desafetos

Em 2002, o escritor comparou a situação nos territórios palestinos com o campo de concentração nazista de Auschwitz.

“Nós precisamos tocar todos os sinos do mundo para falar que o que está ocorrendo na Palestina é um crime, e está em nosso poder parar isso”, disse ele, quando uma delegação de membros do Parlamento Internacional de Escritores se encontrou com o líder palestino Yasser Arafat em Ramallah.

“Nós podemos comparar (a situação palestina) com o que aconteceu em Auschwitz”, disse.

Saramago também teve desentendimentos com o governo de seu próprio país.

Em 1992, ele se mudou em exílio simbólico para as Ilhas Canárias, depois que o governo português bloqueou a nomeação de seu livro O Evangelho segundo Jesus Cristo para um prêmio literário europeu por ser supostamente herético.

“O ser humano inventou Deus e depois escravizou-se a ele”, disse o escritor certa vez.

Fim de Portugal

Mais recentemente, em 2007, Saramago causou polêmica ao sugerir que Portugal um dia se tornaria parte da Espanha.

“Eu acho que nós acabaremos integrando”, disse ele ao jornal Diário de Notícias, de Lisboa.

Saramago afirmou acreditar que Portugal se tornaria uma província ou região autônoma do país vizinho.

Segundo o escritor, a Espanha provavelmente mudaria de nome e se chamaria Ibéria, mas os portugueses não virariam espanhóis.

As declarações foram amplamente criticadas por outros escritores e pela imprensa portuguesa.

Em outra entrevista, esta ao jornal português Público, o escritor disse também que “como portugueses estamos cansados de viver”.

“Se calhar, a nossa missão histórica acabou”, afirmou na entrevista.

Pessimismo

Saramago também era conhecido ainda por seu lendário pessimismo.

“Eu sempre fui uma criança séria, melancólica”, disse à BBC.

“Eu sempre tendi a ver o lado negro das coisas, eu acho que as pessoas nascem com isso”, afirmou, ao ser perguntado se a criação rural poderia ser responsável pelo pessimismo que, segundo ele, estava cada vez maior.

Em abril de 2009, várias das opiniões polêmicas de Saramago foram incluídas no livro O Carderno, uma coletânea de textos publicados por ele em seu blog.

(O Globo Online)

Morre o escritor português José Saramago

RIO – O escritor português e Prêmio Nobel de Literatura José Saramago morreu na ilha espanhola de Lanzarote, nesta sexta-feira, por volta das 8h (horário de Brasília). Ele tinha 87 anos. Em comunicado, a Fundação José Saramago informou que o ele não resistiu a “uma múltipla falha orgânica (falência múltipla de órgãos), após uma prolongada doença. O escritor morreu estando acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila”. Ele era casado com a jornalista espanhola Pilar Del Río, que o descreveu como “homem de convicções firmes, capaz de estar sempre ao lado daqueles que sofrem”.

Veja imagens de José Saramago

Em frases, o pensamento de José Saramago

José Saramago é considerado um dos mais importantes escritores contemporâneos, autor de obras que atingiram reconhecimento mundial, como “O evangelho segundo Jesus Cristo”, “A jangada de pedra” e “Memorial do convento”. Sua obra “Ensaio sobre a cegueira” foi levada aos cinemas pelo brasileiro Fernando Meirelles ( veja o trailer do filme ) e o filme se tornou um sucesso mundial. Em 1998, sua prosa inventiva, a estética rigorosa e a constante preocupação social o fizeram merecer o Prêmio Nobel de Literatura.

Além de romances, Saramago publicou livros de poesias, contos, crônicas, memórias, peças teatrais e até um livro infantil, “A maior flor do mundo”, de 2001. Nos últimos anos, aderiu também à internet: em setembro de 2007, o escritor entrou no mundo virtual ao lançar o blog Cadernos de Saramago , onde comentava temas relacionados a política, literatura, religião e sociedade ou simplesmente escrevia relatos sobre suas viagens, muitas ao Brasil. No ano passado, sete meses de posts foram lançadas em livro, sob o título de “O caderno”.

Depois que o escritor deixou de escrever para o site, ele passou a ser atualizado diariamente pela Fundação José Saramago. Na manhã de sua morte, foi publicada uma reflexão do autor, reproduzida, com o título de “Pensar, pensar”, de uma entrevista a um jornal português de 2008: “Acho que na sociedade atual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objetivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, não vamos a parte nenhuma”.

Saramago nasceu no dia 16 de novembro de 1922, na pequena aldeia portuguesa de Azinhaga. Publicou o primeiro livro, “Terra do pecado” em 1947, quando tinha apenas 25 anos. Em 1980, publicou aquele que é considerado seu primeiro grande romance, “Levantado do chão”. Mas foi apenas em 1982, com a publicação de “Memorial do convento”, que seu estilo próprio, de frases longas e reflexivas, ausência de parágrafos para separar diálogos e utilização inusitada da pontuação, começou a chamar atenção. O livro se tornou um dos maiores sucessos comerciais do escritor, que até conseguir viver exclusivamente da literatura trabalhou como jornalista, tradutor e funcionário público.

Em 1983, Saramago foi agraciado com o Prêmio Camões, o mais importante da literatura portuguesa. É a partir daí que escreve a maior parte de seus principais livros: “O ano da morte de Ricardo Reis” (1984), “A jangada de pedra” (1986), “História do cerco de Lisboa” (1989), “O evangelho segundo Jesus Cristo” (1991) e “Ensaio sobre a cegueira” (1995).

Com “O evangelho”, ficaram evidentes as diferenças do escritor com a Igreja Católica. Comunista, ateu e crítico ferrenho dos dogmas da Igreja, Saramago imagina em seu livro uma nova versão para a vida de Cristo, que foi considerada ofensiva por diversos setores da comunidade católica, a ponto de o então secretário de Estado português Sousa Lara proibi-lo de concorrer a um prêmio literário estatal. O escritor enfrentou uma perseguição religiosa em seu próprio país, que acabou levando-o a se mudar para a ilha de Lanzarote, onde viveu desde então.

Saramago era também um crítico constante do liberalismo econômico – segundo ele, o poder há muito tempo passou das mãos dos governos para as das multinacionais. O escritor lamentava ainda a falta de visão crítica da sociedade, tema ao qual sempre voltava em seus livros. “A estupidez não escolhe entre cegos e não cegos”, disse em 2008, a propósito do lançamento do filme “Ensaio sobre a cegueira”.

O escritor publicou no fim de 2009 seu último romance, “Caim”, um olhar irônico sobre o Velho Testamento. Como em 1991, o livro enfureceu a Igreja Católica .

(O Globo Online)

VISITANTES TOTAIS

  • 8,665,610 visitas

VISITANTES ON-LINE

SAUDAÇÕES

Sejam tod@s muito bem vind@s!

O blog diálogos políticos é uma iniciativa da Secretaria de Formação do Sindicato dos Bancários do Ceará. Nosso objetivo é possibilitar o intercâmbio de informações entre as pessoas interessadas nos mais diversos temas da conjuntura brasileira.

MEDIADOR

. Geógrafo e Funcionário da Secretaria de Formação do SEEB/CE. Atua na CCP-Banco do Brasil e CCV-Caixa. Diretor da AESB e Delegado Sindical do SINTEC-CE.

MÚSICA

Direito a Liberdade de Expressão

"Todo o indivíduo tem direito a liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão". Art.19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, promulgada em 10 de dezembro de 1948.
free counters