INSS dá nova chance de perícia para quem teve auxílio doença negado

Agora, segundo uma nova regra do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), os segurados que não conseguirem o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez após uma perícia não precisarão mais esperar 30 dias para marcar um novo exame e tentar o benefício novamente.

Antes, a carência era exigida, e, na prática, o segurado com direito ao auxílio, por exemplo, poderia perder pelo menos um mês de benefício.

Outra mudança é que o segurado com o pedido de benefício por incapacidade (auxílios e aposentadoria por invalidez) negado poderá pedir o agendamento de uma nova perícia em outro posto do INSS, diferente daquele em que a primeira foi feita. Antes, a mudança não era possível.

As novas regras valem tanto para o segurado que fez o pedido pela primeira vez quanto para aquele que já recebia um auxílio e que queria a prorrogação do benefício.

Segundo o último levantamento do Ministério da Previdência, em julho, chegaram ao INSS cerca de 352 mil pedidos de benefícios por incapacidade. Segundo o balanço, também em julho, 200 mil foram concedidos e 164 mil, negados –os pedidos analisados, no entanto, não são necessariamente aqueles que chegaram ao INSS no mês.

Em julho, a Previdência registrou o pagamento de 4,07 milhões de benefícios por incapacidade, entre auxílios (1,17 milhão) e aposentadorias por invalidez (2,86 milhões) — a mudança, porém, não deve afetar quem já é aposentado, pois o benefício é considerado permanente.

Para o segurado que está perto do fim da concessão de um auxílio, continuará sendo possível fazer o pedido de prorrogação nos postos 15 dias antes do término do benefício. O prazo máximo de pagamento é de dois anos.

Se o pedido for negado, existe ainda a possibilidade de o segurado fazer um pedido de reconsideração ao INSS, sem recorrer imediatamente a um novo pedido de perícia.

Motivo : As normas para o agendamento das perícias mudaram a pedido do Ministério Público Federal, que, segundo o INSS, considerou inconstitucional a exigência de o segurado ter de esperar um prazo para fazer um novo pedido de benefício.

Quem tem direito : O auxílio-doença é concedido a quem foi impedido de trabalhar por motivo de doença ou acidente, por mais de 15 dias seguidos. Para ter o auxílio-acidente, é preciso que o trabalhador tenha uma incapacidade permanente, mas que não o impeça de trabalhar. O benefício é pago até a aposentadoria. O segurado incapacitado que não pode voltar ao trabalho é aposentado por invalidez.

Fonte: Nahoraonline

About these ads

23 opiniões sobre “INSS dá nova chance de perícia para quem teve auxílio doença negado”

  1. Acho um absurdo ter lei e o INSS não cumprir.
    Tem gente há mais de 2 anos em auxilio-doença, com pedido de aposentadoria por invalidez e o INSS não aposenta.

    Esse segurado tem prejuizo psicologico, mesmo tento o pedido de aposentadoria por invalidez, ainda passa pelo vexame de ter que fazer pericia a cada 2 meses e ficar passando por perito que nem olha na cara do segurado, ainda o desafia e não respeita nem a doença do mesmo, vai mantendo ele e a fila do INSS vai aumentando.

    Se depois de 2 anos não tem condições de reabilitação e tem pedido de aposentadoria por invalidez porque o INSS não fornece, fica o segurando tendo que recorrer a Justiça, onerando ainda mais a quantidade de processos na Justiça Federal.

    Medicos que não são especializados em determinadas doenças, lindam como o segurado como se fossem todos golpístas.

    Isso é uma vergonha, peritos que são pediatras, anestesistas, etc…claro todos tem formação em medicina do trabalho, mas de que adianta se o proprio sistema informatizado não dá a aposentadoria.

    Vergonha nacional.

  2. Gostaria de saber se minha esposa pode voltar a receber seu benefício, pois o mesmo foi negado, ela continua com uma série de problemas de saúde e não consegue recerber esse benefício mesmo tendo contribuindo 20 anos com inss. Sei que todos temos de contribuir para termos os nossos direitos garantidos mais no caso dessa falta de informação deixa que o povo (nós) perca os nossos direitos.

  3. Olá,

    meu pai de 57 anos contribuiu mais de 20 anos. Está com uma doença cronica psiquica ha 15 anos, consequentemente desempregado e sem contrubir ha 12 anos. Mesmo com atestados médicos da época de servidos o pedido de aposentadoria por invalidez foi negado.

    Precisamos começar a contrubuir o valor minimo para ele ser servidor e conquistar o direito dele?

    Pela lei ele esta de acordo com o beneficio dele!

    Obrigada

    Aguardo retornos

  4. Olá,

    Já passei por três perícia pelo INSS que foi negada, estou com 3 relatórios médicos sendo 2 de um ortopedista e um de um neuro cirurgião informando que deverei me afastar das atividades laborais por um tempo para tratamento e recuperação, uma vez que estou com Sindrome do Túnel do Carpo Bilateral e trabalho com digitação e 9 horas de trabalho. Se caso for negada pela 4ª vez como deverei agir, recorro a quem? Já que sou contribuinte do INSS e não tenho condições físicas de voltar ao meu trabalho já que as dores são intensas?
    Desde já agradeço e aguardo uma ajuda.

  5. No ano de 2010 fiquei afastado por 3 meses depois nas novas pericias que fiz não consegui afastamento,então entrei na justiça, onde o juiz solicitou que fosse feito pericia , so que ja faz mais de 4 meses e esta pericia não foi marcada , é normal demorar para marcar esta pericia.

  6. Estou desesperada,estava na pericia a quase dois
    anos,nesta ultima pericia ganhei alta,sem as minimas condições de voltar ao trabalho…trabalho com digitação a 20 anos…tenho varios cistos na coluna,tendinite no punho e bursite nos dois ombros
    e artrose na coluna…as dores são intensas,não consigo mais fazer as tarefas diarias…ta dificil
    até pra sair de casa…minha qualidade de vida ta pessima….o que devo fazer…se eu entrar com novo
    pedido tenho chances de manter no beneficio.

    Desde já agradeço!!

  7. estou desempregado, mais ainda estou no prazo de concesão do auxilio doença, porem já me trato nos médicos psiquiatras desde pequeno e agora me trato no psiquiatra com o cid 41.2 e agora estou para fazer pericia gostaria de saber as chances que tenho, de ser concedido o beneficio pois não estou apto para voltar ao trabalho…………

  8. Olá , sou contribuinte do INSS e gostaria de saber a respeito do AUXILIO DOENÇA na qual me submetir e não obitive êxdo ou seja o BENEFICIO FOI NEGADO , sofro de ÚLCERA VARICOSE a mais ou menos 20 anos e vcs podem imaginar o que é ficar sem trabalhar esse tempo todo dependendo de tudo e de todos pra continuar vivendo quem tem o problema sabe o que é sofrimento e dor e o pior é que são nas duas pernas, não posso ficar muito tempo em pé e nem muito tempo sentado, dá pra me liberar esse beneficio? quanto aos medicamentos, eu nem tomo mais pq não faz mais efeito pelo contrário está é me destruindo mais por dentro, agora pra acabar de completar me aparece no ombro direito uma dor que não sai nunca proveniente de tendinite ou… OBS. se eu tivesse que optar p/ adquirir algum dinheiro fácil c/ talvez vcs estejam pensando (INSS), optaria pelo meu trabalho , pq ganho mais , infelismente eu nescessito e muito desse beneficio na qual por lei eu tenho direito assim c/ tantos outros. OBRIGADO!

  9. ola,clocarei meus relatos sobre a Previdencia social,pois estou muito chatiado com a mesma,,a 5 anos e 3 mesês estou com o beneficio do inss,fiz a pericia em 25/04/2011 e o perito colocou que não estou incapacitado para exercer minhas funções de trabalho,é um absurdo pois a 5 anos atraz sofri enfarto do miocardo,ja passei por 3 cateterismo e um angioplastia, emplante de um stand na artéria do coração,e 2 anos atras passei por uma cirurgia vascular, 3 pontes de safena e uma de mamaria.. e o perito que diz ser perito me negou,pois não olhou para minha cara e nem falou comigo,,um desrespeito com as pessoas que trabalham a vida toda e contribuindo com previdencia,minha doença é cid 31,agora vou recorrer a advogados procurar meus direito,pois como vou pagar meu aluguel e sobreviver,o inss tem que selecionar os médicos peritos ,,,desde ja agradeçoe fico muito grato se alguem faça jus dos nossos direitos,,Obrigado. 02/05/2011 .

  10. também acho um absurdo ,estou a dois anos afastada da empresa que trabalho, a um ano recebi o auxilio doença , e um ano estou sem receber nada, a empresa não me aceita, e o inss não me da direito de afastamento para que eu possa me tratar ,tenho 2 filhos ,sou separada,meu pai me ajuda no aluguel,e dependo de sestas basicas da minha igreja, quer dizer nós trabalhamos para sobreviver ,quando ficamos doente somos tratados como cachorros abandonados pelos medicos e pelo patro, a serventia só serve quando estamos sendo ulteis a eles, quando não ,eles nem se quer pergunta se já moremos ,que borocrasia orivél que vivemos hoje naaria da saúde….. lucelia Queiroz do nascimento

  11. bom dia eu keria tira uma duvida meu marido vai fazer um ano de auxilio doença agora foi negado e ele ñ pode voltar para o trabalho o ki ele tem ki fazer tenha um bom dia !!!

    1. marque uma nova pericia de pedido de reconsideração e leve na data seus exames e laudos mais recente. Ore a Deus para que seja um perito do Senhor Jesus e sem você esperar tudo dará certo.

  12. E REALMENTE UMA VERGONHA TANTA GENTE DOENTE,E NÃO CONSEGUINDO O BENEFICIO,E A CONTRIBUIÇÃO QUE NOS PAGAMOS TODOS OS MESES PARA ONDE VAI EMMMMMMMMMMMMM,PARA O BOLSO DE QUEM?

  13. Em 23 /10 /2009 foi constatado um câncer de reto e foi retirado o tumor sendo constatado (neoplasia de reto) me levando a amputação anal, com colostomia definitiva ; fazendo tratamento de radioterapia e quimioterapia no período de 2 anos ; que me restou sequelas não podendo exercer minhas atividades habituais, sou mecânico de manutenção e meus médicos não me concederão alta ; o inss me da alta e estou desde novembro de 2012 sem receber direito do beneficio e também não consegui aposentadoria por invalides e nem tampouco assistido por um assistente social ou psicológico acho um absurdo por todos estes transtorno que tenho passado ; sendo contribuinte desta entidade ; sendo contribuinte desde 17 / 03 /1980 e ser negado do meu próprio direito oque devo fazer me mande uma resposta meu EMAIL Manoel-pinto2011@bol.com.br desde muito grato; manoel

  14. antes de me aposentar,entrei com pedido beneficio ao inss o mesmo foi negado por duas vezes.tenho uma perca auditiva, que me incomoda muito.eu tenho algum direito a um complemento na minha aposentadoria.

  15. Boa noite, estou indignada hoje passei na perícia medica e a medica nem olhou meus exames, me apertou toda e ainda não indeferiu meu pedido já estou 1 mês sem salario e eles não aceitaram, vou recorrer, mas e se não aceitarem de novo, recolho INSS há mais de 16 anos e só comecei a precisar do INSS a menos de 1 ano e agora temos que passar essa humilhação, como se fossemos ladrões, como se os médicos não tivessem valor algum, porque se um medico te afasta é porque você realmente não pode trabalhar, mas aí, passa na pericia e eles negam.
    Estou cansada dessa barbaridade, dessa pouca vergonha, de pagarmos por anos e quando precisamos do beneficio, somos tratamos como lixo, porque a maioria dos médicos nem olham na nossa cara.
    Isso é Brasil.

    Tatiana – Santo André – SP.

  16. Tenho vergonha de tantas coisas no nosso pais que não funciona ou que apenas aumenta os seus dividendos estou a mais de dois meses afastado pela própria empresa enviei e-mail para O Presidente do Inss apenas dizendo que tenho bipolaridade e que faço tratamento psíquico, neurológico e psicológico estou pedindo apenas uma prorrogação do meu afastamento anterior por ter tido uma sinusite aguda acompanhada de uma paralisia facial e apos foi constatada a bipolaridade essa que faço tratamento e acompanhamento pois a descoberta foi recente.
    Queria entender estes médicos peritos em suas avaliações isso é revoltante eu quero ter um tempo maior para recuperar e continuar minha atividade laboral mais nem prorrogação eu consegui o que eu faço alguém bem mais experiente que eu pode me ajudar?

  17. Houve dois indeferimentos anteriores será que eu volto a tentar um (terceiro) tudo foi constatado nos exames e no laudo que foi apresentado ao perito médico que indeferiu o pedido do auxilio-doença. Já não sei onde recorrer e o que fazer, alguém pode me ajudar por gentileza?

  18. Achei muito interessante: “Todo o indivíduo tem direito a liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão”. Art.19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, promulgada em 10 de dezembro de 1948.mas infelizmente não é cumprida na íntegra.

  19. Pagamos o denominado INSS mais quando precisamos de obter o beneficio que pagamos anos a fio e quase sempre negado e a cara do nosso País!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s